Gato

Hiperplasia mamária felina: veterinária fala sobre as causas da doença

Publicado - 01 Dezembro 2021 - 18h32

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Você já ouviu falar na hiperplasia mamária felina? Essa complicação de saúde se apresenta como uma lesão nas glândulas mamárias do pet e sua causa são substâncias progestacionais naturais ou sintéticas. Apesar de ser considerada uma doença branda e não progressiva, o tratamento deve começar imediatamente após o diagnóstico. Se você tem um gato, é importante observar o corpo do animal com frequência. O Patas da Casa conversou com a médica veterinária Erica Baffa, que explicou todas as dúvidas sobre a hiperplasia mamária felina, tratamento e sintomas. Dá só uma olhada!

Quais as causas da hiperplasia mamária felina?

Ao receber o diagnóstico de hiperplasia mamária felina, muitos tutores se perguntam o que pode causar a complicação de saúde. Essa informação é muito importante, principalmente porque a partir dela muitos gateiros podem saber como evitar o quadro clínico. “A hiperplasia resulta da estimulação hormonal no tecido mamário. A hiperplasia mamária é uma lesão exclusiva dos gatos. A maioria dos felinos acometidos são fêmeas com menos de 4 anos de idade. O quadro normalmente se apresenta de 1 a 2 semanas depois do primeiro cio, e pode ser silencioso”, explica a especialista.

Além disso, os pais de pets também devem ficar atentos às substâncias progestacionais sintéticas, como os anticoncepcionais para gatos, normalmente aplicadas em forma de vacina, que são medicações usadas para evitar a concepção. “Quando a gata recebe hormônio injetáve, a progesterona endógena somada à progesterona exógena das as injeções que evitam o cio provocam um aumento deste hormônio circulante. Isso, nesta espécie, principalmente na fase de início de puberdade (fase onde as pessoas tentam evitar a primeira cria), pode resultar em uma hiperplasia mamária em proporções complexas com aumento mamário aberrante, ruptura de pele, necrose de pele nas mamas, exposição do parênquima mamário e risco de óbito”, alerta Erica. Os casos da doença também podem ocorrer em gatas gestantes e em machos tratados com progestógenos sintéticos.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

hiperplasia mamária felina: gata no colo da dona

Quais são os sintomas de hiperplasia mamária felina que o tutor deve ficar atento?

 

O principal sintoma de hiperplasia mamária felina é o aumento do volume mamário. Além disso, a veterinária Erica Baffa ressalta a possibilidade de infecções secundárias na região mamária por causa da doença: “Quando há presença de infecções secundárias, pode haver produção de secreções inflamatórias, ruptura de pele e exposição de parênquima mamário.”

Por conta disso, é necessário que a apresentação clínica da doença seja tratada de forma emergencial, embora a hiperplasia mamária felina seja uma condição benigna. Segundo Erica, a castração de gato e não utilizar anticoncepcionais veterinários são formas de evitar a complicação.

Hiperplasia mamária felina: como tratar?

Para toda doença que compromete a saúde de gato, os tutores se questionam a mesma coisa, e não seria diferente com a hiperplasia mamária felina: tratamento caseiro ajuda? Mesmo que a doença pareça algo simples, é importante que qualquer caso suspeito seja levado ao médico veterinário para avaliação. O melhor remédio para hiperplasia mamária felina será o tratamento adequado receitado por um profissional. Em alguns casos, a hipertrofia no local acaba sendo reduzida naturalmente após a lactação. Entretanto, caso haja persistência do problema, o tratamento pode variar de acordo com o caso de cada felino.

“A castração é uma possibilidade de tratamento para redução de estímulo hormonal, a mastectomia é raramente indicada. Se houver necrose e reações inflamatórias e infecciosas acentuadas, o tratamento envolve cuidados de suporte, incluindo o uso de analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios. Há também opções terapêuticas com medicamentos que inibem os efeitos da progesterona que resultam no crescimento das mamas. O tratamento é feito com injeções. A partir dele, há possibilidade de completa regressão do volume mamário em uma a duas semanas”, finaliza a Erica.

Redação: Hyago Bandeira

Cachorro

Esse alimento barato e milagroso promete aumentar a imunidade do cachorro doente. O que especialistas dizem?

A alimentação de cachorro, seja à base de ração ou não, desempenha um papel fundamental na saúde e bem-estar dos animais de estimaçã...

Gato

As 8 raças de gatos mais brincalhonas e que não dispensam uma boa diversão

Há quem acredite que os felinos não são fãs de brincadeiras devido a natureza sutil e independente da espécie, mas essa afirmação nã...

Gato

Tutora registra o crescimento de filhote de Maine Coon laranja até ele virar um gato gigante

Quando o assunto é gato gigante, o Maine Coon é uma das raças de mais destaque. O gato Maine Coon é considerado a maior raça do mund...

Gato

As 7 raças de gatos que mais amam conviver com crianças - e os benefícios dessa relação são reveladoras

Para quem tem filhos e sempre quis ter um gatinho em casa, a boa notícia é que existem muitas raças de gatos que se dão bem com os p...

Cachorro

Esse alimento barato e milagroso promete aumentar a imunidade do cachorro doente. O que especialistas dizem?

A alimentação de cachorro, seja à base de ração ou não, desempenha um papel fundamental na saúde e bem-estar dos animais de estimaçã...

Comportamento

"Dinofauro" da vida real: cadela com mandíbula curta reproduz meme e ganha o coração da internet

Você se lembra do meme do dinofauro, aquele dinossauro de brinquedo azul com problema de dicção que ficou super conhecido no Faceboo...

Comportamento

Mulher vai abastecer o carro e se depara com a cena mais linda do mundo envolvendo frentista e vira-lata caramelo

Existem vários motivos para adotar um vira-lata caramelo. Um deles é porque esses cãezinhos se destacam bastante pelo carisma e doçu...

Gato

As 8 raças de gatos mais brincalhonas e que não dispensam uma boa diversão

Há quem acredite que os felinos não são fãs de brincadeiras devido a natureza sutil e independente da espécie, mas essa afirmação nã...

Ver todas