Gato

Abscesso em gatos: o que é, causas e tratamento da inflamação

Publicado - 09 Março 2022 - 17h08

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

As feridas em gatos causadas por abcessos são um problema de pele comum que afeta vários pets, principalmente os felinos. De modo geral, abscesso em gatos é uma reação do organismo a qualquer tipo de infecção. A região inflamada, quando não tratada do jeito certo, torna-se um nódulo cheio de pus e pode aparecer em qualquer região do corpo do animal, na epiderme ou no tecido subcutâneo (última camada de pele, onde se encontra a gordura corporal). Além disso, há também os abscessos internos. Apesar de, em alguns casos, o problema de pele no gato poder evoluir para um quadro mais grave, é fácil de tratar quando descoberto no início. Por isso é importante observar bem o seu gatinho.

O que é o abscesso em gato?

Para ajudar a entender como é o nódulo, é possível procurar fotos de abscesso em gatos para ter uma maior clareza. Mas, em geral, a região fica inchada e mais avermelhada. Se a lesão for um pouco mais grave, o nódulo pode apresentar sinais de ulceração, quando a ferida fica mais exposta e também mais úmida. Mesmo assim, a maioria dos abscessos em gatos apresentam uma massa palpável, quente ao toque e também muito sensível. Ou seja, se o tutor encostar na região com o nódulo, causará bastante dor ao animal. Além disso, há chances do abscesso se romper. Então, ao notar algo estranho, marque logo a consulta no veterinário.

O que causa um abscesso em gatos?

O abscesso em gatos surge a partir de algumas lesões causadas por mordidas ou arranhões. Gatos que vivem em abrigos ou até mesmo os que possuem donos, mas gostam de dar uma volta pela rua, são os mais propensos a ter esse tipo de infecção justamente por estarem sempre em contato com outros felinos. Inclusive, isso também pode ocorrer com tutores que possuem mais de um gato em casa. Mesmo que um gato possa se machucar sozinho, a infecção que gera o abscesso surge por conta das bactérias que existem nas bocas e unhas do gato.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Por conta disso, não há uma causa específica que gere o abscesso em gato. O importante é observar o seu pet, principalmente se ele tem o hábito de sair de casa. A dica também vale para quem adotou ou resgatou algum pet da rua: observe todo o corpo do gato. Apesar dos nódulos serem bem visíveis, alguns são menores e passam despercebidos. De qualquer forma, assim que o tutor observar qualquer protuberância no corpo do seu gato, o indicado é consultar um veterinário.

 

abscesso em gatos: gato coçando o pescoço
O abscesso no pescoço do gato é bem comum

Quais são os sintomas do abscesso em gato?

 

Apesar do abscesso em gato não deixar o pet visivelmente doente, os sintomas podem variar dependendo da região onde se encontra o nódulo. Além de inchaço e dor na região onde se encontra a inflamação, o felino também passa a sentir mais calor no local em que estão os nódulos. Inclusive, em alguns casos, o abscesso pode ficar bem avermelhado. Alguns gatos também podem emagrecer porque é muito comum que esse tipo de nódulo apareça na região da boca do felino, o que dificulta a sua alimentação. Dependendo da situação do abscesso, o gato também pode desenvolver uma depressão por já estar debilitado. De qualquer forma, haverá uma mudança no comportamento do gato.

Abscesso no pescoço do gato: qual o lugar mais comum?

Como já foi dito anteriormente, o abscesso em gatos pode aparecer em qualquer parte do corpo do gato. No entanto, há lugares que costumam ser mais comuns, como o pescoço, justamente por ser uma região de mais fácil ataque. Mesmo assim, vale ressaltar que nem todo caroço é um abscesso no pescoço do gato. Em alguns casos também pode ser um caso de berne em gato, tumor, linfonodo ou até mesmo alguma reação à vacina - se aplicada nesse local. De qualquer forma, a presença de um caroço no pescoço de um gato significa que ele pode estar com algum problema. Por isso, assim que descoberto, o indicado é procurar um veterinário

O abscesso perianal também é muito comum em gatos e não acontece necessariamente por conta de um machucado. Nas bordas do ânus encontram-se as glândulas anais e por conta do local e a sua função, acaba sendo uma região que corre mais riscos de sofrer uma infecção. O primeiro sinal é a mudança de coloração da área. Além disso, por ser uma área mais desprotegida, o nódulo pode romper com mais facilidade, deixando o pus visível, além do mau odor. Nesses casos, é comum que o gato comece a sentir algum tipo de desconforto e reclame de dor através de miados.

