close
Saúde

Prolapso retal em gatos: o que é, sintomas, causas e tratamento

Atualizado em 10 de novembro de 2021 às 16h38

Publicado em 09 de novembro de 2021 às 19h23

Prolapso retal em gatos é um quadro que precisa de atenção imediata
Prolapso retal em gatos é um quadro que precisa de atenção imediata

Assim como o prolapso retal em cães, os gatos também podem sofrer com o problema. O quadro é grave e precisa de atendimento com urgência. A doença não é muito conhecida, mas se trata da exposição da mucosa retal pelo ânus do animal. As causas são variáveis e o prolapso retal em gatos pode causar dor intensa, hemorragia e dificuldade para fazer as necessidades. Para entender melhor como a doença se desenvolve, o Patas da Casa entrevistou a médica veterinária Jéssica de Andrade para esclarecer as principais questões sobre o prolapso retal em gatos. Tem cura? Quais são as causas? Como é o tratamento? Descubra isso e muito mais a seguir!

O que é prolapso retal em gatos e quais são as causas mais comuns?

“O prolapso retal acontece quando a mucosa retal (porção final do intestino) fica exposta através do ânus", esclarece Jéssica. Essa "inversão" pode ser parcial ou completa. As causas do prolapso retal podem ser diversas e é importante estar atento sempre a qualquer sinal estranho na região anal do animal. No geral, a condição é provocada pelo:

  • aumento do peristaltismo intestinal
  • vermes
  • diarreia
  • traumas como atropelamentos e quedas

Além disso, a profissional da saúde veterinária completa: “Pode acontecer ainda como um fator secundário da obstrução uretral, já que esse gato não consegue urinar e acaba realizando muito esforço repetidamente.”

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Prolapso retal: gato com acesso à rua tem mais chances de desenvolver a complicação
    Prolapso retal: gato com acesso à rua tem mais chances de desenvolver a complicação

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Prolapso retal em gatos tem cura?

    A principal questão levantada pelos tutores é se o prolapso retal tem cura. Não existe um tratamento que resolva o problema imediatamente e na maioria das vezes é necessária uma intervenção cirúrgica para resolver. “O tratamento deve ser feito com urgência, pois a mucosa retal não pode ficar exposta, sendo necessária uma cirurgia de correção para o retorno da normalidade. Essa mucosa, quando exposta por muito tempo, pode evoluir o quadro com infecção e até necrose do tecido”, alerta Jéssica.

    O tratamento se baseia basicamente em uma cirurgia e também em soluções efetivas para a causa do problema, como explica a médica veterinária: “Além da cirurgia corretiva, é necessário o tratamento base que levou o animal ao quadro. No caso de um corpo estranho ou verme, por exemplo, é necessária a resolução desse problema que gerou o prolapso retal.”

    Prolapso retal: gato filhote pode ter a complicação?

    O prolapso retal em gatos pode ocorrer com felinos de todas as idades. A veterinária Jéssica ainda ressaltou que os filhotes de gato são ainda mais propensos a sofrerem da complicação: “É o mais comum. Afinal, filhotes estão mais propensos a verminoses mais complicadas, além de serem mais curiosos e podem ingerir objetos que causam a obstrução por corpo estranho. Além disso, os filhotes sofrem mais com uma diarreia intensa, devido ao seu porte. E especialmente os gatos de rua ou que acabaram de chegar num lar, estão mais vulneráveis a sofretem algum trauma.”

    É importante destacar como a criação indoor pode ser eficiente para prevenir a doença. Quando os gatos  não têm acesso à rua e são criados apenas dentro de casa possuem menos chances de ter contato com as principais causas do prolapso retal. Gatos que vivem dentro de casa estão menos suscetíveis a ingerirem objetos ou contrair verminoses. Esse tipo de cuidado serve não só para o prolapso retal em gatos, como para outras diversas complicações de saúde. Manter em dia as vacinas, remédios para pulgas e carrapatos e vermífugo para gatos também ajudam a evitar que o gatinho fique doente. 

    Prolapso retal: gato apresenta alguns sinais da doença

    A aparência do prolapso retal em gatos é bem incomum, já que parte da mucosa do ânus fica para fora. Além disso, o felino pode apresentar sintomas como:

    • dor intensa
    • hemorragia local
    • aumento abdominal
    • dificuldade para defecar
    • presença de massa avermelhada e escura na região do ânus

    Ao observar esses sinais, é imprescindível que o tutor leve o pet a um médico veterinário, pois só ele pode fazer o diagnóstico correto. “O diagnóstico é feito primeiramente com a avaliação física por um veterinário. É importante que nem toda massa avermelhada próxima ao ânus do animal seja um prolapso retal. Nos gatos o ânus é muito próximo da vagina, por exemplo, que também pode ter um prolapso. Além disso, os animal possuem glândulas ao lado do ânus que podem inflamar e gerar uma aparência semelhante para leigos. Após a avaliação, são necessários exames para identificação da causa base e avaliação geral do animal para a cirurgia, que pode incluir ultrassonografia e exames de sangue”, explica Jéssica.

    Redação: Hyago Bandeira

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral
    Saúde

    Parvovirose canina: descubra o que é, sintomas, prevenção e como funciona o tratamento da doença viral

    Uma das doenças virais de cachorro mais sérias e comuns que existem, o vírus da parvovirose atinge, principalmente, animais que não foram imunizados contra este e outros vírus. Entre os principais sintomas da parvovirose, o vômito, a diarreia com sangue, e a desidratação podem ser destacados, ou seja: mesmo que o diagnóstico chegue bem cedo, o tratamento deve começar o quanto antes, já que a parvovirose pode ser fatal. Para esclarecer todas dúvidas sobre a parvovirose canina, nós conversamos com a veterinária Jackeline Ribeiro. Dá uma olhada no que ela contou!

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!
    Saúde

    Gato envenenado: aprenda a identificar os sintomas e o que fazer de imediato!

    Infelizmente, a ideia de que os gatos estão 100% seguros dentro de casa é uma ilusão. Os felinos são animais curiosos e suas peripécias podem acabar transformando qualquer ambiente controlado em um mar de perigos. Por isso, é muito importante se manter atento aos sinais comportamentais e físicos do animal para identificar possíveis problemas, como intoxicações e envenenamentos. Em momentos como esses, pensar rápido e saber agir de imediato pode fazer toda a diferença! Por isso, descubra o que fazer caso o seu gato seja envenenado ou intoxicado!

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!
    Vômito

    Gato vomitando: veja as possíveis causas do vômito e saiba o que fazer!

    O gato vomitando não é motivo para desespero! Quem tem um felino para chamar de seu sabe que não é nada raro encontrar um vômito de gato espalhado pela casa, né? Felizmente, na maioria das vezes, a surpresinha desagradável pode estar associada a causas bem corriqueiras, tipo a bola de pelos ou uma simples regurgitação. Mesmo assim, é muito importante ficar atento ao comportamento do gato e se certificar de que o problema não é resultado de algo mais grave.

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença
    Saúde

    Leishmaniose canina: o que é, sintomas, tratamento, vacina e formas de prevenção da doença

    A leishmaniose canina é uma doença causada por um protozoário chamado Leishmania. Mesmo que seja comum em animais, a leishmaniose também pode ser transmitida para humanos e, nos dois casos, pode debilitar o organismo o suficiente para ser fatal. Para falar mais sobre a doença e esclarecer dúvidas sobre o contágio, remédios, prevenção e tratamento para leishmaniose canina, nós conversamos com Priscila Larrussa, veterinária do grupo Vet Popular.

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >