close
Comportamento

Adestrar gatos: como ensinar seu felino a dar a pata e sentar?

Adestrar gatos requer paciência e respeito aos limites do bichano!
Adestrar gatos requer paciência e respeito aos limites do bichano!

Muita gente pensa que adestrar gatos é uma missão impossível. Isso acontece porque há uma ideia equivocada de que os felinos são desobedientes e teimosos; quando, na verdade, são animais extremamente inteligentes e treináveis. Com paciência, dedicação e a utilização de técnicas positivas, é completamente possível aprender como adestrar um gato e ensiná-lo truques interessantes, como dar a pata e sentar. A seguir, separamos algumas dicas valiosas para você começar a treinar o seu gatinho hoje mesmo. Confira!

Como adestrar gatos: dicas gerais para ensinar truques aos felinos

A percepção de que os gatos não são treináveis como os cachorros deveria definitivamente cair por terra. A maioria dos bichanos – até as raças mais independentes – consegue aprender novas habilidades, desde que o incentivo certo seja oferecido.

A chave para ser um bom adestrador de gatos é compreender o que os motiva e usar técnicas baseadas em recompensa. Antes de iniciar o treinamento, é interessante seguir algumas regras simples para aumentar as chances de êxito. Veja as dicas:

  • Escolha um ambiente sossegado da casa para poder iniciar o treinamento. É importante que seja um lugar sem distrações, como crianças e outros animais de estimação;
  • Faça sessões de treinamento curtas: cinco minutos no máximo, idealmente intercaladas algumas vezes ao longo do dia;
  • O treinamento deve acontecer em horários em que o seu gato não esteja cansado ou distraído, mas com um pouco de fome para aceitar as recompensas com mais facilidade;
  • Sempre termine o adestramento com um gesto positivo, certificando-se que o seu gato ainda esteja gostando do treinamento e não tenha perdido o interesse antes do término;
  • Ensine um truque de cada vez para não confundir o seu animal de estimação;
  • Para melhorar as chances de sucesso, é importante oferecer recompensas especiais, algo que o seu gatinho adora (como petiscos próprios para gatos ou pequenos pedaços de frango cozido);
  • Por último, não menos importante: em hipótese alguma castigue o seu gato por ter feito algo errado ou não ter atendido a um comando.

Lembre-se: os gatos são imprevisíveis e diferentes entre si. Cada um pode reagir de uma maneira distinta ao treinamento. Alguns poderão ignorar o tutor, enquanto outros ficarão muito curiosos e ansiosos com a novidade. O importante é praticar e ter paciência!

Brinquedos para gatos: faça o quiz e descubra qual o tipo preferido do

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Você passou um tempo fora de casa e quando voltou seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato costuma te acordar?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato reage ao ver uma caixa de papelão?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual dessas definições mais combina com a personalidade do seu gato?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se seu gato fosse humano, qual desses comportamentos ele mais teria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual desses brinquedos reciclados seu gatinho mais adoraria?

Question Header Background

O arranhador é o brinquedo ideal para seu felino! Seu gato faz a festa com brinquedos que “não são” brinquedos! Seu bichano é apaixonado pelos brinquedos clássicos!
    Como adestrar gatos: para ensinar o bichano a dar a pata, é importante usar as recompensas certas
    Como adestrar gatos: para ensinar o bichano a dar a pata, é importante usar as recompensas certas

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Adestramento de gatos: como ensinar o seu bichinho a sentar?

    Muitos tutores e especialistas em adestramento de gatos recomendam o uso de clickers para ensinar um felino a fazer algo. Um clicker é um pequeno dispositivo de plástico que produz um som distinto ao ser clicado. Você deve acioná-lo toda vez que o seu gato executar corretamente um comportamento desejado, seguido de uma recompensa comestível imediata. Veja como usar o clicker para fazer o seu gatinho se sentar:

    1. No ambiente escolhido, sente-se no chão com o clicker um uma mão e o petisco na outra. Então chame o gato até você;

    2. Em seguida, posicione a recompensa acima da cabeça do seu gato. Quando os olhos do bichinho começarem a seguir o petisco, provavelmente ele se sentará ao olhar para cima. Aí é a hora de usar o clicker e oferecer a guloseima a ele;

    3. Repita o comando algumas vezes, sempre dando a recompensa. Isso servirá para mantê-lo interessado, mas também criará uma associação positiva em sua mente;

    4. Quando o seu felino começar a se sentar de maneira confiável (e não por coincidência), introduza a palavra “senta” ao treinamento de forma clara, sem qualquer tom agressivo. Diga o comando exatamente quando o gatinho estiver se movendo para a posição sentada;

    5. Eventualmente, comece a dar o sinal quando você perceber que o seu gato está se preparando para sentar;

    6. Ao notar que o seu pet está associando o comando ao comportamento, comece a recompensar apenas as ações que ocorrem em resposta à sugestão;

    7. Dê a deixa para "sentar" enquanto seu gatinho ainda está de pé; se ele se sentar, dê a recompensa imediatamente. Se ele se sentar sem a sugestão, coloque-o novamente na posição ereta e recomece o processo até que ele consiga. Não esqueça um biscoito ou petisco para gatos no fim!

    8. Não receber o clique pode confundir o gato. No entanto, ele entenderá que precisa fazer algo para fazer você clicar o dispositivo (e receber sua recompensa). Persista com as etapas acima e ele acabará conseguindo.

