Saúde

Papiloma canino: desvendamos as causas, cuidados e tratamentos da verruga em cachorro

O @googlethegolden teve papiloma canino e sua tutora nos explicou como foi!
O @googlethegolden teve papiloma canino e sua tutora nos explicou como foi!

O papiloma canino, também conhecido como papilomatose, é uma doença bem comum quando se trata da saúde dos cãezinhos. No entanto, poucas pessoas têm algum conhecimento, de fato, sobre esse tipo de verruga em cachorro. A doença cutânea evolui rápido e isso pode assustar os tutores despreparados. A Marisa Iannarelli Hochreiter passou por isso quando dois de seus cães foram diagnosticados com o papiloma canino: o Google e o Goo Jr. Ela nos contou como foi o processo e tratamento da doença. E, para esclarecer de uma vez por todas as características do papilomavírus canino, o Patas da Casa também entrevistou o veterinário dermatologista e alergologista Raphael Rocha, do Rio de Janeiro. Vem ver o que eles compartilharam com a gente!

Papiloma canino: o que é e como identificar essa doença?

De acordo com Raphael, o papiloma em cães é uma doença cutânea causada pelo vírus do gênero papilomavírus: “sua manifestação é pelo desenvolvimento de verrugas pelo corpo do cachorro. Elas normalmente têm um aspecto esbranquiçado, acinzentado ou são escuras”. Além disso, é comum que esse tipo de verruga em cachorro apareça na boca, focinho, genitais e na pele do animal. “O desenvolvimento da doença está diretamente ligado com a imunidade do animal”, alerta.

A Marisa conheceu o papilomavírus canino há cerca de 5 anos, quando surgiu uma verruga na língua do Google. Alguns anos mais tarde, a verruga em cachorro atingiu seu outro amigo de quatro patas, o Goo Jr, desta vez no focinho. Mas, quando isso aconteceu há poucos meses, a tutora já suspeitava que se tratava do papiloma canino. “Eu notei uma pintinha branca no nariz dele bem pequena, e logo pensei: 'será que é um papiloma?'. Em dois dias já levei ele na veterinária”.

Outro ponto que vale ressaltar é que, em muitos casos, é uma doença de rápida evolução, mas que não costuma causar nenhum tipo de dor no cachorro. “O animal pode ter incômodo, dependendo da quantidade e local de aparecimento. Mas, normalmente, o cão não apresenta dor”, explica o veterinário Raphael.

A evolução do papiloma canino pode acontecer rapidamente

Já pensou que uma pintinha, aparentemente inofensiva, pode se transformar em uma grande verruga em cachorro? Pois foi isso que aconteceu no caso do Goo Jr. Conforme a Marisa explicou, em cerca de um mês o papilomavírus canino já tinha evoluído bastante, e algo que não passava de uma pintinha esbranquiçada, tomou uma grande proporção. “O papiloma canino foi crescendo cada dia mais e de uma maneira muito rápida. E nessa rápida evolução, eu ia toda semana na veterinária para ela olhar. Até que chegou o momento em que ela receitou medicamentos para aumentar a imunidade dele", conta.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Verruga em cachorro: nos primeiros dias, o Goo Jr. ficou com uma pintinha esbranquiçada na ponta do nariz
    Verruga em cachorro: nos primeiros dias, o Goo Jr. ficou com uma pintinha esbranquiçada na ponta do nariz
    Com o passar do tempo, o papilomavírus canino começou a piorar
    Com o passar do tempo, o papilomavírus canino começou a piorar
    Papiloma em cães: a tutora Marisa registrou todo o processo de evolução da verruga em um mês
    Papiloma em cães: a tutora Marisa registrou todo o processo de evolução da verruga em um mês
    A verruga decorrente do papiloma vírus acabou caindo sozinha do focinho do Goo Jr e tudo voltou ao normal!
    A verruga decorrente do papiloma vírus acabou caindo sozinha do focinho do Goo Jr e tudo voltou ao normal!
    Verruga em cachorro: nos primeiros dias, o Goo Jr. ficou com uma pintinha esbranquiçada na ponta do nariz
    Com o passar do tempo, o papilomavírus canino começou a piorar
    Papiloma em cães: a tutora Marisa registrou todo o processo de evolução da verruga em um mês
    A verruga decorrente do papiloma vírus acabou caindo sozinha do focinho do Goo Jr e tudo voltou ao normal!

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Papiloma em cães: a verruga em cachorro é benigna ou maligna?

    Qualquer anomalia no corpo do animal costuma preocupar bastante os tutores, mas ao notar uma verruga em cachorro, é importante ter em mente que isso não é motivo para desespero. Até mesmo porque, segundo o veterinário Raphael, essas verrugas (ou neoformações) geralmente são benignas e não vão fazer nenhum mal ao seu amigo de quatro patas. “Elas são provocadas pela infecção do vírus nas células epiteliais da pele. Esta infecção viral induz o crescimento anormal das células da pele”, explica. Ah, e vale lembrar também que o papiloma canino não tem absolutamente nada a ver com o papilomavírus humano, conhecido como HPV. Então, se o seu cãozinho estiver com alguma verruguinha que pode ser causada pelo papilomavírus canino, não precisa entrar em desespero. Basta consultar um médico veterinário, de preferência especialista em dermatologia, que ele vai dar as principais orientações a respeito do caso.

    Papilomavírus: cães podem contrair a doença de outros animais?

    Infelizmente, o papiloma canino é uma doença contagiosa e a principal forma de transmissão é pelo contato com cães infectados. Tanto é que, quando o Goo Jr contraiu o papilomavírus canino, uma das principais recomendações da veterinária foi o isolamento social dos outros cachorrinhos para evitar o contágio. Mesmo com esse cuidado, todos os amigos do Goo Jr também tiveram o problema, indicando que a doença provavelmente foi passada para todos os animais do círculo social do Goo Jr por algum cãozinho infectado. 

    O diagnóstico e tratamento do papilomavírus canino

    Ao observar qualquer tipo de verruga em cachorro, é importante procurar um veterinário para saber exatamente o que é aquilo. Segundo Raphael, o diagnóstico do papiloma canino é realizado a partir de exames cutâneos e da observação do aspecto clínico das verrugas. Já os tratamentos para esse tipo de doença podem variar. “Existem várias opções terapêuticas para papilomatose canina, desde medicações orais, tópicas e tratamentos homeopáticos até a remoção cirúrgica”, explica.

    Em alguns casos pode ocorrer a regressão da doença, que varia de meses a anos. “Na papilomatose cutânea, as lesões podem permanecer por 6 a 12 semanas antes de iniciar sua regressão”, revela o dermatologista. No caso do Goo Jr, por exemplo, a verruga caiu sozinha depois de um tempo, mas não foi tão simples assim. À princípio, a medicação não resolveu e chegaram a cogitar uma remoção por cirurgia. No entanto, o animal também foi diagnosticado na mesma época com adoença do carrapato e, ao tratar esta enfermidade, foi possível restabelecer a imunidade dele. 

    Como prevenir o papiloma canino?

    Apesar de não ser grave, o papiloma em cães é uma enfermidade que merece atenção e que evidencia a baixa imunidade do animal. A melhor forma de prevenir o problema é garantindo que o sistema imunológico do cachorro está funcionando corretamente. “Um animal saudável, com um sistema imunológico ativo, bem alimentado, vacinado e vermifugado terá uma menor possibilidade de desenvolver a doença”, orienta Raphael. Filhotes e cachorros idosos precisam de uma atenção especial com a imunidade. Converse com um veterinário de confiança e veja a melhor forma de cuidar fortalecê-la para evitar doenças como o papilomavírus canino. 

    Redação: Juliana Melo

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Próxima matéria

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido
    Raças

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido

    A raça Bullmastiff é um cachorro grande e robusto, mas que não deixa a desejar no temperamento afetuoso e gentil. Esse cãozinho britânico, que surgiu no século XIX, conquista as pessoas por onde passa. Sempre em alerta, ativo, companheiro e fiel aos tutores, o Bullmastiff estará sempre pronto para proteger a família e seu território. Por não ser uma raça de cachorro tão comum no Brasil, elaboramos um guia com todas as informações que você precisa saber sobre o Bulmastiff, que também é chamado por Bulmastife e Bulmastife Boxer. 

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande

    Um cachorro Dálmata é facilmente reconhecido graças a sua aparência particular e também ao filme “101 Dálmatas”, desenho que se tornou muito popular na década de 60 e que faz um grande sucesso até hoje. Mas o que esse cãozinho tem de tão especial, além das suas famosas manchas? Para quem sempre quis ter um Dálmata para chamar de seu, chegou o momento de desvendar tudo sobre essa raça de cachorro grande: características físicas, temperamento, personalidade, que cuidados são necessários, preço e como é a saúde desse animal. Vem que a gente te conta!

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    Ver Todas >

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro
    Saúde animal

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro

    A giardíase canina é uma doença que deixa muitos tutores de cachorro preocupados. Além de causar sintomas desagradáveis, a giárdia em cães pode até mesmo levar o animal à morte se não for tratada a tempo. Quais são os sintomas de giárdia em cães, o que ela causa no corpo do pet e como preveni-la são algumas das dúvidas que muitos pais e mães de pet têm sobre a doença. 

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro
    Saúde animal

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro

    A dermatite atópica canina é uma doença de pele em cachorro mais comum do que se imagina e pode afetar cães de diferentes raças. Uma das principais características desse quadro é a coceira intensa, que pode ou não vir acompanhada de vermelhidão no local. Ou seja, é basicamente como se fosse um tipo de alergia em cachorro. Apesar de não ser uma doença de pele muito grave, a dermatite atópica canina precisa de atenção porque pode interferir consideravelmente na qualidade de vida dos animais.

    Ver Todas >