Castração

Cachorro muda depois da castração? Especialista explica as principais alterações de comportamento!

A cirurgia de castração de cachorro causa diversas mudanças no corpo e temperamento do animal!
A cirurgia de castração de cachorro causa diversas mudanças no corpo e temperamento do animal!

A cirurgia de castração de cachorro é um dos procedimentos médicos mais recomendados pelos veterinários, tanto para os machos quanto para as fêmeas. Mesmo sendo diretamente ligada ao sistema reprodutor do animal, o cachorro castrado costuma apresentar algumas mudanças no comportamento depois do procedimento. Por causa disso, alguns tutores costumam se preocupar com a adaptação do animal à nova vida. Para esclarecer as dúvidas sobre o que muda ou não no dia a dia do seu amigo depois que ele for castrado, a gente conversou com a veterinária e comportamentalista Renata Bloomfield. Dá uma olhada! 

O que muda depois da castração de cachorro fêmea

Para as cadelas, além da necessidade de controlar o nascimento de filhotes (critério que também é utilizado para  castrar os machos) a cirurgia de castração de cachorro também tem outro propósito. Ela serve como método de prevenção da piometra, uma das doenças mais graves que podem acontecer com as fêmeas que têm ciclos regulares de cio. Ainda assim, as mudanças comportamentais do pós operatório também podem influenciar na decisão final. Olha o que a Renata explicou: “Quando a gente castra uma fêmea, todo o órgão reprodutor dela é retirado e ela passa a não produzir mais o estrogênio, que é o hormônio feminino. Como todo animal produz testosterona (hormônio masculino), quando você tem uma baixa de estrogênio, a testosterona que já é produzida começa a “aparecer” mais. Ou seja: a fêmea começa a fazer xixi com a patinha em pé, não tolera outras cadelas porque quer defender o território etc. Por isso, a gente tem algumas ressalvas quanto à castração das fêmeas que já apresentam tendência à agressividade”. 

A escolha final sempre vai ser do dono: caso a melhor opção seja não castrar, essa fêmea vai precisar de acompanhamento constante com o veterinário para que a possibilidade de piometra seja monitorada. Além dessa doença, a cirurgia de castração também afeta o organismo da cadela em caso de câncer de mama. “Os tumores podem aparecer se a fêmea for castrada ou não. A diferença é que o estrogênio funciona como um combustível para o tumor, ou seja: um que levaria meses para crescer numa cadela castrada, vai se desenvolver em semanas ou dias numa que não passou pelo procedimento. A fêmea castrada que tem o tumor ganha tempo para ser diagnosticada e tratada com mais calma”, explicou a profissional. 

Castração de cachorro macho: as mudanças no comportamento deles costumam ser mais brandas

Por não correrem risco de adquirir uma doença como a piometra, a castração de cachorro macho não é tão “bem aceita” quanto a das fêmeas. O máximo que pode acontecer é o aumento da próstata do animal idoso: questão que é resolvida com a cirurgia de retirada dos testículos. Ainda assim, quando é feita, a cirurgia costuma, sim, interferir no comportamento do animal: “Quando você castra o macho, ele perde o interesse no ambiente, diferente da fêmea, que fica mais territorialista. Como a testosterona acaba saindo por completo do organismo do animal, ele muda o foco do ambiente para as pessoas e se torna mais carinhoso e apegado à família e às pessoas que cuidam dele. Quanto à agressividade, a mudança é individual: se ela for um comportamento adquirido ao longo da vida do animal, além de castrado, ele vai precisar ser treinado para que a melhora comece a ser vista”, contou Renata.  

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Depois da castração de cachorro, o animal precisa de cuidados específicos
    Depois da castração de cachorro, o animal precisa de cuidados específicos

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Depois da castração de cachorro, é comum que ele fique mais calmo 

    Além das mudanças específicas de cada sexo do animal, também é comum reparar uma diminuição na energia (principalmente no cachorro filhote) depois da castração. Isso acontece principalmente porque a retirada dos hormônios faz com que o organismo dele funcione de forma diferente, deixando seu amigo um pouco mais preguiçoso. Ou seja: além das mudanças que estão diretamente ligadas à área sexual (demarcação de território, instinto de “montar” com outros animais, objetos e pessoas, fugas à procura de fêmeas, agressividade e outras), você pode reparar uma diminuição da energia dele no dia a dia. 

    Mesmo assim, vale a pena ressaltar que a castração não resolve questões comportamentais que o cachorro já tinha antes da cirurgia. Se o seu animal, por exemplo, tem a tendência de pular em você e nas visitas sempre que alguém chega, o manejo dessa situação deve ser feito com o adestramento. Em muitos casos, a castração auxilia o processo justamente por deixar o animal mais tranquilo, mas não é uma solução única. 

    Fique atento: você pode provocar as mudanças físicas e de comportamento no seu animal depois da cirurgia de castração

    Além das diferenças hormonais causadas pela cirurgia de castração, também existem mudanças que podem ser causadas pelo dono. O excesso de “mimo” no pós operatório pode ser uma das razões de transformações no comportamento normal do animal. “É interessante dizer que, geralmente, os animais não sentem tanta dor depois da cirurgia — principalmente os machos. Então mesmo que você fique preocupado e precise aumentar os cuidados com o animal, fique atento para não deixar o cachorro exageradamente dependente de você. É importante não valorizar tanto essa fase emocionalmente porque depois que ele ficar bom e você voltar para a sua vida normal, o cachorro vai continuar querendo sua companhia como tinha quando estava em recuperação”, explicou a veterinária. 

    Também é importante falar da relação da cirurgia de castração com o aumento de peso do animal: muita gente acha que as duas coisas são inseparáveis, mas não é bem assim. Olha o que a Renata contou: “Depois da cirurgia, o cachorro deixa de produzir hormônios e, por isso, seu organismo passa a precisar de menos calorias e energia para trabalhar. As pessoas costumam continuar oferecendo a mesma quantidade de alimento e não aumentam as atividades físicas do animal, ou seja: ele acaba engordando. Com dieta e exercícios esse resultado pode ser evitado”. 

    Redação: Ariel Cristina Borges 

    Brincadeiras para cachorro:

    Próxima matéria

    Brincadeiras para cachorro: "posso deixar meu pet brincar com gravetos que ele encontra na rua?"

    Castração de cachorro: é comum o animal engordar depois da esterilização?
    Castração

    Castração de cachorro: é comum o animal engordar depois da esterilização?

    A castração de cachorro é um dos procedimentos mais indicados quando falamos de saúde animal. Além de evitar a reprodução indesejada, esse é um método capaz de prevenir algumas doenças e ainda ajuda a melhorar alguns comportamentos do seu cãozinho. Mas existem crenças populares de que a castração pode ocasionar o ganho de peso do cachorro. Isso é verdade? A alimentação do animal precisa mudar depois que ele é castrado para evitar a obesidade?

    O que muda no comportamento do gato depois da castração?
    Castração

    O que muda no comportamento do gato depois da castração?

    Castrar ou não castrar gato é uma dúvida que permeia a cabeça de muitos tutores, e não é por menos: essa atitude é decisiva na hora de os bichinhos procriarem, e pode trazer muitas mudanças na vida deles. Para quem não pode arcar com uma ninhada, a cirurgia de castração de gato é a maneira mais eficaz de evitar a gravidez indesejada nos animais. Isso ajuda a controlar o excesso populacional e, consequentemente, o abandono de filhotes. Além disso, a castração traz vários benefícios para a saúde do animal e também pode provocar algumas mudanças bastante positivas no seu comportamento. Entenda como isso acontece e que cuidados são importantes nessa hora!

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir
    Adestramento

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir

    O seu cachorro morde muito? Ao adotar um filhote de cachorro, já esperamos muitas bagunças, dentinhos afiados roendo móveis e até mordidinhas durante as brincadeiras. No entanto, mesmo os cachorros adultos continuam com a mania de morder as pessoas da casa, tanto para brincar como para chamar a atenção. Seja qual for o propósito, as mordiscadas não são nada agradáveis e devem ser corrigidas o quanto antes.

    Como acostumar o cachorro a ficar sozinho novamente depois da quarentena?
    Adestramento

    Como acostumar o cachorro a ficar sozinho novamente depois da quarentena?

    Nesse período de quarentena, você provavelmente está passando a maior parte do tempo em casa. Enquanto o isolamento pode ser difícil para algumas pessoas, quem provavelmente está adorando ter companhia em tempo integral são os cachorros. Com certeza o seu cão ama ter a família por perto. Se ele costumava passar o dia sozinho, deve estar muito feliz agora. Mas será que o seu companheiro de quatro patas vai ter dificuldade para se readaptar a rotina quando a quarentena acabar? Essa é uma das maiores preocupações para os tutores de cães ao fim do período de isolamento. Para responder algumas dúvidas sobre esse assunto, o Patas da Casa conversou com o adestrador Max Pablo. Confira as dicas que ele deu!

    Ver Todas >

    Como é a personalidade do Bulldog Inglês?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Bulldog Inglês?

    Dentre tantas raças de cachorro que existem, uma das mais adoráveis e cativantes certamente é o Bulldog Inglês. “Mas eles não são mal humorados?” - é o que muitos se perguntam, principalmente por causa da carinha de rabugento típica da raça. A verdade é totalmente diferente disso: qualquer pessoa que tem a chance de conviver com um cachorro Bulldog Inglês sabe bem como esses animais podem ser amorosos e brincalhões. 

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?
    Comportamento animal

    Casco para cachorro faz mal? Quando é indicado? Quais os cuidados?

    Roer e morder são necessidades naturais dos cães. Esse hábito também é associado à saúde mental, já que os mordedores próprios ajudam o animal a relaxar. Além disso, disponibilizar os brinquedos ideais para cachorro morder evita que o animal desconte sua energia nos móveis e objetos da casa, principalmente quando ele é filhote. O casco para cachorro é uma opção muito utilizada para redirecionar as mordidas, mas o "brinquedo" divide opções: o objeto prejudica o cachorro de alguma forma?

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino
    Comportamento animal

    Por que o olho de gato brilha no escuro? Veja essa e outras curiosidades sobre o olhar felino

    Quem nunca se perguntou se o gato enxerga no escuro ou até mesmo se assustou com o olho felino brilhando à noite? O olhar de gato é cheio de particularidades, assim como outras partes do seu corpo. Pais de primeira viagem podem estranhar essas alterações no olhar que são comuns em todos os felinos. Para esclarecer de uma vez por todas essas dúvidas, o Patas da Casa reuniu uma série de curiosidades que vão te ajudar a entender melhor por que a pupila do gato muda de acordo com o ambiente e como os gatos enxergam no escuro. 

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?
    Comportamento animal

    Passear com cachorro: como deixar o pet menos ansioso ao ver a coleira e guia?

    Passear com cachorro é uma das melhores formas de gastar energia dos animais domésticos. Os cães adoram sair de casa, fazer novos amigos e passar um tempo de qualidade com o tutor. O problema é que normalmente a hora do passeio desperta a agitação sem fim nos cãezinhos. Alguns, inclusive, não podem ver a coleira e a guia que já começam a pular e correr pela casa. 

    Ver Todas >