Engana-se quem pensa que o sono dos cachorros é sempre calmo e tranquilo. Os cachorros sonham, têm pesadelos e até mesmo se movimentam de forma inesperada enquanto dormem. Por isso, é bastante comum, por exemplo, flagrar o seu cachorro latindo, dormindo e movimentando as patinhas ou abanando o rabo. A explicação é simples: o sono dos cachorros é muito mais parecido com o dos humanos do que a gente imagina. Para entender melhor sobre o assunto, dá uma olhada na explicação aqui embaixo!

Afinal, os cachorros sonham?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

De acordo com os estudos do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, a resposta é clara: sim, os cachorros sonham! Assim como ocorre com os humanos e outros animais, o cérebro dos cães também mantém a atividade durante o sono, o que possibilita que os nossos amigos sonhem durante à noite. Usando um eletroencefalograma para registar a atividade cerebral durante o sono, os pesquisadores descobriram os mesmos padrões das ondas cerebrais que os seres humanos. Interessante, né?

Cachorro sonhando: como perceber os sinais no meu amigo

Depois de descobrir que os cachorros sonham, você certamente deve estar se perguntando se é possível identificar quando o seu amigo está passando por isso. A resposta é sim! Aquelas reações musculares, como mexer a patinha, abanar o rabo ou virar o rosto, podem indicar o cachorro sonhando. Assim como nós, eles também possuem o sono dividido em três estágios: NREM (em tradução, movimento não rápido dos olhos), REM (movimento rápido dos olhos) e SWS (fase de ondas lentas). Na primeira etapa, por exemplo, é quando os cachorros costumam ter contrações musculares, como mover a patinha involuntariamente ou até mesmo latir durante o sono. Isso acontece porque os sonhos são imaginações do inconsciente dos animais, que processam informações e assimilam as suas memórias. A partir disso, o seu amigo “imita” os movimentos que são comuns no seu dia a dia, o que resulta na tremedeira, latidos baixos e patinhas mexendo.


Cachorro latindo dormindo: essa e outras movimentações podem indicar que algo não vai bem com o sono do seu amigo
Cachorro latindo dormindo: essa e outras movimentações podem indicar que algo não vai bem com o sono do seu amigo

Cachorro tem pesadelo: mito ou verdade? 

Verdade! Engana-se quem pensa que os temidos pesadelos acontecem apenas com os humanos. Lembranças e situações desagradáveis também podem atrapalhar o sono do seu amigo. Nesse caso, os primeiros sinais de que o cachorro tem pesadelo são os mesmos de quando ele está acordado e ansioso, nervoso ou estressado. Se o animal costuma gemer, chorar ou uivar enquanto dorme, ele pode estar tendo pesadelos. Além dos movimentos durante o descanso, a respiração ofegante e o corpo rígido também podem indicar que algo não vai bem. Em casos de episódios frequentes e violentos, é importante que o tutor busque a ajuda de um médico veterinário ou até mesmo terapias alternativas para ajudar o animal a se acalmar no dia a dia.

Cachorro latindo dormindo: o que fazer quando o animal está inquieto enquanto dorme

Mesmo que esse tipo de comportamento seja normal durante o sono de alguns cachorros, isso pode ser um sinal de que o seu amigo pode estar tendo pesadelos. Nesse caso, você pode, sim, tentar acordar seu cachorro, mas com cuidado. Mantenha uma distância segura e chame-o pelo nome num tom de voz um pouco mais alto que o normal — assim ele não vai acordar assustado. Espere até que o animal desperte por completo e, só depois, encoste e faça carinho. Antes disso, ele pode te atacar por reflexo, principalmente se ainda estiver sonolento e se sentir ameaçado. 

Redação: Úrsula Gomes