A boca também costuma ser uma região comum onde aparecem os abscessos em gatos. Costumam ser bem doloroso, mas ao mesmo tempo fácil de observar porque logo o tutor começa a reparar que o gato não quer comer ou apresentando dificuldades em ingerir os alimentos. Em alguns casos, o abscesso em gatos que se encontra na boca pode chegar afetar os olhos. Por conta disso, o abscesso na bochecha do gato também é uma possibilidade. Aliás, o abscesso no rosto de um gato é comum não só por ser uma área que pode ser ferida com facilidade, mas porque a boca do felino também é uma região que possui algumas bactérias. De qualquer forma, o nódulo cresce dependendo da inflamação porque a ferida cicatriza por fora e por dentro o pus vai acumulando e crescendo.

Os abscessos em gatos também podem ser internos e para o seu diagnóstico é preciso recorrer a alguns tipos de exames, como raio-x e ultrassom. Isso acontece porque as bactérias também podem atingir a corrente sanguínea do animal, fazendo com que apareça um nódulo em qualquer órgão interno do pet, como fígado e rins. Os germes também podem entrar pelas vias respiratórias e chegar até o pulmão. Isso acontece quando o gato, acidentalmente, inala alguma partícula estranha.

 

Abscesso em gatos: como tratar?

 

Quando o abscesso em gato é confirmado pelo veterinário, o profissional realiza uma drenagem no nódulo. Já em casa, o tutor terá que cuidar do local o limpando diariamente e também utilizando remédios para abscessos em gatos específicos e recomendado pelo veterinário. Não é indicado o uso de receitas caseiras pois as mesmas podem atrapalhar na cicatrização e assim gerar uma nova inflamação.

No geral, para dar continuidade ao tratamento em casa, são utilizados analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos. De qualquer forma, o importante é seguir as instruções do veterinário. Felizmente, após a drenagem do nódulo, demora cerca de duas semanas até o pet se recuperar. No entanto, caso o dono observe que a cicatrização está demorando mais do que deveria, é importante voltar ao consultório veterinário.

É possível evitar abscesso em gatos?

A melhor forma de evitar abscessos em gatos é fazendo a criação indoor - ou seja, sem acesso às voltinhas na rua. Apesar de parecer que uma coisa não tem a ver com a outra, a castração em gato é um procedimento que deixa o animal mais tranquilo, diminuindo as chances de fuga. Para gatos machos e adultos que costumam passear pela rua e depois voltam para casa, é o ideal porque isso evita que o pet entre em brigas por questões territoriais ou até por fêmeas. Para quem tem mais um bichinho em casa, também pode ser uma alternativa para evitar confusões.

A verdade é que o importante mesmo é o tutor não deixar que o seu pet vá para rua. Mas, se isso acontecer e o dono precisar observar bem o gato e se encontrar qualquer tipo de arranhão ou machucado, o indicado é lavar a ferida logo em seguida com água corrente e sabão. Mas, no fim das contas, independente se a ferida é mais profunda ou superficial, é muito importante levar o seu amigo de quatro patas ao veterinário.

Abscesso em gato: observe para prevenir

Além disso, sempre que possível dê uma checada em todo o corpo do gatinho e também cuide da higiene do animal. Apesar dos gatos serem conhecidos pelos seus hábitos de limpeza, é importante que a área por onde o pet circula dentro de casa esteja sempre limpa, como a caixa de areia. 

Mesmo que seja óbvio, é importante lembrar que animais não falam. Ou seja, é o dono que precisa descobrir  quando eles estão sentindo algum tipo de dor. E em casos como o de abscesso em gatos, que muitas vezes surge de forma silenciosa, se o tutor não estiver atento, pode passar despercebido até que o problema fique mais grave. Por isso é importante estar sempre atento e fazer essa checagem no gato regularmente.

Redação: Victor Viana

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Cachorro

Sarna em cachorro: 5 sinais para identificar a doença de pele e opções de tratamento

A sarna em cachorro é uma das doenças mais conhecidas entre os tutores, mas as características dela ainda geram muitas dúvidas. Prov...

Adoção

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Cachorro

Sarna em cachorro: 5 sinais para identificar a doença de pele e opções de tratamento

A sarna em cachorro é uma das doenças mais conhecidas entre os tutores, mas as características dela ainda geram muitas dúvidas. Prov...

Ver todas