close
Cuidados

Como identificar e como cuidar de um gato surdo?

Atualizado · 07 de maio de 2021 · 14h53

Publicado · 07/05/2021 · 10h15

O gato surdo precisa de uma série de cuidados com a sua rotina. Veja quais são eles
O gato surdo precisa de uma série de cuidados com a sua rotina. Veja quais são eles

A audição é fundamental no universo animal, mas nem sempre é fácil identificar um gato surdo, mesmo convivendo com o bichano todos os dias. Os felinos têm uma grande facilidade de adaptação e costumam compensar a falta de audição com os outros sentidos, então a surdez às vezes acaba passando despercebida. Com uma observação mais atenta ao comportamento do gato, porém, já é possível levantar suspeitas. Também existem alguns testes mais específicos que ajudam a detectar o problema. Mas como saber se o gato é surdo? E, em caso positivo, que cuidados são necessários com a rotina do bichano? 

Como saber se meu gato é surdo?

É comum que a família que convive com um gato surdo não perceba de imediato que ele não escuta. Mesmo com deficiência auditiva, a maioria dos bichanos consegue se adaptar muito bem a uma rotina e acaba desenvolvendo melhor os outros sentidos para compensar a falta de audição. A diferença é que, quando se trata do comportamento do gato surdo, ele não vai responder aos seus chamados e nem te recepcionar quando você chegar em casa. Claro que isso nem sempre significa que o gato é surdo, mas é importante analisar se o animal simplesmente não te atende porque ele não quer ou se ele não responde a nenhum outro estímulo auditivo porque não ouve. Os barulhos muito altos normalmente incomodam os felinos, então vale observar como seu amigo se comporta com eles.

Alguns dos experimentos que podem ser feitos em casa são: ligar o aspirador de pó, bater palmas, chamar o gato pelo nome e colocar sons de outros bichos para ele escutar, como passarinhos cantando e cães latindo. Durante cada experiência, analise as reações do bichano e, principalmente, o movimento das orelhas, que normalmente tendem a seguir os sons emitidos.

Já no consultório veterinário, o exame de BERA (Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico) é o mais recomendado para confirmar o diagnóstico do problema. Ele deve ser realizado por um profissional qualificado, que utilizará eletrodos que são espalhados pelo corpo do animal. O objetivo principal é monitorar a atividade elétrica do cérebro do gato de acordo com os estímulos auditivos do exame.

Vale destacar ainda que a cor da pelagem influencia bastante no desenvolvimento da surdez, e justamente por isso é bastante comum encontrar um gato branco surdo. As chances disso acontecer são ainda maiores se, além dos pelos brancos, o animal também tiver os olhos azuis. No entanto, nada impede que animais de outras cores também desenvolvam o problema.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Brinquedos para gatos surdos: bichanos que não escutam devem ser estimulados por outros sentidos, como a visão e olfato
    Brinquedos para gatos surdos: bichanos que não escutam devem ser estimulados por outros sentidos, como a visão e olfato

    Mais Lidas

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente.

    Quanto tempo vive um gato?
    Cuidados dos animais

    Quanto tempo vive um gato?

    Afinal, um gato vive quantos anos? Não é mistério que a companhia de um bichano muda a vida de qualquer pessoa para melhor, e, se dependesse de nós, nossos gatinhos viveriam para sempre. No entanto, isso não é possível e muitos tutores têm dúvidas quando o assunto é a expectativa de vida. Gato, querendo ou não, é como se fosse um filho, e é muito fácil se apegar a esses animais no dia a dia. 

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    Gatos surdos: cuidados incluem mudanças na forma de comunicação com o animal

    O gato surdo precisa de alguns cuidados com a  rotina para viver bem. Além da comunicação, que deve ser feita principalmente por gestos, é fundamental aumentar a segurança do animal e evitar que ele tenha acesso às ruas. Veja algumas dicas que são necessárias para cuidar de um gato surdo:

    • Gestos e expressões faciais facilitam a comunicação. É assim que o seu gatinho vai poder entender o que você quer dizer ou o que está sentindo. O treinamento é muito importante, e deve ser feito com a repetição de movimentos até que ele compreenda como deve se comportar. Um pequeno mimo no final sempre serve como um incentivo para o bichano querer aprender ainda mais.

    • Brinquedos para gatos surdos são essenciais. Não é porque ele não escuta, que o gato não precisa de enriquecimento ambiental, né? Por isso, invista em acessórios que estimulam outros sentidos do animal, como o olfato. Os brinquedos interativos com compartimentos para guardar ração são uma ótima ideia! Além deles, vale investir em brinquedos clássicos, como arranhadores, bolinhas e o laser para gatos.

