Todo tutor que ama seu bichinho de estimação tem o maior cuidado ao escolher a melhor ração de gato, mas e se dissermos que não adianta nada escolher o melhor produto se você acabar armazenando da forma errada? Não saber como armazenar ração é um problema que pode fazer o felino enjoar fácil da própria alimentação e o pior: provocar doenças. Quer aprender as principais dicas na hora de armazenar ração para evitar tudo isso? Nós vamos te ensinar agora!

Seu gato fica mais feliz com petiscos ou sachê?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Armazenar ração de gato precisa seguir as mesmas regras da nossa dispensa

Seja na dispensa, seja num armário da cozinha: nós costumamos armazenar nossa alimentação em um lugar fresco e seco para que ela não estrague com facilidade, certo? O mesmo deve ocorrer com a ração de gato: ache um espaço da casa onde não bata sol, mas que também não esteja danificado por umidade. Do contrário, a ração do seu bichinho pode criar mofo ou bolor, prejudicando a saúde do animal. Fora isso, sol e umidade também fazem o cheiro da ração ficar mais forte, o que atrai desde roedores até moscas e outros insetos. Todos esses agentes externos também podem significar riscos à saúde animal e provocar doenças de gato perigosas.

Pote para armazenar ração conserva o gosto e a qualidade do produto

Se ambientes com sol e umidade podem estragar a ração ao atrair agentes externos que vão contaminar aquele alimento, imagina o que pode acontecer se esquecermos ele aberto? É por isso que um dos principais cuidados dos tutores precisa ser se certificar de que a ração está bem fechada. Algumas embalagens já vêm com fechamento hermético e, nesse caso, não há problema em manter o alimento no saco desde que você se certifique de sempre fechar bem. Mas essa não é a realidade de todas elas, então, se a sua escolhida ainda não vier com esse sistema, vale a pena investir em um armazenador de ração, além do comedouro para gatos.

Mulher tirando ração de gato do armazenador e colocando no pote

Os gatos, principalmente, são conhecidos por terem um exigente e criterioso paladar na hora de comer, podendo enjoar facilmente de uma ração que é armazenada aberta. O que acontece é que, em contato com o ar, a ração vai perdendo o aroma, o sabor e até a textura crocante, deixando de ser atrativa para o animal. É por isso que recorrer a um pote para guardar ração de gato pode sair mais barato do que ter que trocar a ração no meio do pacote por erros de armazenamento. Mas não é preciso gastar muito, com um pote de fechamento hermético não tem erro, ela vai estar sempre fresquinha.

Não é bom comprar muita ração de uma vez só

As rações costumam ter um período de validade de quatro a cinco semanas depois de abertas, por isso é muito importante que o dono, aquele que mais conhece o bichano, faça o cálculo da quantidade de ração de gato que ele precisa comer por mês para não deixar o alimento estragar. Dar ração fora da validade para o bichinho pode ser um passo arriscado para a saúde dele, portanto calcule bem na hora da compra.

Conservar o sachê de gato aberto exige um cuidado especial

A ração úmida é fundamental para manter a saúde dos gatos, além de ser uma das favoritas deles. Além de garantir ter sempre sachê em casa para manter seu bichinho hidratado, é importante que os tutores também saibam como conservar o sachê de gato aberto. Quando está fechado, ele pode ser mantido no mesmo ambiente fresco e seco escolhido para a ração, mas depois de aberto ele precisa ir para a geladeira e não pode ficar muito tempo por lá: precisa ser usado em até 48h. Seguir essas instruções pode evitar problemas intestinais e contaminações ao seu gato.