Gato

Infográfico: 6 princípios para adestrar gatos e não errar mais

Publicado - 08 Maio 2023 - 12h02

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Adestrar gatos não é nenhuma missão impossível. Os felinos são bastante espertos e podem se sair muito bem na hora de aprender truques, desde que o tutor saiba usar as artimanhas corretas. Ou seja, o adestramento de gatos - ao contrário do adestramento de cães - exige maior perspicácia e atenção dos tutores, principalmente para tentar captar o interesse dos bichanos. Quer saber como adestrar um gato? O infográfico abaixo te conta tudo o que você precisa saber para não errar mais!

Infográfico com um bloco mostrando seis dicas de como adestrar gatos e outro bloco pontuando os benefícios do adestramento de gatos, com um gato rajado e branco deitado
Para adestrar gato corretamente, o tutor deve seguir algumas recomendações

1) A maneira de como adestrar gatos não é igual a dos cães

O grande problema de quem não sabe como adestrar um gato é acreditar que o processo de aprendizado dos bichanos é semelhante ao dos cachorros. Bom, não é. Enquanto a maioria dos cães gosta de agradar os tutores e se sente estimulada com as sessões de adestramento, os felinos podem ficar facilmente entediados se o treinamento não for dinâmico. Se o animal perder o interesse durante a sessão, o jeito é tentar deixar para o dia seguinte, pois o gatinho dificilmente vai mostrar algum resultado satisfatório.

2) O adestramento de gatos precisa ser em sessões curtas

A melhor maneira de adestrar um gato é apostando em sessões de até 5 minutos. É importante não passar muito desse tempo, ou são altas as chances de você ter um gato entediado e desinteressado. Como resultado, você provavelmente não vai conseguir atingir os seus objetivos e se sentirá frustrado tentando chamar a atenção do pet (que não vai fazer a menor questão de te atender). Os gatos só fazem o que sentem vontade e é bom entender isso na hora do adestramento.

Imagem Quiz:Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

3) Para adestrar gato, petiscos funcionam como uma ótima recompensa

Uma coisa em comum entre cães e gatos é o interesse por petiscos. Eles adoram ser mimados com os aperitivos, e geralmente se esforçam bastante para conseguir abocanhar uma dessas delícias. Por isso, use os petiscos para gatos como aliados! Eles são uma forma bastante eficaz de incentivar o animal durante as sessões, e ainda funcionam como uma associação positiva. Ou seja, depois que o gato “atende” ao que foi pedido e ganha um petisco, ele se sente estimulado a repetir aquele comportamento outras vezes.

4) O adestramento de gatos é mais eficiente quando se combina gestos e comandos

Adestrar gato pode se tornar mais fácil quando o tutor consegue mostrar para o animal o que espera exatamente dele. Isso pode ser feito a partir da combinação de gestos - com o tutor guiando o animal com as mãos - e a sonoridade. Pode parecer que não, mas os gatos têm uma percepção e tanto do tom de voz que utilizamos para nos comunicar com eles. Uma dica é sempre preferir tons mais suaves na hora de dizer os comandos, e também preferir por palavras curtas para facilitar a memorização do animal, como “senta”, “pata”, “deita”. 

5) Como adestrar um gato nem sempre é fácil, é bom ter paciência

O adestrador de gatos deve entender que os felinos têm o seu próprio tempo para aprender. Não vai acontecer da noite pro dia, o pet provavelmente vai cometer alguns erros no meio do caminho e não tem absolutamente nada de errado nisso. Na verdade, adestrar gatos é algo que demanda paciência e persistência do tutor. Por isso, trabalhe isso internamente e não seja muito exigente se o seu gatinho demorar um pouco mais para aprender - uma hora ele chega lá!

6) Na hora de adestrar gatos, evite ao máximo brigar com o animal

Se por um lado associações positivas com petiscos são uma ótima estratégia para adestrar gato, por outro o uso de reforços negativos - como brigas, castigos e punições - pode ter um efeito reverso. Ou seja, se o gatinho fizer algo de errado e você gritar ou puni-lo fisicamente (como jogando um jato de água nele), ele pode ficar estressado e deixar de se interessar completamente pelo que você tenta ensiná-lo. Isso, inclusive, pode até deixar o gato traumatizado a longo prazo, por isso é uma estratégia que não deve fazer parte dos treinamentos nunca.

Redação: Juliana Melo

 

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Adoção

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Cachorro

Sarna em cachorro: 5 sinais para identificar a doença de pele e opções de tratamento

A sarna em cachorro é uma das doenças mais conhecidas entre os tutores, mas as características dela ainda geram muitas dúvidas. Prov...

Ver todas