Adestramento

Cachorro brigando na rua? Veja as dicas de um adestrador para corrigir esse comportamento

Briga de cachorro:  aprenda como controlar o comportamento agressivo durante os passeios
Briga de cachorro: aprenda como controlar o comportamento agressivo durante os passeios

Ao se deparar com uma briga de cachorro, é fundamental que os tutores tenham uma ação rápida e precisa para não resultar em um dos animais (ou até mesmo os donos) feridos. Por instinto, é comum que os cães, principalmente os machos, se estranhem durante o passeio na rua. A razão por trás do comportamento é muito variada e pode ter relação com dominância, falta de socialização e até mesmo a presença de alguma cadela no cio por perto. O que nem todo mundo sabe é que é possível prever um ataque e até mesmo parar o cachorro antes dele partir para cima de outro animal. O adestrador Bruno Correa deu algumas dicas de como corrigir o comportamento com treinos de obediência e controle. Dá só uma olhada no que ele falou!

Cachorro brigando na rua: as diferentes causas para o problema

No geral, os cães costumam ser bastante sociáveis, sejam com a sua família ou com outros pets. Ainda assim, o adestrador Bruno explica que não podemos esquecer as origens do animal. “Mesmo que os cães domésticos já tenham se afastado há muito tempo dos seus primos selvagens, os lobos, as características comportamentais ainda são muito semelhantes”, afirma. Por isso, a briga de cachorro pode ser motivada por diversos fatores. “Podemos dizer que o que origina as brigas são recursos, como alimentação, procriação, liderança e atenção e, no caso de cães domésticos, os brinquedos”, conta o profissional. Além disso, a socialização ineficiente do cãozinho ao longo da vida também pode ser o motivo do desentendimento. Nesse caso, o desconforto e o medo são os principais gatilhos para a reação.

Antes da briga, cachorro dá sinais de que está prestes a atacar

Ao contrário do que muitos tutores pensam, a briga de cachorro não começa por nada. Na verdade, o seu amigo sempre vai tentar demonstrar de alguma forma que não está confortável antes de tomar uma atitude agressiva: a linguagem corporal canina dá diversos sinais. “Os cachorros possuem uma comunicação verbal extremamente limitada, sendo demonstrada por pouquíssimos sons. Por isso, sua comunicação é praticamente por linguagem corporal”, explica Bruno. A posição do rabo, orelhas e até a forma como o cachorro olha para o outro animal são indícios do ataque: “um cão em estado de combate tende a levantar os pelos da nuca, enrijecer os músculos e deixar a cauda levemente levantada e imóvel. Em alguns casos, ele também pode abaná-la de forma leve.”

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O adestramento de cães ajuda o tutor a ter mais controle da situação
    O adestramento de cães ajuda o tutor a ter mais controle da situação

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Como separar briga de cachorro?

    Separar uma briga de cachorro é, certamente, uma das tarefas mais desafiadoras que os tutores podem enfrentar. Por isso, a primeira coisa a fazer é tentar manter a calma e pensar racionalmente. No momento da intervenção física, é importante saber fazer isso de forma segura — tanto para você quanto para eles. Segundo Bruno, as atitudes podem variar de acordo com o porte físico do animal. “Cães menores tendem a não segurar a mordida e não persistir por muito tempo em "luta". Já os cachorros maiores possuem uma mandíbula poderosa. Por isso, gritar, pedir e entrar em nervosismo não vai ajudar. Tão pouco agredir o cão de forma exagerada”, conta.

    Na verdade, a solução para encerrar a briga é “tirar” a força do cão. “No caso de um cão de porte grande (40 kg+), por exemplo, é possível envolver o pescoço do animal com a coleira ou um pano, como a camisa, e contê-lo. Sim, é preciso, de certa forma, interromper o fluxo de ar do animal para que ele perca a força e solte a mordida. Assim que isso acontecer, o tutor deve liberar a pressão e manter o cão contido para evitar outro ataque”, explica. Embora a técnica pareça agressiva, é uma das mais eficazes para separar briga de cachorro. 

    Adestramento é melhor forma de evitar as brigas

    O adestramento de cães é uma das melhores formas de evitar a briga de cachorro. As técnicas aplicadas nos treinamentos ajuda o tutor a ter o controle do animal e normalmente até ameniza alguns comportamentos agressivos do animal. “Durante o adestramento de cães, o profissional ensina o dono a entender e ler o seu animal, além de ensiná-lo a controlar o cachorro no dia a dia e em situações adversas. Desta forma, é possível evitar o atrito antes dele começar”, conta o especialista. Mas lembre-se: o resultado final do adestramento depende de um conjunto de ações e, principalmente, da contribuição do tutor. Sendo assim, ao optar pelo adestramento, é importante seguir à risca as recomendações do especialista e manter uma rotina de treinamentos.

    Redação: Úrsula Gomes

    Brincadeiras para fazer com cachorro nos dias chuvosos

    Próxima matéria

    Brincadeiras para fazer com cachorro nos dias chuvosos

    Seu cachorro só faz necessidades na rua? Veja 5 dicas de um adestrador para o animal fazer xixi e cocô em casa
    xixi

    Seu cachorro só faz necessidades na rua? Veja 5 dicas de um adestrador para o animal fazer xixi e cocô em casa

    Muitos cachorros domésticos são acostumados a fazer suas necessidades apenas na rua. Alguns tutores preferem acostumar os amiguinhos peludos assim por questões de higiene e limpeza e aproveitam para passear com os animais na hora de fazer xixi e cocô. Mas, nesse período de isolamento social e quarentena, pode não ser uma boa ideia levar seu cão para a rua. Uma alternativa para isso é acostumar seu cachorro a fazer as necessidade dentro de casa, em um local selecionado por isso. Para quem não sabe como fazer isso, o Patas da Casa conversou com o Max Pablo, passeador e adestrador de cães, que contou 5 dicas para fazer a adaptação.

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir
    Adestramento

    Seu cachorro morde durante as brincadeiras? Adestrador explica o que motiva esse comportamento e como corrigir

    O seu cachorro morde muito? Ao adotar um filhote de cachorro, já esperamos muitas bagunças, dentinhos afiados roendo móveis e até mordidinhas durante as brincadeiras. No entanto, mesmo os cachorros adultos continuam com a mania de morder as pessoas da casa, tanto para brincar como para chamar a atenção. Seja qual for o propósito, as mordiscadas não são nada agradáveis e devem ser corrigidas o quanto antes.

    Como treinar o Rottweiler para evitar comportamentos agressivos? Veja as dicas de um adestrador!
    Adestramento

    Como treinar o Rottweiler para evitar comportamentos agressivos? Veja as dicas de um adestrador!

    A fama de bom guardião dos cães da raça Rottweiler é notória, assim como os estereótipos que envolvem o seu temperamento difícil e agressivo. Na verdade, o porte robusto e a aparência intimidadora desses cachorros grandes escondem um animal tranquilo, protetor e muito leal ao seu tutor. Isso quer dizer que, se um Rottweiler for bem treinado, ele consegue ser dócil, carinhoso e um excelente companheiro para a família, incluindo as crianças.

    Cachorro pulando nas visitas? Veja como corrigir esse comportamento
    Adestramento

    Cachorro pulando nas visitas? Veja como corrigir esse comportamento

    Só quem educou um cachorro desde a fase de filhote sabe o quanto esse pode ser um trabalho árduo — principalmente quando se trata de corrigir a prática que o animal tem de pular em qualquer pessoa que cruze a porta (principalmente as visitas). O adestramento de cães e a socialização do animal têm como principal objetivo corrigir este e outros comportamentos que tornam o dia a dia com o animal bem mais complicados. Se você não sabe como adestrar um cachorro sozinho em casa e passa pelo problema do doguinho que parece ter molas nas patas sempre que alguém chega, pode ficar tranquilo:

    Ver Todas >

    Gato triste e com saudade de outro gato: veja como ajudar o seu bichano a lidar com separações
    Comportamento animal

    Gato triste e com saudade de outro gato: veja como ajudar o seu bichano a lidar com separações

    Poucas pessoas sabem, mas os gatos sentem saudades e têm diferentes formas de demonstrar isso. Uma situação em que o sentimento pode ser claramente observado é quando dois gatos vivem juntos - mesmo que não sejam irmãos ou mãe e filho -, mas em um determinado momento eles precisam se separar, seja por conta de uma mudança de casa ou porque um deles faleceu.

    Brinquedos de nylon para cachorro são seguros para todas as idades e portes?
    Comportamento animal

    Brinquedos de nylon para cachorro são seguros para todas as idades e portes?

    Os brinquedos para cachorro são importantes em todas as fases de vida de um bichinho de estimação. Eles servem para divertir, distrair e até mesmo gastar a energia de um cãozinho. Além das conhecidas bolinhas, existem vários outros tipos de acessórios para a diversão do pet. Os brinquedos de nylon para cachorro podem ser encontrados em diferentes modelos e formatos e são muito indicados, principalmente, para cães que adoram roer tudo. 

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato
    Comportamento animal

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Você já se perguntou como funciona o cérebro de gato e, mais especificamente, a memória felina? Mesmo que essa pareça uma questão difícil de ser respondida, basta analisar alguns comportamentos do gato no dia a dia para saber que os bichanos são inteligentes e capazes de lembrar das coisas. Afinal, além de reconhecer o próprio dono, o felino também memoriza coisas básicas da sua rotina, como a hora certa de comer e onde ficam os móveis da casa. Não é à toa que qualquer mínima mudança é capaz de mexer bastante com o humor deles.

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ver Todas >