Ração

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

Seu gato fica miando e pedindo comida mesmo quando o potinho dele está cheio? Veja os motivos para esse comportamento!
Seu gato fica miando e pedindo comida mesmo quando o potinho dele está cheio? Veja os motivos para esse comportamento!

Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás. Afinal, é frescura ou eles realmente ficam incomodados com o potinho semi-vazio? A ração de gato perde qualidade depois de um tempo ou eles só querem ouvir o barulho do recipiente sendo reabastecido? Explicamos tudo o que você precisa saber sobre esse comportamento do gato.

A ração de gato exposta por muito tempo perde o cheiro atrativo

Diferente dos cachorros, que são tão loucos por comida que não se importam tanto, os gatos são bem mais exigentes quando se trata da alimentação. Como os felinos costumam comer bem menos durante o dia, é normal o dono deixar o alimento à disposição para que eles possam comer na hora que quiserem. Com o tempo de exposição, a ração perde algo muito importante para os felinos: o cheiro.

O paladar dos felinos é menos eficiente do que o nosso: enquanto os humanos têm entre 2.000 e 8.000 papilas gustativas, os gatos possuem menos de 500. Por outro lado, os gatos têm um olfato extremamente sensível e apurado, bem mais do que os humanos, e isso interfere na hora de não aceitar qualquer coisa para comer. O cheiro é o maior teste de qualidade de um alimento para os felinos. Portanto, se observar o gato pedindo comida mesmo quando o comedouro estiver cheio, saiba que ele tem uma justificativa plausível para isso. Isto é, o cheiro da ração de gato não está atrativa para ele.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O olfato do gato é muito potente e capaz de perceber se a ração está no potinho há muito tempo
    O olfato do gato é muito potente e capaz de perceber se a ração está no potinho há muito tempo

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele
    Comportamento animal

    Amor de gato: 10 formas do seu bichano dizer que você é muito importante para ele

    Se você tem um felino em casa, com certeza já deve ter se questionado como saber se seu gato te ama. Pelo fato dos felinos serem muito reservados, e às vezes independentes, fica mais difícil decifrar o amor de gato - diferente dos cães, que expressam isso de um jeito eufórico e quase exagerado. Os bichanos demonstram afeto pelos humanos de um jeito delicado e único, com atitudes que podem até passar despercebidas.

    Cuidado com o contato do bigode de gato com o recipiente

    Uma outra razão para o gato pedindo comida mesmo quando o potinho tem ração são as vibrissas, aqueles pelos mais longos e grossos localizados no focinho. O bigode de gato ajuda no equilíbrio e noção de espaço do animal e não é indicado, em hipótese alguma, cortá-los. Apesar dessa função poderosa, os bigodinhos são muito sensíveis e podem machucar quando os fios esbarram em qualquer superfície. Mas como isso interfere na alimentação do gato? Se você observar bem, é normal os gatinhos só comerem a ração do centro do comedouro e deixar os grãos na borda. Isso ocorre porque o contato das vibrissas com a extremidade do potinho incomoda bastante. Se o gato pedir comida mesmo se o comedouro tiver com um aspecto mais cheio nas laterais, vale dar uma balançada no pote para espalhar os grãos.

    Gato pedindo comida: qual a solução, afinal?

    Se você chegou até aqui, já sabe que gato miando pedindo comida tem seu motivos para esse comportamento. Além de verificar a perda do cheiro atrativo para o gato e o incômodo nos bigodes, você também precisa ficar atento à qualidade geral do alimento que está no potinho. O ideal é que a ração no fundo do recipiente não fique ali por muitos dias só com a reposição por cima porque o alimento também vai perder nutrientes com a exposição. A textura da ração também pode ficar alterada, o que só vai fazer o animal rejeitar mais ainda. Por isso, toda vez que for colocar uma nova ração, balance bem para misturar a comida. Se atente ainda com a higiene: pelo menos a cada dois dias, retire toda a ração e lave o comedouro com sabão neutro e água.

    Comportamento felino: na dúvida, troque a ração e ceda aos caprichos do seu gato!

    Os pequenos detalhes que falamos aqui podem fazer com que o seu gato não se alimente corretamente - ou até mesmo se recuse a comer. Cuidado: o gato com fome e em jejum prolongado pode trazer consequências sérias à saúde dele, como um quadro de lipidose hepática. Na dúvida, o melhor é atender ao chamado do seu bichano e colocar ração fresca no pote dele. Se o miado continuar, fique atento a outros sintomas que podem indicar um desconforto e fale com o seu veterinário de confiança.

    Redação: Luana Lopes

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Próxima matéria

    Cachorro entende quando o outro morre? Como os cães reagem quando perdem um amigo de quatro patas?

    Gatos podem comer ração de cachorro? Saiba o que é permitido na alimentação dos felinos
    Ração

    Gatos podem comer ração de cachorro? Saiba o que é permitido na alimentação dos felinos

    Se seu amor por pets não consegue se restringir a apenas gatos ou cachorros e, na sua casa, eles convivem em harmonia, provavelmente a hora da comida é uma das mais aguardadas pelos seus amigos de quatro patas. Num mundo ideal, cada um come a ração no seu potinho: gatos com gatos, cachorros com cachorros. Mas a gente sabe bem que se não ficar de olho, uma troca pode acontecer nesse momento. Afinal de contas, gatos podem comer ração de cachorro? Se sim, essa prática pode trazer algum malefício para a saúde do seu felino? Como fazer para evitar o troca-troca? Descubra mais sobre esse assunto aqui embaixo!

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino
    Ração

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino

    Um dos sinais mais comuns que os gatos demonstram que alguma coisa não vai bem com a saúde é não querer comer ou comer bem pouco. Os motivos podem ser os mais diversos, desde uma leve indisposição a problemas mais graves. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu felino e ficar atento aos demais sinais é essencial para agir corretamente e buscar ajuda veterinária a tempo. Para ajudar, vamos tirar algumas dúvidas e dar dicas de como fazer o seu gato voltar a comer.

    Ração

    "Meu gato não quer comer": saiba o que fazer quando o felino enjoa da ração

    Se você tem um bichano em casa, certamente deve saber que quando gato não quer comer é um sinal de que algo não está certo. Assim como acontece com os humanos, os felinos também podem perder o apetite por diferentes motivos, inclusive por enjoar da ração. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu amigo e ficar atento aos outros sinais é essencial para agir corretamente. 

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Cuidados

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Ver Todas >

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento
    Comportamento animal

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento

    Cuidar de cachorro é um dos maiores prazeres na vida de qualquer tutor. Tanto é que muitas vezes os cães passam a ser considerados como “filhos” pelos humanos. O que poucos percebem é que, além dos cuidados com a alimentação e saúde do animal, também é importante se atentar a alguns acessórios essenciais para lidar com o cachorro no dia a dia, como é o caso da coleira para cães.

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro
    Comportamento animal

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro

    Já parou para se perguntar como funciona o cérebro do cachorro? Essa é uma questão que pode intrigar muitos tutores, já que esses animais muitas vezes nos surpreendem com alguns comportamentos. Afinal, não dá para negar que, embora irracionais, os cães conseguem ser muito inteligentes! Eles são capazes de aprender vários tipos de comandos e muitas vezes parecem nos entender como ninguém. Então, como será que funciona a memória e o cérebro de cachorro?

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?
    Comportamento animal

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?

    No mundo canino, a proporção da idade do cachorro é totalmente diferente do que conhecemos entre os humanos. A média de vida de um cãozinho é de 10 a 13 anos, mas isso pode mudar de acordo com o tamanho, raça e cuidados que o animal recebeu ao longo da vida. No entanto, algumas raças de cachorro são conhecidas pela alta expectativa de vida. Um fator absolutamente genético! 

    Como é o temperamento do Poodle?
    Comportamento animal

    Como é o temperamento do Poodle?

    O Poodle é um dos cachorros mais populares do Brasil e um dos motivos para isso está relacionado ao fato desta raça ser super “família”. Muito companheiro e leal aos donos, ele gosta de participar de todos os momentos, desde uma confraternização até um cochilo no sofá. Não importa se estamos falando de um Poodle toy, anão, médio ou standard: todos os tamanhos são muito sociáveis e gostam de fazer novos amigos.

    Ver Todas >