close
Adestramento

Cachorro farejador: como é o treinamento de cães de serviço?

Atualizado · 13 de abril de 2022 · 18h28

Publicado · 13/04/2022 · 18h27

O cachorro farejador precisa passar por um treinamento que envolve diferentes atividades especiais
O cachorro farejador precisa passar por um treinamento que envolve diferentes atividades especiais

Para trabalhar como cachorro farejador, não basta ter apenas um olfato canino apurado. O faro de cachorro já é excepcional naturalmente, mas um cão de trabalho precisa de todo um preparo para atuar profissionalmente, seja junto da polícia, em equipes de resgate ou em qualquer uma das diferentes áreas em que um cachorro farejador pode se aventurar. Para se tornar um cachorro farejador, o animal passa por um treinamento especial que engloba diferentes atividades. O Patas da Casa conversou com o adestrador de animais Renan Bercot, que nos contou como é feito o treinamento de cães farejadores. Confira!

Cão farejando: entenda como funciona o focinho do cachorro

O poder do olfato canino é impressionante e muito disso se dá pela anatomia do focinho - que pode, inclusive, ter tamanhos diferentes (os focinhos de cães braquicefálicos são mais achatados, por exemplo). Quando o ar entra nas fossas nasais do cão, traz consigo os odores presentes no ambiente. Ao contrário dos humanos, que têm 5 milhões de células olfativas, o cão possui cerca de 400 milhões! Por isso, qualquer cheiro que passe pelo seu focinho é captado, o que contribui para uma maior sensibilidade olfativa. Outro ponto importante é que uma das fossas nasais é voltada só para respiração, enquanto a outra fica totalmente encarregada do faro. Isso garante uma maior percepção de cheiros, já que nada se perde.

Cachorro farejador pode atuar em mais áreas do que se imagina

Quando pensamos em cão farejador, sempre nos vem à mente os cachorros que procuram por entorpecentes em operações da polícia. Mas na verdade o campo de atuação de um cachorro farejador é bem mais amplo. "Pode atuar na busca por entorpecentes, explosivos, no auxílio de equipes policiais, na busca por pessoas mortas, sobreviventes ou na busca por pessoas ou animais perdidos", explica Renan. O cão farejando também pode ajudar no controle de pragas, identificando o esconderijo delas. Além disso, o cachorro farejador pode até mesmo detectar doenças. "Eles podem identificar vários tipos de câncer. Também já estão sendo treinados para identificar a Covid-19. No caso de pessoas com epilepsia, conseguem antecipar uma crise e alertar essa pessoa para que ela vá para um lugar seguro". Incrível, né?

Qualquer cão pode ser um cachorro farejador?

O olfato de cachorro é extremamente apurado. Todas as raças têm um faro excepcional capaz de perceber uma infinidade de cheiros. Por conta disso, Renan explica que qualquer cão, seja de raça ou sem raça definida, é um ótimo farejador e pode ser treinado. Porém, algumas raças se destacam mais por conta de diferentes fatores. O adestrador conta que Beagle e Bloodhound estão entre os cães de maior capacidade olfativa. Já cães pastores, como Pastor AlemãoBorder Collie e Pastor Belga Malinois, se destacam pela anatomia e capacidade física. Enquanto isso, os cães Retriever, como Golden e Labrador, são ótimos para atuarem na água.

Quanto mais cedo o cachorro farejador começar o treinamento, melhor

O momento em que o treinamento começa depende do foco. Renan explica que, no caso de um treinamento recreativo, pode-se iniciar em qualquer idade sem problemas. "Isso ajuda muito no desenvolvimento cognitivo do animal, além de proporcionar bem-estar, já que o faro é o sentido mais apurado dos cães", explica. Porém, para treinar um cachorro farejador que vá trabalhar com isso, o recomendado é iniciar mais cedo: "Quando o foco for para algum trabalho, o ideal é o cão começar a ser treinado desde filhote, mas isso não impede que um cão adulto possa ser treinado e tenha sucesso."

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O cão farejando consegue captar odores em maior intensidade e mais distantes
    O cão farejando consegue captar odores em maior intensidade e mais distantes

    Mais Lidas

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!
    Comportamento animal

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!

    Gato cinza, branco, preto, laranja, rajado ou com cores misturadas: o que não falta é variedade quando o assunto é a cor do gato. Esse, inclusive, acaba sendo um dos maiores critérios que os tutores usam na hora de adotar um bichano e, acredite se quiser, isso pode ajudar bastante a entender o comportamento do animal no dia a dia. Nem todo mundo sabe, mas é possível definir a personalidade dos gatos pela cor (ou pelo menos chegar muito próximo disso).

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?
    Comportamento animal

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?

    A linguagem corporal canina é tão expressiva que às vezes é possível entender os cães mesmo que eles não falem. Seja qual for a personalidade do cachorro, todos têm um comportamento canino tão revelador que, só de movimentar as orelhas, já dá para perceber o que o pet sente ou quer. Porém, não são apenas os humanos que compreendem a linguagem de cachorro. Já aconteceu de você falar algo com seu cãozinho e ele, imediatamente, virar a cabeça?

    O treinamento de cães farejadores estimula o olfato canino

    O olfato apurado é uma característica de qualquer cachorro. Sempre vemos o cão farejando durante os passeios porque é um instinto. O que diferencia um cachorro farejador profissional é que, durante o treinamento, esse sentido é estimulado continuamente com métodos mais precisos. "A técnica mais usada é o reforço positivo R+, em que o animal ganha algo que ele gosta quando tem sucesso. Mas isso vai em uma escalada. No início, tudo é muito fácil e gradativamente o critério vai aumentando. É importante deixar o animal sempre motivado para que tudo seja sempre associado como uma diversão", explica o adestrador.

    Atividades de obediência e socialização fazem parte do treinamento do cão farejador

    A vida de um cachorro farejador não é moleza! O animal precisa passar por diferentes treinamentos que estimulam não só seu faro como também outras habilidades essenciais para o trabalho. Renan explica que o treinamento de obediência e a socialização são fundamentais para um cão de trabalho. Já o treino específico para o faro consiste na identificação de um cheiro específico. "Definido esse odor, o cão deve praticar o treino começando com um critério fácil e ir subindo gradativamente, de acordo com a resposta de cada animal. Geralmente, induzimos o cachorro a gostar de buscar um brinquedo específico para que, no futuro, ele associe esse brinquedo com o odor", esclarece o especialista. Todo o processo precisa ser feito de forma gradativa para que os resultados sejam positivos e eficientes. 

    Cães farejadores precisam de uma dieta especial

    Os cuidados no treinamento do cachorro farejador são muito importantes. Além dos treinos de faro, obediência e socialização, é importante que todo o corpo do animal esteja saudável. Por isso, a alimentação do cachorro é um ponto fundamental. "Eu considero essa questão muito importante para o sucesso. É essencial o acompanhamento de um veterinário para dar esse suporte. Ele levará em consideração a individualidade e o nível de atividade para definir uma alimentação adequada", afirma Renan. 

    O treinamento do cachorro farejador precisa precisa ser constante

    Não existe um tempo específico para se concluir o "curso" de cão farejador. Cada animal tem um processo diferente que muda de acordo com sua rotina e a função para a qual ele está designado. "Na minha opinião, se um cão começa os treinos desde filhotinho (2 meses), após um ano e meio de idade já pode ser um bom momento para começar a trabalhar, mas isso pode variar", explica Renan. "Sabemos que o cão está pronto quando, dentro de um nível de dificuldade baseado na sua realidade, ele tem uma alta porcentagem de acerto". Mas não pense que para por aí! O cachorro farejador vai precisar de treinamento constante. "Mesmo depois, quando já está trabalhando, ele deve ter uma rotina de treino para estar sempre apto a atuar na sua função", afirma o adestrador.

