close
Adestramento

Meu cachorro late muito: conheça os diferentes tipos de latido + dicas para amenizar o barulho

Atualizado · 21 de maio de 2020 · 14h22

Publicado · 01/07/2019 · 16h33

Descubra as razões para os latidos em excesso do seu cachorrinho
Descubra as razões para os latidos em excesso do seu cachorrinho

Não importa o quanto você ama o seu cachorrinho: se ele for daqueles que latem em excesso, o incômodo vai fazer parte do seu dia a dia. Dependendo de onde você more, ainda há a possibilidade desse hábito atrapalhar os vizinhos. É verdade que algumas raças de cachorro têm uma propensão maior aos latidos, mas essa reação — quando acontece de forma exagerada — pode ser causada por uma série de fatores até mesmo nos cães que não são naturalmente inclinados a isso. Para te ajudar a diminuir a quantidade de barulho por aí, o Patas da Casa reuniu os diferentes motivos que levam o cachorro a latir demais e como você pode lidar com cada um deles.

As diferentes causas dos latidos do seu cachorro

Os latidos são a principal forma que o seu cachorro tem de se comunicar e expressar qualquer sentimento. Por isso, antes de imaginar que os latidos em excesso indicam algo mais sério, que precisa de tratamento com o veterinário, por exemplo, fique atento ao cotidiano do animal: quase sempre, os cachorros latem demais por razões comportamentais. Dê uma olhada nesses e em outros motivos para os latidos aqui embaixo:

  1. Latido protetor: muito comum em cães com instintos de caça e proteção do dono, esse tipo de latido acontece quando ele acha que alguma coisa que se aproxima pode te colocar em perigo. É muito comum durante os passeios, pode ser direcionado tanto a pessoas quanto a outros animais e também pode anunciar um possível ataque de acordo com o nível da ameaça. Outra situação bastante comum é cachorros que moram em apartamento e latem quando ouvem barulho de vizinhos enquanto você está em casa;
  2. Latido entediado: se você já ouviu reclamações dos vizinhos sobre a quantidade de latidos do seu cachorro durante o dia, enquanto você está na rua, é bem provável que ele esteja sofrendo de algo muito comum aos humanos: tédio. Cachorros muito ativos ficam assim quando passam muito tempo sem ter o que fazer (e é aí que eles tendem a destruir tudo o que veem pela frente) e os muito sentimentais e apegados, fazem isso por estarem sem a companhia do dono. A ansiedade da separação também pode causar esse comportamento, mas, nesse caso, os latidos não costumam ser o único sintoma. Dependendo da raça, também é comum que o cachorro uive nesse momento;
  3. Latido feliz: esse é fácil de identificar e geralmente vem acompanhado de pulinhos, agitação e rabo balançando. São muitos latidos repetidos em momentos muito empolgantes, como na hora em que você chega em casa do trabalho — geralmente, não há motivos para se preocupar nesse caso;
  4. Latido amedrontado: assim como todos nós, até os cachorros mais valentes e protetores sentem medo — a razão vai variar de animal para animal. O latido de medo acontece junto de uma postura retraída no corpo do cão e pode estar ligado a algum tipo de trauma que ele tenha tido no passado. É muito comum, por exemplo, em dias de chuva com muitos trovões ou na época de fim de ano, quando as pessoas soltam muitos fogos de artifício;
  5. Latido sintomático: geralmente, quando o cachorro fica doente, é comum que ele adote um comportamento mais letárgico e retraído, mas em alguns casos, os latidos também podem aparecer nesse momento. Fique atento: talvez ele esteja com alguma dificuldade auditiva ou queira mostrar que está sentindo alguma dor; 
  6. Latido territorial: a noção territorialista que é instinto de boa parte dos cachorros também pode ser a razão para os latidos em excesso do seu cachorro. Acontece que se ele sentir que uma pessoa ou animal pode ameaçar o lugar dele em casa ou a posição dele do seu lado durante um passeio — como quando outro cachorro se aproxima — ele vai latir para demonstrar que aquele lugar tem dono e já foi ocupado;
  7. Latido carente: é a evolução do latido de felicidade e pode substituir o de tédio. Se você passou o dia todo fora de casa, esse é o latido usado pelo animal que quer a sua atenção, seja com uma brincadeira, um carinho ou um passeio — vai depender da personalidade e das vontades dele
Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Identificar o tipo de latido do seu cachorro é essencial para a resolução do problema
    Identificar o tipo de latido do seu cachorro é essencial para a resolução do problema

    Mais Lidas

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!
    Comportamento animal

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!

    Gato cinza, branco, preto, laranja, rajado ou com cores misturadas: o que não falta é variedade quando o assunto é a cor do gato. Esse, inclusive, acaba sendo um dos maiores critérios que os tutores usam na hora de adotar um bichano e, acredite se quiser, isso pode ajudar bastante a entender o comportamento do animal no dia a dia. Nem todo mundo sabe, mas é possível definir a personalidade dos gatos pela cor (ou pelo menos chegar muito próximo disso).

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?
    Comportamento animal

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?

    A linguagem corporal canina é tão expressiva que às vezes é possível entender os cães mesmo que eles não falem. Seja qual for a personalidade do cachorro, todos têm um comportamento canino tão revelador que, só de movimentar as orelhas, já dá para perceber o que o pet sente ou quer. Porém, não são apenas os humanos que compreendem a linguagem de cachorro. Já aconteceu de você falar algo com seu cãozinho e ele, imediatamente, virar a cabeça?

    O que fazer para o cachorro latir menos?

    A primeira coisa que você deve fazer para solucionar o problema dos latidos em excesso é identificar as causas do problema para o seu cachorro. Se você desconfiar que todo o barulho é causado por dores ou algum outro mal estar, a ida ao veterinário para que o animal seja propriamente examinado é indispensável.

    Em alguns casos, como nos latidos territorialistas e os protetores, o adestramento e a socialização podem ajudar o seu cachorro a se acostumar com outras pessoas e animais. No fim das contas, isso vai fazer com que ele se exalte apenas quando for realmente necessário.

    Já nos casos de tédio e carência, não há outra opção: você precisa dar mais atenção para o seu cachorrinho! Tente encaixar momentos de passeio ou brincadeiras diárias com ele para que o animal esteja em constante movimentação — algumas raças de cachorro precisam de exercícios e atividades físicas —, dê brinquedinhos que vão ajudar a fazer o dia passar mais rápido ou, se for possível, adote um segundo cachorrinho para que ele tenha companhia enquanto você estiver no trabalho.

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida

    Próxima matéria

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro
    Raças

    Poodle: veja o infográfico e conheça todas as características da raça de cachorro

    O Poodle é um dos cães mais populares do mundo, e não faltam motivos para isso. Além dos pelos encaracolados de diferentes cores, que são típicos da raça, a inteligência, curiosidade e obediência do cachorro Poodle são traços que chamam a atenção. Mas como será que esse cãozinho é no dia a dia? Quais são as principais características e que cuidados devem ser tomados com o animal?

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido
    Raças

    Bullmastiff: origem, características e cuidados... conheça a raça de cachorro do Reino Unido

    A raça Bullmastiff é um cachorro grande e robusto, mas que não deixa a desejar no temperamento afetuoso e gentil. Esse cãozinho britânico, que surgiu no século XIX, conquista as pessoas por onde passa. Sempre em alerta, ativo, companheiro e fiel aos tutores, o Bullmastiff estará sempre pronto para proteger a família e seu território. Por não ser uma raça de cachorro tão comum no Brasil, elaboramos um guia com todas as informações que você precisa saber sobre o Bulmastiff, que também é chamado por Bulmastife e Bulmastife Boxer. 

    Samoieda: conheça tudo sobre a raça de cachorro originária da Sibéria
    Raças

    Samoieda: conheça tudo sobre a raça de cachorro originária da Sibéria

    O cachorro Samoieda é sem dúvidas um dos pets mais companheiros que existem. Com seu porte médio e as características físicas marcantes e típicas da raça, a raça de cachorro conquista admiradores por onde passa. O alto nível de energia também é um traço forte desse pet, que não possui nada de tímido. Ficou curioso para conhecer mais sobre a raça originária da Sibéria? Então dá só uma olhada no guia que preparamos com tudo sobre esse doguinho: origem, personalidade, cuidados básicos de rotina, saúde e muito mais.

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande

    O Terra Nova é uma raça de cachorro grande que, apesar do corpo musculoso e robusto, é muito dócil e amigável. Ele chama bastante atenção por conta do seu tamanho e também ser bem peludinho, lembrando bastante um ursinho de pelúcia - ou, nesse caso, um ursão. Dentre uma das características mais marcantes da raça, podemos destacar o seu lado atlético e a paixão que o cachorro Terra Nova tem por água. É isso mesmo: esta é uma das raças de cachorro que mais gosta de nadar e brincar na água.

    Ver Todas >

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?
    Comportamento animal

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?

    O pelo de gato exerce uma função importante tanto na proteção do corpo e da pele, como também na linguagem corporal felina. Sim, é isso mesmo: mesmo sem um vocabulário, os bichanos são capazes de expressar sentimentos e vontades com movimentos, posições específicas e até mesmo com o estado da pelagem. Se você já viu um gato arrepiado, deve entender do que estamos falando!

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?
    Comportamento animal

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?

    O termo “pet friendly” nunca esteve tão em alta quanto agora. Todo mundo sabe que os cães são grandes companheiros dos humanos e carregam até o título de melhores amigos. Mas, mesmo fazendo parte da nossa família há tanto tempo, foi recentemente que esses pets conquistaram um “espaço” definitivo nos momentos de lazer dos tutores. É aqui que entra a ideia de pet friendly: hotéis, pousadas, restaurantes, shoppings, mercados e vários outros estabelecimentos hoje em dia recebem os peludos de braços abertos (em alguns cidades, como no Rio de Janeiro, é lei!).

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção
    Comportamento animal

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção

    Ao decidir abrir as portas de casa para um bichano, vários tutores se inspiram em nomes de gatos famosos para apelidar o próprio pet. E acredite: existem muitas referências de gatinhos bem populares, principalmente quando entramos no mundo da ficção. Filmes, séries, quadrinhos, gibis, animações: em todos esses cenários é possível encontrar personagens totalmente icônicos.

    Comportamento do gato: aprenda alguns exercícios para estimular a cognição do seu pet
    Comportamento animal

    Comportamento do gato: aprenda alguns exercícios para estimular a cognição do seu pet

    Oferecer brinquedos interativos para gatos e investir em exercícios mentais normalmente são uma excelente forma de estimular as habilidades cognitivas do seu amigo de quatro patas. Afinal, mesmo que os felinos não tenham a mesma capacidade de raciocínio dos seres humanos, eles são bem inteligentes e capazes de aprender muita coisa. Além do mais, quando os instintos selvagens dos gatos são instigados, a cognição também é estimulada. 

    Ver Todas >