Que os felinos são conhecidos por serem animais independentes e de personalidade forte não é novidade para ninguém. Mas, o que poucos sabem é que, existem diferentes tipos de gatos e cada um deles conta com características bem peculiares. Sim, isso mesmo! Algumas pesquisas já comprovaram a teoria de que há uma série de personalidades felinas que resultam em comportamentos bem distintos nos bichanos. Nesse caso, alguns fatores como socialização, comunicação e até mesmo a alimentação do seu gatinho podem dizer muito sobre o temperamento dele. Quer entender mais sobre isso? Chega mais que te explicamos!

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Estudo revela os cinco tipos de gatos mais comuns e suas características

Uma pesquisa da Universidade do Sul da Austrália mostrou evidências de que, baseados em observações do comportamento de cerca de 3 mil animais do Sul da Austrália e da Nova Zelândia, existem diferentes tipos de gatos. Segundo a teoria, assim como os humanos, os felinos podem possuir diversas personalidades, sendo cinco delas mais comuns: gato-humano, gato solitário, gato-gato, gato curioso e gato caçador. Durante o estudo, os donos dos bichanos deveriam dar notas de 1 a 7 para mais de 50 características comportamentais determinadas pelos pesquisadores. Com a junção de todas as respostas, uma análise foi capaz de determinar cinco características que foram apontadas. Entre elas, três comportamentos correspondem com cinco temperamentos de personalidade humana, como extroversão, amabilidade, consciência, abertura à experiência e nervosismo. Entenda melhor sobre as particularidades desses cinco tipos de gato:

- Gato-humano: é aquele bichano que não perde uma boa oportunidade de estar ao lado dos seus humanos. Para ele, as atividades favoritas são sempre aquelas que envolvem ser escovado, alimentado ou acariciado;


- Gato solitário: é a representação do clássico estereótipo dos felinos. Quieto e reservado, ele prefere passar boa parte do seu dia sozinho e se esconde sempre que percebe a presença de um novo membro na casa;


- Gato-gato: esse gatinho é aquele que quase sempre opta pela companhia de outros felinos. Justamente por isso, ele não costuma sofrer com a ausência dos seus humanos ou fazer festa quando eles finalmente voltam para casa;


- Gato curioso: como o próprio nome já diz, esse bichano está sempre em busca de novas aventuras. Por isso, é comum encontrá-lo explorando novos territórios e ambientes, inclusive aqueles mais inusitados da casa;


- Gato caçador: se você já recebeu como “agrado” uma presa do seu pet, saiba que ele certamente se enquadra no perfil de gato caçador. Com os seus instintos selvagens mais aflorados, esse felino adora exibir suas pequenas presas e farejar novos brinquedos e objetos da casa.

comportamento dos gatos: gato deitado no chão

A gatificação da casa pode variar de acordo com os tipos de gato

 

Se você pensa em adotar um bichano, deve ter em mente que eles precisam de estímulos que garantam uma rotina mais divertida. Mas, na hora de gatificar a sua casa - ou seja, tornar o ambiente mais propício para o gato expressar seus instintos naturais -, é preciso levar em consideração a personalidade do seu amigo. Isso porque, embora alguns bichanos prefiram móveis mais altos, existem aqueles que preferem manter as quatros patinhas no chão. Sendo assim, o primeiro passo é descobrir os lugares em que o seu pet fica mais à vontade e, assim, classificá-lo entre um gato vertical ou horizontal para garantir a diversão na medida certa. No primeiro, prateleiras, arranhadores com andares e nichos para gatos podem ser boas escolhas para entreter o seu felino. Por outro lado, os gatos horizontais tendem a preferir lugares mais baixos, como embaixo da mesa de jantar, do sofá ou atrás de algum móvel da casa. Nesse caso, apostar em túneis, redes para gatos e camas iglus são boas formas de enriquecer o ambiente e fazer com o animal se sinta seguro.

Tipos de gatos: a socialização do bichano pode sofrer impactos da sua personalidade 

Uma das dúvidas mais frequentes entre os gateiros de plantão é sobre a socialização dos felinos. Por ter a fama de ser um animal extremamente territorialista, é comum que algumas pessoas ainda acreditem que a convivência entre o gato e outros animais é impossível. Mas, para surpresa de alguns, esse processo pode variar bastante de acordo com os tipos de gatos. Um gato solitário, por exemplo, pode apresentar uma certa dificuldade em se adaptar com o novo membro da família. Nesse caso, é importante que o processo seja feito aos poucos e sempre respeitando os limites do seu amigo. Afinal, nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência. Já quando se trata de um gato curioso e menos tímido, é provável que a falta de harmonia entre os pets não seja um problema. Por isso, antes de adotar um novo bichinho, o ideal é avaliar as características e particularidades do seu bichano. Lembre-se: independente do tipo de gato que estejamos falando, o bem-estar do animal deve vir em primeiro lugar. 

comportamento felino: gato ronronando

A alimentação do felino também pode ajudar a identificar os tipos de gato

 

Você já deve ter ouvido falar que os felinos são bem criteriosos quando o assunto é comida, certo? Não é à toa que agradar o paladar dos bichanos é uma tarefa bem difícil. Acontece que, muita vezes, as preferências alimentares do seu gatinho estão diretamente ligadas à sua personalidade. Quando se trata de um gatinho que come de tudo, por exemplo, é normal que a escolha do cardápio não seja tão rigorosa. Afinal, uma ração de qualidade e na hora certa já é o suficiente para agradar o seu amigo. Sendo assim, ele é um pet que não exige tanto, mas que é um forte candidato a ser seu eterno companheiro. Já os felinos mais frescos podem dar um pouco mais trabalho para os tutores. Isso porque eles tendem a optar comidas úmidas e até mesmo naturais, o que requer uma atenção e alguns cuidados para manter a nutrição do animal na medida certa. Geralmente, esses tipos de gatos tendem a ser mais exigentes quando o assunto é limpeza e organização. Além disso, podem apresentar uma personalidade mais reservada e independente, semelhante ao do gato solitário. 

A linguagem dos gatos diz muito sobre a sua personalidade 

O comportamento do gato é a melhor forma que ele tem de se comunicar com seus humanos. Nesse caso, a ausência da fala é facilmente substituída por atitudes e linguagem corporal que nem sempre envolvem sons ou ruídos. Quem possui um gatinho bem expressivo, por exemplo, já deve ter percebido que a posição das orelhas do animal pode ter diferentes significados. Orelhas eretas e viradas para a frente é sinônimo de que o animal está em alerta e pronto para agir caso se sinta ameaçado, enquanto as orelhas para baixo são sempre um sinal de medo. Além disso, o ato de ronronar combinado à olhos fechados e músculos relaxados mostra que o seu bichano está feliz e confia em você para ficar tão alheio ao ambiente ao redor. Por isso, é importante que o tutor saiba identificar nos mínimos detalhes os traços da personalidade do seu amigo para facilitar a comunicação com ele.

Redação: Úrsula Gomes