Saúde

Cachorro vira-lata não fica doente? Veja alguns mitos e verdades sobre a saúde dos cães sem raça definida

Vira-lata: descubra o que é mito e o que é verdade sobre a saúde desses cachorros
Vira-lata: descubra o que é mito e o que é verdade sobre a saúde desses cachorros

Embora existam várias raças de cachorro, a verdade é que o vira-lata já conquistou um espacinho em nossos corações e está entre as 10 raças de cachorro mais populares no Brasil. Por se tratar de um cachorro sem raça definida (SRD), esse tipo de cãozinho desperta muitas dúvidas na cabeça dos tutores, principalmente quando o assunto é a saúde de cachorro. Será que esses animais vivem mais do que os outros? O organismo deles realmente é mais resistente e imune à doenças? Como deve ser a alimentação de um cachorro sem raça? Eles podem mesmo comer de tudo? Desvende alguns mitos e verdades sobre a saúde do cachorro vira-lata a seguir!

Vira-lata: cachorro pode comer de tudo, sem seguir uma dieta

Mito! Assim como os cachorros de raça, o cãozinho vira-lata também precisa de uma dieta balanceada. Por isso, nada de sair dando qualquer tipo de comida para o animal, hein? É bom saber o que pode dar ou não para o cachorro comer, evitando principalmente as de consumo humano, já que muitas podem acabar fazendo mal para o organismo do seu amigo de quatro patas. Portanto, na hora de cuidar da alimentação do seu cachorro, a ração ainda é a melhor opção. Para saber qual é a mais indicada para manter seu cachorro saudável e nutrido, vale a pena conversar com um médico veterinário e pedir algumas sugestões. Por ser especialista em saúde animal, ele saberá indicar as melhores rações para alimentar o seu cachorro. Se você optar pela alimentação natural, a dieta precisa ser prescrita e acompanhada por um profissional também.

Cachorro vira-lata nunca fica doente

Mito! É totalmente possível que um cachorro vira-lata adoeça. Apesar da ideia de que seu organismo é mais resistente a problemas de saúde no geral, isso não quer dizer que o cãozinho é completamente imune à doenças. Por isso, não deixe de levar seu amigão ao veterinário regularmente para verificar como anda a saúde dele. Além disso, é essencial manter o calendário de vacinações do cachorro sempre em dia, assim como a vermifugação. Um cãozinho vira-lata também precisa de cuidados com a sua saúde!

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O cachorro vira-lata, filhote ou não, precisa de vários cuidados para se manter saudável
    O cachorro vira-lata, filhote ou não, precisa de vários cuidados para se manter saudável

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Vira-lata tem menor predisposição a doenças genéticas

    Verdade! Por ser formado por uma mistura de raças, o cachorro vira-lata é menos propenso a ter doenças hereditárias. Isso acontece por causa do processo de seleção natural que atinge os cãezinhos desabrigados. Na prática, isso quer dizer que, na maioria das vezes, sobrevivem os cães mais fortes e resistentes, enquanto que aqueles que possuem qualquer tipo de problema que possa colocar suas vidas em risco, não conseguem passar para frente a sua herança genética. 

    Vira-lata: cachorro não precisa de cuidados específicos

    Mito! O cachorro vira-lata também precisa de atenção em vários aspectos da sua vida: seja na alimentação, estilo de vida ou cuidados com a saúde física e mental do animal. Só assim é possível garantir que seu amigo de quatro patas tenha uma qualidade de vida adequada e estará semper forte e saudável. Por isso, ao adotar um cachorro vira-lata filhote, lembre-se de fornecer toda a estrutura que o animal precisa e não se esqueça de levá-lo ao veterinário regularmente.

    Cachorro vira-lata: características e personalidade podem variar

    Verdade! Um cachorro sem raça definida (SRD) normalmente é uma mistura de diferentes raças de cachorro, o que faz do seu cãozinho um ser único. Por isso, tanto características físicas quanto aspectos de comportamento e personalidade do animal podem variar bastante. Tudo vai depender da sua ancestralidade e da forma como o animal foi criado. Pode parecer bobo, mas o ambiente que rodeia o cãozinho faz toda a diferença, e pode influenciar bastante no seu comportamento. Então, não adianta: não tem como prever exatamente como o cachorro vai aparentar ou se portar se você não souber as raças que deram origem a ele. Mas isso nem sempre é um problema, já que o cachorro vira-lata, pequeno ou não, geralmente é muito carismático e companheiro. Mesmo que alguns pareçam ser mais carentes e outros apresentem traços mais agressivos, com muito amor e carinho tudo se resolve!

    Cachorro vira-lata vive mais do que o de raça

    Mito! Embora muita gente acredite que o vira-lata tenha uma expectativa de vida superior a dos cachorros de raça, isso não é verdade. Essa ideia provém do fato de que os vira-latas geralmente moram na rua e precisam sobreviver a várias situações difíceis, criando assim uma ideia de maior resistência. No entanto, estaticamente, não há nenhum dado que comprove isso - até mesmo porque, na prática, é até muito mais difícil de um cachorro vira-lata que vive nas ruas conseguir manter a sua sobrevivência.

    Mas afinal de contas, quantos anos vive um cachorro vira-lata, então? A verdade é que se ele for bem cuidado, pode viver de 10 a 16 anos, como qualquer outro cãozinho de raça nas mesmas condições. Isso vai depender muito mais da qualidade de vida e dos cuidados que o animal recebe, e não da sua raça.

    Redação: Juliana Melo

     

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante
    Grandes

    Dogue Alemão: origem, porte, saúde, temperamento... saiba tudo sobre a raça de cachorro gigante

    Uma das raças de cachorros gigantes mais famosas é a do Dogue (ou Dog) Alemão, que também é conhecida como cão Dinamarquês. O motivo para isso é simples: trata-se da mesma raça do famoso personagem de desenho animado Scooby Doo. Mas a verdade é que o cão Dogue Alemão vai muito além do seu tamanho e aparência robusta: ele é um amigo de quatro patas extremamente leal, dócil e carinhoso. 

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Chihuahua: personalidade, saúde, cuidados e mais... saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    Quem nunca viu aquele cãozinho simpático de “Legalmente Loira”? Se você não lembra desse filme (ou não é da sua geração), deixou de conhecer uma das mais brilhantes atuações de um Chihuahua, o menor - e mais corajoso - cão do mundo. O cachorro é pequeno, mas sua origem é cercada de teorias e histórias: não se sabe ao certo se ele é descendente do Techichi, um cão selvagem do México pré-colonial, se surgiu na China e foi levado por comerciantes espanhóis para o restante do mundo ou se é resultado de cruzamentos do Techichi com alguma raça minúscula chinesa.

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
    Raças

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

    O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. Quando o cão Jack Russell Terrier quer algo, ele só desiste quando consegue. 

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >