A escova para tirar pelo de gato é um acessório indispensável na rotina de cuidados com o seu bichano. Mesmo que o felino tenha uma pelagem mais curta, a maioria dos gatos solta uma quantidade considerável de pelos e, além de espalhá-los pela casa, eles ainda podem sofrer com as temidas bolas de pelos . Porém, quando falamos de um gato com pelos longos e que embaraçam com facilidade, esse cuidado deve ser ainda maior. Então como tirar nós do pelo de gato? Persa e outras raças de pelo longo podem precisar de tosa se os pelos estiverem muito emaranhados? Descubra tudo sobre o assunto a seguir!

Qual é a melhor escova para tirar pelos de gato?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Existem diferentes tipos de escova de gato e cada uma cumpre uma função específica na retirada dos pelos. Se a ideia é aprender como desembaraçar nós de pelo em gato, por exemplo, o mais recomendado é investir em um pente com dentes largos. Como as cerdas são mais espaçadas, o acessório é ideal para evitar nós em animais que tem a pelagem mais comprida e densa, como o gato Persa e o Ragdoll.

Já para quem procura uma escova para pelo de gato com o propósito de remover os pelos mortos, algumas opções são a rasqueadeira e a escova furminator para gatos. Já para os gatinhos que não gostam de ser escovados com pentes e escovas, uma boa alternativa é a luva para tirar pelo de gato. Além dessas opções, também existe a escova dupla-face, que serve tanto para retirada dos fios mortos quanto para desembaraçar possíveis nós.

Como desembaraçar nós em pelos de gatos sem machucá-los?

O primeiro passo é identificar os emaranhados. Você pode fazer isso como se fosse um carinho, passando a mão pelo corpo do animal e identificando se há a presença de nós em alguma região. Ao fazer isso, fica mais fácil saber onde agir e você pode tentar desfazer os fios embolados com a própria mão (mas sempre com muito cuidado e sem puxar a pele do pet).

Se for muito difícil, hoje existem produtos específicos que ajudam a desembaraçar nós de pelo em gatos. Aplique um pouco do produto sobre os fios e, com o auxílio de um pente ou escova, comece a escovação. Ah, uma dica importante é segurar o nó pela base antes de penteá-lo, pois isso ajuda a amortecer os puxões e evitam dor e incômodos no seu bichano. Se nem isso funcionar e os emaranhados estiverem muito difíceis de serem retirados, pode ser necessário tomar medidas mais drásticas, como cortar nós no pelo de gato.

Vale destacar que para evitar que ocorra a formação de nós com frequência, o tutor deve manter uma frequência de escovação e seguir algumas dicas para escovar os pelos do gato. A escovação sempre deve seguir o sentido do crescimento dos pelos, e a associação positiva ajuda a evitar estresses no bichano.


Além da escova de tirar pelo de gato, também existem produtos que ajudam a desembaraçar os fios
Além da escova de tirar pelo de gato, também existem produtos que ajudam a desembaraçar os fios

Como cortar os nós de pelo de gatos?

Essa é a última opção para cuidar dos emaranhados e só deve ser usada quando a escova para tirar pelos de gatos não for suficiente para dar conta do recado. O procedimento para cortar os nós requer muita paciência e calma, e por isso recomenda-se buscar a ajuda de um profissional nessas horas (principalmente se o tutor não tiver nenhuma experiência e ficar nervoso).

Caso opte por fazer isso em casa, é necessário utilizar uma tesoura sem ponta para evitar acidentes. Além do mais, é importante ter uma pessoa por perto para ajudar a segurar o animal, que pode ficar agitado. Tendo isso em vista, o procedimento de como cortar nós de pelo de gatos não é difícil: você deve usar a tesoura e aparar o nó pela base. Se forem muitos nós próximos, pode ser necessário usar uma máquina de tosar - e, nesse caso, é importante que o processo seja feito por um especialista. Sim, pode tosar gato em determinadas circunstâncias, e quando há muitos nós espalhados, essa é uma boa solução para resolver o problema.

Redação: Juliana Melo

Edição: Luana Lopes