Saúde

Gato lacrimejando? Quais problemas as lágrimas em excesso podem indicar?

Descubra o que o seu gato com olho lacrimejando pode ter
Descubra o que o seu gato com olho lacrimejando pode ter

Assim como acontece com os humanos, no mundo animal, as lágrimas podem significar uma série de coisas — e, no caso deles, nenhuma delas é um choro inofensivo. Um gato com olho lacrimejando geralmente está tendo uma reação involuntária do corpo e descobrir a causa desse problema é exatamente o que você vai precisar fazer com a ajuda do seu veterinário, principalmente se o sintoma se tornar muito constante. Para te ajudar a entender o que o olho do gato lacrimejando pode indicar, nós conversamos com a especialista de gatos do Grupo Vet Popular, Dra. Luciana Capirazzo. Dá uma olhada! 

Gato lacrimejando: o que pode causar o problema? 

Por causa da alta sensibilidade, o lacrimejamento é uma reação automática a qualquer coisa que gere incômodo na região dos olhos, como explica Luciana: “O excesso de lágrimas no felino pode indicar algum incômodo causado por afecção ou, até mesmo, corpo estranho, como cílios, grãos de areia ou pequenos cacos de vidro. É importante se atentar quando acontece”. 

O aspecto da secreção que sai dos olhos do seu gato nesse momento também pode dizer muita coisa sobre a causa do problema. Geralmente, as lágrimas de resposta por algo que está na região dos olhos e não deveria parecem muito com as nossas: são transparentes e fluidas. Quando elas têm o aspecto amarelado, mais denso e pegajoso, geralmente são sintomas de alguma doença viral, como a conjuntivite. Nesses casos, a ida ao veterinário é indispensável. 

Além da conjuntivite, existem outras infecções oculares nos gatos que podem causar o excesso de lágrimas. Saiba quais são algumas delas aqui embaixo: 

  • Clamídia ocular felina;

  • Uveíte;

  • Gripe felina;

  • Alergias diversas;

  • Úlcera de córnea.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Gato lacrimejando: a secreção transparente geralmente é relacionada a um corpo estranho
    Gato lacrimejando: a secreção transparente geralmente é relacionada a um corpo estranho
    O gato com olho lacrimejando pode ter alguma infecção viral
    O gato com olho lacrimejando pode ter alguma infecção viral
    Gato lacrimejando: a secreção transparente geralmente é relacionada a um corpo estranho
    O gato com olho lacrimejando pode ter alguma infecção viral

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Gato com olho remelando: quando é motivo para se preocupar?
    Saúde animal

    Gato com olho remelando: quando é motivo para se preocupar?

    Gato com remela no olho pode não ser nada demais, como também pode indicar uma situação mais grave. E convenhamos: quem tem um gato em casa, sabe bem como é necessário ter uma atençãozinha especial com a saúde do animal, até mesmo com uma simples remelinha. A coloração, por exemplo, é um aspecto importante na hora de decifrar o que a remela do gato indica. Entenda quando você deve se preocupar com essa situação e qual é o melhor momento para procurar a ajuda de um médico a seguir!

    Gato com olho lacrimejando: o que fazer? 

    Além de reparar no aspecto das lágrimas antes de fazer alguma coisa, você precisa ficar atento ao tempo em que o animal vai permanecer lacrimejando. Em casos simples de corpos estranhos no olho dele, o próprio organismo se encarrega de expulsar pela secreção. Quando isso acontece, o episódio de olho de gato lacrimejando não dura mais do que uma hora. Ao ultrapassar esse intervalo de tempo, não importa a razão, a indicação é a mesma: “o ideal é que o tutor leve animal ao médico veterinário para que o mesmo possa avaliar e instituir o protocolo mais adequado para o caso”, afirma Luciana. 

    Mesmo que você consiga identificar que há algum corpo estranho no olho do seu gato, se ele não sair naturalmente, não tente retirar em casa: ele pode ser a causa da uma infecção que precisa ser diagnosticada e tratada pelo veterinário. Além disso, sem instrução, você pode acabar piorando o caso do seu gato no processo — esperar a ajuda especializada é o melhor a fazer.  

    No caso das lágrimas causadas por alguma doença, vale a pena ficar atento a outros sintomas que o animal também pode ter para facilitar o diagnóstico do veterinário: “Afecções virais podem manifestar alterações sistêmicas como a febre, os espirros e inapetência (falta de apetite)”, conta Luciana. Também pode ser comum que o gato fique com a região dos olhos avermelhadas, inchadas, tenha sensibilidade à luz e fique letárgico. 

    Posso limpar o olho do gato lacrimejando? 

    Independente da causa, o ideal é esperar a instrução do veterinário antes de aplicar qualquer tipo de colírio ou dar algum medicamento para o seu gato. Administrar o remédio errado, nesse caso, pode causar diferentes sequelas para o seu animal. O máximo que você pode fazer para limpar ao redor dos olhos do animal depois de muita secreção é usar um algodão com soro fisiológico: passe delicadamente apenas nas áreas em que a lágrima tiver escorrido, nunca dentro do globo ocular do seu gato.

    Redação: Ariel Cristina Borges

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?

    Próxima matéria

    O gato estressado tem mais chances de ficar doente?

    Gato obeso: quando o aumento de peso indica um problema mais sério?
    Saúde

    Gato obeso: quando o aumento de peso indica um problema mais sério?

    Os felinos já são animais considerados muito fofinhos. Se eles estão mais gordinhos, então, não há quem resista àquele charme. Mas, um gato obeso pode apresentar sérios problemas de saúde. Afinal, não é de sua natureza (e do biotipo) que estejam acima do peso. Até mesmo os gatos gigantes devem ter um peso compatível com seu tamanho para se manter saudável. Quer entender melhor os riscos que gatos obesos sofrem? Nós conversamos com a veterinária Madelon Chicre: ela explicou todos os problemas que podem vir com a obesidade e o que fazer caso o seu gatinho esteja com excesso de peso. Chega mais!

    Gato bebendo água em excesso é normal? Pode indicar algum problema de saúde?
    Saúde

    Gato bebendo água em excesso é normal? Pode indicar algum problema de saúde?

    Você notou que o seu gato bebendo água em excesso? Isso por ser algo normal – um sinal de que o tempo está mais quente, por exemplo –, mas também pode indicar que alguma doença mais grave está afetando o seu bichinho. Diabetes felina, insuficiência renal em gatos ou alterações na tireoide são alguns possíveis motivos do gato bebendo mais água que o normal. Entenda mais!

    Gato com dor na coluna: como identificar e quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde

    Gato com dor na coluna: como identificar e quais problemas o sintoma pode indicar?

    Como perceber os sinais de um gato com dor na coluna? De maneira geral, pode ser muito difícil identificar uma condição dolorosa nos felinos; afinal, eles têm uma tendência natural de esconder a dor, dificultando o diagnóstico e o cuidado adequado quando mais precisam. Por isso, é crucial observar qualquer mudança física e de comportamento do gato para determinar se ele está precisando de ajuda para tratar uma enfermidade.

    Cachorro mancando? Veja quais problemas de saúde o sintoma pode indicar
    Saúde

    Cachorro mancando? Veja quais problemas de saúde o sintoma pode indicar

    Quem tem um cão em casa, sabe bem o quanto brincar, correr e saltar são atividades saudáveis presentes no dia a dia do animal. Sendo assim, encontrar o cachorro mancando pode ser um sinal de que algo não vai bem com o seu pet. Desde um simples machucado à quadros mais graves, como displasia coxofemoral e artrite, o sintoma pode indicar várias condições diferentes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer comportamento diferente no seu amigo. Para entender um pouco mais sobre o que causa esse problema e como tratá-lo, separamos os principais problemas de saúde que o sintoma pode indicar.

    Ver Todas >

    Queda de pelo em gatos: quando o problema deixa de ser normal?
    Saúde animal

    Queda de pelo em gatos: quando o problema deixa de ser normal?

    Encontrar pelo de gato caídos pela casa - seja em cima do sofá, da cama ou até mesmo presos às roupas - é uma situação bastante comum para quem tem um felino em casa. Mas quando isso começa a acontecer com uma frequência e quantidade maior do que o normal, é importante ficar atento. A queda de pelo em gatos pode ter diferentes causas, mas nem sempre é motivo de preocupação. Então, como saber diferenciar uma queda de pelos em gatos normal de um quadro mais grave? Quando se trata da queda de pelos em gatos, o que pode ser?

    Refluxo em cachorro: veja algumas dicas para evitar o incômodo
    Saúde animal

    Refluxo em cachorro: veja algumas dicas para evitar o incômodo

    Assim como os humanos, o cachorro tem refluxo e pode precisar de algumas adaptações para aliviar o incômodo. Várias causas estão ligadas ao problema: uso de medicamentos, comer muito rápido, alterações na alimentação, obstrução e até mesmo fatores hereditários - como é o caso de algumas raças com predisposição. O refluxo em cães ocorre quando o conteúdo do estômago volta para a boca por meio do esôfago e de forma totalmente involuntária.

    5 sinais que indicam o cachorro com verme
    Saúde animal

    5 sinais que indicam o cachorro com verme

    O verme em cachorro é um dos problemas mais comuns enfrentados pelos pais e mães de pet de plantão. É super importante que você mantenha o vermífugo do cachorro sempre em dia e respeitando o intervalo entre as doses. Essa atitude preventiva é um dos principais métodos para evitar que o seu cãozinho fique doente. Embora normalmente não seja um quadro grave, os parasitas podem trazer uma série de incômodos, como o cachorro com diarreia, vômito e dores. 

    Disfunção cognitiva canina: veterinário neurologista explica as características da síndrome
    Saúde animal

    Disfunção cognitiva canina: veterinário neurologista explica as características da síndrome

    Ter um cachorro idoso que não responde mais a certos comandos, que voltou a fazer xixi e cocô no lugar errado ou que parece ter perdido um pouco da noção espacial pode ser mais sério do que se imagina. A síndrome da disfunção cognitiva canina é uma condição que costuma atingir cães mais velhos, principalmente a partir dos 7 anos de idade, e que acaba impactando bastante a vida desses animais.

    Ver Todas >