    • Não deixe o gato surdo ter acesso à rua. Essa é uma medida fundamental para garantir a segurança do seu pet. Como ele não consegue ouvir tudo que acontece ao redor, como buzinas de carro, cães latindo ou pessoas falando, o ideal é que ele não tenha contato com o mundo exterior se não tiver a devida supervisão. Promova um ambiente confortável e seguro para ele dentro de casa.

    • Evite dar sustos no animal. Por mais que pareça uma bobeira, os gatos surdos podem se assustar quando alguém chega repentinamente. O ideal é sempre dar um jeito de alertá-lo da sua presença, seja pisando mais forte no chão - as vibrações são detectadas pelo tato felino - ou chegando bem de mansinho para não assustá-lo.

    • Gatos surdos também precisam de uma rotina. Apesar dos cuidados especiais, lembre-se que o seu amigo precisa levar uma vida normal como qualquer outro gato. Tem que ter horário para as refeições, da mesma forma que tem que ter um tempinho para brincar e se divertir com seus humanos.

    Redação: Juliana Melo

    Coleira com identificação: quais informações colocar na plaquinha do seu cachorro?

    Próxima matéria

    Coleira com identificação: quais informações colocar na plaquinha do seu cachorro?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o
    Raças

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o "Manx cat"

    Diferente de quem prefere cachorros, os amante de felinos normalmente não se importam tanto com a raça antes de comprar ou adotar um gatinho. Mas mesmo que isso não seja um fator primordial na hora de escolher seu amigo de quatro patas, é bom saber que existem diferentes tipos de raça de gato. Dentre elas, o “Manx cat” - também conhecido como Gato Manês - é uma das mais populares e que carrega uma característica muito particular: os animais dessa raça não têm rabo. Parece esquisito, mas o que falta de rabo, sobra em amor! Saiba mais sobre a raça de gato que vai conquistar o seu coração a seguir.

    Gravidez é motivo para abandono de gatos? Veja os mitos, cuidados e como fazer a adaptação correta
    Cuidados

    Gravidez é motivo para abandono de gatos? Veja os mitos, cuidados e como fazer a adaptação correta

    O abandono de animais - especialmente de gatos - durante a gravidez é mais comum do que se imagina. Alguns médicos fazem essa recomendação porque acreditam que o contato direto com felinos na gestação pode trazer riscos à saúde da mãe e do feto. A toxoplasmose na gravidez, assim como a alergia a gato, são as principais preocupações. Mas será que isso realmente deve ser um motivo para doar o pet? A grávida pode ter gato tomando todos os cuidados?

    Ver Todas >

    Por que gato não pode usar coleira com guizo?
    Cuidados dos animais

    Por que gato não pode usar coleira com guizo?

    A coleira com guizo em gatos está longe de ser o presente ideal para o seu amigo felino. Apesar de parecer uma boa estratégia para localizar o animal dentro de casa, o sininho que costuma vir pendurado na coleira incomoda bastante os bichanos e pode deixá-los bem estressados. Isso não quer dizer que você deve abrir mão de uma coleira de identificação para o seu pet. O único cuidado deve ser em relação ao guizo na coleira no gato, que deve ser evitado. 

    Quantas caixas de areia um gato precisa ter disponível em casa?
    Cuidados dos animais

    Quantas caixas de areia um gato precisa ter disponível em casa?

    A caixa de areia para gatos é um objeto que não pode faltar em nenhuma casa com felinos. É lá que o bichano vai fazer as necessidades seguindo seu instinto natural, sem sujar a casa e com privacidade. Porém, é comum surgirem dúvidas acerca do uso do acessório. Afinal, qual a quantidade recomendada de caixa de areia para gatos dentro de casa? Apenas uma é suficiente ou o gato precisa de várias espalhadas? 

    Gatos domésticos: o que é criação indoor, qual a importância e como preservar a segurança do seu pet
    Cuidados dos animais

    Gatos domésticos: o que é criação indoor, qual a importância e como preservar a segurança do seu pet

    Os gatos domésticos são sinônimo de muito amor, companheirismo e diversão. Mas antes de abrir as portas para um bichinho de estimação, é importante fazer toda a adaptação da casa para recebê-lo do jeito certo. Os felinos normalmente têm um espírito bem aventureiro e gostam de explorar tudo ao seu redor. O problema é que às vezes isso inclui o mundo exterior e pode trazer à tona situações como “meu gato sumiu” ou “perdi meu gato”.

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Cuidados dos animais

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Ver Todas >