Saúde

Gato com soluço: quando se preocupar? Veja as causas mais comuns e cuidados

Um gato soluçando pode ser algo simples, mas também pode representar algo mais grave. Fique de olho!
Um gato soluçando pode ser algo simples, mas também pode representar algo mais grave. Fique de olho!

Por acaso, você já flagrou o seu gato com soluço? Apesar de ser um evento raro, isso é completamente normal no mundo felino. Os soluços em gatos – assim como nos cachorros e outros mamíferos – afetam mais os filhotes que os animais adultos, mas podem aparecer a qualquer momento ou idade. Muitas vezes, o som é diferente do que nós estamos acostumados, mas a razão pela qual ele é emitido é cientificamente a mesma que os soluços humanos.

De maneira geral, os soluços de gato são passageiros e podem até ser fofos e engraçados para algumas pessoas. No entanto, os espasmos frequentes ou que acontecem repentinamente várias vezes ao dia podem sinalizar um problema de saúde grave. Veja, abaixo, as causas mais comuns e os cuidados que você deve ter ao ver um gato com soluço.

O que é o soluço e quais são os sintomas?

O soluço é a contração involuntária do diafragma, o músculo que separa o tórax e o abdômen e desempenha um papel importante na respiração. Cada espasmo do animal é acompanhado pelo fechamento temporário e repentino da glote e cordas vocais, o que dificulta a passagem de ar e produz o característico som de "hic". Normalmente, os soluços não comprometem a saúde do gato e desaparecem em pouco tempo.

Aqui estão alguns sintomas de um gato soluçando:

  • Ruído agudo enquanto respiram;
  • Espasmos visíveis no abdômen;
  • Chiado ou dificuldade para respirar;
  • Sensação de algo preso na garganta.

Quais são as causas mais comuns de um gato com soluço?

Da mesma maneira que os humanos, os gatinhos podem ter soluços por uma série de razões. A causa mais comum do gato com soluço é comer em excesso ou rápido demais. Os felinos têm o hábito de ingerir alimentos sem mastigar adequadamente e, com isso, podem acabar engolindo muito ar enquanto comem – especialmente os filhotes, que são mais empolgados ou ainda estão aprendendo o jeito certo de fazer isso. Além dos soluços, um gato pode vomitar e apresentar dores de estômago ao devorar a comida.

A ingestão de bolas de pelos e objetos (pedaço de papel, pompom, cordas, etc.) é outro motivo frequente do soluço em gatos. Se a garganta do bichano estiver irritada com algum corpo estranho, é possível que ele tente expeli-lo usando os músculos da região, o que pode gerar os incômodos soluços.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O filhote de gato que come muito rápido pode acabar soluçando
    O filhote de gato que come muito rápido pode acabar soluçando

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Um gato soluçando pode ser sinal de um problema mais grave?

    Os soluços em gatos raramente são motivo de preocupação, mas quando eles se tornam frequentes, crônicos e persistentes – principalmente se estamos falando de um gato idoso –, isso pode indicar um problema de saúde mais sério. Algumas condições interferem no funcionamento normal do corpo e desencadeiam crises de soluços, como o câncer, asma felina, infecções por parasitas, derrame, alergias alimentares e doenças renais.

    Disfunções do sistema nervoso central (espasmos neurológicos, vibração diafragmática e convulsões) e até comportamentos comuns, como o estresse e ansiedade, também podem provocar soluços prolongados.

    Um filhote com soluço emite qual tipo de som?

    Todo mundo que já ouviu um gato soluçando sabe que o som nem sempre se parece com o soluço humano. Alguns tutores descrevem o ruído como um “gorjeio”, enquanto outros dizem que é algo semelhante a um barulho de “gole”. Os soluços também podem ser confundidos com um gato tossindo e vice e versa.

    Quando o gato tem soluço, os espasmos podem durar quanto tempo?

    Ao considerar que os soluços não são tão comuns em gatos, e o fato de que algumas condições médicas graves podem estar associadas aos espasmos, qualquer coisa com duração superior a algumas horas deve acionar o nosso sinal de alerta. Se os soluços estiverem além de um breve incômodo, leve o seu animal de estimação para a avaliação de um veterinário de sua confiança.

