close
Cachorro

Linguagem canina: como os cães se comunicam entre si?

Entenda mais sobre a linguagem canina e como os doguinhos se comunicam
Entenda mais sobre a linguagem canina e como os doguinhos se comunicam

Você já parou para pensar como os cachorros se comunicam entre si? Entender sobre a linguagem canina é algo que faz muita diferença no cotidiano de uma família que tem bichinhos de estimação. A comunicação é algo essencial para uma boa convivência entre os animais e também dos pets com os humanos.

Muitas vezes, os tutores podem interpretar de maneira errônea os sinais corporais do cachorro. Apesar de parecer simples, a comunicação canina pode ser complexa, já que eles possuem diferentes maneiras de se expressarem. As principais formas de linguagem canina são pela comunicação olfativa, auditiva e visual. Para que você entenda tudo sobre isso, reunimos algumas informações que vão fazer você entender tudo que seu doguinho está querendo dizer para os outros cães que encontrar. 

Como funciona a comunicação olfativa na linguagem canina?

A comunicação olfativa é uma das principais formas de linguagem entre os cães. Possivelmente, essa é uma das formas de comunicação mais difícil de ser desvendada por nós humanos, principalmente porque não temos a mesma capacidade de olfato que eles. Mas é com os cheiros exalados que os cães podem transmitir informações como idade, sexo, doença e até mesmo se a fêmea está no cio ou não.

Essa forma de comunicação só é possível por conta dos feromônios, que são substâncias químicas que ficam em diferentes áreas do corpo dos doguinhos. Essas substâncias podem ser captadas por eles graças ao órgão de Jacobson, que fica na cavidade nasal e é responsável por passar essas informações para o cérebro.

Além da comunicação olfativa direta, que é quando um cãozinho se aproxima do outro e cheira seu bumbum ou bochechas, a linguagem canina pelo olfato também pode ocorrer de forma indireta, pois as informações também podem ser passadas pelo cheiro da urina e saliva dos doguinhos. Dessa forma, um cachorro não precisa de um contato direto com o outro para que haja a transmissão de informações. Isso explica o porquê dos cães passarem o passeio inteiro farejando cada cantinho da rua.

Latido de cachorro: como funciona a comunicação auditiva dos peludos?

A capacidade de emitir sons é um dos grandes pilares da linguagem canina. Os doguinhos possuem um grande repertório de vocalizações que pode se repetir em contextos diferentes. Por isso, é importante também prestar atenção nos sinais corporais do cachorro para entender de fato o que ele está querendo transmitir. Veja abaixo quais são as vocalizações mais comuns e seus significados:

  • Latido de cachorro: ele pode ocorrer por diferentes razões e é necessário que a linguagem corporal seja associada para contextualizar o significado da ação. O cão pode latir tanto para demonstrar euforia em uma brincadeira, como para avisar para que outra pessoa não invada seu território.
  • Uivo de cachorro: essa vocalização é instintiva e vem de herança dos lobos, que usam o uivo para localizar outros membros da alcateia, coordenar a caça e também como reconhecimento individual. Nos cães, o uivo também pode ser usado dessa maneira caso o doguinho esteja perdido ou o tutor esteja afastado dele. Por conta da domesticação, nem todos os cachorros são capazes de uivar.
  • Rosnado: indica que o cãozinho está incomodado com algo ou está se sentindo ameaçado.
  • Choramingar: é uma vocalização que funciona como um pedido de ajuda, muito comum nos cachorros filhotes.
  • Grito: usado quando o cão se assusta ou quando sente muita dor.
  • Suspiro: o cãozinho tende a suspirar para relaxar depois de uma situação de muito estresse ou de decepção, após não conseguir algo que esperava.
  • Ofegar: acontece quando cão está muito cansado, com calor ou estressado.
Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    O olfato do cachorro é um dos sentidos mais importantes para ele colher informações sobre outros cães
    O olfato do cachorro é um dos sentidos mais importantes para ele colher informações sobre outros cães

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Linguagem visual: qual o significado dos sinais corporais do cachorro?

    A linguagem visual dos cães são todos os gestos, posturas e movimentos corporais que expressam a sua intenção. Muitas vezes, para distinguir o que significam os sinais corporais do cachorro precisamos fazer a associação com outros sentidos, como a vocalização. Confira o significado de alguns movimentos corporais comuns:

    • Relaxamento: orelhas erguidas (mas não apontadas para frente), boca um pouco aberta, rabo abaixado e sem movimento.
    • Medo: rabo entre as pernas, orelhas abaixadas e cabeça e todo corpo inclinado para baixo.
    • Agressividade com intenção de ameaça ou ataque: pelos do dorso arrepiados, cauda para cima, orelhas eretas, pupilas dilatadas, dentes à mostra, corpo rígido e inclinado para frente.
    • Agressividade defensiva: pernas ligeiramente para trás com o rabo entre elas, orelhas para trás, pupilas dilatadas, boca completamente aberta, nariz enrugado, corpo inclinado levemente para baixo e para trás.

    Linguagem canina: os cães realmente se entendem entre si?

    Apesar do aspecto instintivo da linguagem canina, a forma como os cães se comunicam também pode ter influência das experiências que eles possuem ao longo de sua vida. Neste caso, um cãozinho que desde filhote não teve contato com outros cachorros tende a não entender completamente a comunicação de outros cães, abrindo margem para mais conflitos e desentendimentos. Por isso, é importante que a socialização dos cães seja feita desde cedo, dessa forma é mais fácil que o pet entenda a forma de comunicação adequada com outros animais e não apresente problemas na hora das interações.

    Redação: Hyago Bandeira

    Como treinar o Rottweiler para evitar comportamentos agressivos? Veja as dicas de um adestrador!

    Próxima matéria

    Como treinar o Rottweiler para evitar comportamentos agressivos? Veja as dicas de um adestrador!

    5 zoonoses que precisam da sua atenção: raiva canina, leishmaniose em cães e outras
    Saúde

    5 zoonoses que precisam da sua atenção: raiva canina, leishmaniose em cães e outras

    Raiva canina, leptospirose em cães, leishmaniose canina... todas as essas doenças graves que atingem os cachorros têm algo em comum: são zoonoses. Esse é o termo usado para descrever infecções ou doenças que podem ser transmitidas de animais para os seres humanos. Prevení-las (tanto em você quanto no seu animal) não é difícil, bastam alguns cuidados simples!

    Quais as diferenças nutricionais entre a ração para cães filhotes e adultos?
    Ração

    Quais as diferenças nutricionais entre a ração para cães filhotes e adultos?

    Se você tem um animal de estimação em casa, já deve ter questionado se tem problema oferecer uma ração para filhotes a um cachorro adulto ou vice-versa. Provavelmente já se perguntou também quais as diferenças entre cada tipo e qual o momento certo para fazer a transição sem prejudicar o crescimento do bichinho. É justamente esse o ponto: cada alimento tem particularidades nutricionais que contemplam as necessidades do animal para aquela fase específica da vida. Ou seja, a escolha do alimento certo é fundamental para garantir o desenvolvimento saudável do filhotinho ou para manter o cachorro adulto em sua melhor forma.

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?
    Adestramento

    Comportamento canino: como socializar cachorros com outros cães?

    A socialização de cães é uma das maiores preocupações dos donos de animais em geral. Saber que você pode levar o seu cachorrinho para locais públicos sem que ele fique agressivo ou amedrontado na presença de outros animais é o ideal, tanto para você, quanto para ele. Mesmo assim, por causa do instinto de liderança e territorialismo, muitos deles têm dificuldades para se relacionar em ambientes como esse. Por isso, o que não faltam são táticas e truques que você pode colocar em prática para ajudar no comportamento do seu cachorrinho. Confira, aqui embaixo, as dicas do Patas da Casa!

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Ver Todas >

    Border Collie merle: qual a explicação genética para o nascimento de cães com essa característica?
    Comportamento animal

    Border Collie merle: qual a explicação genética para o nascimento de cães com essa característica?

    O Border Collie merle tem uma variação de pelagem que encanta qualquer um, mas também traz muitas dúvidas. Qual a explicação para essa cor de cachorro? A pelagem merle deriva de algum problema genético? A saúde do pet é prejudicada por isso? São muitas perguntas, que nem sempre têm uma resposta fácil. O Border Collie merle tem um aspecto “marmorizado" na pelagem, que normalmente se apresenta nas versões blue merle (tons que variam do preto ao cinza misturado ao branco) e red merle (pelagem branca com tons avermelhados ou marrom). 

    Arranhador para gatos: benefícios, todos os tipos e modelos e como fazer
    Comportamento animal

    Arranhador para gatos: benefícios, todos os tipos e modelos e como fazer

    O arranhador para gatos é um acessório indispensável na casa de todo felino. Além de ser uma forma de estimular a interação do animal com o ambiente, o arranhador é um brinquedo divertido que ajuda a aliviar o incômodo das unhas crescendo e mantém os instintos primitivos dos pets. Existem vários tipos de arranhadores para gatos, feitos com diferentes materiais e que podem ser indicados de acordo com o padrão de comportamento do seu amiguinho. 

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?
    Comportamento animal

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?

    O cachorro que come fezes é uma situação que pode acontecer por diferentes motivos, mas sempre causa estranhamento entre os tutores. O hábito, também chamado de coprofagia canina, às vezes é encarado como algo engraçadinho, mas precisa de muita atenção. Isso porque a ingestão de fezes a longo prazo pode ser um verdadeiro problema para a saúde do seu amigo de quatro patas, que pode ser facilmente infectado por parasitas, bactérias e outros microrganismos presentes no dejeto.

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?
    Comportamento animal

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?

    O gato Siamês é uma das raças mais populares no Brasil. Já a raça de gato SRD (Sem Raça Definida), o famoso gato vira lata, também não fica para trás. Você com certeza já deve ter se esbarrado por aí com um filhote de gato vira-lata que tem as características do gato Siamês (olhos azuis, pelagem acinzentada e extremidades num tom mais escuro). Esse é um Siamês mestiço, conhecido como Sialata, uma mistura entre os dois. Mas como diferenciar os tipos de gatos siameses e vira-latas? 

    Ver Todas >