close
Saúde

Cachorro na praia: doenças litorâneas que merecem a sua atenção

Atualizado em 05 de junho de 2020 às 14h29

Publicado em 23 de janeiro de 2020 às 19h37

Descubra quais são as principais doenças que o cachorro na praia pode ter
Descubra quais são as principais doenças que o cachorro na praia pode ter

Levar o cachorro para a praia no verão é uma ótima opção para fazer o seu amigo de quatro patas ficar mais confortável durante os dias quentes. Na preparação para a viagem ou o passeio, é comum que você se preocupe com a exposição do animal às altas temperaturas, com o que fazer para a água não entrar no ouvido dele e em outros detalhes, como a relação da areia com os pelos. Ainda assim, pouca gente lembra das doenças que um cachorro pode pegar nessa época do ano nas regiões litorâneas. Por isso, nós separamos algumas delas aqui embaixo para você entender como agem no corpo do animal e conseguir ser prevenir. Dá uma olhada! 

A micose de cachorro é bem comum depois de um dia de praia

Uma doença causada pela ação de fungos que podem estar presentes em qualquer lugar num ambiente como a praia, o quadro de micose de cachorro não depende da baixa imunidade do animal para se desenvolver. Os sintomas variam de acordo com o tipo de fungo, ou seja: vale ficar atento ao corpo e ao comportamento do seu amigo depois dos passeios. O animal com micose de cachorro pode ter perda de pelo na região atingida, vermelhidão, aspereza e ficar com a pele descascando. Com a ajuda de um veterinário, isso pode ser tratado com facilidade — o quanto antes o uso de medicamentos prescritos começar, melhor para a cura do seu amigo. 

Dirofilariose canina: o tratamento imediato é necessário

Muito comum nas épocas mais quentes do ano por ter mosquitos como vetores, a dirofilariose canina também é conhecida como a doença do verme do coração e se não for tratada corretamente, pode ser fatal. Depois de infectado pelo parasita que se aloja na região cardiopulmonar do animal, é comum que o cachorro tenha tosse, fraqueza, indisposição, insuficiência cardíaca e dificuldade para respirar. Você deve procurar um veterinário imediatamente ao perceber um desses sintomas depois de uma ida à praia (principalmente se tiver reparado numa grande quantidade de mosquitos). A prevenção é possível com repelentes que podem ser indicados pelo seu veterinário.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Cachorro na praia: além de doenças infecciosas, fique atento a alergias e queimaduras
    Cachorro na praia: além de doenças infecciosas, fique atento a alergias e queimaduras

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    A toxoplasmose em cachorro também é causada por um parasita

    A consequência da infecção causada pelo parasita Toxoplasma gondii, a toxoplasmose em cachorro é uma doença bem incômoda que atinge o trato intestinal do animal e pode passar para outros órgãos e tecidos por meio da corrente sanguínea. O cachorro é infectado ao ingerir algo contaminado pelos ovos do protozoário. Ao desenvolver um quadro de toxoplasmose, ele pode ter fraqueza, dor abdominal, diarréia, vômitos, perda de peso, tremores entre outros sintomas. O tratamento varia de acordo com o estágio de desenvolvimento da doença, então é importante buscar ajuda médica no primeiro momento em que você reparar algo de diferente com o seu amigo. 

    Alergias e inflamações em geral

    Além das micoses, o contato com os micro-organismos existentes na praia tem a capacidade de desencadear uma série de outras questões no corpo do seu amigo. As alergias, por exemplo, são comuns na pele e em mucosas, como a região dos olhos e focinho. Por ser bem sensível, a área do globo ocular também pode apresentar uma úlcera depois de mergulhos ou de contato com a areia: o cuidado deve ser maior com animais braquicefálicos como o Pug, que tem os olhos saltados. Inflamações como a otite, comumente causada pela água do mar, também devem chamar a sua atenção: a ida ao veterinário é indispensável em todos esses casos.

    Bônus: fique atento às queimaduras de sol

    Assim como acontece com a pele dos humanos quando nós ficamos muito tempo expostos ao sol sem proteção, os raios UV também atingem as áreas mais sensíveis do corpo do cachorro depois de uma exposição prolongada. Por isso, o ideal é que, na conversa com o seu veterinário para avaliar o estado de saúde do seu amigo antes da viagem à praia, você peça a indicação de um protetor solar específico para pets e aplique nas orelhas, focinho, patas e barriga do seu amigo. Os cães que têm pelagem branca, que acaba absorvendo ainda mais a radiação solar, precisam de cuidado dobrado: além do protetor e de muita água, deixe um espacinho na sombra da barraca para ele.

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    5 doenças de gato silenciosas que merecem a sua atenção
    Saúde

    5 doenças de gato silenciosas que merecem a sua atenção

    Conhecidos por terem sete vidas, os gatos são bastante resistentes e tendem a não demonstrar quando estão doentes. Por isso, quando se trata da saúde dos felinos, é fundamental ficar atento à quaisquer sinais de desconforto, já que doenças silenciosas podem atacar o seu gatinho sem que você perceba. A felv felina, por exemplo, é uma delas.  Para te ajudar a mant

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >