O sachê para gatos normalmente é a comida favorita dos felinos domésticos. Pelo conhecido hábito de não beber muita água, a ração úmida para gatos pode até mesmo prevenir problemas renais se entrar na dieta do animal quando ele ainda é filhote. E esse é um assunto pouco falado entre os gateiros, que normalmente só começam a oferecer o sachê para gatos quando ele já apresenta certo comprometimento da função renal. Justamente por isso, existem muitas dúvidas sobre o alimento. A ração úmida pode ser oferecida todo dia? Qual o melhor sachê para gatos? Será que pode dar sachê para gato filhote? Para esclarecer essas e outras questões o Patas da Casa preparou um guia completo sobre a ração molhada para gatos. Dá só uma olhada!

 

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Qual a vantagem da ração úmida para gatos?

Como dito acima, o sachê de gato apresenta algumas vantagens nutricionais quando inserido na alimentação felina. A comida molhada é a que mais se assemelha à nutrição natural que um gato, como um animal carnívoro, necessita. Além disso, todo o gateiro sabe o quanto o consumo de água dos felinos é baixo, o que pode acabar levando-os a desenvolver problemas de rins e trato urinário. A doença renal crônica, por exemplo, é um problema de saúde grave que ao atingir os felinos e exige um tratamento para a vida toda. Com a ração úmida para gatos, o consumo de água do animal acaba sendo balanceado, pois o teor de umidade do alimento chega a 80%. Quanto maior a ingestão de água, melhor para o funcionamento pleno do sistema renal do felino.


Acostumar seu gato com essa alimentação desde cedo é benéfico para prevenir não só as doenças renais como os cálculos urinários, que também são muito comuns nos felinos. Muitas vezes quando o pet é diagnosticado com problema renal, a ração úmida para doentes renais passa ser indicada como base da alimentação, por possuir um teor adequado de proteínas e fósforo. E esse é um ponto importante: quando falamos de gatos renais crônicos, é preciso ter muita atenção com os níveis de cálcio e fósforo e, por conta disso, nem toda dieta fará bem para esses animais. Nesse sentido, algumas comidas úmidas são as mais indicadas nesses casos. 

Vale ressaltar, que o mais recomendado é estimular o sachê a comer alimentos com todo tipo de textura desde cedo, e o sachê de gato também contribui com isso. Dessa forma, no caso de algum tratamento ou necessidade da mudança da dieta com alguma ração medicamentosa, por exemplo, o gatinho não apresenta problemas para se adaptar com as recomendações do médico veterinário.

Como dar sachê para gatos?

Que a comida úmida para gatos faz sucesso entre os felinos você já sabe, mas qual a maneira certa de oferecê-la ao seu pet? Quando pensamos na alimentação com ração úmida, muita gente pensa nela apenas como um agrado para o pet. Entretanto, por conta da série de vantagens da ração úmida, o uso diário é recomendado em alguns casos. Muita gente acredita que o sachê deixa os gatinhos mais propensos a obesidade, mas na verdade o alerta serve para qualquer dieta para pets: a ração seca, por exemplo, possui como base o carboidrato, que aumenta as chances do bichano ficar acima do peso. Por isso, a moderação e equilíbrio são as principais recomendações na hora de alimentar seu gato.

Para os  gatos que já são mais acostumados com a ração seca como base alimentar, o ideal é conversar com um veterinário nutrólogo na hora de substituir completamente a alimentação com a pela comida úmida. É mais comum que a ração molhada para gatos seja oferecida uma vez ou outra, principalmente por conta do custo mais alto desse tipo de alimento. Neste ponto de vista, a recomendação é oferecer o sachê o maior número de vezes de acordo com o que o seu orçamento permite. 

Mas afinal de contas, como dar sachê para gatos? Diferente da ração seca, a comida úmida não pode ser deixada no pote para o bichinho comer a hora que quiser. O tutor deve oferecê-la para ser consumida na hora e, caso o gatinho não coma, o sachê de gato precisa ser levado a geladeira. A comida úmida também não deve ser misturada com a ração seca. Além dos gatos serem seletivos e não gostarem da textura misturada, o sachê pode oxidar se ficar muito tempo exposto.

