Gato

Mãe de pet existe? Especialistas explicam porque o termo é tão polêmico e qual o impacto dessa relação nas mulheres

Publicado - 08 Maio 2024 - 17h35

Atualizado - 08 Maio 2024 - 17h36

Com o dia das mães se aproximando, um assunto muito polêmico que sempre surge nas redes sociais é sobre o termo ‘mãe de pet’. Mas será que mãe de pet também é mãe?! É claro que são situações diferentes e que envolvem várias questões, mas não dá para negar que o sentimento de ‘maternidade’ é cada vez mais comum em mulheres que convivem com um cachorro ou gato.

Para entender de uma vez por todas se ‘mãe de pet’ existe e qual é o impacto dessa relação no universo feminino, o Patas da Casa decidiu conversar com especialistas sobre o assunto. Veja o que descobrimos!

O sentimento de ‘mãe de pet’ é muito real para algumas mulheres

Sim, mãe de pet também é mãe — pelo menos do ponto de vista de várias tutoras que se identificam com esse termo. É um sentimento individual e que só quem sente sabe. Mas o que costuma desencadear isso? O psicólogo Walace Almeida, do Rio de Janeiro, explica que o sentimento de ser mãe de pet tem a ver com diversos fatores.

Imagem Quiz:Você está preparado para adotar um pet? Faça o teste e descubra!

Você está preparado para adotar um pet? Faça o teste e descubra!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

“Algumas pessoas podem ter um sentimento de substituição de um desejo não realizado. Pode ser também que a relação constante de companhia, afeto e interação leve a uma conexão emocional profunda entre a tutora e o pet”, revela. Então sim: esse vínculo que é criado com os animais é totalmente válido e não deve ser desmerecido.

A tutora Nayanne Louise se autointitula mãe de pet e não imagina como é a vida sem o seu cachorrinho Salvador, um vira-lata preto. “Acredito que a partir do momento em que você tem um bichinho que vive junto, faz parte da sua rotina, exige cuidado com dedicação e te retribui com amor e companhia, por que uma palavra se torna tão importante para definir uma relação?”

cachorro vira-lata preto com a língua de fora andando ao ar livre

A polêmica do termo ‘mãe de pet’ envolve muitas questões

Muitas mães ‘de gente’ não se sentem confortáveis ao ouvir o termo ‘mãe de pet’, principalmente por conta das várias diferenças entre os dois tipos de ‘maternidade’. As mães, no geral, sofrem com inúmeras questões que não afetam as mães de cachorro e gato na mesma proporção — seja no mercado de trabalho, na divisão das tarefas domésticas ou outras responsabilidades.

É por isso que a polêmica acaba surgindo. “Algumas pessoas podem crer que é uma desconsideração da relação mãe-filho, por achar que isso negligencia as complexidades únicas e vínculos emocionais entre as pessoas. Outras acham que é uma valorização excessiva dos animais. Mas o mais comum é achar que o termo acaba banalizando demais a maternidade, que leva mais complexidade na criação de um ser humano que de um pet”, justifica Walace.

Mesmo com tantas diferenças, é o amor e o cuidado que une as ‘mães de pet’

Nayanne reconhece que ser mãe de pet e mãe de humano não é exatamente a mesma coisa. Mas o amor que as mães sentem, e os cuidados que os ‘filhos’ precisam — sejam humanos ou animais — são bem parecidos. “São muitas diferenças, principalmente pelo que representa e implica ser uma mãe de humano na sociedade. Mas acredito que a principal responsabilidade comum aos dois lados seja manter um ser vivo, saudável e feliz. São tipos de 'cuidados' diferentes, mas não deixam de ser desafiadores, com suas dores e delícias”, comenta a tutora.

A veterinária comportamentalista Renata Bloomfield também vê a ‘maternidade pet’ como algo positivo e leva para o lado afetivo do termo, uma vez que o amor por cães e gatos libera um hormônio importante. “Geralmente as mães têm um cuidado maior, um olhar mais carinhoso pro seu filho — seja ele de quatro patas ou um ser humaninho. Então eu acho benéfico tanto pro animal quanto pra família, porque nessa relação você tem a liberação de ocitocina, assim como você tem com um bebê, com um filho. Eu, particularmente, não vejo problema nenhum em falar que é mãe de pet — isso vai muito de pessoa para pessoa. Eu falo que eu sou mãe de cachorro, mãe de gato e mãe de ser humaninho.”

É importante ter um certo cuidado com a humanização dos animais

Uma rotina saudável com um cãozinho ou com um gatinho deve se basear no respeito à individualidade desses animais. Os tutores devem entender os instintos selvagens de cada espécie, e não devem impor uma ‘humanização’ nos pets que fuja do que eles realmente são. No caso de Nayanne, por exemplo, a tutora tem os passeios como um grande aliado. “Todos os dias passeamos de manhã e à noite, antes do meu trabalho e depois que eu chego. Ele já está adaptado a essa rotina, mas quando eu chego é sempre uma festa.”

cachorro vira-lata preto olhando para foto

Por outro lado, tem quem comece a tratar cães e gatos como se fossem humanos, e isso pode não ser muito saudável para os pets. Sobre situações do tipo, a veterinária Renata alerta para a alimentação animal e uso de roupas contra a vontade dos bichinhos. Tentar impor uma dieta vegana ou vegetariana na rotina de gatos, que são carnívoros obrigatórios, por exemplo, é um erro. 

Para não ultrapassar os limites da relação humano-pet, a especialista destaca: “É sempre respeitar o cachorro ou o gato, tratar com muito amor e muito carinho, mas respeitando a espécie que ele é. Eu acho que toda mãe respeita o filho como ele é, então se o seu filho é um cachorro, respeite-o por ser um cachorro. Se é um gato, respeite-o por ser por ser um gato. É um ser humaninho, respeite-o por ser um ser humaninho. Acho que o respeito é o que vai fazer ser uma relação saudável”.

Mãe de pet também é mãe — e é importante não desmerecer esse sentimento

Existe sim um sentimento que é compartilhado entre todas as mães — sejam de pets, ou de humanos —, que é o amor. Há quem diga que não é a mesma coisa, mas a verdade é que o amor por cães, gatos e outros animais não deve ser desmerecido. Inclusive, existem alguns sinais de que o cachorro ou gato te considera a mãe dele, mostrando que essa é uma via de mão dupla.

“Muitas mulheres podem experienciar, de fato, o instinto maternal nessa dinâmica ao cuidar de um bichinho, independentemente de terem ou não filhos humanos, pois existe uma experiência significativa de responsabilidade e um sentimento profundamente gratificante nessas relações”, explica o psicólogo Walace.

Ele também orienta que é importante ter empatia, compaixão e respeito: “A maneira como as pessoas cuidam e se relacionam com seus animais de estimação é uma conexão de amor e cuidado extremamente válida.” Por isso, se você se considera uma típica mãe de pet, o Patas da Casa te deseja um feliz dia das mães de pet!

Cachorro

Esse alimento barato e milagroso promete aumentar a imunidade do cachorro doente. O que especialistas dizem?

A alimentação de cachorro, seja à base de ração ou não, desempenha um papel fundamental na saúde e bem-estar dos animais de estimaçã...

Comportamento

"Dinofauro" da vida real: cadela com mandíbula curta reproduz meme e ganha o coração da internet

Você se lembra do meme do dinofauro, aquele dinossauro de brinquedo azul com problema de dicção que ficou super conhecido no Faceboo...

Comportamento

Mulher vai abastecer o carro e se depara com a cena mais linda do mundo envolvendo frentista e vira-lata caramelo

Existem vários motivos para adotar um vira-lata caramelo. Um deles é porque esses cãezinhos se destacam bastante pelo carisma e doçu...

Gato

As 8 raças de gatos mais brincalhonas e que não dispensam uma boa diversão

Há quem acredite que os felinos não são fãs de brincadeiras devido a natureza sutil e independente da espécie, mas essa afirmação nã...

Cachorro

Esse alimento barato e milagroso promete aumentar a imunidade do cachorro doente. O que especialistas dizem?

A alimentação de cachorro, seja à base de ração ou não, desempenha um papel fundamental na saúde e bem-estar dos animais de estimaçã...

Comportamento

"Dinofauro" da vida real: cadela com mandíbula curta reproduz meme e ganha o coração da internet

Você se lembra do meme do dinofauro, aquele dinossauro de brinquedo azul com problema de dicção que ficou super conhecido no Faceboo...

Comportamento

Mulher vai abastecer o carro e se depara com a cena mais linda do mundo envolvendo frentista e vira-lata caramelo

Existem vários motivos para adotar um vira-lata caramelo. Um deles é porque esses cãezinhos se destacam bastante pelo carisma e doçu...

Gato

As 8 raças de gatos mais brincalhonas e que não dispensam uma boa diversão

Há quem acredite que os felinos não são fãs de brincadeiras devido a natureza sutil e independente da espécie, mas essa afirmação nã...

Ver todas