Cachorro

Hepatite infecciosa canina: o que é, causas, sintomas e tratamento da doença do fígado de cachorro

Publicado - 02 Maio 2022 - 17h50

Atualizado - 18 Maio 2024 - 14h36

A hepatite infecciosa canina é um quadro bem difícil de diagnosticar. Nos casos subclínicos, ela nem mesmo chega a manifestar sintomas. Já nos casos hiperagudos, o cachorro com problema no fígado pode vir a óbito tão rapidamente que a doença se confunde com envenenamento. Muito comum em filhotes, esse tipo de hepatite em cachorro pode ser evitada com um método muito fácil e acessível: vacinação. Quer saber mais sobre essa doença? O Patas da Casa reuniu tudo que você precisa saber sobre a hepatite infecciosa canina! 

O que é hepatite infecciosa canina?

Doença causada por um vírus e que acomete o fígado dos cachorros, a hepatite infecciosa também é conhecida como Doença de Rubarth e pode se apresentar de forma leve, aguda ou hiperaguda. Esse tipo de hepatite é mais comum em filhotes de cachorro com até 1 ano de idade. Cachorro com hepatite na fase adulta geralmente tem baixa imunidade ou não está com a vacinação em dia. A proteção contra essa doença fica garantida quando o animalzinho toma as vacinas V8 ou V10.

A hepatite canina é altamente contagiosa. Sua transmissão se dá por meio de secreções como saliva e urina, e acontece apenas entre cães, não sendo considerada, portanto, uma zoonose. Um comportamento muito comum entre os cachorros, que é cheirar a urina de outros cachorros durante o passeio na rua, pode ser a porta de entrada para o vírus.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Adenovírus canino tipo 1 (CAV-1) é o causador da doença

O adenovírus canino tipo 1 (CAV-1) é um vírus de DNA não envelopado. Isso significa que ele é bastante resistente à desinfecção ambiental. Basta que um cachorro tenha contato com a urina, fezes e outras secreções corporais de animais doentes (pelas quais o vírus é eliminado) ou até com alguma superfície contaminada para contrair a doença, caso não esteja vacinado contra ela. O CAV-1 entra no organismo saudável por meio do nariz, boca ou olhos, e se replica nas tonsilas, que ficam na região da faringe antes de entrarem na corrente sanguínea.

 

Filhote de Vira-lata preto
A hepatite infecciosa canina é mais comum em filhotes não vacinados

 

Sintomas da hepatite canina podem ser confundidos com envenenamento ou outras doenças

Por ser uma doença controlada no Brasil, graças à vacinação do cachorro, não é difícil que os sintomas da hepatite infecciosa canina sejam atribuídos a outras condições de saúde mais comuns ou à reação no caso do cachorro envenenado. Na forma branda da hepatite canina, sintomas podem nem chegar a surgir e o sistema imunológico do cachorro pode livrar-se da doença sozinho. Veja a seguir quais os sintomas de cachorro com problema no fígado que podem surgir depois de cerca de 1 semana da infecção:

  • Tosse e febre
  • Sangramento nas fezes e pelo focinho
  • Íngua
  • Diarreia com presença de sangue
  • Vômito
  • Falta de apetite
  • Letargia

Em sua forma mais grave, a HIC também pode provocar:

  • Convulsões
  • Cegueira
  • Desorientação (andar em círculos, por exemplo)
  • Trombose
  • Secreção ocular e edema de córnea

Como é feito o diagnóstico da hepatite canina infecciosa

A observação dos sintomas é fundamental para chegar ao diagnóstico dessa hepatite em cachorro. Por isso, aos primeiros sinais do cachorro com febre e alterações respiratórias e gastrointestinais, procure um veterinário. Exames de sangue e urina deverão ser solicitados, assim como a análise se secreções do focinho e dos olhos. Em alguns casos, a biópsia hepática pode ser necessária. 

Na forma hiperaguda da doença - em que são comuns os casos de óbito entre 24h a 48h após o começo dos sintomas -, os mesmos exames podem ser solicitados para identificar a causa da morte. A investigação é altamente recomendada para afastar a hipótese de envenenamento e imprescindível caso tenha havido contato do cão doente com outros cães.

