Ração

Quantidade de ração para gatos: descubra qual a porção ideal em cada fase da vida do felino

 Descubra todos os detalhes para garantir uma boa alimentação ao seu bichano
Descubra todos os detalhes para garantir uma boa alimentação ao seu bichano

Não importa se você tem um filhote de gato ou um adulto, uma coisa é certa: uma boa ração de gato é fundamental para mantê-lo saudável. Afinal, uma alimentação rica em nutrientes é um dos principais cuidados para que nossos animais de estimação vivam com qualidade de vida e longe de doenças. Ainda assim, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre qual a quantidade de ração para gatos ideal. Pensando nisso, o Patas da Casa reuniu tudo o que você precisa saber na hora de montar a dieta do seu bigodudo. Dá uma olhada!

Gato filhote: qual a quantidade de ração para gato nos primeiros meses de vida?

Na hora de alimentar o gato filhote, é comum ficar em dúvida sobre a quantidade ideal de ração. Afinal, a fase de crescimento do animal exige cuidados nutricionais redobrados, já que ele possui uma capacidade digestiva menor e, consequentemente, come menos por refeição. Por isso, a ração para gato filhote é reforçada para garantir os nutrientes fundamentais para o desenvolvimento saudável do animal e oferecer a energia adequada. Para não errar na quantidade, é importante levar em consideração o peso do seu bichano e seguir as orientações da embalagem da ração de gato escolhida, já que a quantidade de calorias e nutrientes pode variar de uma ração para outra. Mas, de maneira geral, é possível seguir a tabela abaixo: 

Gatos com peso até 1,6 kg: a quantidade de ração pode variar entre 10 e 20 gramas por dia;

Gatos com peso entre 1,6 e 3,7 kg: a quantidade de ração pode variar entre 25 e 40 gramas por dia. 

Nesse caso, vale lembrar que o indicado é oferecer a ração para gato filhote pelo menos quatro vezes ao dia. 

Ração para gato adulto: nem mais, nem menos

Assim como acontece com os humanos, as necessidades nutricionais dos felinos também mudam com o passar dos anos. Por isso, a partir dos 12 meses de idade, o seu bichano vai precisar de uma nova dieta nutritiva, equilibrada e capaz de suprir as suas necessidades diárias. As atividades físicas do seu pet, por exemplo, devem ser levadas em consideração. Para não errar na quantidade de ração de gato, é preciso estar atento à fórmula nutricional do alimento e as necessidades do seu pet de acordo com o peso dele:

Gatos com peso entre 4 e 6 kg: a quantidade ideal de ração pode ser entre 40 e 80 gramas por dia;

Gatos com peso entre 7 e 9 kg: a quantidade ideal de ração pode ser entre 60 e 100 gramas por dia;

Gatos acima dos 10 kg: a quantidade ideal de ração pode ser entre 80 e 120 gramas por dia.

Em caso de dúvidas, vale apostar nas calculadoras de quantidade de ração disponíveis na internet ou consultar um médico veterinário.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Ração para gato filhote:  o seu gatinho deve comer apenas a ração específica para a faixa-etária dele
    Ração para gato filhote: o seu gatinho deve comer apenas a ração específica para a faixa-etária dele

    Mais Lidas

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!
    Alimentação animal

    Cachorro pode comer banana? Descubra os benefícios da fruta e como inserir na alimentação do seu peludo!

    As frutas para cachorro são ótimas opções de petiscos para agradar o seu amigo de quatro patas. Os pets podem sim tirar proveito da ingestão de determinadas frutas que são liberadas e não fazem mal. Mas afinal, cachorro pode comer banana? Quais os benefícios dessa fruta para cachorros? Qual a quantidade correta? Posso fazer um petisco para cachorro com esses alimentos? Veja as respostas para todas essas dúvidas!

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Alimentação animal

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Ração para gatos castrados: é preciso ter uma atenção especial com a alimentação do felino

    A castração gera uma série de mudanças no corpo do animal, entre elas a diminuição da produção hormonal. Essas alterações pode ocasionar o aumento de peso. Por isso, quando se trata da alimentação de um gato castrado, as necessidades nutricionais são diferentes. Sendo assim, o primeiro passo é investir em uma ração para gatos castrados para garantir que os nutrientes e os níveis calóricos sejam ajustados. Quanto a quantidade de comida, é importante conversar com um especialista para não errar na medida. 

    Qual a quantidade de ração para gato idoso?

    A partir dos 7 anos, os felinos entram na velhice e passam a ter novas necessidades nutricionais. A ração para gato idoso precisa ser reforçada com antioxidantes e nutrientes que protegem os ossos e intestino. Geralmente, esses alimentos têm uma concentração mais baixa de sódio e outros componentes que podem prejudicar a função renal do animal, que já está mais frágil ainda. Um gato saudável precisa comer de 2 a 3 vezes por dia - e não se esqueça que a transição para o novo alimento precisa ser gradual.

    Gatos com peso entre 1,5 e 5 kg: a quantidade de ração pode variar entre 35 e 75 gramas por dia;

    Gatos com peso entre 5 e 10 kg: a quantidade de ração pode variar entre 75 e 120 gramas por dia.

    Se o seu gato idoso possui algum problema de saúde, como insuficiência renal ou diabetes, tudo muda. O médico veterinário deve avaliar se será necessário mudar para uma ração medicamentosa. Portanto, a quantidade deve obedecer o indicado pela marca fabricante e pelo profissional que acompanha o seu gatinho

    Quantas vezes por dia devo alimentar o meu gato? 

