Ração

Peixes para gatos: descubra os benefícios e quais tipos são liberados para incluir na alimentação dos felinos

Gato come peixe? Saiba quais são os melhores tipos de peixe para gato e os seus benefícios
Gato come peixe? Saiba quais são os melhores tipos de peixe para gato e os seus benefícios

Todo tutor sabe que o cuidado com a alimentação é um dos passos mais importantes para manter a saúde dos gatos em dia. Por isso, é essencial saber as comidas que você pode dar ou não para o seu amigo de quatro patas. Isso levanta a questão que sempre passa pela cabeça de quem tem um felino em casa: gato come peixe ou não? Uma coisa é certa: o alimento desperta bastante a atenção dos bichanos, tanto pelo seu cheiro quanto pelo paladar. Para esclarecer mais sobre essa comida para gato, preparamos uma matéria muito especial com os principais benefícios que o pescado pode trazer para o organismo desses animais e quais são os mais indicados para a dieta deles. Confira!

Afinal, gato pode comer peixe ou não?

Essa é uma dúvida que permeia a cabeça de vários tutores. E, apesar de muita gente acreditar que dar peixe para gato comer pode ser prejudicial para a saúde dos felinos, isso não é bem verdade. Mas, assim como qualquer alimento que fuja do padrão (como as frutas para gatos), o pescado deve ser oferecido aos animais com muito cuidado e com uma frequência bastante limitada. Até porque há uma certa diferença entre os tipos de peixe: enquanto alguns podem ser benéficos para a saúde dos bichanos, outros, como o bacalhau, não são recomendados porque podem acabar fazendo mal ao organismo deles. Além disso, é importante ter em mente que o peixe cru para gato não é o ideal, sendo sempre necessário cozinhá-lo levemente (mas nunca totalmente). Portanto, antes de oferecer qualquer tipo de peixe ao seu amigo de quatro patas, é importante saber quais são os tipos apropriados para isso e as melhores formas de introduzi-los na dieta do seu pet.

 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Peixe cru para gatos não é recomendado!
    Peixe cru para gatos não é recomendado!

    Mais Lidas

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!

    As frutas para cachorro são ótimas opções de petiscos para agradar o seu amigo de quatro patas. Os pets podem sim tirar proveito da ingestão de determinadas frutas que são liberadas e não fazem mal. Mas afinal, cachorro pode comer banana? Quais os benefícios dessa fruta para cachorros? Qual a quantidade correta? Posso fazer um petisco para cachorro com esses alimentos? Veja as respostas para todas essas dúvidas!

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Peixe para gato: alimento pode trazer benefícios aos felinos

    Com um alto teor de ômega 3, o peixe é considerado um dos melhores alimentos quando o assunto é o fortalecimento ósseo dos animais. Além disso, é uma ótima fonte de proteína para os gatos, melhorando a disposição e aumentando a energia dos felinos. Dentre os peixes mais recomendados para a dieta dos gatos estão os pescados azuis, como o atum, salmão e anchova. Por serem menos gordurosos e possuírem uma grande quantidade de ômega 3, esses peixes podem ser introduzidos na dieta dos bichanos sem trazer nenhum risco para a sua saúde, sendo bem benéficos para eles. 

    Mas atenção: o peixe é um alimento que não contém todos os nutrientes essenciais que o gato precisa. Então nada de substituir integralmente a ração pelo pescado, hein? O ideal é que esse tipo de comida nunca seja a base da dieta do animal, e sim um petisco ocasional em datas especiais ou quando você quer presentear o seu amigo de quatro patas com um alimento que fuja da rotina.

    Gato comendo peixe: apesar dos benefícios, o pescado nunca deve substituir a alimentação diária do bichano
    Gato comendo peixe: apesar dos benefícios, o pescado nunca deve substituir a alimentação diária do bichano

    Comida para gato: entenda por que o peixe não deve ser a base da dieta do animal

    Segundo uma pesquisa desenvolvida por Anton C. Beynen, um cientista especialista em alimentação animal, o peixe não possui todos os nutrientes considerados importantes para a saúde dos gatos e, por isso, não deve servir como base da dieta do animal. Logo, é preciso ter em mente que o peixe jamais deve substituir a refeição habitual do seu pet. A ração de gato continua sendo o alimento mais completo nutricionalmente para os bichanos, e deve ser mantida diariamente. Mas, caso você esteja pensando em dar uma diversificada na dieta do seu amigo, o peixe e quaisquer alimentos que contenham esse ingrediente na sua composição podem ser uma boa alternativa para isso, se dados com moderação.

