close
Saúde

Conjuntivite em gatos: entenda mais sobre o problema, como tratar e quando levar ao veterinário

Atualizado · 23 de fevereiro de 2022 · 08h38

Publicado · 30/10/2019 · 14h01

Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!
Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!

A conjuntivite em gatos é um problema ocular muito comum, principalmente em filhotes - e, se não for tratada devidamente, pode trazer complicações mais sérias para os felinos. Por isso, assim que perceber os primeiros sintomas, como o gato com olho vermelho e muitas remelas, por exemplo, é importante ir logo a um veterinário para que ele possa dar o diagnóstico certo e indicar o melhor tratamento para resolver a conjuntivite felina. Quer saber como ajudar o seu gatinho? Confira mais detalhes:

Conjuntivite em gatos: o que é e como identificar!

Assim como ocorre com os cães, a conjuntivite felina acontece quando a conjuntiva, membrana rosada que recobre o olho, fica inflamada. Esse é um dos problemas mais frequentes em felinos, tanto que quase todo gato tem conjuntivite em algum momento da vida. No entanto, ainda que seja comum, o tratamento rápido é necessário para que o animal não sofra com muitos incômodos e o quadro não evolua para algo mais sério, como a cegueira.

A doença pode ocorrer de duas maneiras: de forma infecciosa ou não-infecciosa. A primeira, geralmente resultado de baixa imunidade, acontece por conta de vírus, bactérias e fungos; já a segunda se dá por fatores externos - como poeira, alergias e até contato com produtos químicos. Em alguns casos, o problema também pode ser hereditário ou sintoma de alguma doença mais séria, como câncer (linfoma ocular) e as relacionadas ao sistema respiratório.

Mas, se você chegou até aqui, provavelmente deve estar se perguntando: como saber que meu gato tem conjuntivite? O primeiro passo é observar os principais sintomas: vermelhidão; olho remelando; coceira nos olhos; e até alteração na cor e na forma da íris em casos avançados. Depois, ao notar esses ou algum outro quadro suspeito, é necessário seguir imediatamente ao veterinário para que ele possa fazer os exames necessários para ter a confirmação e identificar se a doença é do tipo infecciosa ou não infecciosa.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    O gato tem conjuntivite? Uso de colírios, pomadas e antibióticos ajudam a tratar!

    Depois de ir ao veterinário e ter a confirmação de que o gato está mesmo com conjuntivite, o tratamento para reverter o quadro começa. Na maioria dos casos - principalmente nos causados por vírus e bactérias -, o profissional irá recomendar antibióticos e antivirais de uso tópico, como colírios e pomadas. Mas, antes de aplicar algum desses dois produtos, use uma gaze embebida em soro fisiológico para limpar as secreções ao redor dos olhos do gatinho. Para completar o tratamento em situações mais sérias, antibióticos de via oral também podem ser indicados.

    Em geral, a recuperação completa chega em uma ou duas semanas. Sendo assim, mesmo que o gato com conjuntivite apresente uma significativa melhora em poucas dias após o início do tratamento, é necessário dar continuidade pelo tempo recomendado pelo veterinário.

    Dica: se tiver mais de um gato em casa e a conjuntivite felina for do tipo infecciosa, um cuidado importante é isolar o que estiver infectado para que o problema não se espalhe entre os outros animais.

    Conjuntivite felina: como prevenir e impedir que ela volte a incomodar o gatinho

    Por mais que a conjuntivite em gatos seja muito comum, é possível tomar alguns cuidados para prevenir o seu pet ou impedir que o problema retorne com frequência. Um deles é garantir que ele mantenha uma boa alimentação - inclusive com suplementos vitamínicos receitados pelo veterinário - para que a imunidade fique fortalecida. Além disso, também é necessário manter a vacinação em dia para que o organismo do gato esteja devidamente protegido, evitar o contato com animais adoecidos e ter a preocupação de deixar sempre o ambiente limpo para que fatores externos - como a poeira - não criem um cenário favorável para a doença. Também vale observar se o felino tem alergia a algum produto que você usa em casa para evitar qualquer contato que possa ser prejudicial.

    E não precisa nem falar das visitas frequentes ao veterinário, certo? Ainda que o bichinho esteja com a saúde em dia, é importante ter o acompanhamento de um profissional para que ele identifique qualquer tipo de problema antes de sintomas mais evidentes. A saúde do seu pet agradece.

    Redação: Nívia Passos

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Próxima matéria

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário
    Diarreia

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário

    Gato com diarreia não é uma condição rara, mas precisa de alguns cuidados. Assim como acontece com o organismo humano, o dos felinos também demonstra alguma fragilidade através de desordem intestinal. Troca de ração, vermes, vírus, alimento estragado ou até mesmo desidratação podem causar diarreia em gatos.

    Ver Todas >

    Gato com diarreia: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com diarreia: o que fazer?

    O gato com diarreia é motivo de preocupação, pois este é um forte indicativo de que algo não vai bem no sistema digestivo do seu felino. A diarreia em gatos pode atingir desde o filhote ao gato adulto e saber como prevenir ou agir neste momento, até a próxima visita ao veterinário, pode ajudar o seu pet a lidar com esse problema que pode ser muito desagradável aos felinos e tutores. O Patas da Casa reuniu algumas informações muito importantes para ajudar você, que busca evitar mais sofrimento ao felino, mas não sabe oque fazer ao ver seu gato com diarreia.

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?
    Saúde animal

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?

    Normalmente, o cocô de cachorro apresenta uma coloração amarronzada e consistência firme. Quando sua aparência se torna diferente, é importante ligar o sinal de alerta. Um dos problemas mais observados é a presença de sangue nas fezes do cachorro. Porém, existe outra condição comum que chama a atenção: as fezes de cachorro com gosma. Existem diversos motivos por trás dessa condição. Muitas vezes, as fezes de cachorro com muco são apenas consequência de mudanças alimentares. 

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer
    Saúde animal

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer

    Devido a sua sensibilidade e exposição, o pênis de cachorro, sem um cuidado e higiene adequados, pode desenvolver algumas infecções. Além de ocasionar graves ferimentos ao órgão do animal, esses males podem comprometer o pênis do cachorro e trazer muita dor, principalmente no momento de urinar. Para evitar este sofrimento ao seu pet, é importante inspecionar a saúde geral do animal.

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?
    Saúde animal

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?

    O otohematoma é uma doença que acomete a orelha de cachorro e causa bastante incômodo no animal. Apesar do termo não ser tão conhecido, o otohematoma em cães é bastante comum. A orelha inchada de cachorro é um dos principais sintomas dessa condição que costuma aparecer quando o cão está com outra doença base. O Patas da Casa conversou com o médico veterinário especialista em dermatologia Roberto Teixeira. 

    Ver Todas >