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Gatos sonham? O que significa sonhar com gato? Entenda tudo sobre o sono dos felinos e outras curiosidades

    Próxima matéria

    Gatos sonham? O que significa sonhar com gato? Entenda tudo sobre o sono dos felinos e outras curiosidades

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Adestramento de cães: como identificar se o seu cachorro precisa de treinamento para corrigir maus hábitos?
    Adestramento

    Adestramento de cães: como identificar se o seu cachorro precisa de treinamento para corrigir maus hábitos?

    Que o adestramento de cães é um processo fundamental na vida de todo animal não é novidade para ninguém. Mas será que você sabe o momento certo de investir nesse tipo de treinamento? Para surpresa da maioria dos tutores, alguns hábitos comuns dos nossos amigos de quatro patas, como latidos excessivos, móveis e sapatos destruídos e até mesmo comportamentos instáveis, podem indicar que o seu cãozinho precisa de ajuda. 

    Dois cães em casa: o cachorro mais novo aprende alguns comportamentos com o cão mais velho?
    Adoção

    Dois cães em casa: o cachorro mais novo aprende alguns comportamentos com o cão mais velho?

    A chegada de um novo cachorro é motivo de muita alegria e, ao mesmo tempo, de observar o comportamento dos animais que já moram na casa. Adotar cachorro filhote é sempre uma experiência inusitada, pois os pequenos não têm vícios de comportamento e são quase uma “caixinha de surpresas”: nunca sabemos qual postura ele vai assumir conforme for crescendo. É comum, porém, que o recém-chegado comece a imitar o cão que já mora no local. Afinal, esse novo membro precisa entender que ali, naquela família, existem regras. O veterano da casa já sabe disso e pode auxiliar o novo filhote a se comportar do jeito que a família deseja.

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Ver Todas >

    Enriquecimento ambiental para cães: o que é?
    Comportamento animal

    Enriquecimento ambiental para cães: o que é?

    Já ouviu falar no enriquecimento ambiental para cães? Apesar do conceito parecer novo, ele já faz parte da vida dos nossos doguinhos há um bom tempo: trata-se de estímulos físicos, mentais e sociais que melhoram o bem-estar e a qualidade de vida dos nossos pets. Isso pode incluir desde brinquedos para cachorro e brincadeiras, até passeios e socialização com outros animais e pessoas. 

    Enriquecimento ambiental para gatos: o que é?
    Comportamento animal

    Enriquecimento ambiental para gatos: o que é?

    O enriquecimento ambiental para gatos é um cuidado necessário para oferecer uma boa qualidade de vida aos nossos amigos de quatro patas. Apesar da domesticação ter acontecido há bastante tempo, vários instintos permaneceram com os felinos ao longo dos anos e é importante não inibir isso. Na verdade, os tutores devem saber como direcionar o comportamento do animal para os lugares certos - e é aí que entra a ideia de enriquecimento ambiental. 

    Cachorro uivando: tudo sobre o comportamento canino
    Comportamento animal

    Cachorro uivando: tudo sobre o comportamento canino

    O uivo de cachorro desperta muita curiosidade em nós, humanos. Diferente do latido, esse som é bem mais alto e envolve uma expressão corporal bem específica: de pé ou sentados, os cães inclinam a cabeça para trás, levantam o focinho, olham para cima e então emitem o uivo. É um gestual que lembra bastante seus ancestrais, os lobos, e que serve basicamente para a comunicação. Descubra tudo sobre cachorro uivando!

    Gato selvagem: conheça a história das raças silvestres originárias do Brasil
    Comportamento animal

    Gato selvagem: conheça a história das raças silvestres originárias do Brasil

    Mesmo que o gato doméstico seja mais conhecido, os gatos selvagens continuam por aí nos mais diferentes habitats. Claro que eles não são encontrados andando na rua e nem podem viver dentro de casa, mas fora dos meios urbanos existem diferentes espécies. E se você pensa que gatos silvestres só existem em locais bem distantes do mundo, você está bem enganado. Uma thread no Twitter feita pela Bárbara Ruzzi enumerou 10 espécies de gato selvagem brasileiro. Sim, nosso país é o lar de muitos gatos silvestres por aí! 

    Ver Todas >