Adestramento

Meu cachorro late muito: conheça os diferentes tipos de latido + dicas para amenizar o barulho

Descubra as razões para os latidos em excesso do seu cachorrinho
Descubra as razões para os latidos em excesso do seu cachorrinho

Não importa o quanto você ama o seu cachorrinho: se ele for daqueles que latem em excesso, o incômodo vai fazer parte do seu dia a dia. Dependendo de onde você more, ainda há a possibilidade desse hábito atrapalhar os vizinhos. É verdade que algumas raças de cachorro têm uma propensão maior aos latidos, mas essa reação — quando acontece de forma exagerada — pode ser causada por uma série de fatores até mesmo nos cães que não são naturalmente inclinados a isso. Para te ajudar a diminuir a quantidade de barulho por aí, o Patas da Casa reuniu os diferentes motivos que levam o cachorro a latir demais e como você pode lidar com cada um deles.

As diferentes causas dos latidos do seu cachorro

Os latidos são a principal forma que o seu cachorro tem de se comunicar e expressar qualquer sentimento. Por isso, antes de imaginar que os latidos em excesso indicam algo mais sério, que precisa de tratamento com o veterinário, por exemplo, fique atento ao cotidiano do animal: quase sempre, os cachorros latem demais por razões comportamentais. Dê uma olhada nesses e em outros motivos para os latidos aqui embaixo:

  1. Latido protetor: muito comum em cães com instintos de caça e proteção do dono, esse tipo de latido acontece quando ele acha que alguma coisa que se aproxima pode te colocar em perigo. É muito comum durante os passeios, pode ser direcionado tanto a pessoas quanto a outros animais e também pode anunciar um possível ataque de acordo com o nível da ameaça. Outra situação bastante comum é cachorros que moram em apartamento e latem quando ouvem barulho de vizinhos enquanto você está em casa;
  2. Latido entediado: se você já ouviu reclamações dos vizinhos sobre a quantidade de latidos do seu cachorro durante o dia, enquanto você está na rua, é bem provável que ele esteja sofrendo de algo muito comum aos humanos: tédio. Cachorros muito ativos ficam assim quando passam muito tempo sem ter o que fazer (e é aí que eles tendem a destruir tudo o que veem pela frente) e os muito sentimentais e apegados, fazem isso por estarem sem a companhia do dono. A ansiedade da separação também pode causar esse comportamento, mas, nesse caso, os latidos não costumam ser o único sintoma. Dependendo da raça, também é comum que o cachorro uive nesse momento;
  3. Latido feliz: esse é fácil de identificar e geralmente vem acompanhado de pulinhos, agitação e rabo balançando. São muitos latidos repetidos em momentos muito empolgantes, como na hora em que você chega em casa do trabalho — geralmente, não há motivos para se preocupar nesse caso;
  4. Latido amedrontado: assim como todos nós, até os cachorros mais valentes e protetores sentem medo — a razão vai variar de animal para animal. O latido de medo acontece junto de uma postura retraída no corpo do cão e pode estar ligado a algum tipo de trauma que ele tenha tido no passado. É muito comum, por exemplo, em dias de chuva com muitos trovões ou na época de fim de ano, quando as pessoas soltam muitos fogos de artifício;
  5. Latido sintomático: geralmente, quando o cachorro fica doente, é comum que ele adote um comportamento mais letárgico e retraído, mas em alguns casos, os latidos também podem aparecer nesse momento. Fique atento: talvez ele esteja com alguma dificuldade auditiva ou queira mostrar que está sentindo alguma dor; 
  6. Latido territorial: a noção territorialista que é instinto de boa parte dos cachorros também pode ser a razão para os latidos em excesso do seu cachorro. Acontece que se ele sentir que uma pessoa ou animal pode ameaçar o lugar dele em casa ou a posição dele do seu lado durante um passeio — como quando outro cachorro se aproxima — ele vai latir para demonstrar que aquele lugar tem dono e já foi ocupado;
  7. Latido carente: é a evolução do latido de felicidade e pode substituir o de tédio. Se você passou o dia todo fora de casa, esse é o latido usado pelo animal que quer a sua atenção, seja com uma brincadeira, um carinho ou um passeio — vai depender da personalidade e das vontades dele
Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Identificar o tipo de latido do seu cachorro é essencial para a resolução do problema
    Identificar o tipo de latido do seu cachorro é essencial para a resolução do problema

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    O que fazer para o cachorro latir menos?

    A primeira coisa que você deve fazer para solucionar o problema dos latidos em excesso é identificar as causas do problema para o seu cachorro. Se você desconfiar que todo o barulho é causado por dores ou algum outro mal estar, a ida ao veterinário para que o animal seja propriamente examinado é indispensável.

    Em alguns casos, como nos latidos territorialistas e os protetores, o adestramento e a socialização podem ajudar o seu cachorro a se acostumar com outras pessoas e animais. No fim das contas, isso vai fazer com que ele se exalte apenas quando for realmente necessário.

    Já nos casos de tédio e carência, não há outra opção: você precisa dar mais atenção para o seu cachorrinho! Tente encaixar momentos de passeio ou brincadeiras diárias com ele para que o animal esteja em constante movimentação — algumas raças de cachorro precisam de exercícios e atividades físicas —, dê brinquedinhos que vão ajudar a fazer o dia passar mais rápido ou, se for possível, adote um segundo cachorrinho para que ele tenha companhia enquanto você estiver no trabalho.

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Próxima matéria

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Pastor Belga: conheça as características, personalidade, tipos e cuidados com essa raça de cachorro
    Raças

    Pastor Belga: conheça as características, personalidade, tipos e cuidados com essa raça de cachorro

    Quem procura um companheiro de quatro patas, vai amar ter um Pastor Belga para chamar de seu! Apesar de ter diferentes variações da raça, como o Pastor Belga Laekenois e o Groenendael, uma coisa é certa: o jeitinho desse cãozinho é completamente encantador. Não importa qual você escolha para levar para casa, essa raça de cachorro - mesmo com as suas variações - possui traços de personalidade bem parecidos e os cuidados com a sua saúde também costumam ser basicamente os mesmos. Para conhecer mais a fundo a raça Pastor Belga, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse cãozinho incrível. Vem que a gente te mostra!

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Terra Nova: conheça todas as características desse cachorro grande

    O Terra Nova é uma raça de cachorro grande que, apesar do corpo musculoso e robusto, é muito dócil e amigável. Ele chama bastante atenção por conta do seu tamanho e também ser bem peludinho, lembrando bastante um ursinho de pelúcia - ou, nesse caso, um ursão. Dentre uma das características mais marcantes da raça, podemos destacar o seu lado atlético e a paixão que o cachorro Terra Nova tem por água. É isso mesmo: esta é uma das raças de cachorro que mais gosta de nadar e brincar na água.

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Tudo sobre o Dálmata: conheça as características, personalidade e cuidados com essa raça de cachorro grande

    Um cachorro Dálmata é facilmente reconhecido graças a sua aparência particular e também ao filme “101 Dálmatas”, desenho que se tornou muito popular na década de 60 e que faz um grande sucesso até hoje. Mas o que esse cãozinho tem de tão especial, além das suas famosas manchas? Para quem sempre quis ter um Dálmata para chamar de seu, chegou o momento de desvendar tudo sobre essa raça de cachorro grande: características físicas, temperamento, personalidade, que cuidados são necessários, preço e como é a saúde desse animal. Vem que a gente te conta!

    Cachorro vomitando? Saiba identificar os diferentes tipos de vômito e quando é preciso levar ao veterinário
    Vômito

    Cachorro vomitando? Saiba identificar os diferentes tipos de vômito e quando é preciso levar ao veterinário

    Assim como acontece com humanos, o cachorro vomitando sinaliza uma condição que pode ter diferentes causas: desde a ingestão de alguma coisa que não devia até uma doença bacteriana mais grave. Como ainda não inventaram uma forma de comunicação efetiva entre humanos donos e os cachorrinhos, fica difícil de saber o que está acontecendo de verdade. Ainda assim, existem formas de identificar o problema e ajudar o seu amigo de quatro patas da melhor forma possível. Por isso, hoje o Patas da Casa vai te ajudar: continue com a gente para aprender a separar os diferentes tipos de vômito de cachorro e saber quando é necessário fazer uma visita ao veterinário!

    Ver Todas >

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?
    Comportamento animal

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?

    É bem provável que você já tenha visto um cachorro na janela do carro curtindo o ventinho no rosto ou até tenha presenciado o seu doguinho fazer isso. Essa é uma situação super comum, principalmente quando os donos decidem viajar com cachorro de carro ou nas idas para o veterinário. Mas já parou para se perguntar por que esses bichinhos gostam tanto de ficar com a cabeça na janela? Será que é só por uma questão de aventura, ou existe explicação por trás do comportamento?

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?
    Comportamento animal

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?

    Quem nunca viu um cachorro correndo atrás de uma bola? A  bolinha para cachorro  é clássica e um dos brinquedos preferidos desses animais. Qualquer cãozinho quando vê uma bola se diverte bastante, principalmente aqueles mais energéticos e ativos. Porém, engana-se quem pensa que toda bolinha é igual, porque há uma infinidade de modelos que podem ser comprados. Não existe um melhor que o outro, mas sim o que é mais adequado para cada tipo de cachorro, levando em conta a idade, tamanho e nível de energia.

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)
    Comportamento animal

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)

    O adestramento de cachorro é super conhecido por aí, mas algumas pessoas não sabem que os gatos domésticos também pode ser treinados. Adestrar gato também promove muitos benefícios à rotina do pet, além de aproximá-lo do tutor e mudar comportamentos inadequados. No entanto, o processo de adestramento do gato é bem diferente do que já estamos acostumados com os cães. 

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil
    Comportamento animal

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil

    Um dos grandes desafios que vários tutores enfrentam é não saber como socializar gatos corretamente, o que pode desencadear problemas de convivência, como ciúmes e brigas. Normalmente, o período mais indicado para fazer a socialização é quando o gato ainda é um filhotinho, porque ele ainda está se adaptando ao mundo e fica mais fácil de apresentá-lo a novas experiências. 

    Ver Todas >