Cuidados

Cachorro sente saudade? Entenda como esse sentimento se manifesta no universo canino

Como saber se cachorro sente saudade? Desvendedamos esse mistério para você!
Como saber se cachorro sente saudade? Desvendedamos esse mistério para você!

Só quem tem um cãozinho em casa sabe como é difícil ter que sair - seja para trabalho ou qualquer outro compromisso - sem poder levar o seu amigão junto. Além de toda a saudade que sentimos do nosso pet, é difícil não pensar em como o animal vai se sentir nesse meio tempo longe do seu tutor. Será que os cachorros sentem saudade e ficam tristes por isso? O que devemos fazer para que esses animais não sintam tanto a nossa falta? Em casos mais extremos, como o de doação do animal, será que o cachorro sofre quando muda de dono? Como amenizar os impactos disso? Para entender um pouco mais desse sentimento nos cãezinhos, preparamos uma matéria especial com algumas informações importantes. Veja a seguir!

Afinal, é verdade que cachorro sente saudade?

Os cachorros têm um jeitinho bem particular de expressar suas emoções e, por mais que eles não sejam capazes de dizer com palavras, eles demonstram com atitudes - a famosa linguagem canina. Sabe aquele olhar de cão tristonho quando você está prestes a sair de casa? Isso não acontece à toa. Os animais fazem isso por um simples motivo: cachorros sentem saudade de seus donos e esse é o jeito que eles encontram para mostrar esse sentimento. Mas calma, isso não quer dizer que os cachorros sejam capazes de sentimentos tão complexos quanto o ser humano.

Na verdade, segundo uma pesquisa desenvolvida pelo neurocientista Gregory Berns, o que de fato ocorre é que quando os cães estão perto de alguém que eles amam, há um aumento dos níveis de oxitocina no seu organismo. Esse hormônio, por sua vez, é responsável por aumentar o bem-estar dos animais e reduzir problemas como estresse e ansiedade. Por isso que, quando o tutor precisa se ausentar por algum motivo, o cachorro sente falta do dono e da sensação que ele provoca.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    É importante saber o que fazer para seu cachorro não sentir sua falta sempre que você sair
    É importante saber o que fazer para seu cachorro não sentir sua falta sempre que você sair

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Cachorro que sente saudade: quando isso se torna um problema?

    Sentir um pouquinho de saudade é normal, mas é importante se atentar para que isso não afete tão gravemente o bem-estar do seu amigo de quatro patas. Às vezes, quando o cachorro sofre de saudade, alguns comportamentos podem (e devem) ser observados para tentar reverter essa situação o quanto antes. 

    Os sinais mais claros de que o cachorro está com esse problema, designado ansiedade de separação, são quando o animal late ou uiva excessivamente sempre que o seu tutor sai de casa. Além disso, em alguns casos, o cachorro também se recusa a se alimentar na ausência do seu dono e pode apresentar perda de peso com o tempo. Também é importante ficar de olho para ver se não aparece nenhum machucadinho pelo corpo do cãozinho, já que alguns cachorros tendem a começar a se ferir propositalmente para chamar a atenção do tutor. Felizmente, existem algumas formas de amenizar a ansiedade de separação e, em último caso, o tutor ainda pode recorrer às técnicas de adestramento. Mas atenção, não esqueça de levar seu amigão no veterinário, hein? A ansiedade de separação pode causar alguns problemas na saúde do pet e é importante manter essa observação.

    Entenda por que o cachorro sofre quando muda de dono

    Se ele ainda for um filhote, a possibilidade de o cachorro sofrer quando muda de dono é bastante reduzida, já que o animal ainda está em processo de adaptação ao ambiente e às pessoas que o rodeiam. No entanto, quando se trata de um cachorro adulto ou idoso, e que já está com o tutor há um tempo considerável, esse processo se torna bem mais complicado. O fato é que o cão cria um apego pela família na grande maioria das vezes e essa separação mexe muito com o sentimento desses animais. Então sim, o cachorro sente falta do dono quando é doado ou quando o tutor falece. Por isso, é um processo que deve ser feito com bastante cautela para que o cachorro consiga se adaptar a essa mudança da melhor maneira possível. Caso contrário, pode acabar gerando um grande trauma na vida do cãozinho.

    Saiba o que fazer para seu cachorro não sentir tanta saudade assim!

    Não tem jeito: os cachorros sentem falta, mas os donos têm que trabalhar e fazer outras coisas fora de casa, e nem sempre dá para levar o doguinho junto. Mas então, o que fazer para seu cachorro não sentir sua falta nesse meio tempo? Bom, existem algumas alternativas para te ajudar nessa missão: a primeira delas é investir em brinquedos interativos. Eles ajudam o seu cãozinho a se distrair enquanto você não estiver em casa e ainda são uma ótima maneira de estimular as habilidades cognitivas dele. Além disso, outras alternativas também são contratar um pet sitter para cuidar do seu cãozinho ou um dog walker para levá-lo para passear. 

    Se isso estiver fora do seu alcance, não tem problema: você também pode deixar uma peça de roupa com o seu cheiro pertinho do animal para ele matar as saudades ou colocar uma música ambiente para distraí-lo e até aliviar a ansiedade gerada pela falta do dono. Se o seu cachorro tiver a companhia de outro animal, se torna mais fácil ainda lidar com o período em que fica sozinho em casa.

    Redação: Juliana Melo

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?

    Próxima matéria

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet
    Adestramento

    Comportamento canino: entenda os diferentes tipos de personalidade e aprenda a identificar o padrão do seu pet

    Assim como os humanos, os cães também tem um jeitinho próprio de se comunicar com o mundo ao seu redor. É algo que faz parte da personalidade deles e, por isso, é importante entender alguns aspectos do comportamento canino para estreitar a relação com esses animais. Será que você tem um cachorro mais destemido ou medroso? Comunicativo ou tímido? Amigável ou agressivo? 

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Ancylostoma caninum: entenda mais sobre esse tipo de verminose em cachorro pouco conhecido
    Verme

    Ancylostoma caninum: entenda mais sobre esse tipo de verminose em cachorro pouco conhecido

    O nome pode até parecer difícil, mas o verme ancylostoma caninum é, na verdade, uma das principais causas da verminose em cães. Esses pequenos vermes costumam atingir filhotes de cachorro que ainda não foram vermifugados, mas também pode acometer cães adultos e até mesmo nós, humanos. A ancilostomíase (verminose provocada pelo ancylostoma caninum) requer muita atenção, desde a sua transmissão até o tratamento da doença. Por isso, separamos as principais informações sobre este tipo de verminose em cachorro e tudo que você precisa saber sobre o assunto. Chega mais!

    Ver Todas >

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino
    Comportamento animal

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino

    Quem nunca se perguntou se o gato enxerga no escuro ou até mesmo se assustou com o olho felino brilhando à noite? O olhar de gato é cheio de particularidades, assim como outras partes do seu corpo. Pais de primeira viagem podem estranhar essas alterações no olhar que são comuns em todos os felinos. Para esclarecer de uma vez por todas essas dúvidas, o Patas da Casa reuniu uma série de curiosidades que vão te ajudar a entender melhor por que a pupila do gato muda de acordo com o ambiente e como os gatos enxergam no escuro. 

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?
    Comportamento animal

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?

    Passear com cachorro é uma das melhores formas de gastar energia dos animais domésticos. Os cães adoram sair de casa, fazer novos amigos e passar um tempo de qualidade com o tutor. O problema é que normalmente a hora do passeio desperta a agitação sem fim nos cãezinhos. Alguns, inclusive, não podem ver a coleira e a guia que já começam a pular e correr pela casa. 

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida
    Comportamento animal

    Brinquedos para cachorro filhote: veja as opções indicadas para o primeiro ano de vida

    O lado brincalhão dos cães permanece em todas as fases da vida. É por isso que os brinquedos para cachorro são super importantes para oferecer mais qualidade de vida ao pet. Mas é importante escolher o ideal para cada cãozinho: assim como existem brinquedos indicados para cada personalidade canina, a idade também influencia na decisão. Os brinquedos para cachorro filhote devem ser adequados para ajudar na dentição e no desenvolvimento do animal. 

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!
    Comportamento animal

    Por que gatos não gostam de carinho na barriga? Veja algumas teorias e explicações!

    Ao contrário do que muitos podem pensar, os gatos são animais que podem, sim, ser amáveis e carinhosos com os seus donos - eles só têm um jeitinho bastante próprio de demonstrar isso. O que acontece é que, diferente dos cães, os felinos são mais reservados e menos expansivos nessas demonstrações de afeto, mas quando é hora de receber carinho, eles gostam (e às vezes até procuram por isso). O problema é que não são todos os lugares do corpo do animal que são indicados para as carícias.

    Ver Todas >