Para algumas pessoas pode ser difícil identificar algum sinal de carência nos felinos domésticos, principalmente porque esses animais são conhecidos por terem o comportamento mais reservado e independente. Mas ao contrário do que muita gente acha, é possível, sim, ter um gato carente, daqueles que não dispensam um carinho por nada e ainda pedem mais! Te acompanhar por todos os cômodos, estar sempre por perto e pedir carinho insistentemente são alguns sinais claros de um gato muito apegado ao dono. Afinal, esse comportamento do gato é normal? Pode causar algum efeito negativo no bichano? O que fazer?

Como saber se o seu gato é carente ou não? Veja alguns sinais!

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Contrariando as teorias que circulam por aí de que os gatos são animais que não criam laços com a família, os felinos podem ser animais muito carinhosos. Alguns sinais corporais, inclusive, entregam o amor que eles sentem pelos tutores. Eles usam o movimento do rabo, posição das orelhas e até os miados para demonstrar afeto. Mas, quando esses sinais estão mais atrelado à carência? Veja algumas dicas de como identificar o comportamento:

  • Pedir muito carinho, inclusive subindo no colo
  • Miado excessivo quando você entra no banheiro ou fecha a porta do quarto
  • Não se cansa de brincar com você
  • Ciúmes de outros animais e até de crianças
  • Tenta tirar o foco da sua atenção para outras coisas, como deitar em cima do teclado do computador
  • Só quer dormir com você
  • Te segue por todos os cômodos da casa
  • Demonstra tristeza quando você viaja ou passa mais tempo fora de casa

Um gato carente vai fazer de tudo para chamar a sua atenção!
Um gato carente vai fazer de tudo para chamar a sua atenção!

Afinal, o gato carente é um comportamento positivo ou negativo?

Antes de tudo, você precisa analisar o nível de carência do seu gato. Um gato que pede carinho, que gosta de brincar ou que passa um tempo no seu colo é super saudável: vocês vão desfrutar de muitos momentos legais juntos. Normalmente, ele tem os momentos em que gosta de tirar cochilos na cama dele e até brinca sozinho sem problemas. Por outro lado, se o seu gato apresenta o mínimo de estresse em relação a esse comportamento, é importante ficar de olho e buscar ajuda. Isso inclui tanto ter um comportamento possessivo e agressivo quanto sofrer demais se o tutor viaja ou passa mais tempo fora de casa, como se recusar a comer e fazer as necessidades fora do lugar para manifestar descontamento.

Gato carente: o que fazer?

Um gato apegado ao dono não pode ultrapassar os níveis de normalidade. Uma carência excessiva tem mais chances de se tornar prejudicial para a saúde do animal, já que isso pode elevar os níveis de estresse e ansiedade quando ele não se sentir correspondido. Portanto, se você observar um comportamento mais obsessivo, é importante buscar ajuda de um profissional. Um comportamentalista felino vai compreender a origem da carência e até mesmo identificar se a família tem contribuído para isso. Com alguns treinos, e até mesmo o uso de florais e outros medicamentos, é possível amenizar esses sintomas

Se o seu gato só manifesta carência em situações específicas, não tem com o que se preocupar. Nesse caso, é importante dedicar mais tempo para dar atenção ao bichano: busque interagir mais com brincadeiras e muito carinho!

Redação: Luana Lopes