Cachorro

Cachorro ciumento? Pesquisa desvenda a relação dos cães com esse sentimento bem conhecido pelos humanos

Afinal, cachorro sente ciúmes? Veja o que pesquisadores estadunidenses descobriram sobre esse comportamento
Afinal, cachorro sente ciúmes? Veja o que pesquisadores estadunidenses descobriram sobre esse comportamento

Quem pensa que o ciúme é um sentimento exclusivo do ser humano está completamente enganado. Há muito cachorro ciumento por aí que muda completamente o comportamento quando um “intruso” invade o seu espaço. Enquanto alguns animais clamam por atenção, colocando-se entre o seu tutor e o “rival”, latindo, rosnando ou choramingando, outros ficam mais agressivos e com sinais de obsessão. Um estudo da Universidade da Califórnia , nos Estados Unidos, de 2004, realizou um experimento social para avaliar se o ciúme realmente faz parte do repertório emocional dos cães. Confira, a seguir, os principais resultados da pesquisa e como se comporta um cachorro ciumento.

Estudo revela como é o comportamento de um cachorro com ciúmes

Ao todo, 36 animais foram testados individualmente pelos cientistas, enquanto seus tutores os ignoravam e interagiam afetuosamente com três objetos diferentes: um cachorro de pelúcia – que latia e abanava o rabo como se fosse de verdade –, um balde em forma de abóbora de halloween e um livro infantil musical.

O estudo apresentou resultados muito interessantes. Os cachorros ficaram significamente mais enciumados com o afeto dos seus tutores com o bichinho de pelúcia em comparação com os outros objetos. A agressão também se destacou, uma vez que os donos acreditavam que seus pets nunca demonstrariam uma postura dominante e agressiva. A verdade é que um quarto dos cães atacou o item que provocou o ciúme. Na fase pós-interação (quando o tutor já havia colocado o objeto no chão), 36% dos cães partiram para cima do cachorrinho de brinquedo.

Os cães testados também empurraram ou tocaram muito mais seus tutores quando eles estavam interagindo com o bichinho de pelúcia. “Esse comportamento de impedir ou interromper a interação foi considerado o principal estado emocional que acompanha o ciúme e o distingue de outras emoções, como a raiva”, afirmaram os pesquisadores.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Cachorro com ciúmes: um brinquedo compartilhado com outro animal pode desencadear esse sentimento
    Cachorro com ciúmes: um brinquedo compartilhado com outro animal pode desencadear esse sentimento

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Cachorro ciumento: os cães realmente acreditaram que o bicho de pelúcia era de verdade?

    Segundo os profissionais envolvidos na pesquisa, os comportamentos agressivos direcionados ao bicho de pelúcia parecem sugerir que, sim, os cachorros acreditaram que o objeto era um animal de verdade. No fim das contas, foi como se o teste tivesse simulado o cenário de um cachorro ciumento com outro cachorro.

    “O padrão de comportamentos, principalmente quando os cães viram seus donos demonstrando afeição pelo que parecia ser outro cão, é semelhante ao leque de comportamentos observados em seres humanos. Esses dados, portanto, apresentam um forte argumento de que os cães domésticos têm demonstração de ciúmes”, concluiu os pesquisadores.

    Quais situações deixam o cachorro com ciúmes?

    Elementos novos dentro de casa ou alterações na rotina podem deixar o seu cachorro bastante ciumento. Na maioria das vezes, o ciúme de cães é causado por mudanças como:

    • Novos moradores;
    • Um novo bebê ou criança na casa;
    • Novos cachorros ou outros animais de estimação em casa;
    • Filhotes;
    • Novos hobbies ou ocupações do tutor dentro de casa;
    • Um brinquedo para cachorro compartilhado com outro animal;
    • Diferença entre quantidade de comida dos cachorros;
    • Falta de exercícios ou diminuição das brincadeiras.

    Tipos de comportamento de um cachorro ciumento

    Os nossos animais de estimação precisam de carinho, cuidados individuais e atividades que os deixem ocupados e felizes. Às vezes, eles não estão dispostos a dividir essa atenção com seu “rival”, que pode ser um novo integrante de quatro patas, uma visita ou um bebê. Veja alguns comportamentos que demonstram que um cão está roído de ciúmes:

    • Um cachorro com ciúmes do outro pode demonstrar sinais de agressão (como morder o “intruso”);
    • O animal começa a fazer as necessidades fora do lugar habitual para que as atenções retornem para ele;
    • Um cachorro com ciúmes do novo filhote pode entrar no caminho para tentar retirar a mão do tutor de cima do jovem cãozinho;
    • Se o bichinho aumentar as demonstrações de carinho com o dono (como lambidas na mão e no rosto), ele pode estar com ciúmes;
    • Na tentativa de competir pela atenção do tutor, alguns cachorros podem rosnar, latir e brigar com outros animais de estimação da casa;
    • Os cachorros podem latir ou rosnar agressivamente quando uma visita chega na casa, tentando afastá-la do dono;
    • Às vezes, quando alguns animais de estimação ficam bravos e enciumados, eles podem se retirar do ambiente que estão.

    Redação: Guilherme Segal

    Como fazer brinquedos para gatos com catnip?

