close
Saúde

Emergência veterinária: 5 situações com seu felino que precisam de atendimento imediato

Atualizado · 08 de junho de 2021 · 18h00

Publicado · 08/06/2021 · 18h00

Alguns casos veterinários precisam de atendimento o mais rápido possível
Alguns casos veterinários precisam de atendimento o mais rápido possível

Todo tutor de gato quer manter seu pet saudável e recebendo os melhores os cuidados possíveis. Situações de emergência veterinária, porém, podem acabar acontecendo e é preciso estar preparado para lidar com elas. Em alguns casos, como gato engasgado e gato envenenado, o atendimento imediato é essencial para salvar a vida do seu bichinho. Por isso, é importante saber quais cenários de emergência veterinária necessitam de um atendimento especializado urgente.

1) Gato engasgado: a obstrução das vias impede a passagem de ar

O gato engasgado precisa ser atendido com muita rapidez por ser uma condição muito perigosa. Quando o gato engasga é sinal de que suas vias aéreas estão bloqueadas, impedindo a passagem de ar. Se o atendimento demorar muito a acontecer, a respiração pode ficar completamente comprometida. É preciso, então, desobstruir as vias aéreas o mais rápido possível, retirando da garganta do pet o que causou o engasgo e a falta de ar.

Geralmente, objetos como brinquedos e bolas de pelo, além de alimentos que não foram engolidos corretamente, são as causas para o gato engasgado. O que fazer quando isso acontece? Caso precise agir rapidamente, o próprio tutor pode tentar desengasgar o gato com a Manobra de Heimlich. Mas mesmo que a faça, leve o gato ao veterinário o mais rápido possível para não deixar sequelas. Essa emergência veterinária precisa receber cuidado especializado o mais rápido possível para que a saúde do gatinho não fique comprometida.

2) Gato com dificuldade de respirar pode significar vários problemas e requer atendimento urgente

O gato com dificuldade de respirar pode significar diversos problemas no trato respiratório do animal. Esse quadro significa que o oxigênio não está conseguindo passar, por isso, quanto mais tempo demorar para descobrir e tratar a causa da obstrução nas vias aéreas, mais grave o quadro pode se tornar. Existem muitas possibilidades que explicam o gato com falta de ar, dentre elas estão a pneumonia, processos alérgicos, rinotraqueíte viral felina, edema pulmonar e inalação de gás tóxico. Os principais sinais que o gato com dificuldade de respirar apresenta são respiração com a boca aberta ou irregular, tosse, ficar arfando e chiado quando respira.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Gato engasgado, envenenado e com falta de ar são exemplos de situações que merecem urgência
    Gato engasgado, envenenado e com falta de ar são exemplos de situações que merecem urgência

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    3) Parada cardiorrespiratória no gato requer atendimento imediato

    Uma emergência muito séria que requer atendimento imediato é a parada cardiorrespiratória. Além dos sintomas comuns do gato com dificuldade de respirar, o animal vai apresentar língua e gengivas mais escuras - de coloração roxa -, espasmos, perda rápida da consciência, pupilas dilatadas, diminuição da frequência cardíaca e perda da força muscular. Durante uma parada cardiorrespiratória, o bombeamento normal de sangue no coração do felino é impedido, interrompendo o fluxo sanguíneo e  o transporte de nutrientes e oxigênio para as células. As causas mais comuns são alergias severas, obstrução respiratória, queimaduras graves e traumas. Ao apresentar esses sinais, o gato precisa ser levado ao veterinário urgentemente para receber suporte médico adequado. 

    4) Gato envenenado: ingestão de toxinas e venenos causam intoxicação grave

    Os gatos são muito curiosos e podem acabar ingerindo substâncias que fazem mal à saúde. Alguns produtos e alimentos que temos em casa fazem extremamente mal ao bichinho, causando uma intoxicação em gatos grave. Os sintomas de um gato envenenado costumam ser tremores, salivação intensa, pupilas dilatadas, febre e vômito. Por isso, é importante saber quais alimentos de humanos o gato não pode comer e quais produtos devem ser mantidos distantes dos pets.

    Dentre as toxinas e venenos mais comuns ingeridas pelo gato envenenado estão as encontradas em produtos de limpeza (como água sanitária e sabão), inseticidas, plantas tóxicas (como eucalipto, lírio e azaleia), medicamentos para humanos (como paracetamol) e alimentos como cebola, alho e chocolate. Ao ver um gato envenenado, o que fazer? Leve o animal ao veterinário imediatamente Se possível, descubra o que deixou o gato intoxicado e avise ao médico.

    5) Fratura é uma emergência veterinária que precisa de atendimento imediato

    O gato pode sofrer fratura após sofrer um trauma, como atropelamento ou acidente doméstico. Uma queda pode ser o suficiente para fraturar um membro ou a coluna do bichinho, principalmente os de pequeno porte. Se acontecer, você deve evitar mexer nele, pois algum órgão interno pode ter sido machucado também. Além disso, o gato fica nervoso e agitado, então pode tentar te arranhar. A demora no atendimento d emergência veterinária pode dificultar uma possível cirurgia que precise ser feita e a chance de melhora das funções motoras. Por isso, o ideal é chamar o veterinário para fazer o atendimento imediato. Enquanto espera, você pode imobilizar o membro afetado de forma reta, com a ajuda de algum objeto como um pedaço de papelão. Caso a fratura seja exposta, cubra-a com pano úmido e não mexa para evitar hemorragia.

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Próxima matéria

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência
    Saúde

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência

    Ainda que os gatos sejam animais que passam praticamente toda a vida dentro de casa, eles não estão imunes a acidentes. Engasgo, intoxicação, envenenamento, convulsões ou atropelamento: em todos os casos, o tutor precisa de conhecimento para agir imediatamente. Pode ser difícil no momento de desespero, mas é essencial manter a calma para ajudar o seu amigo antes de correr para o veterinário mais próximo. Para te ajudar a se preparar para situações de emergência com o seu gatinho, o Patas da Casa preparou um guia completo de primeiros socorros com a ajuda do médico veterinário Frederico Lima. Confira!

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande
    Grandes

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande

    O Bernese Mountain é um cachorro grande com um charme irresistível. No Brasil, ele também é conhecido como Boiadeiro de Berna, Boiadeiro Bernês ou apenas Bernese, para os íntimos. Embora não seja um dos mais populares, esse cãozinho tem várias qualidades: ele é muito ágil, atlético, companheiro e já foi muito utilizado como cão de pastoreio no passado. Como a raça Bernese surgiu na Suíça, também tem alta resistência às baixas temperaturas.

    Ver Todas >

    Gato com diarreia: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com diarreia: o que fazer?

    O gato com diarreia é motivo de preocupação, pois este é um forte indicativo de que algo não vai bem no sistema digestivo do seu felino. A diarreia em gatos pode atingir desde o filhote ao gato adulto e saber como prevenir ou agir neste momento, até a próxima visita ao veterinário, pode ajudar o seu pet a lidar com esse problema que pode ser muito desagradável aos felinos e tutores. O Patas da Casa reuniu algumas informações muito importantes para ajudar você, que busca evitar mais sofrimento ao felino, mas não sabe oque fazer ao ver seu gato com diarreia.

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?
    Saúde animal

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?

    Normalmente, o cocô de cachorro apresenta uma coloração amarronzada e consistência firme. Quando sua aparência se torna diferente, é importante ligar o sinal de alerta. Um dos problemas mais observados é a presença de sangue nas fezes do cachorro. Porém, existe outra condição comum que chama a atenção: as fezes de cachorro com gosma. Existem diversos motivos por trás dessa condição. Muitas vezes, as fezes de cachorro com muco são apenas consequência de mudanças alimentares. 

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer
    Saúde animal

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer

    Devido a sua sensibilidade e exposição, o pênis de cachorro, sem um cuidado e higiene adequados, pode desenvolver algumas infecções. Além de ocasionar graves ferimentos ao órgão do animal, esses males podem comprometer o pênis do cachorro e trazer muita dor, principalmente no momento de urinar. Para evitar este sofrimento ao seu pet, é importante inspecionar a saúde geral do animal.

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?
    Saúde animal

    Otohematoma em cães: o que é a doença que deixa a orelha de cachorro inchada?

    O otohematoma é uma doença que acomete a orelha de cachorro e causa bastante incômodo no animal. Apesar do termo não ser tão conhecido, o otohematoma em cães é bastante comum. A orelha inchada de cachorro é um dos principais sintomas dessa condição que costuma aparecer quando o cão está com outra doença base. O Patas da Casa conversou com o médico veterinário especialista em dermatologia Roberto Teixeira. 

    Ver Todas >