O Dia Nacional dos Animais é uma data muito importante que deve ser celebrada por todos, seja você um pai/mãe de pet ou não. Afinal, esse dia não fala apenas dos animais domésticos (como cachorro e gato), mas de todos os animais, até mesmo os selvagens. Além do Dia Nacional dos Animais, em 14 de março, também existe o Dia Mundial dos Animais (4 de outubro), o Dia da Adoção Animal (17 de agosto) e o Dia da Libertação Animal (18 de outubro). Apesar dos nomes serem parecidos, cada data tem um propósito diferente.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Em 14 de março (Dia Nacional dos Animais), o objetivo é conscientizar as pessoas sobre os maus-tratos e abandonos que tantos animais sofrem no nosso país. O Patas da Casa te explica melhor a seguir qual a importância do Dia Nacional dos Pets e por que todos nós devemos falar sobre esses problemas que, infelizmente, ainda são muito comuns no Brasil.

Por que o Dia Nacional dos Animais é tão importante?

A comemoração do Dia Nacional dos Animais foi instituída no Brasil em 2006. Tudo começou com um grupo de entidades que atuam em prol dos animais. Eles queriam uma data que não só celebrasse os pets como também conscientizasse as pessoas sobre dois temas de extrema relevância no mundo animal: como maus-tratos e abandono de cães, gatos etc. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil possui cerca de 30 milhões de animais abandonados. 

Dados levantados pelo Instituto Pet Brasil (IPB) com apoio de 400 ONGs pelo país comprovaram que existem quase 185 mil animais abandonados ou resgatados por maus-tratos sob a tutela de ONGs no Brasil. São números alarmantes e que provam a necessidade de se discutir esses problemas com a sociedade.

Maus-tratos é uma das principais pautas do Dia Nacional do Animal

A lei de maus-tratos animal foi promulgada em 1998 e afirma que qualquer agressão realizada contra cães e gatos é considerada crime e deve ser punida. Atualmente, a pena prevista para quem comete esses crimes é de dois a cinco anos, além de multa e proibição da guarda do pet. Qualquer atitude que coloque a vida e a integridade do animal em risco é considerada uma prática de maus-tratos. Bater, mutilar, envenenar, manter preso em casa, deixar sem comida e água, não tratar as doenças, permitir que o pet fique em um local sem higiene e não abrigar o cão/gato dentro de casa durante chuva ou sol extremo são considerados maus-tratos. O Dia Nacional do Animal busca justamente conscientizar as pessoas sobre esses perigos e alertar que o número de pets que sofrem com essas condições ainda é muito grande no país.


O Dia Nacional dos Animais promove um debate importante sobre maus-tratos e abandono
O Dia Nacional dos Animais promove um debate importante sobre maus-tratos e abandono

O Dia Nacional dos Pets também conscientiza sobre o abandono de animais

 abandono de gatos  e cães também é considerado crime e a pena de dois a cinco anos de reclusão pode ser ainda maior caso a vítima acabe morrendo. O Dia Nacional do Animal tem o objetivo de evidenciar para a população como o abandono é perigoso para a vítima que, além de não receber apoio, alimentação e abrigo, fica exposta a diversos tipos de doenças nas ruas. Além disso, o cachorro ou gato pode desenvolver traumas que persistem pelo resto da vida. Vale ressaltar que o abandono nem sempre consiste em jogar o animal na rua. Muitas vezes, o cachorro ou gato é abandonado dentro de casa, sem receber comida, água e cuidados básicos.

Saiba como você pode contribuir para o fim do abandono e dos maus-tratos aos animais!

O abandono e os maus-tratos são problemas muito sérios e que devem ser combatidos. Para fazer a sua parte, o primeiro passo é procurar entender sobre o assunto e propagar seus conhecimentos para outras pessoas. Além disso, você não pode ter medo de denunciar. Sempre que vir alguém praticando qualquer tipo de maus-tratos e/ou abandonando seu pet, avise as autoridades. Um vizinho que não alimenta o cão/gato corretamente, uma pessoa que deixa o filhotinho largado na rua, um conhecido (ou desconhecido) que bate no animal… tudo isso deve ser denunciado (o que pode ser feito anonimamente, caso se sinta mais confortável). Para isso, você deve ir em uma delegacia, ao Ministério Público ou entrar em contato com o IBAMA.

Nesse Dia Nacional dos Animais, é importante procurar saber se a sua cidade está fazendo algum tipo de atividade especial. Muitas prefeituras promovem campanhas de conscientização com palestras, filmes e grupos de discussão para debater pautas importantes para a causa animal. Além das prefeituras, algumas entidades ambientais e ONGs também realizam campanhas. Faça parte desses movimentos e divulgue para que outras pessoas também possam contribuir. Por fim, lembre-se que para combater o abandono e os maus-tratos você não precisa esperar até o Dia dos Animais. Março, abril, maio, junho… qualquer dia, mês ou ano é a hora certa de fazer a sua parte.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Luana Lopes