Filhotes

É normal o filhote de cachorro comer muito? Entenda esse comportamento

Cachorro filhote com muita fome? Saiba quando o comportamento indica um problema
Cachorro filhote com muita fome? Saiba quando o comportamento indica um problema

Muitos pais de pets - principalmente os de primeira viagem - podem não saber lidar com alguns comportamentos dos filhotes de cachorro. Apesar de todo cão ser único, a alimentação é um fator importante no desenvolvimento de todo animal. Por isso, é necessário entender como saber se o cachorro está com fome e quando o ato de comer muito pode ser um problema. Os filhotinhos de cachorro necessitam de mais refeições por dia do que um cão adulto, ainda assim a quantidade de ração deve ser menor. Fique atento: em alguns casos, a fome excessiva pode representar alguma complicação de saúde. 

Meu cachorro comeu muita ração: o que fazer?

A frequência e quantidade que um cãozinho come é determinada não só pelo porte, como também pela idade do pet. Nesse sentido, é normal que um cachorro filhote coma mais vezes que um adulto. No entanto, a quantidade de comida deve ser menor, já que em cada etapa de vida o cachorro tem necessidades e gastos energéticos diferentes. Todas as especificações necessárias estarão nas embalagens da ração de cachorro, mas é preciso sempre estar atento a algumas regras da alimentação animal e se assegurar em comprar uma ração que se encaixe nas especificidades do seu pet. Veja algumas recomendações sobre a quantidade necessária de acordo com idade e porte do doguinho:

  • Porte miniatura: 30g a 80g de ração por dia nos primeiros 3 meses de vida. Entre o terceiro e sexto mês de vida a quantidade pode aumentar para 120g diários.
  • Porte pequeno: 65g a 135g de ração diários até completar os 3 meses de idade. Após esse período, até os 6 meses a quantidade deve ser de 80g a 150g.
  • Porte médio: Entre o primeiro e terceiro mês de vida os filhotes desse tamanho devem receber entre 100g e 358g de ração por dia. Depois, até completar 6 meses, de 200g a 400g. De 6 a 9 meses de vida entre 230g a 450g.
  • Porte grande: filhotinhos de cachorro grande devem receber entre 120g e 400g de ração por dia até os 3 meses. De 3 a 6 a quantidade pode variar entre 300g e 650g. Depois, até os 9 meses o valor fica entre 500g e 750g diários. Entre 9 e 15 meses, a quantidade indicada varia entre 550g e 800g por dia.
  • Porte gigante: cães considerados de tamanho gigante devem receber entre 300g e 500g por dia até os 3 meses de vida. Entre os 3 e 6 meses, a quantidade aumenta para 480g a 750g por dia. De 6 a 9 entre 690g e 900g, e de 9 a 15 de 700g a 1000g. Já de 15 a 21 meses o valor aumenta para 750g a 1100g por dia.

Apesar da quantidade de ração de cachorro ir aumentando conforme a idade, os cães mais filhotes devem comer com mais frequência. Os filhotes de cachorro com 2 a 4 meses de vida devem comer 4 vezes por dia. Entre os 4 e 8 meses, a frequência deve diminuir para 3 vezes e, após esse período, 2 vezes por dia. Lembre-se que essas orientações se encaixam para cães saudáveis. Algumas doenças alteram a dieta do cachorro filhote, por isso as visitas ao veterinário devem estar sempre em dia para seguir as recomendações necessárias. O melhor é que o profissional indique a dieta mais adequada para o pet.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Cachorro desesperado para comer: será que o pet está realmente faminto?
    Cachorro desesperado para comer: será que o pet está realmente faminto?

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: 15 opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Muitos tutores questionam se podem oferecer legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de ser muito saudável, esse tipo de alimento ajuda a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas. Mesmo se alimentando de ração diariamente, não há uma restrição que impede o cão de comer alimentos gostosos por fora, como vegetais e frutas variadas. O importante é que o tutor respeite a saúde do cachorro e ofereça com moderação, é claro - lembrando que sempre vale conversar com o veterinário antes de qualquer decisão.

    Como saber se o cachorro está com fome?

    Muitas vezes você pode pensar: “meu cachorro tem muita fome”. Mas será que você realmente sabe quando o pet está com fome? Todo o cachorrinho pode ficar com uma cara de fome, principalmente quando você está comendo algo apetitoso. Caso o cão faça as refeições com um alimento de qualidade regularmente, dificilmente ele realmente estará faminto. A verdade é que os peludos não costumam negar a oportunidade de comer mais um pouquinho. Mas isso não significa que eles precisam comer mais, até porque o excesso de comida pode comprometer a saúde do pet e aumentar o risco de doenças como a obesidade canina.

    É importante que o cachorro filhote não fique mal acostumado e tenha comida sempre à disposição. Os cães costumam ter os olhos maiores que a barriga e a melhor forma de ter certeza que o cachorro não está com fome é oferecer a quantidade de ração necessária na frequência ideal. O peludinho que leva uma vida doméstica comum, nunca estará realmente com fome.

    Cachorro desesperado para comer: quando o comportamento é um problema?

    Apesar dos nossos amores de quatro patas sempre quererem comer mais do que devem, alguns deles podem apresentar comportamentos que podem indicar problemas. Quando o cão começa a comer a comida de outros animais da casa, os restos de comida do lixo e fica procurando comida em cima da mesa, ele pode estar com um problema de saúde. Essas ações - principalmente em filhotes - podem ser sinais de complicações como a compulsão alimentar, que também é chamada de polifagia ou hiperfagia. Esse problema pode estar associado a ansiedade, carência afetiva, estresse, depressão ou alterações hormonais. Além disso, o cachorro passa a apresentar dificuldade em encontrar uma posição confortável quando deita, cansaço, respiração ofegante, salivação excessiva, náuseas e vômitos. A distensão abdominal sensível ao toque também é um sinal da compulsão alimentar, sendo considerado o principal sintoma da doença. É imprescindível que o cão que tenha esses sintomas seja acompanhado por um médico veterinário para a indicação do melhor tratamento. A complicação pode comprometer a hidratação e a circulação sanguínea, sendo considerado um problema grave.

    Redação: Hyago Bandeira

    Quantos ml de leite um filhote de cachorro mama? Veja essa e outras curiosidades sobre a amamentação canina

    Próxima matéria

    Quantos ml de leite um filhote de cachorro mama? Veja essa e outras curiosidades sobre a amamentação canina

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Ração

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Onde colocar a comida do cachorro? Saiba também como escolher a melhor opção
    Alimentação

    Onde colocar a comida do cachorro? Saiba também como escolher a melhor opção

    Comida de cachorro sempre envolve muitas dúvidas: quantidade, horários, quantas vezes ao dia, qual a melhor ração, etc. Mas você sabia que os cachorros precisam não só de um local como de uma altura específica para os potes de ração e água não causarem problemas na coluna ou na digestão? Outro ponto muito importante é não colocar a alimentação perto do tapete higiênico ou do jornal onde eles fazem as necessidades. Isso pode causar com que eles não se alimentem ou não aprendam o local de fazer xixi e cocô. Esses espaços devem ser bem delimitados e afastadoS. Os potes também devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de cada animal: além do tamanho, existem diferentes materiais. Veja abaixo:

    Ver Todas >

    6 frutas para cachorro que fazem muito bem para a saúde
    Alimentação animal

    6 frutas para cachorro que fazem muito bem para a saúde

    A alimentação do cachorro é um dos fatores mais importantes na hora de cuidar do pet. Ela é responsável por oferecer nutrientes, energia, saúde e bem-estar. O mais recomendado é sempre levar em conta orientações do médico veterinário de confiança para atribuir ao animal a melhor nutrição possível. Uma dica é proporcionar uma alimentação variada composta por uma ração de qualidade e pequenas quantidades de frutas e legumes naturais, oferecidos como petiscos.

    Cachorro pode comer peixe?
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer peixe?

    Os pescados são alimentos que fazem parte da composição de diversos petiscos e rações de cachorro. Por isso, é comum que os cães se atraiam pelo cheiro de peixe fresco. No caso de uma alimentação natural ou no caso de intercalar a ração de cachorro com outros alimentos, é comum se perguntar se cachorro come peixe ou se o alimento pode fazer mal para eles. O Patas da Casa reuniu informações sobre o assunto para esclarecer todas as dúvidas: se o peixe é liberado na dieta canina ou não, quais os benefícios do alimento e como preparar e oferecer da forma correta.

    Vitamina para gato: quando o suplemento nutricional é recomendado?
    Alimentação animal

    Vitamina para gato: quando o suplemento nutricional é recomendado?

    Uma boa alimentação faz toda a diferença na saúde do gato. O problema é que nem sempre o bichano consegue todos os nutrientes que ele precisa por meio da ração, e em alguns casos é necessário procurar por outras alternativas de suplementação alimentar. A vitamina para gatos é uma dessas opções, mas antes de investir nesse tipo de suplemento é fundamental conversar com um profissional para saber quais são os nutrientes que estão faltando no organismo do seu amigo de quatro patas. 

    Gato pode comer atum em lata?
    Alimentação animal

    Gato pode comer atum em lata?

    Basta você abrir uma lata de atum que seu bichano logo aparece pela cozinha. Quem é gateiro sabe o quanto esses animais são fissurados por peixes. Não é à toa que os peixinhos estão ilustrados em diversos brinquedos para gatos que estimulam o instinto caçador dos felinos. Um bom tutor de gato sabe o quanto a alimentação é um fator importante. Por isso, é sempre bom saber quais alimentos são liberados e quais os bichanos não podem comer de jeito nenhum. Será que gato pode comer atum? O Patas da Casa reuniu informações sobre isso. Dá só uma olhada!

    Ver Todas >