Saber como passear com gato do jeito certo faz toda a diferença. Esses animais são conhecidos por sua independência e habilidade em explorar os ambientes. No entanto, deixar o felino com acesso livre à rua, especialmente em áreas urbanas e movimentadas, pode ser perigoso para a saúde e segurança do animal. Para oferecer aos gatos uma experiência de exploração segura, uma opção interessante é passear com gato, assim como fazemos com cachorros. O Patas da Casa reuniu 5 dicas valiosas sobre coleira para gatos, passeio e tudo que você precisa saber sobre as aventuras além da porta, com segurança e diversão garantidas.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

1) Coleira e guia para passear com gato: escolha acessórios seguros para o passeio 

Antes de passear com gato, é essencial contar com o acessório adequado. Opte por uma coleira para gatos, projetada especialmente para a espécie. O ideal é optar pelo modelo peitoral, que deixará o gato mais confortável e seguro. Além disso, certifique-se de que a coleira esteja ajustada corretamente para evitar fugas ou acidentes durante o passeio. Considere também o uso de uma guia retrátil, que permitirá ao gato explorar com certa liberdade, mas ainda sob seu controle.

Alguns tutores preferem a mochila para passear com gato no lugar da coleira peitoral. Esse acessório funciona como uma caixa de transporte transparente que o tutor carrega nas costas. Ou seja, o gatinho fica confortável, seguro e vendo tudo ao seu redor nas costas do tutor. 

2) Como passear com gato: atividade deve ser introduzida de forma gradual

Gatos são criaturas curiosas por natureza, mas podem ficar apreensivos ao se depararem com o mundo exterior, principalmente aqueles que vivem na criação indoor. Portanto, é fundamental fazer uma introdução gradual ao ambiente externo. Comece abrindo uma porta ou janela para que o gato possa observar e cheirar o ar fresco. À medida que ele se acostuma com a ideia, comece a passear com gato em sessões curtas e vá aumentando gradualmente o tempo de passeio, para que o gato se sinta mais à vontade com os estímulos e sons do ambiente externo.

Se você mora em apartamento, deixe que o gato comece a explorar o corredor antes de seguir para áreas comuns do prédio.

A escolha da coleira para gato adequada vai deixar o passeio mais seguro e confortável

3) Escolha horários e locais apropriados para passear com gato

Ao planejar os passeios com gato, é importante escolher horários e locais adequados. Opte por horários com menos movimento e barulho, o que pode assustar o seu felino. Parques e áreas verdes são ótimas opções, pois oferecem um ambiente mais seguro e estimulam a exploração. Verifique se o local permite a presença de gatos e certifique-se de que seu animal esteja protegido contra as pulgas e carrapatos, além do vermífugo, antes de levá-lo a espaços públicos.

4) Estimule brincadeiras ao passear com gato

Passear com gato não é apenas uma oportunidade de explorar o mundo exterior, mas também uma chance de brincar e se divertir junto com seu pet. Opte por brinquedos como as varinhas para gatos com penas, que incentivem seu pet a se mover e se exercitar durante o passeio. Além disso, permita que ele investigue diferentes texturas e cheiros, como folhas e galhos. Essa interação enriquece a experiência do passeio e fortalece a relação entre tutor e gatinho. 

5) Esteja atento aos sinais de estresse ao passear com gato

Durante o passeio, é fundamental estar atento aos sinais que o seu gato está emitindo. Observe seu comportamento e reações, pois isso ajuda a garantir que ele esteja se sentindo seguro e confortável. Alguns gatos podem se assustar com ruídos repentinos ou encontros com outros animais, então fique atento para protegê-lo de situações estressantes. 

Se o seu gato parecer ansioso ou estiver demonstrando sinais de desconforto, como agitação excessiva ou tentativa de fuga, é importante voltar para um ambiente familiar o quanto antes. Lembre-se de que cada gato é único e pode ter diferentes níveis de tolerância a estímulos externos. Saber identificar o gato estressado e voltar para casa é um dos segredos de como passear com gato.