    Além do mais, mesmo com os benefícios que o peixe oferece, é preciso ter cuidado com a frequência que o tutor dá esse tipo de comida para o seu bichinho. Tudo em excesso faz mal e com o gato comendo peixe isso não é diferente. Não porque o seu gato pode ficar obeso, mas porque o consumo elevado de peixe pode desencadear alguns problemas de saúde nos felinos, como a deficiência de vitaminas e até mesmo alergias. Mas calma: não tem problema nenhum em dar um pouquinho de peixe de vez em quando para o seu amigo de quatro patas, viu? É só tomar cuidado para que isso não se torne um hábito muito frequente na rotina do animal. A seguir, daremos algumas dicas de como incluir o peixe na hora de dar comida para gato do jeitinho certo.

    Sardinha em lata para gatos: o mais recomendado é evitar esse tipo de alimento na dieta do animal
    Sardinha em lata para gatos: o mais recomendado é evitar esse tipo de alimento na dieta do animal

    Peixe para gato: algumas opções para você oferecer ao seu bichano

    Atum para gatos:

    Uma das melhores escolhas de peixe para gato é o atum! Com um alto valor nutricional, o atum traz uma série de benefícios para o bichano e costuma agradar bastante o seu paladar. Mas na hora de oferecê-lo para o seu amigo de quatro patas, é importante ficar atento a um fator: o peixe precisa ser fresco (mas ainda assim deve ser levemente cozido para eliminar possíveis bactérias). Essa é a forma de consumo mais saudável, mas não é a única que existe. Em casos onde o peixe foi congelado, por exemplo, o gosto do peixe pode sofrer uma leve alteração, mas ainda assim pode ser oferecido ao gatinho, desde que seja cozido antes também.

    O atum em lata, por outro lado, nunca deve fazer parte da dieta do animal. Esse tipo de alimento possui uma alta taxa de mercúrio e de sódio, o que pode fazer mal para a saúde dos gatos. Então, por mais que o bichano fique com vontade de experimentar atum, gatos sempre devem ficar longe desse tipo de alimento.

    Sardinha para gatos:

    A sardinha também pode entrar no cardápio dos felinos, desde que seja oferecida em ocasiões isoladas. Muitos tutores acabam tendo medo de dar esse tipo de peixe para gatos devido a grande quantidade de espinhas nas sardinhas, mas isso não é problema algum para eles. Pelo contrário: gato pode comer sardinha e a maioria adora saborear esse tipo de peixe. A principal questão, na verdade, é a quantidade que o gato come, que não deve ser muita e nem algo muito frequente na rotina dos animais. Além disso, assim como o atum, a sardinha em lata para gatos também não é ideal para a dieta dos felinos. Prefira sempre o peixe levemente cozido..

    Truta e salmão para gatos:

    Outras opções de peixe para gatos são o salmão e a truta. Mas, ao contrário do atum, o salmão e a truta não são petiscos que devem ser oferecidos totalmente crus para os animais. O mais recomendado, na verdade, é que esses peixes sejam congelados por 7 dias e, posteriormente, o tutor deve cozinhá-los um pouco (mas não totalmente) antes de dá-lo aos gatos. A ingestão desses peixes crus pode provocar uma deficiência de vitamina B no organismo dos felinos. 

    Comida para gato: uma opção bem interessante são as rações de peixe para gato
    Comida para gato: uma opção bem interessante são as rações de peixe para gato

    Comida para gato: veja como incluir o peixe na dieta do animal

    Petiscos: 

    Para tornar a alimentação do bichano mais diversificada, é possível acrescentar outros tipos de comida, como o peixe, na sua dieta. Mas é importante que isso sirva apenas como complemento às refeições dos gatos - e nunca como prato principal. Desta forma, uma alternativa para o gato comer peixe é que o alimento sirva de petisco em momentos de descontração ou quando o tutor quiser dar um "mimo" a mais para o seu amigo de quatro patas. De preferência, o peixe deve estar levemente cozido.

