Um cachorro com muita fome pode ser indicativo de que ele gastou muita energia - principalmente se for depois de um passeio e outros exercícios físicos -, mas também pode ser sinal de alguma doença endócrina. Por isso, é importante observar os hábitos do seu amigo para entender quando a hiperfagia se torna um problema. Se você tem um cachorro esfomeado e não sabe como lidar com isso, te contamos a seguir tudo que você precisa saber sobre a hiperfagia: o que é, quais doenças pode indicar e sinais que revelam que seu cãozinho está com fome excessiva. Dá só uma olhada!

O que é hiperfagia?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Para quem não sabe o que é hiperfagia, significado da palavra tem a ver com o aumento anormal do apetite. Então quando você tem um cachorro comendo muito além do que o costume, essa ingestão exagerada de alimentos é justamente o que caracteriza a hiperfagia. O distúrbio alimentar também pode ser chamado de polifagia e geralmente está relacionado com doenças endócrinas.

É como se nada saciasse a fome do animal. Quanto mais ele come, mais vontade tem de comer. Assim, mesmo que ele siga uma dieta adequada ao seu porte, faixa etária e nível de atividade física, parece que o animal nunca está satisfeito e sempre precisa de mais. Se isso acontece, é bom ligar o alerta: o cachorro com muita fome e que não sabe quando parar de comer precisa ser avaliado por um veterinário.

Como saber se o cachorro está com fome?

Investir em uma ração para cachorro de boa qualidade e estabelecer os horários certos para as refeições é a melhor forma de não deixar o cachorro com muita fome. A ração premium e a super premium são as opções mais indicadas, pois elas têm os nutrientes certos para suprir as necessidades do seu pet sem deixá-lo esfomeado pouco tempo depois. Além disso, ter horários bem definidos ajuda a controlar o apetite do animal.

Geralmente, quando falamos de um cachorro com fome, é possível perceber sinais de inquietação, latidos e gestos direcionados ao pote de comida. No entanto, se você acabou de oferecer ração para o seu pet e, além do cachorro comer rápido demais, ele ainda insiste para ganhar mais porções, é um claro sinal de compulsão alimentar ou hiperfagia.


Cachorro esfomeado mesmo depois de comer não é um bom sinal. Procure um veterinário!
Cachorro esfomeado mesmo depois de comer não é um bom sinal. Procure um veterinário!

Conheça algumas doenças que podem deixar o cachorro desesperado para comer

Doenças endócrinas, principalmente, são as mais comuns por trás da hiperfagia. A diabetes canina, por exemplo, tem vários sintomas associados e um deles é o aumento do apetite. Isso acontece porque qualquer mínima ausência de insulina no organismo prejudica a sensação de saciedade. Dessa forma, o apetite do animal permanece, não importa o quanto ele coma. Outros sinais da doença são encontrar formiga no xixi de cachorro e sede excessiva. Outros problemas endócrinos que também podem desencadear um cachorro esfomeado são a síndrome de Cushing - também conhecida como hiperadrenocorticismo - e o insulinoma.

Além de questões endócrinas, a hiperfagia em cães também pode surgir como consequência de transtornos psicológicos. Um cachorro estressado, ansioso ou até mesmo entediado pode querer comer tudo que encontra pela frente, estando sempre insatisfeito com a própria alimentação. Em todo caso, se você notou que tem um cachorro desesperado para comer com frequência, não deixe de consultar um profissional para ter o diagnóstico e tratamento adequado.

Redação: Juliana Melo