    Gato com soluço: o que fazer para ajudar?

    Em geral, os soluços dos gatos costumam cessar rapidamente, por conta própria. Se isso acontecer, provavelmente a causa está relacionada à alimentação ligeira ou em excesso. Nesse caso, basta esperar o corpo do seu gatinho se recuperar naturalmente e garantir que ele tenha acesso à água, sem forçá-lo a beber. Veja outras dicas:

    • Na hora das refeições, tente alimentar o seu animal de estimação com pequenas quantidades de cada vez ou, então, coloque um brinquedo no meio do comedouro para que ele coma devagarinho ao redor do objeto. Alimentadores automáticos também funcionam, pois eles regulam a quantidade de ração disponível;
    • Ao perceber que o soluço é causado por ingestão de bolas de pelo, há uma variedade de alimentos e pastinhas que você pode dar ao gato para reduzir o problema. Você também pode escovar o seu pet rotineiramente para remover emaranhados e pelos soltos que têm chance de serem ingeridos durante a limpeza da pelagem;
    • Nunca tente pôr em prática nenhuma promessa de cura “infalível” que lemos por aí, como virar o gato de cabeça para baixo ou usar o truque do assustar o filhote com soluço;
    • Fale com o veterinário sobre quaisquer soluços que durem muito tempo ou que ocorram diariamente. Isso pode indicar que o seu gato está com um problema médico e, quanto mais cedo você iniciar o tratamento, melhor;
    • Se o seu gato parecer angustiado ou estiver com dificuldades para respirar durante uma crise de soluço, leve-o imediatamente ao veterinário. Pode ser que ele tenha algum tipo de alergia alimentar ou algo preso nas suas vias aéreas.

    Redação: Guilherme Segal

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Próxima matéria

    5 coisas que você pode fazer para evitar a pancreatite canina

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
    Raças

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

    Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Ver Todas >

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet
    Saúde animal

    Dia do veterinário: 8 curiosidades sobre a profissão que é fundamental para saúde e bem-estar do seu pet

    No dia 9 de setembro é comemorado o Dia do Veterinário. Quem é pai ou mãe de pet sabe a importância que esse profissional tem no cuidado dos nossos tão queridos animais de estimação. Por isso, nada mais justo que um dia do veterinário especial para eles! Apesar de a profissão ser muitas vezes vista apenas como o atendimento de animais, o veterinário pode atuar em diferentes áreas, ajudando até mesmo no cuidado da saúde humana! 

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?
    Saúde animal

    FIV: gatos diagnosticados com a doença vivem quanto tempo?

    A FIV em gatos é uma das doenças mais temidas pelos tutores. Por afetar principalmente o sistema imunológico, a doença deixa o felino mais suscetível a adquirir diversas complicações ao longo da vida. Como não tem cura, o gato com FIV precisa de tratamento a vida inteira. Mas, afinal, por quanto tempo o bichano diagnosticado consegue viver? O gato com FIV pode conviver com outros gatos? 

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro
    Saúde animal

    Giárdia em cães: 10 perguntas e respostas sobre a doença de cachorro

    A giardíase canina é uma doença que deixa muitos tutores de cachorro preocupados. Além de causar sintomas desagradáveis, a giárdia em cães pode até mesmo levar o animal à morte se não for tratada a tempo. Quais são os sintomas de giárdia em cães, o que ela causa no corpo do pet e como preveni-la são algumas das dúvidas que muitos pais e mães de pet têm sobre a doença. 

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro
    Saúde animal

    Dermatite atópica canina: tudo que você precisa saber sobre a doença de pele em cachorro

    A dermatite atópica canina é uma doença de pele em cachorro mais comum do que se imagina e pode afetar cães de diferentes raças. Uma das principais características desse quadro é a coceira intensa, que pode ou não vir acompanhada de vermelhidão no local. Ou seja, é basicamente como se fosse um tipo de alergia em cachorro. Apesar de não ser uma doença de pele muito grave, a dermatite atópica canina precisa de atenção porque pode interferir consideravelmente na qualidade de vida dos animais.

    Ver Todas >