    Próxima matéria

    Como fazer brinquedos para gatos com catnip?

    Cachorro e gato juntos: veja em infográfico como melhorar a relação entre as duas espécies!
    Cachorro

    Cachorro e gato juntos: veja em infográfico como melhorar a relação entre as duas espécies!

    Por muito tempo, cachorro e gato foram considerados verdadeiros inimigos, mas é necessário desmistificar essa ideia, porque isso não condiz muito bem com a realidade. Na verdade, é totalmente possível construir uma boa relação entre as duas espécies e viver em harmonia com o gato e cachorro na mesma casa. Não é à toa que muitos tutores têm os dois bichinhos - e isso acaba rendendo várias fotos bem fofas de doguinhos dormindo junto com os bichanos. No entanto, não se pode negar: às vezes criar bons laços entre os dois animais pode ser uma tarefa difícil. Por isso, o Patas da Casa preparou um infográfico com algumas dicas de como adaptar cachorro com gato sem grandes problemas. Veja abaixo!

    Pastor Australiano: origem, características, personalidade... saiba tudo sobre esse cachorro cheio de energia
    Raças

    Pastor Australiano: origem, características, personalidade... saiba tudo sobre esse cachorro cheio de energia

    Você já ouviu falar no Pastor Australiano? Apesar do nome, essa raça de cachorro grande é originária dos Estados Unidos e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo leal, companheiro e com energia de sobra. Mas, antes de comprar ou adotar um cão desta raça, é importante conhecê-lo um pouco mais a fundo. Para te ajudar com isso, nós preparamos uma matéria repleta de informações importantes sobre o cachorro australiano: origem, características físicas, personalidade e principais cuidados com a raça. Chega mais!

    Como saber a idade de um cachorro pelos dentes?
    Cuidados

    Como saber a idade de um cachorro pelos dentes?

    Como saber a idade de um cachorro? Não é todo mundo que tem a informação exata de quando um filhote de cachorro nasceu. Felizmente, há algumas formas de calcular a faixa etária aproximada de um animal de estimação e uma delas é pelo estado dos dentes do cachorro. Você pode também buscar sinais de envelhecimento, analisar o aspecto dos olhos e notar alterações de comportamento.

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele
    Raças

    As 8 raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele

    Os cuidados com a saúde do seu bichinho de estimação devem vir em primeiro lugar sempre. E na hora de escolher uma raça de cachorro para comprar ou adotar, é fundamental saber tudo sobre o animal, desde os padrões de comportamento até a genética dele. Alguns problemas de saúde podem se manifestar com mais facilidade em determinadas raças, que carregam genes “defeituosos”. É por isso que as doenças de pele geralmente têm um fator congênito por trás.

    Ver Todas >

    Passear com cachorro: qual o tempo ideal para gastar a energia do cãozinho?
    Comportamento animal

    Passear com cachorro: qual o tempo ideal para gastar a energia do cãozinho?

    Passear com o cachorro é um dos momentos mais importantes da rotina de um pet. Além de ser uma atividade super propícia para estreitar os laços com o cãozinho com brincadeiras ao ar livre, também é uma forma de incentivá-lo a fazer novos aumigos e gastar toda a energia acumulada. Os passeios são excelentes aliados para manter a saúde física e mental do pet, mas será que você sabe qual é o tempo ideal para passear com cachorro?

    Brincadeiras para fazer com cachorro nos dias chuvosos
    Comportamento animal

    Brincadeiras para fazer com cachorro nos dias chuvosos

    Passear com cachorro é essencial na rotina de qualquer pet. Mas o que fazer nos dias de chuva para suprir essa necessidade? As brincadeiras para cachorro são uma alternativa. Além de gastar a energia e estreitar o relacionamento com o tutor, as brincadeiras servem também como distração para os cães que têm medo de chuva e trovão. É possível usar brinquedos, petiscos e até mesmo os móveis da casa: com um toque de criatividade, você vai conseguir cansar o seu doguinho sem precisar sair na rua nos dias de chuva. 

    Gato triste e com saudade de outro gato: veja como ajudar o seu bichano a lidar com separações
    Comportamento animal

    Gato triste e com saudade de outro gato: veja como ajudar o seu bichano a lidar com separações

    Poucas pessoas sabem, mas os gatos sentem saudades e têm diferentes formas de demonstrar isso. Uma situação em que o sentimento pode ser claramente observado é quando dois gatos vivem juntos - mesmo que não sejam irmãos ou mãe e filho -, mas em um determinado momento eles precisam se separar, seja por conta de uma mudança de casa ou porque um deles faleceu.

    Brinquedos de nylon para cachorro são seguros para todas as idades e portes?
    Comportamento animal

    Brinquedos de nylon para cachorro são seguros para todas as idades e portes?

    Os brinquedos para cachorro são importantes em todas as fases de vida de um bichinho de estimação. Eles servem para divertir, distrair e até mesmo gastar a energia de um cãozinho. Além das conhecidas bolinhas, existem vários outros tipos de acessórios para a diversão do pet. Os brinquedos de nylon para cachorro podem ser encontrados em diferentes modelos e formatos e são muito indicados, principalmente, para cães que adoram roer tudo. 

    Ver Todas >