Saúde

FIV e FeLV: sintomas, diagnóstico, tratamentos... Um guia completo sobre cuidados para gatos positivos

Saiba sobre FiV e FelV, doenças que atingem os gatos
Saiba sobre FiV e FelV, doenças que atingem os gatos

Um dos principais medos de quem tem um animal de estimação em casa é, sem dúvidas, a possibilidade de eles adoecerem e o quão complicado o tratamento pode ser. Para os donos de gatos, a FIV (Imunodeficiência Felina) - também conhecida como a AIDS felina - e a FeLV (Leucemia Felina) são especialmente preocupantes, já que trazem consequências graves e podem ser, até mesmo, fatais. Para te ajudar a entender mais sobre os sintomas, cuidados e tratamentos de cada uma delas para os gatos que foram infectados, nós conversamos com a veterinária Anne Berenger, do Rio de Janeiro, — ela explicou tudinho aqui embaixo!

Patas da Casa: Como funciona a transmissão de FIV (AIDS felina) entre os gatos?

Anne Berenger: O vírus da FIV é transmitido principalmente através da mordedura, mas o contágio também pode acontecer através de outras vias como o sexo, transfusão sanguínea e da mãe para o filhote. A transmissão entre gatos que vivem juntos de uma maneira amigável (sem brigas), é mais improvável, porém não é impossível.

PC: Quais são os principais sintomas da FIV (AIDS felina)?

AB: A FIV é uma doença silenciosa, portanto, é comum que permaneça de forma assintomática — ou seja, sem alterações clínicas — durante muitos anos. Uma vez que se trata de um retrovírus que baixa a imunidade do paciente, ele se torna mais suscetível à manifestação de sintomas causados por outras doenças, assim como ocorre na AIDS em humanos.

PC: Como funciona a transmissão da FeLV (Leucemia felina) entre os gatos?

AB: A transmissão da FeLV ocorre através de secreções nasais, saliva (bem comum em gatinhos que ficam se lambendo), urina e brigas.

PC: Quais são os principais sintomas da FeLV (Leucemia felina)?

AB: A FeLV, que também é causada por um retrovírus, é uma das enfermidades infectocontagiosas mais preocupantes entre os felinos, podendo gerar quadros agudos de anemia, leucopenia (baixo número de células de defesa) e predispor o animal a alguns tipos de tumores, sendo linfoma o mais comum. Os sintomas mais comuns são: anemia, perda de peso, anorexia, aumento de linfonodos, febre, gengivites e até mesmo alterações comportamentais podem ser observadas.

PC: Existe alguma forma de prevenção para a FIV (AIDS felina) e a FeLV (Leucemia Felina)?

AB: Para prevenir a transmissão dessas doenças, é importante testar os gatos e separar os positivos dos negativos. Além disso, o tutor deve se preocupar em telar o apartamento ou as janelas de casa para impedir que os gatos domésticos tenham acesso e contato aos gatos da rua.

Para a FeLV (Leucemia Felina) existe vacina, mas para FIV (AIDS felina), não. Gatos que vivem semidomiciliados e de ambientes com vários outros indivíduos, configuram grupo de risco e devem ser vacinados. Não recomenda-se vacinar animais que vivem isolados em apartamentos, sem contato com outros gatos, pois não é necessário nestes casos. A castração precoce pode diminuir o risco de infecção, já que dificulta o comportamento de risco do gato — nesse caso, os passeios sem supervisão na rua.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    FiV e FelV não são doenças incapacitantes, mas precisam de cuidados específicos
    FiV e FelV não são doenças incapacitantes, mas precisam de cuidados específicos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    PC: Como acontecem os exames feitos para detectar FIV e FeLV?

    AB: Gatos recém-adquiridos, principalmente vindos da rua ou abrigo, sempre devem ser testados, independentemente da idade. O teste FIV e FeLV não possui resultado 100% seguro, pois nenhum teste é de sensibilidade 100%. Podem ocorrer falsos-positivos e falsos-negativos, como em casos de um animal muito filhote (até 6 meses) e/ou pela fase da doença. Em casos em que ainda haja dúvida, é indicado retestar o animal após 30 dias.

    Os testes mais comum são os SNAPs, que são testes sorológicos e dão o resultado em 10 minutos, mas também existem os testes de PCR (pesquisa de RNA do antígeno), que podem ser utilizados em conjunto com os sorológicos auxiliando no diagnóstico.

    PC: Como funciona o tratamento para FIV e FeLV? Existe cura definitiva para essas doenças?

    AB: O tratamento em ambos casos é de suporte, visto que os antivirais humanos recomendados são de difícil acesso. O ideal é fortalecer o sistema imunológico, oferecer alimentação balanceada e de qualidade, cuidados higiênicos, manter a vacinação e vermifugação em dia e, claro, visitas periódicas ao veterinário. Normalmente, um gato com FIV (AIDS felina) vive mais do que um com FeLV (Leucemia felina), pois esta, além de predispor o animal a alguns tipos de tumores, pode causar um quadro agudo de leucopenia (queda de leucócitos) e anemia. Infelizmente, esses animais tendem a desenvolver quadros mais graves precocemente.

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Como aumentar a imunidade do gato?

    Próxima matéria

    Como aumentar a imunidade do gato?

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
    Raças

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

    O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. Quando o cão Jack Russell Terrier quer algo, ele só desiste quando consegue. 

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro

    O Weimaraner é um cão de grande porte que conquista a todos com sua simpatia e beleza inconfundível. Essa raça de cachorro possui uma obediência fora do comum e exibe todos os atributos para conquistar a todos da família humana. Criado para ser um cão de caça perfeito, o cachorro Weimaraner possui uma condição física energética que demanda uma rotina de exercícios físicos. Ficou curioso para saber mais sobre esse doguinho? Dá só uma olhada no guia que o Patas da Casa preparou!

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
    Raças

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

    Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

    Ver Todas >

    Emergência veterinária: 5 situações com seu felino que precisam de atendimento imediato
    Saúde animal

    Emergência veterinária: 5 situações com seu felino que precisam de atendimento imediato

    Todo tutor de gato quer manter seu pet saudável e recebendo os melhores os cuidados possíveis. Situações de emergência veterinária, porém, podem acabar acontecendo e é preciso estar preparado para lidar com elas. Em alguns casos, como gato engasgado e gato envenenado, o atendimento imediato é essencial para salvar a vida do seu bichinho. Por isso, é importante saber quais cenários de emergência veterinária necessitam de um atendimento especializado urgente.

    Existe remédio caseiro para cachorro parar de comer fezes? Veja como lidar com a coprofagia
    Saúde animal

    Existe remédio caseiro para cachorro parar de comer fezes? Veja como lidar com a coprofagia

    Flagrar o cachorro comendo fezes é uma situação extremamente desagradável. A coprofagia canina é um problema mais frequente do que a gente imagina e pode ser muito prejudicial para a saúde do animal. Existem várias explicações por trás desse comportamento de cachorro, mas além de tentar entender os motivos disso acontecer, também é importante saber como conduzir a situação para evitar a ingestão de fezes pelo seu doguinho.

    Leishmaniose canina: quais os sintomas mais comuns e como identificar a doença?
    Saúde animal

    Leishmaniose canina: quais os sintomas mais comuns e como identificar a doença?

    A leishmaniose canina é uma doença parasitária grave que ataca o sistema imunológico dos cães. Ela é classificada como uma zoonose, ou seja, também pode atingir os humanos. Muitos órgãos e sistemas do corpo são afetados e, por isso, há uma variedade de sintomas da leishmaniose, o que dificulta o diagnóstico.

    Como é a saúde do gato Persa?
    Saúde animal

    Como é a saúde do gato Persa?

    O gato Persa é uma das raças mais populares que existe. O que não faltam são motivos para isso: o bichano é uma ótima companhia para todos os momentos, muito carinhoso e tem uma personalidade amigável. Por outro lado, antes de comprar ou adotar um gatinho desta raça, é fundamental conhecer um pouco mais sobre a saúde do gato Persa. 

    Ver Todas >