Comportamento animal

Como ganhar a confiança de um cachorro? Veja dicas para se aproximar de cães desconhecidos

Publicado - 23 Fevereiro 2021 - 18h53

Atualizado - 09 Maio 2024 - 11h29

Adotar um cachorro é sempre um desafio tanto para os humanos, que precisam adaptar a casa para receber o novo hóspede, quanto para o cãozinho, que ainda precisa de um tempo para se acostumar com o ambiente e com sua nova família. No caso de cães abandonados e que foram resgatados por ONGs ou outras instituições, ganhar a confiança do doguinho nem sempre é uma tarefa fácil - principalmente se tratando de um cachorro medroso ou traumatizado. O importante mesmo é não desistir e saber como conduzir esse tipo de situação. Para te ajudar nessa missão, conversamos com a veterinária e comportamentalista Renata Bloomfield, que deu algumas dicas importantes de como conquistar um cachorro “desconhecido”. Veja só!

Como ganhar a confiança de um cachorro desconhecido ou que foi adotado recentemente?

Não importa se a ideia é se aproximar de um cãozinho qualquer na rua ou se você adotou um cachorro e não sabe muito bem como conquistá-lo: o processo de abordagem é basicamente o mesmo. O cão precisa se sentir seguro e perceber que você não é uma ameaça para ele, então é preciso fazer tudo com muita calma. No caso de um cachorro desconhecido de rua, por exemplo, Renata explica que uma das formas de aproximação é oferecer a mão fechada para ele cheirar, preferencialmente com o dedão protegido para dentro. Também é importante evitar o contato visual, isto é, olhar diretamente nos olhos do animal, e respeitar o espaço dele até ir ganhando sua confiança aos poucos.

Outro ponto importante, principalmente no caso de um cachorro que é mais desconfiado e foi adotado recentemente, é mostrar para o cãozinho que você é a pessoa responsável por fornecer o alimento para ele. Isso cria uma relação entre vocês e o doguinho passa a associar sua presença a algo positivo. Além disso, a comportamentalista também destaca: “Tem que ter muita calma, não adianta fazer nada com pressa. O tutor deve estar tranquilo e tem que passar essa tranquilidade para o animal. O ideal é falar baixo e manso com o pet, evitando o contato visual olho no olho e observando se há reciprocidade do cão com a pessoa. No caso de um cachorro traumatizado ou muito agressivo, o mais recomendado é chamar um especialista pra ninguém ficar em risco - nem o animal e nem o tutor”.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

O ambiente deve ser confortável e acolhedor para conquistar um cachorro traumatizado ou desconfiado

Não tem jeito: por mais que a gente queira quebrar logo a barreira com o novo cãozinho, é importante respeitar o espaço do animal na casa, principalmente nos primeiros dias de adaptação. “Deixar ele à vontade é o primeiro passo, então é importante não ficar indo atrás do cachorro toda hora. Ele precisa procurar as pessoas da família por vontade própria”, conta a especialista. Além disso, é importante ressaltar que se o cão passou por algum tipo de estresse, seja crônico ou agudo, ele precisa de um tempo para dormir e relaxar. “O cachorro tem que descansar e ficar mais tranquilo. Vale esperar uns dois dias - lembrando sempre de colocar comida para ele e oferecer tudo que ele precisa - e só depois o tutor pode ir se aproximando. É um momento em que o cachorro está conhecendo a pessoa e a pessoa está conhecendo o cachorro, então é muito delicado para todo mundo”.

Também é importante ter em mente que o cachorro precisa se sentir confortável na nova casa. Só assim ele começa a se sentir mais seguro para confiar nos humanos que estão por perto. “Quando é feito com respeito e com carinho fica mais fácil, mesmo o animal não querendo ou não entendendo que aquilo é afeto. Mas, claro, se ele tiver uma reatividade, isto é, se ele morder ou rosnar, é importante se afastar”, alerta Renata.

 

Tutora dando ração na boca de cachorro grande e escuro

 

Como conquistar um cachorro: os alimentos super ajudam nessa missão

 

Para ganhar a confiança de um cãozinho, a comportamentalista explica que a hora da refeição é muito importante, porque o cachorro passa a entender que aquele humano é o provedor do seu alimento. “O animal precisa ver você pegando e oferecendo comida para ele, então o ideal é não deixar a ração disponível 24 horas por dia. O tutor pode, por exemplo, botar tudo em um potinho, e ficar segurando o pote enquanto o cachorro come (mas sem fazer contato visual). Se viu que ele está reagindo bem, então é sinal de que as coisas estão melhorando”, informa.

