Comportamento

Gatificação da casa: como a instalação de nichos, redes e prateleiras ajuda no bem-estar dos felinos?

Gatificação: prateleiras para gatos, redes, nichos... os felinos gostam de estar no alto por se sentirem mais seguros. Saiba mais sobre isso!
Gatificação: prateleiras para gatos, redes, nichos... os felinos gostam de estar no alto por se sentirem mais seguros. Saiba mais sobre isso!

Você já pensou sobre a importância de gatificar o ambiente em que o seu felino mora? Com tantos anos de domesticação, acabamos nos esquecendo da importância de permitir que nosso bichano expresse seus comportamentos naturais. Quando falamos de enriquecimento ambiental, costumamos associar esse tema somente aos cães, mas os felinos também devem ter um ambiente com prateleiras para gatos, arranhadores, estruturas e brinquedos. Para saber mais sobre o tema, conversamos com o Guaraci Cabrera, que, no Instagram, é o especialista em gatificação conhecido como “O Fazedor”. Confira!

O que quer dizer gatificar o ambiente?

Gatificar nada mais é do que oferecer prateleiras para gatos, tocas, brinquedos, casinhas, nichos para gatos e objetos que estimulem o enriquecimento ambiental do local onde ele está. Segundo Guaraci, a gatificação (também conhecida como verticalização), consiste em aumentar o território dos gatos através de estruturas e espaços próprios voltados para o bem estar e a qualidade de vida do animal. O termo foi criado pelo escritor e especialista em comportamento felino Jackson Galaxy (autor dos livros "O Encantador de Gatos", "Catification" e "Catify do Satisfy"). Para ele, o conceito se baseia em criar um ambiente favorável para gatos e humanos, em que cada cantinho da casa seja dividido.

Nichos para gatos: a gatificação do ambiente contribui para a saúde mental e física do seu gatinho

Gatificar o ambiente do seu gatinho não é frescura. A vida urbana reduziu o espaço dos gatos e a domesticação limitou seus comportamentos naturais, gerando problemas de ansiedade, estresse e obesidade. Por isso, é importante investir em objetos e móveis que possam ajudar o seu gatinho a ter uma interação maior com o ambiente onde vive. As prateleiras, por exemplo, permitem que o gato fique em um lugar alto, onde se sentem seguros, já que não podem ser alcançados por humanos ou outros animais. Já os nichos permitem que eles aproveitem a toca, as escadinhas de madeira e toda a estrutura para se divertir e gastar a energia acumulada.

“Encontrar locais em que o gato possa observar a rua, ou pássaros ou peixinhos, faz com que ele possa se conectar com o seu instinto mais antigo, o de caçador. É muito importante dizer que o gato doméstico precisa de estímulos e não apenas de um espaço gatificado, o espaço é, sem dúvida, muito importante, mas é essencial brincar com o gato e se valer de sua gatificação para incentivar os saltos e brincadeiras”, explica Guaraci. 

Os benefícios de gatificar o ambiente não são somente para os gatos. Uma boa estrutura e o uso dos estímulos corretos também vai poupar os seus móveis de serem um aparador das unhas dos felinos. Para isso, é importante investir em arranhadores nos nichos, que servem também para que o gatinho apare as próprias unhas. No caso de parquinhos planejados, dá para adaptar a estrutura para o gato com a decoração do apartamento, sem abrir mão do espaço para os móveis e, ao mesmo tempo, apresentando uma nova qualidade de vida ao felino. 

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Nichos para gatos: você pode comprar uma estrutura que esteja pronta ou montar a sua, adaptando do seu jeito! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nichos para gatos: você pode comprar uma estrutura que esteja pronta ou montar a sua, adaptando do seu jeito! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
     Prateleiras para gatos: os felinos adoram ver o mundo de cima! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: os felinos adoram ver o mundo de cima! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama explorar o ambiente e ser estimulado a brincadeiras com o parquinho. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama explorar o ambiente e ser estimulado a brincadeiras com o parquinho. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nichos para gatos: uma casinha que faça uma toca também garante segurança aos felinos. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nichos para gatos: uma casinha que faça uma toca também garante segurança aos felinos. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: dentro da estrutura tem também arranhador! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: dentro da estrutura tem também arranhador! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: até o bichano da foto ficou chocado ao perceber que tinha um novo parquinho para brincar! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: até o bichano da foto ficou chocado ao perceber que tinha um novo parquinho para brincar! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: essa família da foto ficou bem contente e explorou o parquinho novo! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: essa família da foto ficou bem contente e explorou o parquinho novo! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nicho: gato gosta de ter conforto e espaço pessoal, por isso é importante investir na gatificação do ambiente. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nicho: gato gosta de ter conforto e espaço pessoal, por isso é importante investir na gatificação do ambiente. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama descobrir coisas novas, imagina ao receber toda uma estrutura nova pra brincar? (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama descobrir coisas novas, imagina ao receber toda uma estrutura nova pra brincar? (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato que vive em ambiente enriquecido tem benefícios na saúde mental e física! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato que vive em ambiente enriquecido tem benefícios na saúde mental e física! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nichos para gatos: você pode comprar uma estrutura que esteja pronta ou montar a sua, adaptando do seu jeito! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
     Prateleiras para gatos: os felinos adoram ver o mundo de cima! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama explorar o ambiente e ser estimulado a brincadeiras com o parquinho. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nichos para gatos: uma casinha que faça uma toca também garante segurança aos felinos. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: dentro da estrutura tem também arranhador! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: até o bichano da foto ficou chocado ao perceber que tinha um novo parquinho para brincar! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleiras para gatos: essa família da foto ficou bem contente e explorou o parquinho novo! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Nicho: gato gosta de ter conforto e espaço pessoal, por isso é importante investir na gatificação do ambiente. (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato ama descobrir coisas novas, imagina ao receber toda uma estrutura nova pra brincar? (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)
    Prateleira: gato que vive em ambiente enriquecido tem benefícios na saúde mental e física! (Arquivo Pessoal: @o_fazedor)

