Saúde

Conjuntivite em gatos: entenda mais sobre o problema, como tratar e quando levar ao veterinário

Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!
Conjuntivite felina pode ser muito comum. Conheça as causas do problema e saiba como prevenir esse incômodo no seu gatinho!

A conjuntivite em gatos é um problema ocular muito comum, principalmente em filhotes - e, se não for tratada devidamente, pode trazer complicações mais sérias para os felinos. Por isso, assim que perceber os primeiros sintomas, como o gato com olho vermelho e muitas remelas, por exemplo, é importante ir logo a um veterinário para que ele possa dar o diagnóstico certo e indicar o melhor tratamento para resolver a conjuntivite felina. Quer saber como ajudar o seu gatinho? Confira mais detalhes:

Conjuntivite em gatos: o que é e como identificar!

Assim como ocorre com os cães, a conjuntivite felina acontece quando a conjuntiva, membrana rosada que recobre o olho, fica inflamada. Esse é um dos problemas mais frequentes em felinos, tanto que quase todo gato tem conjuntivite em algum momento da vida. No entanto, ainda que seja comum, o tratamento rápido é necessário para que o animal não sofra com muitos incômodos e o quadro não evolua para algo mais sério, como a cegueira.

A doença pode ocorrer de duas maneiras: de forma infecciosa ou não-infecciosa. A primeira, geralmente resultado de baixa imunidade, acontece por conta de vírus, bactérias e fungos; já a segunda se dá por fatores externos - como poeira, alergias e até contato com produtos químicos. Em alguns casos, o problema também pode ser hereditário ou sintoma de alguma doença mais séria, como câncer (linfoma ocular) e as relacionadas ao sistema respiratório.

Mas, se você chegou até aqui, provavelmente deve estar se perguntando: como saber que meu gato tem conjuntivite? O primeiro passo é observar os principais sintomas: vermelhidão; olho remelando; coceira nos olhos; e até alteração na cor e na forma da íris em casos avançados. Depois, ao notar esses ou algum outro quadro suspeito, é necessário seguir imediatamente ao veterinário para que ele possa fazer os exames necessários para ter a confirmação e identificar se a doença é do tipo infecciosa ou não infecciosa.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos
    Conjuntivite em gatos filhotes é muito comum!
    Gatos com conjuntivite demandam um cuidado específico com a limpeza dos olhos
    Conjuntivite em gatos: remela em excesso é o principal sintoma
    Gato com olho vermelho também é um sinal da conjuntivite
    Tratamento da conjuntivite felina é feito com colírios e antibióticos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    O gato tem conjuntivite? Uso de colírios, pomadas e antibióticos ajudam a tratar!

    Depois de ir ao veterinário e ter a confirmação de que o gato está mesmo com conjuntivite, o tratamento para reverter o quadro começa. Na maioria dos casos - principalmente nos causados por vírus e bactérias -, o profissional irá recomendar antibióticos e antivirais de uso tópico, como colírios e pomadas. Mas, antes de aplicar algum desses dois produtos, use uma gaze embebida em soro fisiológico para limpar as secreções ao redor dos olhos do gatinho. Para completar o tratamento em situações mais sérias, antibióticos de via oral também podem ser indicados.

    Em geral, a recuperação completa chega em uma ou duas semanas. Sendo assim, mesmo que o gato com conjuntivite apresente uma significativa melhora em poucas dias após o início do tratamento, é necessário dar continuidade pelo tempo recomendado pelo veterinário.

    Dica: se tiver mais de um gato em casa e a conjuntivite felina for do tipo infecciosa, um cuidado importante é isolar o que estiver infectado para que o problema não se espalhe entre os outros animais.

    Conjuntivite felina: como prevenir e impedir que ela volte a incomodar o gatinho

    Por mais que a conjuntivite em gatos seja muito comum, é possível tomar alguns cuidados para prevenir o seu pet ou impedir que o problema retorne com frequência. Um deles é garantir que ele mantenha uma boa alimentação - inclusive com suplementos vitamínicos receitados pelo veterinário - para que a imunidade fique fortalecida. Além disso, também é necessário manter a vacinação em dia para que o organismo do gato esteja devidamente protegido, evitar o contato com animais adoecidos e ter a preocupação de deixar sempre o ambiente limpo para que fatores externos - como a poeira - não criem um cenário favorável para a doença. Também vale observar se o felino tem alergia a algum produto que você usa em casa para evitar qualquer contato que possa ser prejudicial.

    E não precisa nem falar das visitas frequentes ao veterinário, certo? Ainda que o bichinho esteja com a saúde em dia, é importante ter o acompanhamento de um profissional para que ele identifique qualquer tipo de problema antes de sintomas mais evidentes. A saúde do seu pet agradece.

    Redação: Nívia Passos

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Próxima matéria

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário
    Diarreia

    Gato com diarreia? Saiba o que fazer imediatamente e quando levar ao veterinário

    Gato com diarreia não é uma condição rara, mas precisa de alguns cuidados. Assim como acontece com o organismo humano, o dos felinos também demonstra alguma fragilidade através de desordem intestinal. Troca de ração, vermes, vírus, alimento estragado ou até mesmo desidratação podem causar diarreia em gatos.

    Ver Todas >

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet
    Saúde animal

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Lidar com um cachorro estressado é algo delicado e que requer muita paciência e atenção por parte do tutor: cães que sofrem com estresse e ansiedade tem maiores chances de ficarem doentes. Assim como os humanos, os sinais de um cachorro estressado costumam afetar diretamente a saúde do animal. Causado por diferentes gatilhos, é necessário sempre observar o que deixa o cachorro estressado para evitar que esse sentimento invada a rotina do seu amigo. 

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?
    Saúde animal

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Se você é um gateiro, com certeza já ouviu falar sobre o perigo das doenças renais nos felinos. Se os cuidados são importantes em qualquer fase de vida do pet, no caso de um gato com insuficiência renal a preocupação é maior ainda. A insuficiência renal em gatos é uma doença que acomete principalmente os felinos idosos, mas também pode ser comum em outras idades e também na raça de gato Persa, que possui predisposição genética para esse tipo de problema. 

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >