close
Saúde

Conjuntivite em gatos: entenda mais sobre o problema, como tratar e quando levar ao veterinário

Atualizado · 27 de maio de 2020 · 14h32

Publicado · 30/10/2019 · 14h01

Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!
Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!

A conjuntivite em gatos é um problema ocular muito comum, principalmente em filhotes - e, se não for tratada devidamente, pode trazer complicações mais sérias para os felinos. Por isso, assim que perceber os primeiros sintomas, como o gato com olho vermelho e muitas remelas, por exemplo, é importante ir logo a um veterinário para que ele possa dar o diagnóstico certo e indicar o melhor tratamento para resolver a conjuntivite felina. Quer saber como ajudar o seu gatinho? Confira mais detalhes:

Conjuntivite em gatos: o que é e como identificar!

Assim como ocorre com os cães, a conjuntivite felina acontece quando a conjuntiva, membrana rosada que recobre o olho, fica inflamada. Esse é um dos problemas mais frequentes em felinos, tanto que quase todo gato tem conjuntivite em algum momento da vida. No entanto, ainda que seja comum, o tratamento rápido é necessário para que o animal não sofra com muitos incômodos e o quadro não evolua para algo mais sério, como a cegueira.

A doença pode ocorrer de duas maneiras: de forma infecciosa ou não-infecciosa. A primeira, geralmente resultado de baixa imunidade, acontece por conta de vírus, bactérias e fungos; já a segunda se dá por fatores externos - como poeira, alergias e até contato com produtos químicos. Em alguns casos, o problema também pode ser hereditário ou sintoma de alguma doença mais séria, como câncer (linfoma ocular) e as relacionadas ao sistema respiratório.

Mas, se você chegou até aqui, provavelmente deve estar se perguntando: como saber que meu gato tem conjuntivite? O primeiro passo é observar os principais sintomas: vermelhidão; olho remelando; coceira nos olhos; e até alteração na cor e na forma da íris em casos avançados. Depois, ao notar esses ou algum outro quadro suspeito, é necessário seguir imediatamente ao veterinário para que ele possa fazer os exames necessários para ter a confirmação e identificar se a doença é do tipo infecciosa ou não infecciosa.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    O gato tem conjuntivite? Uso de colírios, pomadas e antibióticos ajudam a tratar!

    Depois de ir ao veterinário e ter a confirmação de que o gato está mesmo com conjuntivite, o tratamento para reverter o quadro começa. Na maioria dos casos - principalmente nos causados por vírus e bactérias -, o profissional irá recomendar antibióticos e antivirais de uso tópico, como colírios e pomadas. Mas, antes de aplicar algum desses dois produtos, use uma gaze embebida em soro fisiológico para limpar as secreções ao redor dos olhos do gatinho. Para completar o tratamento em situações mais sérias, antibióticos de via oral também podem ser indicados.

    Em geral, a recuperação completa chega em uma ou duas semanas. Sendo assim, mesmo que o gato com conjuntivite apresente uma significativa melhora em poucas dias após o início do tratamento, é necessário dar continuidade pelo tempo recomendado pelo veterinário.

    Dica: se tiver mais de um gato em casa e a conjuntivite felina for do tipo infecciosa, um cuidado importante é isolar o que estiver infectado para que o problema não se espalhe entre os outros animais.

    Conjuntivite felina: como prevenir e impedir que ela volte a incomodar o gatinho

    Por mais que a conjuntivite em gatos seja muito comum, é possível tomar alguns cuidados para prevenir o seu pet ou impedir que o problema retorne com frequência. Um deles é garantir que ele mantenha uma boa alimentação - inclusive com suplementos vitamínicos receitados pelo veterinário - para que a imunidade fique fortalecida. Além disso, também é necessário manter a vacinação em dia para que o organismo do gato esteja devidamente protegido, evitar o contato com animais adoecidos e ter a preocupação de deixar sempre o ambiente limpo para que fatores externos - como a poeira - não criem um cenário favorável para a doença. Também vale observar se o felino tem alergia a algum produto que você usa em casa para evitar qualquer contato que possa ser prejudicial.

    E não precisa nem falar das visitas frequentes ao veterinário, certo? Ainda que o bichinho esteja com a saúde em dia, é importante ter o acompanhamento de um profissional para que ele identifique qualquer tipo de problema antes de sintomas mais evidentes. A saúde do seu pet agradece.

    Redação: Nívia Passos

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Próxima matéria

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário
    Diarreia

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário

    Gato com diarreia não é uma condição rara, mas precisa de alguns cuidados. Assim como acontece com o organismo humano, o dos felinos também demonstra alguma fragilidade através de desordem intestinal. Troca de ração, vermes, vírus, alimento estragado ou até mesmo desidratação podem causar diarreia em gatos.

    Ver Todas >

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    Ver Todas >