Saúde

Gato obeso: quando o aumento de peso indica um problema mais sério?

Gatos obesos são muito fofos, mas a obesidade pode apresentar doenças sérias! Descubra como evitar que o seu amigo fique acima do peso.
Gatos obesos são muito fofos, mas a obesidade pode apresentar doenças sérias! Descubra como evitar que o seu amigo fique acima do peso.

Os felinos já são animais considerados muito fofinhos. Se eles estão mais gordinhos, então, não há quem resista àquele charme. Mas, um gato obeso pode apresentar sérios problemas de saúde. Afinal, não é de sua natureza (e do biotipo) que estejam acima do peso. Até mesmo os gatos gigantes devem ter um peso compatível com seu tamanho para se manter saudável. Quer entender melhor os riscos que gatos obesos sofrem? Nós conversamos com a veterinária Madelon Chicre: ela explicou todos os problemas que podem vir com a obesidade e o que fazer caso o seu gatinho esteja com excesso de peso. Chega mais!

Gato obeso: como identificar se o bichano está acima do peso?

Alguns sinais podem te ajudar a identificar se o seu gatinho está fora do peso ideal, como explica a veterinária: “Para saber se um gato está obeso, devemos observá-lo com base na tabela de escore corporal”. O método apresenta nove números que indicam o tipo de corpo de um gato, sendo 1 considerado muito magro e 9, obeso. Um gato saudável e com o peso ideal costuma ficar no número 5 da tabela. Segundo Madelon, o ideal é conseguir sentir as costelas e o gato apresentar cintura.

Gatos obesos: entenda o significado dos números da tabela de escore corporal

1) Gato muito magro: é possível ver as costelas e os ossos da coluna e da bacia. O gatinho não apresenta nenhuma camada de gordura ou músculo pelo corpo e sua barriga fica para dentro;

2) O gato ainda não apresenta nenhuma camada de gordura ou músculo pelo corpo e continua com a barriga pra dentro. É possível ver as costelas do gato, os ossos da coluna e a cintura;

3) O gato já apresenta um pouco gordura na barriga, ainda que seja possível ver as costelas, ossos da coluna e a cintura;

4) Já não é possível ver as costelas do gato. A barriga ainda não aparece totalmente, apesar de já apresentar um pouquinho de gordura;

5) Não é possível ver as costelas, somente sentí-las. A barriga já não fica totalmente para dentro e o gato apresenta uma camada de gordura na região;

6) Não é possível ver as costelas do gatinho, mas ainda dá para sentí-la. A barriga já está mais redonda e há presença de gordura na barriga e no tronco do animal;

7) Não é possível ver as costelas e há dificuldade em sentí-las. A barriga do gatinho é redonda e com presença de gordura na região e no tronco;

8) Não é possível ver e nem sentir as costelas do felino. A barriga se encontra distendida e há gordura na região, no tronco e nas costas;

9) Gato obeso: Não é possível ver e nem sentir costelas, a barriga está distendida e há gordura em todo o corpo do animal.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Esse gato da foto equivale ao número 1 na tabela de escore corporal. Nesse caso, ele está extremamente magro.
    Esse gato da foto equivale ao número 1 na tabela de escore corporal. Nesse caso, ele está extremamente magro.
    O ideal é que o gatinho esteja no número 5 da tabela de escore corporal. Nem magro, nem com excesso de peso.
    O ideal é que o gatinho esteja no número 5 da tabela de escore corporal. Nem magro, nem com excesso de peso.
    Gatos obesos: esse felino da foto equivale ao número 9 da tabela de escore corporal. Ele está obeso e apresenta dificuldades de locomoção e para expressar seus comportamentos básicos, como se lamber. Nesse caso, ele precisa fazer uma dieta com acompanhamento de um veterinário.
    Gatos obesos: esse felino da foto equivale ao número 9 da tabela de escore corporal. Ele está obeso e apresenta dificuldades de locomoção e para expressar seus comportamentos básicos, como se lamber. Nesse caso, ele precisa fazer uma dieta com acompanhamento de um veterinário.
    Esse gato da foto equivale ao número 1 na tabela de escore corporal. Nesse caso, ele está extremamente magro.
    O ideal é que o gatinho esteja no número 5 da tabela de escore corporal. Nem magro, nem com excesso de peso.
    Gatos obesos: esse felino da foto equivale ao número 9 da tabela de escore corporal. Ele está obeso e apresenta dificuldades de locomoção e para expressar seus comportamentos básicos, como se lamber. Nesse caso, ele precisa fazer uma dieta com acompanhamento de um veterinário.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Gato obeso: o que fazer?

    Caso você perceba que o seu gatinho está obeso, o ideal é levá-lo ao veterinário para que ele possa entrar em uma dieta com rações específicas. O profissional também avaliará se ele não foi afetado por outro problema desencadeado pelo excesso de gordura. Uma das principais doenças que podem surgir é a diabetes felina: ela aparece quando ocorre um aumento da taxa de glicose no sangue do animal pela falta de insulina. O felino também pode apresentar problemas hepáticos, articulares e dermatológicos por causa do excesso de peso. 

    É possível que o médico veterinário recomende uma ração para gatos obesos da categoria medicamentosa depois de avaliar o escore corporal do bichano. Segundo a veterinária, as rações “light” e de “gatos castrados” são apenas para manutenção do peso e não para dieta.

    Como evitar a obesidade nos gatinhos?

    A falta de estímulos para o felino durante o dia a dia, somados a uma alimentação com ração de baixa qualidade, é uma das principais causas do aumento de peso. Por isso, é importante seguir a tabela de quantidade de comida diária que o seu gatinho pode comer. Essa tabela é encontrada nos versos do pacote de ração, sendo dividida pelo peso, idade de animal e nível de atividade. “O ideal é pesar a quantidade do dia, para que não ofereça uma quantidade maior que o necessário”, explica a veterinária. 

    A melhor maneira de evitar o excesso de peso no seu bichano é estimulando atividades de enriquecimento ambiental, com brinquedos e instalação de prateleiras e nichos para que ele possa escalar. Vale também investir em brincadeiras que façam ele se movimentar. Os petiscos e sachês para gatos devem ser oferecidos com moderação.

    Redação: Júlia Cruz

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Próxima matéria

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Como ajudar seu gato obeso a perder peso? Veja algumas dicas!
    Saúde

    Como ajudar seu gato obeso a perder peso? Veja algumas dicas!

    A obesidade é um dos problemas mais comuns quando se trata da saúde dos gatos. Como os felinos são naturalmente mais preguiçosos e gostam de passar boa parte do dia deitados, a falta de exercícios físicos muitas vezes acaba deixando o gato gordo. Se isso for atrelado à uma alimentação inadequada, o quadro se torna ainda mais difícil de evitar. Então, como reverter essa situação e ajudar o gato obeso a perder peso? Que tipos de brincadeiras e exercícios podem começar a fazer parte da rotina desses felinos? Existe algum tipo de ração para gatos obesos? Para te guiar nessa tarefa, separamos algumas dicas que podem ajudar o seu gatinho a emagrecer. Dá só uma olhada!

    Gato vomitando ração? Entenda os problemas que o vômito pode indicar
    Vômito

    Gato vomitando ração? Entenda os problemas que o vômito pode indicar

    Desde um simples estresse até doenças gastrointestinais: muitos motivos podem estar por trás do vômito em gatos. No caso do gato vomitando ração, o problema se manifesta um tempo depois do animal se alimentar: geralmente ele coloca para fora uma massa de ração com coloração marrom ou pedacinhos do alimento mastigados. Isso ocorre quando o sistema digestivo não consegue processar a ração de forma adequada - metabolismo lento e intolerância alimentar também podem ser algumas causas desse tipo de vômito. Para entender melhor o problema, conversamos com a Luciana Capirazzo, que é especialista em felinos do Grupo Vet Popular.

    Cachorro obeso: como ajudar o animal a perder peso?
    Saúde

    Cachorro obeso: como ajudar o animal a perder peso?

    A obesidade canina é um problema bem comum entre os cães. Assim como em seres humanos, o excesso de gordura pode provocar diversos problemas de saúde - como doenças cardíacas e hepáticas -, além de diminuir a qualidade de vida do animal. Por isso, é importante estar atento aos sinais de que seu cachorro está ganhando peso e começar a pensar em mudanças de hábitos na rotina dele. Quer saber como evitar a obesidade canina e ajudar seu cachorro a perder peso? O Patas da Casa listou 4 dicas para ajudar o seu amigo a emagrecer.

    Gato bebendo água em excesso é normal? Pode indicar algum problema de saúde?
    Saúde

    Gato bebendo água em excesso é normal? Pode indicar algum problema de saúde?

    Você notou que o seu gato bebendo água em excesso? Isso por ser algo normal – um sinal de que o tempo está mais quente, por exemplo –, mas também pode indicar que alguma doença mais grave está afetando o seu bichinho. Diabetes felina, insuficiência renal em gatos ou alterações na tireoide são alguns possíveis motivos do gato bebendo mais água que o normal. Entenda mais!

    Ver Todas >

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet
    Saúde animal

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Lidar com um cachorro estressado é algo delicado e que requer muita paciência e atenção por parte do tutor: cães que sofrem com estresse e ansiedade tem maiores chances de ficarem doentes. Assim como os humanos, os sinais de um cachorro estressado costumam afetar diretamente a saúde do animal. Causado por diferentes gatilhos, é necessário sempre observar o que deixa o cachorro estressado para evitar que esse sentimento invada a rotina do seu amigo. 

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?
    Saúde animal

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Se você é um gateiro, com certeza já ouviu falar sobre o perigo das doenças renais nos felinos. Se os cuidados são importantes em qualquer fase de vida do pet, no caso de um gato com insuficiência renal a preocupação é maior ainda. A insuficiência renal em gatos é uma doença que acomete principalmente os felinos idosos, mas também pode ser comum em outras idades e também na raça de gato Persa, que possui predisposição genética para esse tipo de problema. 

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >