Alimentação

Comedouro lento para cachorro: como usar e quais os benefícios?

Comedouro automático para cães: saiba o que o acessório pode fazer pela saúde e alimentação do seu pet!
Comedouro automático para cães: saiba o que o acessório pode fazer pela saúde e alimentação do seu pet!

É comum encontrar cachorros que virem uma versão canina do Flash quando o assunto é comida. Ainda assim, é importante saber que esse tipo de comportamento pode comprometer o sistema digestivo do seu animal. Por isso, o comedouro lento para cachorros tem se tornado cada vez mais popular entre os pais e mães de pet, já que o acessório ajuda a desacelerar o ritmo do seu amigo na hora de comer e contribui para uma melhor digestão. Descubra, aqui embaixo, como ele deve ser usado e as vantagens dessa engenhoca para a alimentação do seu cãozinho! 

Comedouro para cachorro comer devagar: como funciona?

Desenvolvido para cães que vão com muita “sede ao pote”, o comedouro lento para cachorro é uma tigela de alimentação com cristas que quebram a área da superfície do prato, criando vários obstáculos que não deixam o animal pegar uma quantidade maior de ração ao mesmo tempo. O acessório funciona como um quebra-cabeça para cães com uma recompensa final: a comida.

Além disso, o item ajuda a reduzir a probabilidade do seu pet engolir as refeições sem mastigar e, com isso, aliviar os problemas associados à má digestão, como vômitos, arrotos e gases. O animal pode demorar um tempo para se adaptar ao novo comedouro. Por isso, vale pesquisar os tipos de alimentadores lentos e escolher aquele que mais se encaixa com o perfil do seu amigo.

Por que utilizar um comedouro lento para cães?

Ainda que o hábito seja facilmente associado à fome, os cachorros que comem rápido demais são mais propensos a apresentar uma série de doenças por causa da velocidade na hora de comer. O inchaço alimentar, por exemplo, lidera a lista de problemas causados por esse comportamento. A condição, que pode causar risco de vida ao seu amigo, ocorre quando o cão ingere ar junto com a comida, resultando no bloqueio da respiração. Vômito e asfixia também são problemas que podem ser causados pela má digestão. Com a ajuda do comedouro lento para cachorro, os tutores não precisam colocar em risco a alimentação e a saúde do seu amigo.

Outra vantagem é que o acessório pode ser facilmente introduzido à qualquer ambiente. Sendo assim, você pode escolher o cantinho preferido do seu cãozinho para que ele se sinta bem confortável na hora das refeições. O comedouro para cachorro comer devagar também é uma ótima opção para cães filhotes, já que a ferramenta auxilia no controle da alimentação do pet, evitando o excesso de ração.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O comedouro lento para cães também é sinônimo de uma refeição mais divertida para o seu amigo
    O comedouro lento para cães também é sinônimo de uma refeição mais divertida para o seu amigo

    Mais Lidas

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!

    As frutas para cachorro são ótimas opções de petiscos para agradar o seu amigo de quatro patas. Os pets podem sim tirar proveito da ingestão de determinadas frutas que são liberadas e não fazem mal. Mas afinal, cachorro pode comer banana? Quais os benefícios dessa fruta para cachorros? Qual a quantidade correta? Posso fazer um petisco para cachorro com esses alimentos? Veja as respostas para todas essas dúvidas!

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Como escolher o melhor comedouro lento para cachorro?

    Na hora de escolher um comedouro lento para o seu cachorro, é comum que apareçam algumas dúvidas, não é mesmo? Afinal, são tantas opções e modelos diferentes que fica difícil se decidir. Por isso, é importante levar em consideração o material, o tamanho e a facilidade de limpeza do alimentador. Além disso, é preciso considerar as necessidades e as características do seu amigo. Se o seu cãozinho é de porte grande, por exemplo, o ideal é investir em tigelas de materiais mais resistentes, como aço inoxidável. Já os animais com focinho curto, como Bulldog e Pug, precisam de alimentadores com um pouco menos de obstáculos.

    Quanto custa, em média, um comedouro lento para cães?

    O valor do investimento para o seu amigo de quatro patas vai depender muito do modelo escolhido. Comedouros lentos comuns, geralmente de plástico, são os mais baratos e podem custar, em média, menos de R$ 50. Caso o acessório seja feita com algum material diferente (como o aço inox, por exemplo), é provável que o preço seja um pouco mais alto.

    Redação: Úrsula Gomes

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Próxima matéria

    Cachorro vegetariano? Descubra se cães podem ou não seguir uma dieta sem carnes

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Pinscher: quais os tamanhos dessa raça de cachorro? Confira o infográfico!
    Pequenos

    Pinscher: quais os tamanhos dessa raça de cachorro? Confira o infográfico!

    O Pinscher é uma das raças de cachorro mais populares do Brasil. O que pouca gente sabe é que existem variações no tamanho desse cachorro pequeno: Pinscher 0, Pinscher 1, Pinscher 2 e Pinscher Miniatura. Essa classificação serve para ajudar criadores e tutores brasileiros a identificarem o tamanho desse cãozinho. Ficou curioso? Preparamos um infográfico bem completo sobre esse assunto!

    Ver Todas >

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?
    Alimentação animal

    Ração de gato: quantas vezes por dia você deve alimentar seu bichano?

    Cuidar da alimentação do gato é, certamente, uma das tarefas mais difíceis para os gateiros de plantão. Diferente dos cães, os felinos possuem um paladar extremamente criterioso e não costumam comer tudo o que veem pela frente. Justamente por isso, é importante ter em mente quantas vezes por dia o gato deve comer e, principalmente, qual a quantidade certa de ração e sachê para gatos que deve ser oferecida ao seu bichano. 

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?
    Alimentação animal

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

    Cuidar da alimentação do cachorro não se trata apenas de escolher a melhor ração para o seu doguinho: é preciso pensar também no local em que você vai disponibilizar o alimento. O comedouro para cachorro é um acessório indispensável na rotina desses animais, e é possível encontrar diferentes modelos no mercado de pets. Tem os mais tradicionais, que são basicamente potes para preencher com a ração mesmo, e tem aqueles que são mais modernos, como o comedouro lento para cachorro. 

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, ter em mente quais são os alimentos liberados para os felinos é fundamental antes de sair oferecendo qualquer tipo de comida ao seu pet, como o ovo. Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?
    Alimentação animal

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?

    Cuidar da alimentação do cachorro vai muito além de escolher a melhor ração para o seu amigo de quatro patas, e inclui também saber guardar o alimento direitinho para evitar qualquer tipo de problema. O que poucas pessoas sabem - e percebem - é que a ração para cães favorece bastante a infestação de insetos e parasitas se for armazenada de forma incorreta. Outros fatores que influenciam nesse processo são a exposição do alimento ao sol e umidade. 

    Ver Todas >