Já quando temos um cachorro traumatizado, o medo é um dos sentimentos mais aparentes, e que em alguns casos pode se manifestar de forma agressiva, inclusive na hora de se alimentar. “Um animal que a gente não sabe se sofreu por disputa de alimento pode ser um cachorro que mais agressivo no momento da alimentação. Por isso é importante ele ver que você está fornecendo para ele a ração. Cães que são agressivos na hora de comer podem precisar de um adestrador ou especialista em comportamento”, conta Renata.

Além do mais, a profissional também destaca que a quantidade de ração oferecida também deve ser limitada, sendo o suficiente para ele comer apenas no momento da refeição. Caso o cachorro não coma tudo que está no potinho, o tutor deve retirar do alcance do animal. Se o cachorro rosnar, é só esperar ele sair de perto do potinho para fazer isso.

Cabo de guerra é uma brincadeira que pode ajudar a melhorar a relação entre vocês

Quer passar um tempo de qualidade com o seu novo amigo de quatro patas? A melhor brincadeira para estreitar laços com um cachorro desconfiado e traumatizado é o cabo de guerra. Segundo a especialista, esse tipo de brinquedo faz o cãozinho se lembrar de quando era filhote e brincava com seu irmãozinho. “Também é o momento em que ele aprende que um perde e o outro ganha. O tutor pode aproveitar essa hora, inclusive, para fazer um carinho no animal, mesmo que seja esbarrando nele sem querer. Trata-se de uma atividade lúdica para os cães, e eles conseguem aprender muita coisa com isso”, reflete.

Se ainda assim o cachorro apresentar problemas comportamentais, como agressividade constante e rosnados, é imprescindível buscar a ajuda de um profissional para melhorar a convivência entre vocês.

Tem um cachorro desconfiado ou medroso? Veja alguns erros que devem ser evitados na hora de se aproximar

Todo mundo erra, mas quando a gente já sabe quais erros devemos evitar, tudo fica muito mais fácil. De acordo com Renata, duas coisas que jamais devem ser feitas é olhar diretamente nos olhos de um cão que a gente não conhece ou sair botando a mão no cachorro sem saber se ele é agressivo ou não, pois nem todos os animais são mansos. “Esse é um erro bem comum, de achar que todo cachorro é calminho. Além disso, os cães não gostam muito de serem abraçados. Eles até gostam de ficar do lado, mas abraço mesmo é um ou outro que gosta”, conta. Outro ponto importante é não gritar com o cachorro sob nenhuma circunstância: “Por mais que as palavras não sejam de briga, a forma como é falado e a imposição que é feita em cima do cão também é um erro”. 

Redação: Juliana Melo

Adote um animal

Mulher compra "Lulu da Pomerânia" e toma um susto quando o pet cresce mais que o esperado

O Lulu da Pomerânia chama atenção por sua pelagem exuberante e personalidade simpática. Geralmente, cães dessa raça pesam até 3,5 kg...

Cuidados

Da tentativa de afogar banhista a carinho de estranhos: Golden vai à praia e tutor lista tudo que cachorro aprontou

O Golden Retriever é uma raça de cachorro conhecida pela energia inesgotável e pela enorme paixão por água, características que torn...

Comportamento

Cachorro "rouba" objeto pessoal de idosa e protagoniza uma das cenas mais engraçadas da internet

Um cachorro preto “ladrãozinho” protagonizou uma cena hilária que viralizou nas redes sociais.  Com quase 740 mil curtidas no T...

Gato

Gato fofoqueiro acorda todo dia de madrugada por um motivo especial

Gatos são super observadores e estão sempre atentos a tudo. Além disso, para quem pensa que não, os bichanos podem, sim, ser bem com...

Adote um animal

Mulher compra "Lulu da Pomerânia" e toma um susto quando o pet cresce mais que o esperado

O Lulu da Pomerânia chama atenção por sua pelagem exuberante e personalidade simpática. Geralmente, cães dessa raça pesam até 3,5 kg...

Cuidados

Da tentativa de afogar banhista a carinho de estranhos: Golden vai à praia e tutor lista tudo que cachorro aprontou

O Golden Retriever é uma raça de cachorro conhecida pela energia inesgotável e pela enorme paixão por água, características que torn...

Comportamento

Cachorro "rouba" objeto pessoal de idosa e protagoniza uma das cenas mais engraçadas da internet

Um cachorro preto “ladrãozinho” protagonizou uma cena hilária que viralizou nas redes sociais.  Com quase 740 mil curtidas no T...

Gato

Gato fofoqueiro acorda todo dia de madrugada por um motivo especial

Gatos são super observadores e estão sempre atentos a tudo. Além disso, para quem pensa que não, os bichanos podem, sim, ser bem com...

Ver todas