 

gato comendo sachê para gatos

Ração úmida para gatos: qual a quantidade certa para oferecer aos bichanos?

 

Sobre a quantidade de sachê de gato a ser oferecida, o recomendado é sempre balancear. Não existe uma porção certa para todos os gatos, já que as particularidades de cada felino irão determinar o quanto eles devem comer. Existem pets mais preguiçosos, enquanto outros gostam bastante de praticar atividades físicas e se movimentarem. Tudo isso, deve ser levado em conta para saber a quantidade certa de comida úmida para gatos. Outros fatores que podem influenciar na porção são a raça e o porte do animal. Caso ainda restem dúvidas, o veterinário pode indicar a quantidade ideal de sachê de gato de acordo com as necessidades específicas do seu gatinho. 

Sachê: gato pode se sentir mal com a ração úmida?

Muitos tutores possuem um pé atrás com a comida úmida. Será que o sachê para gatos faz mal? Isso acontece principalmente porque algumas pessoas acreditam que a quantidade de sódio presente na comida úmida para gatos é elevado, pois a alimentação com ela aumenta a frequência em que os animais fazem xixi. Levando os humanos como base, sabemos que o mineral está muito relacionado ao aumento da pressão cardíaca. No entanto, no organismo dos gatos o sódio não causa o mesmo efeito e a quantidade presente nos alimentos úmidos não é alta para eles. A frequência de urina possui relação apenas com a maior ingestão de água, que é um dos principais benefícios desse tipo de dieta. Por isso, você pode ficar despreocupado em relação a isso, pois sachê de gato não fará mal a seu felino.


Um mito muito difundido sobre o alimento molhado é de que por possuir água, ele pode causar diarreia nos animais. Essa informação não é verdadeira. O que realmente pode acontecer é que o gato pode apresentar alguns incômodos intestinais quando a dieta de ração seca para molhada é trocada de forma ríspida e ele não foi acostumado com esse tipo de alimentação desde cedo. A maior parte das rações do mercado indicam como essa transição deve ser feita em seus rótulos, sem que o pet apresente problemas. A recomendação é que a substituição seja feita de forma parcial nas primeiras semanas e só seja adotada por completo em torno de 1 mês.

 

gato comendo sachê para gatos filhotes

Qual o melhor sachê para gatos?

 

Quando falamos dos alimentos secos, existem muitas variações nutricionais de produto para produto e com comida molhada não é diferente. Agora que você sabe todas as vantagens da ração molhada, também é válido estar informado sobre algumas dicas para escolher o melhor sachê para gatos. Na hora de escolher a comida molhada no pet shop, vale dar uma olhadinha no rótulo da embalagem. Você vai reparar que alguns produtos vêm definidos como “alimento completo” ou “ração balanceada para felino”. A ração molhada para gatos com essas indicações é a mais nutritiva e a mais indicada para os casos de troca completa da dieta. No entanto, caso você esteja procurando apenas um petisco para mimar seu bichano, não tem problema escolher outros tipos de ração úmida para gatos. É importante levar em conta também a idade e histórico de saúde do bichano.

Sachê: gato filhote pode comer comida úmida?

A alimentação dos filhotes de gato precisa de alguns cuidados especiais. Por isso, é normal que os tutores pensem duas vezes antes de comprar um sachê para gatos filhotes. Não tem porque se preocupar, até porque você também pode encontrar nos pet shops a ração molhada para filhotes Os pequenos aproveitam a nutrição e se beneficiam de todos os benefícios da comida molhada para gatos, assim como os adultos. O sachê pode ser oferecido para todos os animais e é muito interessante que o felino aproveite seus benefícios desde cedo. Você só deve tomar cuidado para não deixar o felino muito apegado com o sachê e levar em conta a recomendação de que o animal se adapte com comidas de todas as texturas, ou ele poderá ficar mal acostumado e ter uma predileção pelo alimento úmido. O que pode ser um problema caso você precise oferecer uma ração diferente por algum motivo. Por isso, tenha moderação!

Redação: Hyago Bandeira