    Diferente dos cachorros, os gatos são animais apegados à rotina. Por isso, na hora de alimentar o seu bichano, saiba que os horários e a quantidade certa de ração de gato pode fazer toda a diferença. Um gato filhote, por exemplo, precisa ter a sua porção de comida diária dividida em 3 ou 4 refeições. Já um gato adulto gasta menos calorias e, por isso, pode se alimentar apenas duas vezes por dia tranquilamente. E lembre-se: é importante utilizar um comedouro para gatos limpo e adequado para o tamanho do seu pet na hora de alimentá-lo. 

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

    Próxima matéria

    Como escolher o melhor comedouro de cachorro a partir do comportamento dele?

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o
    Raças

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o "Manx cat"

    Diferente de quem prefere cachorros, os amante de felinos normalmente não se importam tanto com a raça antes de comprar ou adotar um gatinho. Mas mesmo que isso não seja um fator primordial na hora de escolher seu amigo de quatro patas, é bom saber que existem diferentes tipos de raça de gato. Dentre elas, o “Manx cat” - também conhecido como Gato Manês - é uma das mais populares e que carrega uma característica muito particular: os animais dessa raça não têm rabo. Parece esquisito, mas o que falta de rabo, sobra em amor! Saiba mais sobre a raça de gato que vai conquistar o seu coração a seguir.

    Maior raça de gato do mundo: descubra qual é e veja algumas curiosidades sobre o tamanho do felino
    Raças

    Maior raça de gato do mundo: descubra qual é e veja algumas curiosidades sobre o tamanho do felino

    Você já se perguntou alguma vez qual é a maior raça de gato do mundo? Quem é apaixonado pelos nossos amigos felinos já deve saber que o tamanho dos gatos pode variar bastante de raça para raça. Mas será que existe uma raça que se destaca por seus gatos maiores que a média? A resposta para isso é sim!A raça Maine Coon é conhecida por ser o maior felino do mundo - entre os doméstico, é claro! Os animais dessa raça são tão grandes que muitas vezes são chamados de gatos gigantes. Confira algumas curiosidades sobre o Maine Coon e qual é o maior gato do mundo, segundo o Guinness Book.

    Gatos podem comer ração de cachorro? Saiba o que é permitido na alimentação dos felinos
    Ração

    Gatos podem comer ração de cachorro? Saiba o que é permitido na alimentação dos felinos

    Se seu amor por pets não consegue se restringir a apenas gatos ou cachorros e, na sua casa, eles convivem em harmonia, provavelmente a hora da comida é uma das mais aguardadas pelos seus amigos de quatro patas. Num mundo ideal, cada um come a ração no seu potinho: gatos com gatos, cachorros com cachorros. Mas a gente sabe bem que se não ficar de olho, uma troca pode acontecer nesse momento. Afinal de contas, gatos podem comer ração de cachorro? Se sim, essa prática pode trazer algum malefício para a saúde do seu felino? Como fazer para evitar o troca-troca? Descubra mais sobre esse assunto aqui embaixo!

    Cuidar de gato: qual é a média de gastos mensais com um felino?
    Cuidados

    Cuidar de gato: qual é a média de gastos mensais com um felino?

    Ter um gatinho em casa vai muito além da parte divertida. Isso porque, na prática, adotar um gato requer uma série de responsabilidades e cuidados com o seu novo amigo de quatro patas. Afinal de contas, você quer que ele tenha uma boa qualidade de vida, certo? Por isso, para cuidar de gato, alguns custos devem fazer parte da sua rotina. Para saber mais sobre isso e te ajudar a se planejar financeiramente, preparamos uma matéria com os principais gastos mensais de um gato. Confira!

    Ver Todas >

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, ter em mente quais são os alimentos liberados para os felinos é fundamental antes de sair oferecendo qualquer tipo de comida ao seu pet, como o ovo. Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?
    Alimentação animal

    Armazenar a ração de cachorro do jeito errado favorece a infestação de insetos?

    Cuidar da alimentação do cachorro vai muito além de escolher a melhor ração para o seu amigo de quatro patas, e inclui também saber guardar o alimento direitinho para evitar qualquer tipo de problema. O que poucas pessoas sabem - e percebem - é que a ração para cães favorece bastante a infestação de insetos e parasitas se for armazenada de forma incorreta. Outros fatores que influenciam nesse processo são a exposição do alimento ao sol e umidade. 

    Cachorro não quer comer? Veja o que fazer quando o animal enjoar da ração
    Alimentação animal

    Cachorro não quer comer? Veja o que fazer quando o animal enjoar da ração

    Geralmente, não é difícil agradar o paladar canino. Com a fama de comilões, os cachorros não costumam dar muito trabalho na hora de se alimentar e dificilmente dispensam uma boa refeição. Mas às vezes pode acontecer do doguinho enjoar da ração e, nesses casos, cuidar da alimentação do cachorro se torna um verdadeiro desafio. Então, o que fazer quando o cachorro não quer comer?

    Alimentação do cachorro idoso: a ração úmida ajuda a abrir o apetite?
    Alimentação animal

    Alimentação do cachorro idoso: a ração úmida ajuda a abrir o apetite?

    Conforme a velhice se aproxima, cuidar da alimentação do cachorro se torna ainda mais importante para manter o bichinho saudável. Com um nível de energia diferente, o cachorro idoso precisa consumir uma quantidade menor de carboidratos para evitar problemas de saúde, como a obesidade canina. Mesmo que a ração sênior seja formulada para atender as necessidades nutricionais dessa fase da vida, o cãozinho pode rejeitar o alimento por diversos motivos, incluindo a textura, já que os dentes ficam mais frágeis na velhice. 

    Ver Todas >