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como gatificar o ambiente do meu felino?

    Você mesmo pode e deve gatificar o ambiente do seu felino. Para isso, pode usar madeiras que estão sem uso ou prateleiras prontas e criar nichos para os gatos. Você também não precisa gastar muito dinheiro, já que pode incorporar os móveis da sua casa ao novo ambiente do felino. “A gatificação é a adaptação do espaço aos felinos, é criar um cantinho que eles se sintam confortáveis para relaxar e interagir. Uma ou duas prateleiras que levem os gatos até o topo de um guarda-roupa transforma o guarda-roupa num pedaço da gatificação da casa. Uma caixa de papelão no meio da sala, um caixote de feira ou nicho preso na parede, ou mesmo um lençol sobre uma cadeira (formando uma cabaninha) criam estímulos para os gatinhos interagirem”, afirma Guaraci. 

    Prateleiras para gatos: como fazer?

    Se você quiser investir em prateleiras pro seu bichano, pode procurar madeiras de demolição, pallets, tábuas ou partes de móveis que seriam descartados, e montar em forma de degraus uma estrutura para o seu felino. Vale o mesmo se você deseja saber como fazer uma rede para gatos. Nesse caso, não se trata da rede de proteção usada em janelas, mas sim aquela rede de dormir que fica presa nas pernas das cadeiras de jantar. É importante que ela esteja suspensa, pois os felinos gostam disso, e que tenha espaço para que eles possam deitar e se espalhar. Caso não haja, é bem capaz que eles não liguem e deixem a rede de lado. Alguns modelos já vem com ganchinhos para serem presos nos móveis, em outros casos o tecido vem com pontas que devem ser amarradas. Basta recortar o pano de um tamanho maior que o do seu gato e prender onde você desejar. 

    Atenção: Gatificar o ambiente exige segurança!

    Vale destacar que a gatificação não significa apenas sair colocando um monte de material nas paredes do seu apartamento. De nada adianta gatificar bem o ambiente se não há uma tela de proteção na janela do apartamento, por exemplo. Nesse caso, as prateleiras podem até colocar o gato em maior risco, já que podem facilitar uma fuga para a rua, onde ele pode contrair doenças ou sofrer um acidente, ou cair de um andar alto, caso você more em apartamento.

    Conheça mais sobre “O Fazedor”, que cria nichos e parquinhos personalizados para felinos

     

    Depois de tudo isso, você já se perguntou como o Guaraci resolveu fazer parquinhos para os gatos? Tudo começou quando ele morava no Uruguai, há alguns anos. Lá, Guaraci trabalhou com construção civil acompanhado de uma assistente especial, a gatinha tricolor Teresa, e passou a colocar algumas tábuas na parede, criando um espaço onde ela pudesse explorar. Quando retornou ao Brasil, uma amiga pediu que ele fizesse um circuito de prateleiras para seus dois gatinhos. O próximo passo veio quando Guaraci adotou sua gata, Dorinha, e se tornou “O Fazedor”, investindo na criação de circuitos para os gatinhos. “No começo, ainda pensava que os parquinhos eram apenas para os gatos se divertirem. Mas fui surpreendido ao descobrir que eles ajudam a melhorar a vida dos gatos em diversos outros pontos: ansiedade, medo, falta de pertencimento e até dificuldades físicas como cegueira, surdez e dificuldades de locomoção”, explica. 

    Entre tantas histórias que coleciona como “O Fazedor”, uma em especial marca essa trajetória. Ele fez um parquinho para uma família de gatos, onde um não tinha uma patinha, e não conseguia saltar nem estar em lugares altos, algo que os felinos amam. Imaginem como devia se sentir esse gato? Então, ele desenvolveu um trajeto que permitia que o gato conseguisse subir na estante de livros. Depois, essa mesma família adotou um gatinho cego e esse gatinho especial ensinou o seu novo amigo sem visão a subir no parquinho. Emocionante, não é mesmo?!

    “Ali, eu compreendi que meu trabalho ia além de uma simples brincadeira. Então, a cada novo projeto, levo comigo essa história e trato de fazer sempre o meu melhor. Com a marcenaria voltada para o enriquecimento ambiental felino, me realizo a cada dia. As peças são artesanais, por isso, dedico horas de estudo desenvolvendo produtos que realmente funcionem. Hoje ‘O Fazedor’ tem uma equipe que dá suporte para que coisas boas aconteçam, porém, me mantenho presente em todas as etapas do nosso processo. É muito bom ser relevante e levar qualidade de vida para os gatinhos e suas famílias”, completa Guaraci. 

    Redação: Júlia Cruz

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino

    Próxima matéria

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa
    Cuidados

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa

    Adotar um gatinho requer algumas adaptações em casa para criar um ambiente seguro e confortável para o animal, onde ele possa expressar seus comportamentos naturais e descansar sempre que quiser. Agora quando o bichano precisa de cuidados especiais, como é o caso do gato cego, a situação se torna mais delicada ainda. Será que é preciso tomar precauções extras para mantê-lo em segurança? Como ajudar o gatinho a viver melhor? Como proporcionar a ele um ambiente mais adaptado? Para te ajudar a deixar sua casa pronta para receber o seu novo amigo da melhor forma e em um ambiente seguro, confira 7 dicas e cuidados indispensáveis para lidar com um gato cego.

    Adoção

    "Quero adotar um gato": tudo o que você precisa saber e fazer antes de levar um felino para casa

    Se você procura um bichinho independente, carinhoso e de personalidade forte, talvez seja o momento certo de adotar um gatinho. Com um jeito próprio de demonstrar todo o seu amor, os felinos têm conquistado cada vez mais o coração das mães e dos pais de pet de plantão. Mas, na hora de decidir isso, é preciso ter em mente que incluir um novo membro à sua família implica uma série de fatores, tanto para o animal quanto para os tutores e, principalmente, para o lugar que será o seu novo lar. Para te ajudar nesse momento, nós separamos um guia completo com tudo que você precisa saber na hora de adotar um gato. Dá uma olhada!

    Acessórios para cachorro que facilitam a vida do tutor e ajudam no bem-estar do animal
    Cuidados

    Acessórios para cachorro que facilitam a vida do tutor e ajudam no bem-estar do animal

    Não adianta tentar se convencer do contrário: dar as boas vindas a um cachorro na sua casa é sempre sinônimo de mudanças que devem ocorrer. Além da dinâmica do dia a dia e da necessidade de alimentar e cuidar de mais um ser vivo, é provável que o tutor de primeira viagem seja apresentado a uma série de objetos que não conhecia antes. Existem acessórios para cachorro que são perfeitos para melhorar o bem-estar do animal em diferentes situações e que, ao mesmo tempo, são uma mão na roda para os tutores. Vem ver a lista que nós separamos aqui embaixo!

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Ver Todas >

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?
    Comportamento animal

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?

    Passear com cachorro é uma das melhores formas de gastar energia dos animais domésticos. Os cães adoram sair de casa, fazer novos amigos e passar um tempo de qualidade com o tutor. O problema é que normalmente a hora do passeio desperta a agitação sem fim nos cãezinhos. Alguns, inclusive, não podem ver a coleira e a guia que já começam a pular e correr pela casa. 

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida
    Comportamento animal

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida

    O lado brincalhão dos cães permanece em todas as fases da vida. É por isso que os brinquedos para cachorro são super importantes para oferecer mais qualidade de vida ao pet. Mas é importante escolher o ideal para cada cãozinho: assim como existem brinquedos indicados para cada personalidade canina, a idade também influencia na decisão. Os brinquedos para cachorro filhote devem ser adequados para ajudar na dentição e no desenvolvimento do animal. 

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!
    Comportamento animal

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!

    Ao contrário do que muitos podem pensar, os gatos são animais que podem, sim, ser amáveis e carinhosos com os seus donos - eles só têm um jeitinho bastante próprio de demonstrar isso. O que acontece é que, diferente dos cães, os felinos são mais reservados e menos expansivos nessas demonstrações de afeto, mas quando é hora de receber carinho, eles gostam (e às vezes até procuram por isso). O problema é que não são todos os lugares do corpo do animal que são indicados para as carícias.

    5 coisas que o Border Collie é capaz de fazer por causa da sua inteligência
    Comportamento animal

    5 coisas que o Border Collie é capaz de fazer por causa da sua inteligência

    Pensa em um cãozinho esperto: esse é o Border Collie. Não é à toa que essa raça de cachorro é considerada a mais inteligente do mundo, de acordo com o ranking de inteligência canina elaborado pelo famoso psicólogo Stanley Coren. Mas o que diferencia o cachorro Border Collie das demais raças que existem? Como a inteligência desse doguinho se sobressai e o que ela permite que esses cães façam? 

    Ver Todas >