Castração

Castração de gato: como preparar o bichano antes da cirurgia?

Castração de gato macho e fêmea: saiba todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia
Castração de gato macho e fêmea: saiba todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia

A castração de gato é um procedimento que traz muitos benefícios para a saúde e bem-estar. Seja a castração de gato macho ou fêmea, a cirurgia prevenirá doenças, evitará fugas e comportamentos indesejados como a marcação de território, além de outras vantagens. Apesar de ser um procedimento simples, ela não deixa de ser uma cirurgia e demanda alguns cuidados antes da internação. Para entender melhor, o Patas da Casa reuniu algumas informações sobre a preparação do bichano antes da castração. Dá só uma olhada!

Castração de gato: quais os principais cuidados pré-operatórios?

Antes da cirurgia, o médico veterinário de confiança pedirá para que o bichano passe por uma bateria de exames para checar a saúde do animal e suas condições para passar pelo procedimento e a anestesia. O hemograma completo e o eletrocardiograma são alguns dos exames mais solicitados antes da castração. Além disso, o pré-operatório exige que o animal esteja de jejum de água por 6 horas, e 12 horas de jejum para comida. Dar banho no animal um dia antes também é uma das orientações no pré-operatório. Você também deve se certificar que o animal esteja livre dos ectoparasitas e com as vacinas em dia.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Castração de gata: a cirurgia em fêmeas é mais complexa, mas os cuidados pré-operatórios são os mesmos
    Castração de gata: a cirurgia em fêmeas é mais complexa, mas os cuidados pré-operatórios são os mesmos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Castração de gata: fêmea precisa de cuidados específicos?

    A cirurgia de castração em gata fêmea é mais invasiva que em machos. O profissional veterinário precisará cortar a barriga da gatinha para chegar até seu útero e ovários. O procedimento costuma preocupar muitos tutores de felinas na hora da cirurgia. Apesar da castração de gata ser um procedimento mais complexo, os cuidados pré-operatórios serão os mesmos. Lembre-se que a cirurgia nas gatinhas reduz os riscos de infecções e câncer de mama e útero, além de evitar a gravidez indesejada.

    Como preparar o gato para a castração?

    Quem é gateiro sabe o quanto os animais ficam desconfortáveis e estressados na hora de saírem de casa. Por serem animais metódicos, eles não gostam de ambientes desconhecidos ou da presença de pessoas estranhas. ara que a saída se torne menos traumática, é fundamental que o animal possua uma caixa de transporte confortável e espaçosa.

    O acessório não pode ficar escondido dentro de casa e aparecer somente na hora da ida até o veterinário. Transformar a caixa de transporte em algo familiar é uma das principais dicas na hora de levar o pet para castrar. Antes do dia da cirurgia, deixe a caixa de transporte fazer parte da mobília da casa, estando sempre aberta e com um brinquedinho que o gato gosta dentro. Isso fará com que o felino já esteja familiarizado com o objeto e não associe a hora da saída a um momento traumatizante. Outra dica importante é espirrar um pouco de feromônio felino sintético em uma manta e deixar lá dentro antes de sair de casa. Vale ressaltar que levar um cobertor extra também é recomendado para o dia da castração, pois é comum que o animal vomite após o procedimento.

    Redação: Hyago Bandeira

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia
    Castração

    Castração de gato: todos os cuidados que o felino precisa ter antes da cirurgia

    A castração de gato é importante por inúmeros fatores: previne doenças, evita fugas, marcação de territórios, entre outras vantagens.. Muitos donos adiam a castração de gatos por conta do preço, mas sabia que a esterilização pode ser feita gratuitamente em órgãos públicos ou entidades não-governamentais? Muitas universidades de veterinária também oferecem o serviço a preço popular.

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa
    Cuidados

    Gato cego: 7 cuidados essenciais para garantir a segurança e bem-estar do bichano em casa

    Adotar um gatinho requer algumas adaptações em casa para criar um ambiente seguro e confortável para o animal, onde ele possa expressar seus comportamentos naturais e descansar sempre que quiser. Agora quando o bichano precisa de cuidados especiais, como é o caso do gato cego, a situação se torna mais delicada ainda. Será que é preciso tomar precauções extras para mantê-lo em segurança? Como ajudar o gatinho a viver melhor? Como proporcionar a ele um ambiente mais adaptado? Para te ajudar a deixar sua casa pronta para receber o seu novo amigo da melhor forma e em um ambiente seguro, confira 7 dicas e cuidados indispensáveis para lidar com um gato cego.

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Tenda para gatos: aprenda como fazer uma para o seu bichano com esse passo a passo
    Cuidados

    Tenda para gatos: aprenda como fazer uma para o seu bichano com esse passo a passo

    Os gatos adoram um espaço fechado para se sentirem protegidos e seguros. Apesar das adoradas caixas de papelão cumprirem bem essa função, é sempre importante oferecer aos nossos bichinhos um local específico para que eles possam dormir e descansar confortavelmente. Entre os modelos de cama para gato e outros refúgios, a tenda para gatos é um ótima opção para enriquecer o ambiente do seu animal de estimação: é bonita, econômica, fácil de limpar e cabe em qualquer cantinho.

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >