close
Ração

Alergia a gato: pesquisadores identificam anticorpos que neutralizam proteína que causa alergias em humanos

Atualizado · 18 de fevereiro de 2021 · 18h49

Publicado · 18/02/2021 · 18h49

A alergia a gato é causada por uma proteína que é liberada na pelagem durante a autolimpeza
A alergia a gato é causada por uma proteína que é liberada na pelagem durante a autolimpeza

Não é difícil encontrar alguém que só não adota um animal de estimação por conta do histórico de alergia a gato. Esse é um problema muito comum que causa nos humanos alérgicos reações como espirros, dificuldade para respirar, coceira e vermelhidão nos olhos. Recentemente, uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto Purina descobriu que é possível neutralizar a proteína que provoca a alergia a pelo de gato em humanos.

Depois de mais de 10 anos de estudo sobre o assunto, os cientistas chegaram a um resultado que não prejudica o organismo dos gatos e ainda possibilita uma convivência mais saudável com pessoas alérgicas.

Alergia a pelo de gato é um problema bastante comum

Ao contrário do que muita gente acredita, o pelo de gato em si não causa reações alérgicas. O problema, na verdade, está na saliva dos felinos: a alergia a gato é causada por uma proteína chamada Fel d1, que é produzida nas glândulas salivares e sebáceas dos gatos, e liberada na pelagem durante a autolimpeza. Os felinos são conhecidos por serem animais bastante higiênicos, mas ao usarem a própria língua para se limparem, eles acabam espalhando o alérgeno Fel d1 por toda a pelagem e pele.

Pesquisadores identificam anticorpos que neutralizam a ação da proteína Fel d1

Depois de anos estudando o funcionamento da proteína Fel d1 e como ela desencadeia reações alérgicas, o Instituto Purina encontrou uma forma de neutralizar a atividade da Fel d1. Os pesquisadores identificaram um anticorpo produzido em aves (IgY) que é capaz de inibir a substância alérgena, sem comprometer a produção da proteína no organismo do gato e nem a saúde dele. A descoberta traz muitas possibilidades para melhorar a convivência entre gatos e humanos alérgicos. O instituto estuda agora uma forma de aplicar os resultados da pesquisa na formulação de rações e outros alimentos para pets.

Alergia a gato: sintomas incluem espirros e lacrimação

Uma crise alérgica pode ser desencadeada por diferentes fatores e os sintomas da alergia de gato geralmente são bem parecidos com uma “alergia comum”. No entanto, se você teve contato recente com um gatinho e logo em seguida começou a espirrar repetidas vezes ou ficou com o olho lacrimejando, é bom considerar a hipótese de ter alergia a gatos. Outras reações alérgicas comuns são coceira, dificuldade para respirar, manchas vermelhas e erupções no rosto, dores faciais, secreção nasal e garganta seca. Para ter o diagnóstico correto é preciso marcar uma consulta com um médico alergologista, que fará testes para identificar o tipo de alergia e o melhor tratamento.

Gatos e humanos serão beneficiados com a descoberta

Com os resultados da pesquisa, novas possibilidades se abrem para a relação entre gatos e humanos alérgicos. Pessoas que sempre quiseram se transformar em gateiros terão a oportunidade de adotar um gato, sem que isso prejudique a sua saúde. Por outro lado, os que esperam por um lar terão mais chances de ganhar uma família.

Algumas dicas podem ajudar a diminuir os efeitos da alergia a gato, como limitar o acesso do animal ao lugar onde você dorme, manter o ambiente sempre limpo e arejado e escovar o pelo do gato todos os dias. Em caso de reações mais graves, o alergologista poderá recomendar um tratamento de imunoterapia que diminui a sensibilidade da pessoa à proteína que causa a alergia a gato.

Redação: Juliana Melo

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Troca de ração de cachorro: passo a passo de como substituir sem traumas

    Próxima matéria

    Troca de ração de cachorro: passo a passo de como substituir sem traumas

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!
    Saúde

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!

    Infelizmente, a ideia de que os gatos estão 100% seguros dentro de casa é uma ilusão. Os felinos são animais curiosos e suas peripécias podem acabar transformando qualquer ambiente controlado em um mar de perigos. Por isso, é muito importante se manter atento aos sinais comportamentais e físicos do animal para identificar possíveis problemas, como intoxicações e envenenamentos. Em momentos como esses, pensar rápido e saber agir de imediato pode fazer toda a diferença! Por isso, descubra o que fazer caso o seu gato seja envenenado ou intoxicado!

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!
    Vômito

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

    O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Ver Todas >

    Desmame de gato: passo a passo para introduzir ração de gato filhote
    Alimentação animal

    Desmame de gato: passo a passo para introduzir ração de gato filhote

    Trocar o leite pela ração de gato filhote é um processo que todo gatinho deve passar. O leite materno é fundamental para promover um desenvolvimento físico e até mesmo psicológico de forma saudável. Mas a amamentação felina só deve ocorrer por um certo período, e a alimentação do gato filhote precisa ser trocada pela ração, que tem os nutrientes fundamentais para completar o desenvolvimento do pet.

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, é sempre bom diversificar servir petiscos naturais e diversificados para o pet. Já sabemos que cachorro pode comer ovo, mas e gato? Pode comer ovo também? Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Ração urinária: como funciona o alimento para gatos?
    Alimentação animal

    Ração urinária: como funciona o alimento para gatos?

    Hoje em dia, existe uma ampla gama de opções de ração para gatos nos pet shops. Algumas delas, inclusive, são formuladas especialmente para tratar doenças, como a ração para trato urinário. Gatos que apresentam doença renal crônica, quando são alimentados adequadamente, ganham muito em qualidade de vida. Veja a seguir quais são os diferenciais da ração urinária e quando ela deve - ou não - ser servida.

    Gato pode comer frango?
    Alimentação animal

    Gato pode comer frango?

    Assim como existe a dúvida se pode dar carne para gatos, também há quem se pergunte se gato pode comer frango ou não. Esse é um questionamento importante, já que o organismo destes animais é bem diferente do nosso e muitos alimentos que são típicos da dieta dos humanos podem fazer mal para a saúde felina. Nesse sentido, é bom saber o que o gato pode comer e o que deve ser evitado para que não haja nenhum problema quando você quiser agradar seu amigo com uma guloseima diferente. 0,,

    Ver Todas >