 

Cãozinho peludo bebendo água de garrafa oferecida por tutora
A fluidoterapia devolve ao organismo do cachorro a água e os minerais perdidos, revertendo a desidratação

 

Hepatite canina: como tratar doença do fígado em cachorro?

A boa notícia é que o tratamento da hepatite em cães é bastante eficaz, mesmo nos casos agudos da doença. A primeira providência, depois de detectada a condição, é isolar o cachorro com hepatite para evitar a contaminação dos outros cães. É muito importante, também, higienizar o local em que o cãozinho faz xixi e cocô com produtos capazes de inativar o CAV-1, como derivados de iodo, fenol e hidróxido de sódio ou limpeza à vapor, em temperaturas superiores a 50ºC por pelo menos 5 minutos. 

O veterinário pode prescrever para o cachorro com problema no fígado diferentes formas de terapia: medicamentos para controlar o vômito, inibir a febre, antibióticos (que evitam infecções bacterianas oportunistas), transfusão de sangue total ou de plasma, reposição de glicose e fluidoterapia para reidratar o animal. Não espere: ao menor sinal da aparição dos sintomas de hepatite infecciosa canina, procure imediatamente um veterinário. Quanto mais cedo a doença for tratada, maiores são as chances de recuperação.

Vacinação é imprescindível para evitar a hepatite em cachorro   

A prevenção - por meio da vacinação de cachorro - é a forma mais eficaz de manter a HIC longe do seu melhor amigo. As vacinas polivalentes óctupla (V8) ou déctupla (V10) devem ser aplicadas no cão filhote assim que ele completar 45 dias de vida, com mais duas doses em intervalos de 3 a 4 meses e um reforço anual. Cachorros adultos que nunca foram vacinados devem receber todas as doses o quanto antes. Esses dois tipos de vacina contém CAV-2 atenuado, que é capaz de proteger o peludo tanto das infecções respiratórias causadas pelo tipo 2 do adenovírus quanto da hepatite canina, causada pelo CAV-1. 

Redação: Mariana Fernandes

Adote um animal

50 nomes para cadelas pretas: ideias criativas para te ajudar a nomear o pet recém-adotado

Encontrar uma lista com 50 nomes para cadelas recém-adotadas não é uma tarefa muito difícil. Afinal, existem milhares de inspirações...

Cachorro

O Pastor Belga é bravo? 10 características sobre a personalidade da raça para conhecer antes de levar um pra casa

Elegante, leal e imponente, o Pastor Belga é um cão admirado em todo mundo. Procurados tanto pela capacidade de proteger territórios...

Adote um animal

Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia: 10 curiosidades para conhecer um dos cachorros pequenos mais populares do Brasil

O Spitz Alemão é famoso por ser um cachorro pequeno e peludo bem fofo e simpático. Ele surgiu na Alemanha e é considerado uma das ra...

Cachorro

Cinomose: 7 fatos para entender melhor uma das doenças de cachorro mais graves que existem

A cinomose é uma das doenças caninas mais perigosas e sérias que existem. Altamente contagiosa e frequentemente fatal, essa doença p...

Comportamento

Como saber se o gato te escolheu como dono: 6 coisas para observar e descobrir se você é o humano favorito do seu pet

O sonho de todo gateiro é ser a pessoa favorita dos bichanos. Mas como saber se o gato te escolheu como dono? Será que existem indíc...

Adote um animal

50 nomes para cadelas pretas: ideias criativas para te ajudar a nomear o pet recém-adotado

Encontrar uma lista com 50 nomes para cadelas recém-adotadas não é uma tarefa muito difícil. Afinal, existem milhares de inspirações...

Comportamento

Sonhar com gato é bom ou ruim? Veja o que os especialistas têm a dizer sobre o significado desses sonhos

Existem diferentes formas de se interpretar um sonho, principalmente quando envolvem animais de estimação. Sonhar com gato, por exem...

Cachorro

O Pastor Belga é bravo? 10 características sobre a personalidade da raça para conhecer antes de levar um pra casa

Elegante, leal e imponente, o Pastor Belga é um cão admirado em todo mundo. Procurados tanto pela capacidade de proteger territórios...

Ver todas