Cuidados

Dicas para acalmar um cachorro com medo de trovão!

Cachorro com medo de chuva e trovão? Saiba o que fazer para deixá-lo mais calmo nessas horas!
Cachorro com medo de chuva e trovão? Saiba o que fazer para deixá-lo mais calmo nessas horas!

Ver um cachorro com medo de trovão não é uma situação incomum. Como possuem uma audição bastante apurada, é natural que um barulho muito alto como o do trovão acabe trazendo certo incômodo para os cães, certo? Errado! Não é exatamente o volume do barulho que assusta um cachorro medroso, e sim o perigo e a ameaça que o som representa. Esse medo pode se apresentar em diferentes níveis e até impactar todo o comportamento do cachorro nessas horas. Por isso, é importante encontrar uma forma de como acalmar cachorro com medo de trovão e ajudá-lo a entender que não há perigo.

O que acontece com um cachorro com medo de chuva e trovões?

A fobia que os animais sentem por causa da chuva e dos trovões pode se apresentar em diferentes graus. Enquanto alguns cães sentem um leve medo, outros cachorros podem manifestar um desconforto bem maior.  Além do barulho assustador,  que na cabeça dos cães representa algum tipo de perigo, normalmente a situação vem acompanhada de uma experiência traumática para os animais. Isso é comum principalmente em casos de cães abandonados que foram resgatados e adotados, já que a vida nas ruas não é nada fácil, principalmente em dias de temporal.

Outro fator que também pode contribuir para um cachorro com medo de trovões é se ele tiver tido contato com um outro cãozinho (ou até mesmo uma pessoa) que também se mostrou assustado com esse barulho. Alguns estudos indicam que o estresse dos humanos pode se refletir no cachorro. No caso da chuva, os cães podem relacionar o som do trovão com algo negativo se perceberem algum impacto no comportamento de seus tutores.

Cachorro com medo de trovões costuma ficar impaciente ou se esconder

Não é difícil perceber quando você tem um cachorro com medo de trovão. Os animais podem demonstrar isso de várias maneiras: com incansáveis latidos, arranhões na janela e/ou porta, tremores pelo corpo ou até mesmo se escondendo embaixo da cama ou do sofá. Em alguns casos, o cachorro pode ficar tão desesperado que acaba fugindo como tentativa de se proteger. Nessas horas, o cachorro também pode apresentar um comportamento destrutivo, principalmente se estiver sozinho, para tentar sair de casa. Por isso, o tutor precisa fechar muito bem as portas e portões de casa para evitar possíveis fugas do cãozinho!

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
      Para lidar com um cachorro com medo de trovão, é importante não fazer uma associação negativa com a chuva
    Para lidar com um cachorro com medo de trovão, é importante não fazer uma associação negativa com a chuva

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Veja algumas dicas de como acalmar cachorro com medo de trovão!

    1) Garanta um cantinho seguro para o seu amigo nos dias chuvosos

    Antes de mais nada, é importante que o seu amigo se sinta seguro nesse momento. Por isso, o ideal é encontrar um espaço da casa a que ele possa recorrer quando chover. Pode ser a própria caminha dele, por exemplo, com um cobertorzinho agradável e brinquedos que sejam de sua preferência. Assim, quando a tempestade começar o cachorro medroso já vai direto para o seu cantinho para se sentir melhor!

    2) Treine o seu cãozinho para perder o medo com músicas de fundo de chuva e trovão

    Uma boa forma de ajudar um cachorro com medo de trovão a superar isso é treinando o bichinho aos poucos para ele se acostumar com o barulho. Parar tentar, é bem simples: basta procurar músicas com sons de chuva e trovão de fundo no YouTube e mostrá-las para o seu pet. Caso ele comece a ficar muito alterado, é só pausar por um tempo e depois repetir todo o processo até que ele compreenda que não existe nenhum perigo. Com o tempo, ele vai acabar deixando o medo de trovão de lado.

    3) Interaja com seu amigo nesses momentos com brincadeiras e outras distrações

    A distração é uma ótima forma na hora de como acalmar um cachorro! Tenha em mãos aquele brinquedinho que o seu amigão tanto gosta ou prepare um petisco para mimá-lo. Uma boa dica, inclusive, são os brinquedos interativos porque eles exigem maior atenção do cãozinho, como as famosas bolinhas que guardam ração dentro e o animal precisa aprender como liberá-la. É importante desviar a atenção dele do barulho e não associar a chuva a algo negativo. 

    4) Calmantes podem funcionar em casos mais graves

    Para um cachorro medroso ao extremo, uma alternativa possível também são os remédios para acalmar cães. Mas nada de sair medicando seu pet por conta própria,: qualquer tipo de medicação precisa ser indicada e supervisionada pelo médico veterinário. Então, se a fobia do seu cão for num nível muito alto e nenhuma das técnicas anteriores ajudam a melhorar isso, é importante procurar a ajuda de um profissional.

    Redação: Juliana Melo

    Como fazer o cachorro parar de pular nas pessoas?

    Próxima matéria

    Como fazer o cachorro parar de pular nas pessoas?

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios
    Cuidados

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios

    Ninguém pode negar: manter uma boa rotina é fundamental para saúde física e mental do ser humano. Mas, além de você, existe outro serzinho que precisa de hábitos diários para garantir um bom funcionamento do seu organismo: o seu cachorro. Ao contrário do que muitos tutores pensam, os cães são animais de rotina e, por isso, mudanças repentinas nos horários podem deixá-los estressados e, até mesmo, depressivos. O horário de passear com cachorro, por exemplo, é um dos que mais impactam o seu bichinho e deve ser o mesmo todos os dias. Para te ajudar nessa e em outras tarefas que envolvem a rotina do seu cãozinho, o Patas da Casa reuniu algumas dicas sobre o assunto. Dá uma olhada!

    Meu cachorro tem medo de passear na rua, o que fazer? Dicas parar preparar o cão para o passeio
    Passeio

    Meu cachorro tem medo de passear na rua, o que fazer? Dicas parar preparar o cão para o passeio

    Todos os cachorros, independente de raça e porte, precisam passear na rua. Além de ser um ótimo exercício físico, ajuda o cachorro a desestressar, liberar energia, socializar com outros cães e estreitar os laços com seus donos. Os cachorros são animais muito sociáveis e ativos e, por isso, a hora do passeio é sempre de muita euforia. Se esse é o caso do seu cachorro, aproveite cada minuto e o leve para dar uma volta na rua sempre que possível. Mas alguns cachorrinhos podem desenvolver o medo de passear. Nesses casos, você precisa ler essa matéria porque nós vamos te ajudar com algumas dicas!

    Cachorro com medo de fogos: como acalmar o animal + técnica de amarrar o pano
    Cuidados

    Cachorro com medo de fogos: como acalmar o animal + técnica de amarrar o pano

    Não é raro cachorro ter medo de fogos de artifício ou qualquer outro barulho muito forte e repentino. Em épocas de festas de fim de ano, carnaval e final de campeonatos de futebol, os animais podem sofrer bastante com os estouros. Não é à toa que o Revéillon é o período com o maior índice de fugas de cachorrinhos. E não existe uma regra, esse medo pode acometer qualquer raça e qualquer porte.

    Ver Todas >

    Brinquedos para cachorros filhotes: quais as opções mais seguras para até seis meses de idade?
    Comportamento animal

    Brinquedos para cachorros filhotes: quais as opções mais seguras para até seis meses de idade?

    Os brinquedos para cachorro filhote fazem toda a diferença nos primeiros meses de vida do cãozinho, pois servem como estímulos sensoriais que ajudam no desenvolvimento do animal. É importante, porém, que eles sejam apropriados para a idade do pet. Quer saber quais são os melhores brinquedos para filhotes de cachorro de até 6 meses? Então veja abaixo algumas alternativas!

    Cachorro Labrador: a cor da raça indica a personalidade do pet?
    Comportamento animal

    Cachorro Labrador: a cor da raça indica a personalidade do pet?

    Labrador preto, chocolate, caramelo… Existem muitos tipos de cores de pelagem que podem existir na raça Labrador. Cachorro tão popular e querido por todos, o Labrador é conhecido por sua personalidade amigável, carinhosa e divertida - o verdadeiro melhor amigo do homem! A grande variedade de cores de um cachorro Labrador, porém, leva algumas pessoas a se questionarem se a cor da pelagem indica algum traço especial na personalidade do animal. 

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?
    Comportamento animal

    Hotel pet friendly: como funcionam as hospedagens que aceitam cachorros?

    Viajar com cachorro é uma experiência incrível, mas que precisa de atenção. O primeiro passo é procurar por um hotel pet friendly - isto é, um hotel ou pousada que aceita animais de estimação - para que tudo seja perfeito. Existe hotel que aceita cachorro, mas que tem algumas limitações como quantidade de pets por quarto e que tem restrições quanto ao porte do animal (a maioria costuma aceitar apenas animais pequenos ou, no máximo, de porte médio). No entanto, também existem hotéis totalmente pet friendly que são praticamente o paraíso na terra para os nossos amiguinhos de quatro patas.

    Comportamento animal

    "Meu cachorro destrói tudo": o que fazer e como direcionar o comportamento do pet?

    Quem tem um cachorro destruidor sabe bem a sensação de chegar em casa e encontrar o sofá destruído, o controle remoto mordido ou a caminha dele destroçada. Esse comportamento traz problemas tanto para o tutor quanto para o cão e, por isso, é importante saber como evitá-lo. Algumas mudanças na rotina, como comprar uma cama para cachorros destruidores e passear mais com o cachorro, podem ser necessárias para controlar seu pet. 

    Ver Todas >