Cuidados

Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

Saiba como conquistar um cachorro sem deixá-lo acuado ou agressivo
Saiba como conquistar um cachorro sem deixá-lo acuado ou agressivo

Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. O importante mesmo é não desistir e saber como conduzir esse tipo de situação. Para te ajudar nessa missão, conversamos com a veterinária e comportamentalista Renata Bloomfield, que deu algumas dicas importantes de como conquistar um cachorro “desconhecido”. Veja só!

Como ganhar a confiança de um cachorro desconhecido ou que foi adotado recentemente?

Não importa se a ideia é se aproximar de um cãozinho qualquer na rua ou se você adotou um cachorro e não sabe muito bem como conquistá-lo: o processo de abordagem é basicamente o mesmo. O cão precisa se sentir seguro e perceber que você não é uma ameaça para ele, então é preciso fazer tudo com muita calma. No caso de um cachorro desconhecido de rua, por exemplo, Renata explica que uma das formas de aproximação é oferecer a mão fechada para ele cheirar, preferencialmente com o dedão protegido para dentro. Também é importante evitar o contato visual, isto é, olhar diretamente nos olhos do animal, e respeitar o espaço dele até ir ganhando sua confiança aos poucos.

Outro ponto importante, principalmente no caso de um cachorro que é mais desconfiado e foi adotado recentemente, é mostrar para o cãozinho que você é a pessoa responsável por fornecer o alimento para ele. Isso cria uma relação entre vocês e o doguinho passa a associar sua presença a algo positivo. Além disso, a comportamentalista também destaca: “Tem que ter muita calma, não adianta fazer nada com pressa. O tutor deve estar tranquilo e tem que passar essa tranquilidade para o animal. O ideal é falar baixo e manso com o pet, evitando o contato visual olho no olho e observando se há reciprocidade do cão com a pessoa. No caso de um cachorro traumatizado ou muito agressivo, o mais recomendado é chamar um especialista pra ninguém ficar em risco - nem o animal e nem o tutor”.

O ambiente deve ser confortável e acolhedor para conquistar um cachorro traumatizado ou desconfiado

Não tem jeito: por mais que a gente queira quebrar logo a barreira com o novo cãozinho, é importante respeitar o espaço do animal na casa, principalmente nos primeiros dias de adaptação. “Deixar ele à vontade é o primeiro passo, então é importante não ficar indo atrás do cachorro toda hora. Ele precisa procurar as pessoas da família por vontade própria”, conta a especialista. Além disso, é importante ressaltar que se o cão passou por algum tipo de estresse, seja crônico ou agudo, ele precisa de um tempo para dormir e relaxar. “O cachorro tem que descansar e ficar mais tranquilo. Vale esperar uns dois dias - lembrando sempre de colocar comida para ele e oferecer tudo que ele precisa - e só depois o tutor pode ir se aproximando. É um momento em que o cachorro está conhecendo a pessoa e a pessoa está conhecendo o cachorro, então é muito delicado para todo mundo”.

Também é importante ter em mente que o cachorro precisa se sentir confortável na nova casa. Só assim ele começa a se sentir mais seguro para confiar nos humanos que estão por perto. “Quando é feito com respeito e com carinho fica mais fácil, mesmo o animal não querendo ou não entendendo que aquilo é afeto. Mas, claro, se ele tiver uma reatividade, isto é, se ele morder ou rosnar, é importante se afastar”, alerta Renata.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Uma das melhores dicas de como ganhar a confiança do cachorro é usando alimentos para uma associação positiva
    Uma das melhores dicas de como ganhar a confiança do cachorro é usando alimentos para uma associação positiva

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Como conquistar um cachorro: os alimentos super ajudam nessa missão

    Para ganhar a confiança de um cãozinho, a comportamentalista explica que a hora da refeição é muito importante, porque o cachorro passa a entender que aquele humano é o provedor do seu alimento. “O animal precisa ver você pegando e oferecendo comida para ele, então o ideal é não deixar a ração disponível 24 horas por dia. O tutor pode, por exemplo, botar tudo em um potinho, e ficar segurando o pote enquanto o cachorro come (mas sem fazer contato visual). Se viu que ele está reagindo bem, então é sinal de que as coisas estão melhorando”, informa.

    Já quando temos um cachorro traumatizado, o medo é um dos sentimentos mais aparentes, e que em alguns casos pode se manifestar de forma agressiva, inclusive na hora de se alimentar. “Um animal que a gente não sabe se sofreu por disputa de alimento pode ser um cachorro que mais agressivo no momento da alimentação. Por isso é importante ele ver que você está fornecendo para ele a ração. Cães que são agressivos na hora de comer podem precisar de um adestrador ou especialista em comportamento”, conta Renata.

    Além do mais, a profissional também destaca que a quantidade de ração oferecida também deve ser limitada, sendo o suficiente para ele comer apenas no momento da refeição. Caso o cachorro não coma tudo que está no potinho, o tutor deve retirar do alcance do animal. Se o cachorro rosnar, é só esperar ele sair de perto do potinho para fazer isso.

    Cabo de guerra é uma brincadeira que pode ajudar a melhorar a relação entre vocês

    Quer passar um tempo de qualidade com o seu novo amigo de quatro patas? A melhor brincadeira para estreitar laços com um cachorro desconfiado e traumatizado é o cabo de guerra. Segundo a especialista, esse tipo de brinquedo faz o cãozinho se lembrar de quando era filhote e brincava com seu irmãozinho. “Também é o momento em que ele aprende que um perde e o outro ganha. O tutor pode aproveitar essa hora, inclusive, para fazer um carinho no animal, mesmo que seja esbarrando nele sem querer. Trata-se de uma atividade lúdica para os cães, e eles conseguem aprender muita coisa com isso”, reflete.