    9. Pratique o treinamento por vários dias consecutivos. Quanto mais você praticar com seu gato, mais esperto e treinado ele ficará. 

    Como adestrar gatos para dar a pata?

    A maneira mais fácil de um gato aprender a dar a pata é quando ele já está sentado. Portanto, se o seu animal de estimação ainda não sabe sentar sob o seu comando, você precisará ensinar esse truque primeiro com a ajuda das dicas que demos no tópico anterior. Depois que ele aprender a ficar sentado, basta seguir os passos abaixo:

    1. Quando o seu gato se sentar, ofereça a sua mão aberta, com a palma para cima e ao alcance da pata da frente; 

    2. Assim que ele tocar sua mão, acione o clicker e dê a recompensa;

    3. Se ele não responder ao comando, dê-lhe mais alguns segundos. Se mesmo assim ele não tocar a palma da sua mão, pegue a pata dele, segure-a por um segundo, clique e recompense. Aos poucos, o bichinho começará a compreender o que você está querendo que ele faça; 

    4. Repita o processo de quatro a cinco vezes até que o gatinho comece a dar a pata por conta própria. Quando isso acontecer, introduza a palavra “pata” ou “patinha” ao treinamento. 

    Redação: Guilherme Segal

    Adestramento de cães: quais sinais indicam que seu cachorro precisa ser treinado o quanto antes?

    Próxima matéria

    Adestramento de cães: quais sinais indicam que seu cachorro precisa ser treinado o quanto antes?

    Adestramento de cães: como ensinar comandos básicos, como dar a pata, sentar e deitar?
    Adestramento

    Adestramento de cães: como ensinar comandos básicos, como dar a pata, sentar e deitar?

    A maioria dos tutores não conseguem ensinar os comandos básicos ao seu novo filhote. Como ensinar o cachorro a sentar? Como ensinar o cachorro a dar a pata? Muitas vezes, parece que o cão não está interessado o suficiente, mas o adestramento é, na verdade, uma aula para o dono se comunicar melhor com o seu canino. Assim, ele conseguirá ter uma relação de parceria e companheirismo com aquele animal.

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Raças

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Como adestrar um gato: adestrador dá dicas de como ensinar truques e melhorar a convivência com os bichanos
    Comportamento

    Como adestrar um gato: adestrador dá dicas de como ensinar truques e melhorar a convivência com os bichanos

    Gatos são conhecidos pela independência, sagacidade e comportamentos muito curiosos. Apesar de muito inteligentes, é comum não associarmos o adestramento aos felinos - é muito mais normal quando falamos de cachorros, não é?! Entender a forma correta de como adestrar um gato é o primeiro passo. Mesmo com a fama de serem animais livres e que não gostam de regras, os felinos podem facilmente aperfeiçoar a forma como comunicam com seus humanos. Para saber mais sobre o assunto, o Patas da Casa conversou com o adestrador Anderson Gonsales, que nos explicou que adestrar gatos não é tão difícil quanto parece. Confira a entrevista!

    Como dar banho em gato? 7 dicas para fazer a higiene do felino
    Cuidados

    Como dar banho em gato? 7 dicas para fazer a higiene do felino

    Dar banho em gato é um assunto que gera dúvidas e até polêmicas entre os donos do animal. Como muitos sabem, os felinos não gostam de tomar banho mas, em algumas situações, o famoso “banho de gato” pode ser necessário. O próprio gatinho é responsável por sua higiene, já que a sua língua tem filamentos capazes de retirar impurezas e sujeiras que ficam na pelagem.

    Ver Todas >

    Veja 100 fotos de cachorro para se apaixonar!
    Comportamento animal

    Veja 100 fotos de cachorro para se apaixonar!

    Quem nunca se encantou com qualquer foto de cachorro que aparece no feed das redes sociais? É evidente que os nossos amores de quatro patas são os seres mais fotogênicos que existem. Não importa se seu cão é aquele que gosta de ser fotografado e fica paradinho esperando o clique ou é aquele mais agitado que sempre tira a famosa foto de cachorro engraçado: todos os peludinhos rendem ótimas fotografias. 

    Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?
    Comportamento animal

    Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?

    O gato Bengal - também conhecido como gato-de-bengala - tem uma história fascinante: a raça é derivada do cruzamento entre um felino doméstico e um leopardo selvagem. Na prática, isso quer dizer que, diferente da maioria dos gatinhos que vemos por aí, o gato Bengal tem uma aparência inusitada e um comportamento ainda mais instintivo por ser descendente direto de selvagens. 

    Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença
    Comportamento animal

    Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença

    No mês do Setembro Amarelo, as campanhas sobre a prevenção do suicídio ganham um grande destaque. Cuidar da saúde mental é muito importante, e o acompanhamento de médicos e terapeutas são fundamentais para auxiliar no tratamento de depressão. O que poucas pessoas sabem é que, aliado a isso, ter um bichinho de estimação também faz toda a diferença na vida de pessoas que convivem com a doença.

    Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano
    Comportamento animal

    Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano "rebaixado"

    O gato Munchkin - carinhosamente apelidado de gato “salsicha” - é um dos felinos mais adoráveis que existem. Ele tem pernas curtinhas e um corpo alongado, o que faz com que muitas pessoas se refiram a ele como gato rebaixado ou gato anão. Mas além da aparência inusitada, o que será que esse bichano tem de tão especial? A convivência com o Munchkin com certeza é algo surpreendente.

    Ver Todas >