Saúde

Complexo respiratório felino: saiba mais sobre o problema de saúde

Apesar do nome difícil, o complexo respiratório felino é um problema muito comum
Apesar do nome difícil, o complexo respiratório felino é um problema muito comum

As doenças respiratórias em gatos não devem ser ignoradas. Muitas vezes os sinais clínicos que vêm acompanhados dessas enfermidades são associados a uma simples gripe, mas será que é isso mesmo? O complexo respiratório felino é um quadro muito comum que precisa de atenção e, por isso, é fundamental ficar atento aos principais sintomas da doença para buscar ajuda profissional. Para tirar as principais dúvidas sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Francine Kirsch, que é especializada em atendimento de felinos. Veja o que ela explicou!

Complexo respiratório felino: o que é e como ocorre a transmissão?

Segundo a especialista, o problema de saúde pode ser caracterizado como um conjunto de afecções clínicas causadas principalmente pelos vírus Herpesvírus felino e Calicivírus felino. Contudo, pode haver presença de bactérias também: “As bactérias Chlamidia felis, Mycoplasma sp. e Bordetella bronchiseptica muitas vezes estão presentes como oportunistas, agravando o quadro clínico”. Trata-se de uma doença bastante comum, representando 80% das manifestações do trato respiratório em gatos, de acordo com a médica.

A transmissão do complexo respiratório felino ocorre por meio do contato com secreções nasais, oculares e orais. “Gatinhos neonatos se contaminam pelo contato materno, não havendo transmissão transplacentária. Vale ressaltar que a manifestação principal é em filhotes de gatos, devido à imunossupressão natural e em aglomerações de felinos por causa do maior risco de transmissão entre os animais e o estresse - fatores que reativam o herpesvírus, perpetuando e mantendo o micro-organismo no ambiente”, alerta a veterinária Francine.

Quais os principais sintomas do complexo respiratório felino?

Como já foi dito, muitos associam esse problema de saúde à uma gripe, o que acontece principalmente por causa da semelhança de alguns sintomas, como espirros, secreções nasais e oculares, tosse e prostração. Além disso, outros sinais que podem indicar o complexo respiratório felino são:

Febre

Conjuntivite

• Anorexia (gatos que não conseguem sentir o cheiro da comida não comem)

• Úlceras orais

Estomatite

• Hipersalivação

“Esses sinais clínicos podem ser brandos ou até muito graves, podendo levar o animal ao óbito, principalmente gatinhos filhotes”, revela a veterinária. Além disso, também existem algumas diferenças entre o complexo respiratório viral felino e o bacteriano. “Geralmente quando o quadro é só viral ocorrem espirros e secreções nasais e oculares serosas de cor clara. Quando as bactérias estão envolvidas, podemos observar febre, secreções mucopurulentas, ausculta pulmonar carregada e conjuntivite”.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Complexo respiratório felino: filhotes de gato estão mais propensos a terem a doença
    Complexo respiratório felino: filhotes de gato estão mais propensos a terem a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Complexo respiratório felino: tratamento é baseado nos sinais clínicos

    Assim como qualquer outra enfermidade, o indicado é levar o animal no veterinário se suspeitar do complexo respiratório para receber o diagnóstico correto. Conforme Francine explica, na maioria das vezes o profissional consegue chegar a uma conclusão com base nas manifestações clínicas e no histórico do gato - exames específicos podem ser pedidos para confirmar as suspeitas. “O tratamento é realizado de acordo com os sinais clínicos que o paciente apresenta, sendo que os antivirais, antibióticos, mucolíticos, expectorantes e colírios são as medicações mais utilizadas”, afirma a veterinária.

    Saiba como prevenir o complexo respiratório felino

    Alguns métodos preventivos podem ser adotados para diminuir as chances do gato desenvolver a doença ou de manifestar sinais clínicos, em caso de animais que já foram infectados. “Após a contaminação, que pode ocorrer já no nascimento, as vacinas para gatos não impedem a infecção, mas melhoram a imunidade, diminuem os sinais clínicos e a transmissão para outros gatos, então a vacinação é essencial também nesses casos”, explica Francine. Além disso, outras dicas da veterinária são evitar aglomerações de felinos e separar os animais doentes dos saudáveis, além da higiene diária para eliminar o vírus do ambiente. “Outro cuidado importante com os gatos infectados é evitar o estresse, pois isso auxilia o gato que já tem o vírus a não manifestar a doença”, acrescenta.

    Redação: Juliana Melo

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Próxima matéria

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    American Staffordshire Terrier: origem, saúde, personalidade e cuidados... saiba tudo sobre a raça
    Raças

    American Staffordshire Terrier: origem, saúde, personalidade e cuidados... saiba tudo sobre a raça

    O American Staffordshire Terrier é uma raça de cachorro dócil e brincalhona que faz a alegria da casa de muitos pais de pets. Com um corpo atlético e robusto, esse doguinho possui uma origem e história controversa diante de sua personalidade encantadora. Criado a partir do cruzamento entre um Bulldog, um Black-and-Tan Terrier e um White English Terrier, ele herdou a lealdade e disposição para sempre defender seus tutores, agindo quase como um guardião. 

    Beagle: características, temperamento, saúde, alimentação... saiba tudo sobre a raça (mais 20 fotos)
    Raças

    Beagle: características, temperamento, saúde, alimentação... saiba tudo sobre a raça (mais 20 fotos)

    O Beagle é uma das raças mais populares entre os brasileiros. Incrivelmente companheiro, brincalhão e dócil: ele é a escolha certa para famílias com crianças ou até mesmo pessoas que moram sozinhas e buscam um amigo fiel. Mas, engana-se quem pensa que tudo são flores, a combinação de energia alta com dificuldade na obediência pode resultar em um cachorro Beagle bem levado. Ainda assim, ele é perfeito para quem precisa criar o amigo de quatro patas em apartamentos e casas pequenas. Para saber mais sobre a raça de cachorro Beagle, continua com a gente!

    Ver Todas >

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?
    Saúde animal

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?

    Uma doença conhecida entre os humanos que também atinge os nossos amigos de quatro patas é o lúpus em cachorro. Essa doença autoimune em cães acontece quando células saudáveis do organismo atacam a si mesmas, deixando o sistema imunológico canino fragilizado e propenso a contrair diversos problemas de saúde. O lúpus canino não é muito conhecido e nem sempre é fácil detectar os sintomas clínicos.

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos
    Saúde animal

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos

    O sarcoma de aplicação em felinos é um tipo de tumor de pele bastante preocupante e que precisa de muita atenção. Embora não se saiba ao certo qual a causa do problema, o sarcoma de aplicação pode afetar significativamente a saúde do gato e por isso é importante observar qualquer alteração no corpo do animal, especialmente se houver reações inflamatórias em forma de nódulos.

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos
    Saúde animal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    A infecção urinária em gatos é um problema muito comum. A bexiga do gato é um dos órgãos mais atingidos por infecções que são capazes de debilitar todo o sistema excretor. Esse órgão com habilidade de expandir seu tamanho é fundamental no bom funcionamento do organismo de um gato, sendo um dos principais responsáveis pela eliminação da urina. Mas você sabe onde fica a bexiga do gato? Ou qual é sua função? E você tem ideia de que doenças mais afetam essa região?

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Ver Todas >