    Se ainda assim o cachorro apresentar problemas comportamentais, como agressividade constante e rosnados, é imprescindível buscar a ajuda de um profissional para melhorar a convivência entre vocês.

    Tem um cachorro desconfiado ou medroso? Veja alguns erros que devem ser evitados na hora de se aproximar

    Todo mundo erra, mas quando a gente já sabe quais erros devemos evitar, tudo fica muito mais fácil. De acordo com Renata, duas coisas que jamais devem ser feitas é olhar diretamente nos olhos de um cão que a gente não conhece ou sair botando a mão no cachorro sem saber se ele é agressivo ou não, pois nem todos os animais são mansos. “Esse é um erro bem comum, de achar que todo cachorro é calminho. Além disso, os cães não gostam muito de serem abraçados. Eles até gostam de ficar do lado, mas abraço mesmo é um ou outro que gosta”, conta. Outro ponto importante é não gritar com o cachorro sob nenhuma circunstância: “Por mais que as palavras não sejam de briga, a forma como é falado e a imposição que é feita em cima do cão também é um erro”. 

    Redação: Juliana Melo

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Próxima matéria

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios
    Cuidados

    Como criar uma rotina para o seu cachorro? Dicas de cuidados, higiene, alimentação e passeios

    Ninguém pode negar: manter uma boa rotina é fundamental para saúde física e mental do ser humano. Mas, além de você, existe outro serzinho que precisa de hábitos diários para garantir um bom funcionamento do seu organismo: o seu cachorro. Ao contrário do que muitos tutores pensam, os cães são animais de rotina e, por isso, mudanças repentinas nos horários podem deixá-los estressados e, até mesmo, depressivos. O horário de passear com cachorro, por exemplo, é um dos que mais impactam o seu bichinho e deve ser o mesmo todos os dias. Para te ajudar nessa e em outras tarefas que envolvem a rotina do seu cãozinho, o Patas da Casa reuniu algumas dicas sobre o assunto. Dá uma olhada!

    Como fazer roupa de cachorro para os dias frios? Veja 3 dicas fáceis para colocar em prática
    Cuidados

    Como fazer roupa de cachorro para os dias frios? Veja 3 dicas fáceis para colocar em prática

    O cachorro sente frio e calor com as mudanças de temperatura. Neste caso, a roupa para cachorro é uma grande aliada para amenizar a situação nos meses mais frios. Mas, antes de ir em busca da peça no pet shop mais próximo, saiba que é possível fazer uma em casa. Com blusas, meias, calças legging e até mesmo moletons que você não usa mais, é possível montar uma roupa de cachorro bonita, barata e personalizada para o seu amigo.

    5 dicas para prevenir a giárdia em cães
    Diarreia

    5 dicas para prevenir a giárdia em cães

    A giárdia em cães é uma infecção intestinal causada pelo protozoário Giardia lamblia, que pode afetar diversas espécies de mamíferos, incluindo cães e humanos. A zoonose é causada quando há a ingestão de cistos desse protozoário pelo animal. O seu bichinho pode pegar giardíase bebendo água ou comendo algo que foi contaminado por fezes, como grama, alimentos e objetos. Como os cachorros costumam morder e colocar muitas coisas na boca ao longo do dia, há diversas maneiras de coletar o parasita no ambiente, seja mastigando um brinquedo, lambendo matéria fecal ou bebendo água de uma poça.

    Briga de cachorro: dicas para separar os cães sem se machucar!
    Adestramento

    Briga de cachorro: dicas para separar os cães sem se machucar!

    Ter mais de um cachorro em casa pode ser um sinal de felicidade em dobro, mas se eles se desentenderem de uma hora para a outra, vai ser inevitável: você vai precisar separar uma briga de cachorros (até porque, dificilmente eles vão parar sozinhos). O primeiro impulso, nesse momento, é gritar e tentar separar os dois — ou mais — com as mãos, mas essa está longe de ser a melhor estratégia.

    Ver Todas >

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo
    Comportamento animal

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo

    Depois de adotar um cachorro, é bom ter em mente que nem tudo será diversão. Os aprendizados também devem fazer parte da rotina do animal. Quanto antes os treinos começarem, mais fácil será para o cachorro aprender - e, consequentemente, a convivência com o cãozinho será melhor em todos os sentidos. O adestramento nem sempre precisa ser feito com um profissional.

    Como é a personalidade do Ragdoll?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Ragdoll?

    O Ragdoll é uma raça de gato gigante que faz muito sucesso, e isso não é só por causa da sua aparência fofinha e felpuda. O que realmente encanta os gateiros é a personalidade do gato Ragdoll, que é muito afetuosa e tranquila. Muitas pessoas até chegam a comparar o bichano a um cachorro, pois além de ser muito brincalhão, o Ragdoll também tem uma dependência maior da sua família humana. 

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino
    Comportamento animal

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino

    O focinho de gato é uma região que definitivamente chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente por causa do seu formato fofinho e da sua delicadeza. No entanto, o que poucas pessoas percebem é que, além de ser muito fofo, o pequeno nariz dos gatos é uma das principais formas de comunicação do animal com o mundo. Mas como funciona o focinho de gato? Por que em alguns casos o nariz do gato fica seco, sendo que normalmente eles são gelados? Quais são os cheiros que o gato não gosta? 

    Ver Todas >