Histórias reais

Pet terapia: como os animais de estimação ajudam no tratamento de doenças?

Não é difícil ter um cão terapeuta em casa! A presença de animais de estimação é capaz de ajudar no tratamento de ansiedade, depressão e outras doenças
Não é difícil ter um cão terapeuta em casa! A presença de animais de estimação é capaz de ajudar no tratamento de ansiedade, depressão e outras doenças

Os cães são companhias realmente incríveis. Não importa qual seja o momento, eles conseguem nos alegrar, distrair e tornar qualquer ambiente mais aconchegante. Não é à toa que ter um cãozinho por perto faz toda a diferença, mesmo quando estamos doentes. É isso mesmo: a presença do cachorro ajuda na depressão, ansiedade e no tratamento de várias outras doenças, como a fibromialgia e o câncer. Pode parecer brincadeira, mas não é. Esses animais realmente têm mais poder do que a gente imagina, e sempre são capazes de nos deixar melhor. Por isso, o Patas da Casa decidiu explorar um pouco mais esse lado do cão terapeuta para entender como os animais de estimação ajudam em diversos tratamentos. Veja só!

Cão terapia: a companhia de animais de estimação tem impactos positivos no tratamento de fibromialgia

Uma pesquisa recente divulgada pela organização Mayo Clinic demonstrou que a presença de um cão é capaz de contribuir significativamente para o tratamento de fibromialgia. O estudo em questão contou com 221 pacientes acometidos pela doença que participaram do Programa de Tratamento de Fibromialgia da Mayo Clinic entre 5 de agosto de 2017 e 1º de setembro de 2018. Os participantes, por sua vez, foram separados em dois grupos para realizar uma sessão de 20 minutos de tratamento: um acompanhado de cão terapia e treinador, e outro acompanhado somente do treinador.

Como era de se esperar, o primeiro grupo teve impactos bastante positivos com a presença de um cãozinho: os níveis de oxitocina dos pacientes aumentaram, enquanto seus batimentos cardíacos diminuíram, proporcionando maior bem-estar. Além disso, observou-se um estado emocional-fisiológico mais positivo no grupo que realizou a sessão com um cão terapeuta do lado.

O cachorro ajuda na depressão e ansiedade, trazendo mudanças significativas para a vida do tutor

Ao contrário do que alguns podem pensar, os transtornos psicológicos - como a depressão e ansiedade - também não são doenças nada fáceis de lidar. Só quem sofre com isso sabe. Mas, felizmente, a presença de um amigo de quatro patas ajuda a tornar tudo um pouquinho mais suportável. Segundo um estudo conduzido pela Clínica Médico-Psiquiátrica da Ordem, em Portugal, é possível afirmar que o cachorro ajuda na depressão sim. O motivo para isso é simples: esses animais estimulam o tutor a voltar a realizar atividades que costumavam ser agradáveis e que foram perdidas com a doença, como a interação social. O mesmo vale para os ansiosos: a simples presença de um cachorro ajuda a amenizar os sintomas ansiedade, deixando o tutor mais relaxado nos momentos de crise.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O Elliot é um verdadeiro cão terapia para a Marcela e eles são inseparáveis
    O Elliot é um verdadeiro cão terapia para a Marcela e eles são inseparáveis

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Pet terapia: conheça a história da Marcela e do seu cãozinho Elliot

    Quem tem a oportunidade de viver com cachorros carinhosos mesmo em momentos tão difíceis sabe bem como a companhia deles ajudam a melhorar tudo. É o que acontece com a Marcela de Brito Melo, que tem 28 anos e tem esclerose múltipla. Para auxiliar no tratamento da sua doença, foi sugerido que ela procurasse por um cão terapeuta, que serviria de suporte emocional quando ela precisasse. “Adotei o Elliot no final de 2019, e completa um ano em novembro. Nós somos inseparáveis! Ele é muito dócil e sempre fica perto de mim, ele adora brincar e sempre quer interagir comigo”, conta a tutora.

    A recomendação para ter um bichinho por perto é simples: com o Elliot do lado, a Marcela consegue enfrentar situações de estresse e ansiedade com mais facilidade. “Ele me ajuda muito com a minha condição, pois meu índice de estresse diminui quando estamos juntos. Se ele está comigo, eu me sinto mais calma”, revela. Além disso, ter um cão terapia também serve de motivação para que a paciente realize algumas tarefas: “O Elliot é minha responsabilidade, precisa de mim para o básico, então isso me desafia todos os dias a continuar sendo ativa. Isso faz eu me sentir bem mesmo nos dias em que estou mal”.

    E não para por aí: como todos sabem, os cachorros podem até não falar, mas têm uma sensibilidade enorme, principalmente quando percebem que algo não vai bem com alguém que ele ama. Com um cão terapeuta isso não é diferente: “Todos os dias que eu estou me sentindo mal, ele me dá uma atenção mais do que o normal e fica comigo o tempo inteiro. Isso é muito bom para dias mais difíceis. Cachorros acabam criando uma conexão profunda com a gente.”

    Redação: Juliana Melo

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Próxima matéria

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Setembro amarelo: tutoras compartilham como seus animais de estimação ajudaram no tratamento da depressão
    Adoção

    Setembro amarelo: tutoras compartilham como seus animais de estimação ajudaram no tratamento da depressão

    Quem tem um animal de estimação em casa, sabe bem o quanto esses bichinhos podem fazer um bem danado para nós. Em meio a correria, os cachorros fofos e os gatinhos carinhosos podem tornar a rotina mais leve e prazerosa. Mas, o que poucos sabem é que, muita das vezes, eles podem ser grandes aliados para lidar com quadros mais difíceis, como a depressão. Sim, isso mesmo! Algumas pesquisas já comprovaram a teoria de que o convívio com animais auxilia no tratamento de depressão. Para entender um pouco mais sobre o assunto, conversamos com duas tutoras que contaram como os pets mudaram suas vidas e ajudaram a lidar com a doença. Veja só!

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Raiva: saiba tudo sobre os sintomas, tratamento e prevenção da doença
    Saúde

    Raiva: saiba tudo sobre os sintomas, tratamento e prevenção da doença

    A raiva canina é uma das doenças virais mais perigosas que o seu amigo pode pegar se não for devidamente protegido de seu agente causador. Apesar de ser uma zoonose, o que mais preocupa nesse caso é que ela não tem tratamento e é sempre fatal em animais. Em humanos, apesar de o tratamento ser novo, já existem casos de cura completa no Brasil. Para esclarecer dúvidas sobre a raiva em cachorros, seus sintomas, formas de transmissão e prevenção, nós conversamos com o veterinário Thiago Félix, de Brasília. Sobre a ação da raiva em humanos, os dados são da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

    Ver Todas >

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo
    Comportamento animal

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo

    Depois de adotar um cachorro, é bom ter em mente que nem tudo será diversão. Os aprendizados também devem fazer parte da rotina do animal. Quanto antes os treinos começarem, mais fácil será para o cachorro aprender - e, consequentemente, a convivência com o cãozinho será melhor em todos os sentidos. O adestramento nem sempre precisa ser feito com um profissional.

    Como é a personalidade do Ragdoll?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Ragdoll?

    O Ragdoll é uma raça de gato gigante que faz muito sucesso, e isso não é só por causa da sua aparência fofinha e felpuda. O que realmente encanta os gateiros é a personalidade do gato Ragdoll, que é muito afetuosa e tranquila. Muitas pessoas até chegam a comparar o bichano a um cachorro, pois além de ser muito brincalhão, o Ragdoll também tem uma dependência maior da sua família humana. 

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino
    Comportamento animal

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino

    O focinho de gato é uma região que definitivamente chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente por causa do seu formato fofinho e da sua delicadeza. No entanto, o que poucas pessoas percebem é que, além de ser muito fofo, o pequeno nariz dos gatos é uma das principais formas de comunicação do animal com o mundo. Mas como funciona o focinho de gato? Por que em alguns casos o nariz do gato fica seco, sendo que normalmente eles são gelados? Quais são os cheiros que o gato não gosta? 

    Ver Todas >