    Rações de peixe:

    Existem também as rações de peixe para gato, uma opção para quem não quer arriscar em dar o peixe em si ao animal. Nessas rações, todos os valores nutricionais do peixe são mantidos, como o ômega 3 e as proteínas essenciais. Além disso, muitas delas também possuem um gostinho diferenciado, que simula o mesmo paladar dos pescados e costuma agradar bastante os felinos. Para saber quais são as melhores rações de gato com sabor de peixe, você pode pedir sugestões de um veterinário.

    Peixe para gato: saiba quais não são recomendados para os felinos

    - Peixe defumado

    - Peixe marinado (ceviche)

    - Alimentos em conserva (sardinha ou atum)

    - Peixe com muito sal (bacalhau)

    Cuidados importantes na hora de oferecer peixe para gato

    Bem como já foi dito, o principal cuidado com a comida do gato é se atentar aos alimentos que são indicados para a dieta felina. Assim, você garante uma alimentação diversificada para o seu pet, mas não compromete a saúde dele. Além disso, se o gato come peixe muitas vezes ao longo da semana, isso também pode acabar fazendo mal para o organismo do bichano. O ideal é dar o alimento com moderação para evitar qualquer preocupação. Caso você tenha qualquer dúvida sobre os melhores peixes para gato, vale conversar com um veterinário para maiores orientações.

    Redação: Juliana Melo

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Próxima matéria

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Arranhador vertical ou horizontal: saiba quais os tipos e descubra o preferido do seu gato
    Brinquedos

    Arranhador vertical ou horizontal: saiba quais os tipos e descubra o preferido do seu gato

    Se você tem um gato de estimação sabe que é mais do que comum que eles arranhem móveis. Isso faz parte do seus instintos naturais, porque garante que eles alonguem os músculos e afiem suas garras. Mas a gente sabe que ninguém deseja que eles realizem essa ação na mobília, porque podem danificá-la. Por isso a melhor alternativa é oferecer para eles arranhadores de gatos. Existe uma grande variedade de formatos e tamanhos. Eles podem ser encontrados em qualquer pet shop. No entanto, é importante encontrar o modelo certo para facilitar a adaptação do seu filho de quatros patas. Se você está em dúvida em qual é o melhor arranhador para o seu felino, continue lendo que vamos explicar.

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!
    Saúde

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!

    O plano de saúde para gatos pode ser uma ótima alternativa para quem tem um felino em casa! Os pets fazem parte da família e, como qualquer ente querido, demandam atenção e cuidados especiais. No caso dos gatinhos, essa série de precauções inclui check-ups anuais, vacinas e visitas frequentes ao consultório veterinário. Manter essa rotina saudável não precisa, necessariamente, ser um peso no orçamento.

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Ver Todas >

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?
    Alimentação animal

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?

    Cuidar da alimentação do gato é, certamente, uma das tarefas mais difíceis para os gateiros de plantão. Diferente dos cães, os felinos possuem um paladar extremamente criterioso e não costumam comer tudo o que veem pela frente. Justamente por isso, é importante ter em mente quantas vezes por dia o gato deve comer e, principalmente, qual a quantidade certa de ração e sachê para gatos que deve ser oferecida ao seu bichano. 

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?
    Alimentação animal

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

    Cuidar da alimentação do cachorro não se trata apenas de escolher a melhor ração para o seu doguinho: é preciso pensar também no local em que você vai disponibilizar o alimento. O comedouro para cachorro é um acessório indispensável na rotina desses animais, e é possível encontrar diferentes modelos no mercado de pets. Tem os mais tradicionais, que são basicamente potes para preencher com a ração mesmo, e tem aqueles que são mais modernos, como o comedouro lento para cachorro. 

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, ter em mente quais são os alimentos liberados para os felinos é fundamental antes de sair oferecendo qualquer tipo de comida ao seu pet, como o ovo. Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?
    Alimentação animal

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?

    Cuidar da alimentação do cachorro vai muito além de escolher a melhor ração para o seu amigo de quatro patas, e inclui também saber guardar o alimento direitinho para evitar qualquer tipo de problema. O que poucas pessoas sabem - e percebem - é que a ração para cães favorece bastante a infestação de insetos e parasitas se for armazenada de forma incorreta. Outros fatores que influenciam nesse processo são a exposição do alimento ao sol e umidade. 

    Ver Todas >