Você sabe como refrescar o gato no calor? Essa é uma questão que pode permear a cabeça de muitos tutores quando o verão chega - e, consequentemente, nos dias mais abafados do ano. Dentre tantas opções para amenizar o incômodo causado pelas altas temperaturas, uma que sempre chama a atenção é a possibilidade de ligar o ar condicionado para refrescar um ambiente. Mas será que o gato com calor pode se beneficiar disso? Quais cuidados são necessários para usar o aparelho se o seu amigo estiver por perto? A seguir, tiramos todas essas dúvidas!

Gato com calor pode dormir no ar condicionado?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Os gatos sentem calor e podem ficar bastante incomodados com as altas temperaturas do verão. Nesse sentido, muitos tutores procuram diversas artimanhas para tentar aliviar o desconforto do animal nos dias quentes. Oferecer mais água, petiscos gelados e sachês para gatos são algumas das estratégias mais usadas para os momentos de calor intenso. Mas será que o ar condicionado também pode ser uma possibilidade para cuidar de um gato calorento?

Sim, gatos podem usufruir do ar condicionado sem grandes problemas. Essa é uma boa alternativa para amenizar o calor dos bichanos em qualquer época do ano. Porém, é bom usar o aparelho com moderação e seguindo alguns cuidados para preservar a saúde dos animais. Ambientes climatizados - seja com ar condicionado ou ventilador - são muito bem-vindos quando se trata de um gato com calor.

Como refrescar o gato no calor: saiba quais cuidados são necessários ao usar o ar condicionado

Tanto o gato quanto o cachorro podem dormir no ar condicionado se o tutor souber a maneira certa de compartilhar o aparelho com os pets. Por isso, alguns cuidados que devem ser tomados são:

1) O ar condicionado deve ser ligado em uma temperatura em torno 23ºC. Não pode ser muito abaixo ou acima disso para não comprometer a regulação térmica do animal. Temperaturas muito baixas podem deixar o gato gripado ou resfriado; enquanto temperaturas muito altas deixam o gato com mais calor ainda.

2) Mantenha o filtro do ar condicionado sempre limpo. É necessário fazer a manutenção frequente do aparelho, limpando bem o filtro, para deixar o ambiente livre de poeiras e microrganismos. Assim, você zela pela saúde do pet e pela sua também!

3) Não deixe que o pet fique na direção do ar. Além de causar um choque térmico, isso pode facilitar o desenvolvimento de doenças respiratórias no animal. Portanto, mesmo quando o gato sente calor, não deixe que ele fique exatamente na frente do ar condicionado.


Como refrescar o gato no calor: evite que o animal fique muito exposto ao vento gelado
Como refrescar o gato no calor: evite que o animal fique muito exposto ao vento gelado

Aprenda a reconhecer um gato com calor

Os sintomas do gato com calor costumam ser bem evidentes (mesmo que eles tentem ser discretos). Alterações comportamentais são as mais comuns: se você tem um gato se lambendo excessivamente, salivando muito ou miando mais do que o normal, é bem provável que ele esteja incomodado com a temperatura. Respiração ofegante e acelerada, assim como um comportamento mais apático, também são comuns.

Além disso, é normal o gato com calor não querer comer. Isso ocorre porque a digestão é um processo que exige certo esforço e consome muito calor e energia, sendo bastante desconfortável para os pets nos dias quentes. Nesse caso, não deixe de alimentar seu gatinho com opções frescas e refrescantes, como o sachê e petiscos gelados!

Redação: Juliana Melo

Edição: Luana Lopes