Gato

Como secar o leite da gatinha? Veterinário dá dicas para fazer do jeito correto

Publicado - 04 Março 2021 - 18h53

Atualizado - 09 Maio 2024 - 16h32

As primeiras semanas do filhote de gato são extremamente importantes para o desenvolvimento do animal. A amamentação felina é um dos principais passos para que o filhotinho receba os nutrientes necessários para crescer saudável e forte, já que o leite materno fortalece o sistema imunológico. No entanto, entre a sétima e oitava semana de vida dos filhotes de gato, a produção de leite da mãe gata deve parar. Caso contrário, uma complicação comum é quando a gata fica com leite empedrado, o que pode ser bastante desconfortável para ela. Mas como fazer isso da forma correta? Para te ajudar como secar o leite da gatinha, conversamos com o médico veterinário Guilherme Borges, pós graduado em clínica médica veterinária. Veja só o que ele explicou!

Como a gata fica com leite empedrado?

No período da amamentação, é normal que a gatinha passe por um período de alto estresse por conta de todas as mudanças. Assim como agestação de gato em si, que requer muitos cuidados, o período pós-gestação precisa de atenção. Para começar, a alimentação e hidratação corretas são importantes para fornecer um leite de qualidade para a ninhada. "Após o parto, a produção e secreção de leite devem começar a diminuir quando a mãe não aceita mais amamentar os filhotes, que normalmente têm por volta de seis semanas de vida, e o estímulo pela sucção cessa de maneira gradual. As gatas produzem leite por, aproximadamente, até dois meses após o parto (podendo haver exceções) mas o ideal é que não se estenda muito após o término da amamentação, devido à possibilidade do desenvolvimento de inflamações e infecções mamárias", alerta o veterinário.

Algumas complicações podem ocorrer nesse período. “O período de amamentação e pós-gestação para as gatas é bastante estressante, principalmente pelo cansaço físico e emocional. Por isso, podem apresentar falta de apetite e não se interessar pela comida, culminando em distúrbios nutricionais e até mesmo em uma eclampsia por falta/baixa de cálcio e exaustão”, esclarece o especialista. A força que os filhotes fazem para puxar o leite e por estarem com os dentes em crescimento podem fazer com que a mãe sofra lesões na mama. Por isso, é importante que o tutor esteja sempre verificando a região. Um simples inchaço pode evoluir para uma inflamação séria e deixar a gata com leite empedrado. É importante ajudar a gatinha com urgência para evitar que o quadro evolua para doenças mais graves, como a mastite em gatas.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Gato deitado em mesa de consultório médico sendo examinado por veterinário

 

O que fazer quando o leite da gatinha empedra?

Como explicado acima pelo profissional, o leite da gatinha deve secar naturalmente. Guilherme explica que a ejeção do leite é estimulada pelo hormônio ocitocina, secretado, principalmente, através do estímulo da amamentação. Porém, quando estímulos externos estressam o animal, sua liberação é afetada e descargas de hormônios como adrenalina e noradrenalina aumentam. “Essa situação leva a obstrução dos ductos mamários e dos vasos sanguíneos, prejudicando e bloqueando a saída eficiente do leite. Dessa forma, o leite se acumula nessa região, já que não consegue fazer o esvaziamento completo, e acaba por apresentar um aspecto mais viscoso e mais endurecido do que o normal”, explica. O problema causa dor, inchaço e incômodo na gata. 

Além do medicamento receitado, o tutor pode ajudar a gata. “Em casa, o tutor pode preparar compressas ou bolsas de água morna para ajudar a dilatar as glândulas mamárias, assim como fazer massagens leves e circulares ao redor das mamas, mas nunca excedendo os limites do animal”, indica o especialista. Também é importante manter o ambiente sempre limpo para evitar infecções e fornecer um lugar confortável para a gatinha descansar. 

Remédio para secar leite de gato: quando ele é necessário?

Alguns tutores possuem dúvidas sobre quando o remédio para secar leite de gato é realmente necessário. O ideal é que o processo ocorra sem intervenção de medicamentos. “A utilização de medicamentos antigalactogênicos deverá ser realizada por prescrição do médico veterinário, que irá analisar, através do exame clínico, essa necessidade. Mas, de modo geral, o remédio é apenas indicado em casos onde há indícios de processos inflamatórios e infecciosos, que causem dor e desconforto, e também para preparação da fêmea pré-castração, já que o leite pode ser meio de cultura para o crescimento de microrganismos, podendo prejudicar o trans e o pós-operatório”, orienta Guilherme. Caso esses não sejam os casos, o ideal é esperar que o leite seque naturalmente. 

Observar quando a gata não aceita mais amamentar suas crias é essencial para ajudar que a produção de leite pare no tempo correto. Quando isso ocorre, o ideal é que o tutor vá diminuindo aos poucos a comida da gatinha até a quantia que era oferecida no período anterior à gestação. Assim, o organismo dela poderá voltar ao que era antes. A introdução de outros alimentos, como a ração e sachês, na dieta dos filhotes na hora certa também é essencial para que tudo ocorra sem complicações. O especialista destaca que cada caso deve ser avaliado pelo médico veterinário: "É importante ressaltar que antes de qualquer coisa é importante a avaliação do animal pelo médico veterinário, que irá determinar o melhor tratamento para cada caso”.

Redação: Hyago Bandeira e Maria Luísa Pimenta

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Adote um animal

Esses são os gatos mais caros do mundo - e filhote de um deles pode custar mais de R$600 mil

Os gatos de origem genética rara e aparência exótica conquistam cada vez mais o coração dos gateiros. Além de encantadores na aparên...

Gato

Areia para gato que não deixa cheiro: tutora de 10 gatos indica o melhor tipo e dá dicas de como limpar

Para tutores de muitos gatinhos, a escolha de uma areia para gato que não deixa cheiro por toda a casa é crucial para manter o ...

Comportamento

Cachorro e gato deixam as desavenças de lado e se unem para missão que parecia impossível

Existe uma crença de que cachorro e gato são inimigos naturais. Ao longo dos anos, a relação entre as duas espécies foi retratada na...

Cachorro

Com quantos anos você descobriu que é possível descobrir a idade de cachorro pelos dentes?

Em casos de adoção animal, em que a maioria dos cães são resgatados da rua, é inevitável surgir a curiosidade de qual é a idade do p...

Adote um animal

As 7 raças de cachorro mais engraçadas que existem - o último da lista chama atenção por um detalhe curioso

Cada raça de cachorro tem características físicas únicas e muito particulares. São esses traços que muitas vezes nos ajudam a difere...

Gato

Gato que frequentava Universidade se forma e recebe título de "Doutor em Litter-ature"

Histórias de bichinhos de estimação frequentando a universidade sempre ganham um lugar especial no nosso coração. Foi o que acontece...

Ver todas