close
Saúde

Emergência veterinária: 5 situações com seu felino que precisam de atendimento imediato

Atualizado · 08 de junho de 2021 · 18h00

Publicado · 08/06/2021 · 18h00

Alguns casos veterinários precisam de atendimento o mais rápido possível
Alguns casos veterinários precisam de atendimento o mais rápido possível

Todo tutor de gato quer manter seu pet saudável e recebendo os melhores os cuidados possíveis. Situações de emergência veterinária, porém, podem acabar acontecendo e é preciso estar preparado para lidar com elas. Em alguns casos, como gato engasgado e gato envenenado, o atendimento imediato é essencial para salvar a vida do seu bichinho. Por isso, é importante saber quais cenários de emergência veterinária necessitam de um atendimento especializado urgente.

1) Gato engasgado: a obstrução das vias impede a passagem de ar

O gato engasgado precisa ser atendido com muita rapidez por ser uma condição muito perigosa. Quando o gato engasga é sinal de que suas vias aéreas estão bloqueadas, impedindo a passagem de ar. Se o atendimento demorar muito a acontecer, a respiração pode ficar completamente comprometida. É preciso, então, desobstruir as vias aéreas o mais rápido possível, retirando da garganta do pet o que causou o engasgo e a falta de ar.

Geralmente, objetos como brinquedos e bolas de pelo, além de alimentos que não foram engolidos corretamente, são as causas para o gato engasgado. O que fazer quando isso acontece? Caso precise agir rapidamente, o próprio tutor pode tentar desengasgar o gato com a Manobra de Heimlich. Mas mesmo que a faça, leve o gato ao veterinário o mais rápido possível para não deixar sequelas. Essa emergência veterinária precisa receber cuidado especializado o mais rápido possível para que a saúde do gatinho não fique comprometida.

2) Gato com dificuldade de respirar pode significar vários problemas e requer atendimento urgente

O gato com dificuldade de respirar pode significar diversos problemas no trato respiratório do animal. Esse quadro significa que o oxigênio não está conseguindo passar, por isso, quanto mais tempo demorar para descobrir e tratar a causa da obstrução nas vias aéreas, mais grave o quadro pode se tornar. Existem muitas possibilidades que explicam o gato com falta de ar, dentre elas estão a pneumonia, processos alérgicos, rinotraqueíte viral felina, edema pulmonar e inalação de gás tóxico. Os principais sinais que o gato com dificuldade de respirar apresenta são respiração com a boca aberta ou irregular, tosse, ficar arfando e chiado quando respira.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Gato engasgado, envenenado e com falta de ar são exemplos de situações que merecem urgência
    Gato engasgado, envenenado e com falta de ar são exemplos de situações que merecem urgência

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    3) Parada cardiorrespiratória no gato requer atendimento imediato

    Uma emergência muito séria que requer atendimento imediato é a parada cardiorrespiratória. Além dos sintomas comuns do gato com dificuldade de respirar, o animal vai apresentar língua e gengivas mais escuras - de coloração roxa -, espasmos, perda rápida da consciência, pupilas dilatadas, diminuição da frequência cardíaca e perda da força muscular. Durante uma parada cardiorrespiratória, o bombeamento normal de sangue no coração do felino é impedido, interrompendo o fluxo sanguíneo e  o transporte de nutrientes e oxigênio para as células. As causas mais comuns são alergias severas, obstrução respiratória, queimaduras graves e traumas. Ao apresentar esses sinais, o gato precisa ser levado ao veterinário urgentemente para receber suporte médico adequado. 

    4) Gato envenenado: ingestão de toxinas e venenos causam intoxicação grave

    Os gatos são muito curiosos e podem acabar ingerindo substâncias que fazem mal à saúde. Alguns produtos e alimentos que temos em casa fazem extremamente mal ao bichinho, causando uma intoxicação em gatos grave. Os sintomas de um gato envenenado costumam ser tremores, salivação intensa, pupilas dilatadas, febre e vômito. Por isso, é importante saber quais alimentos de humanos o gato não pode comer e quais produtos devem ser mantidos distantes dos pets.

    Dentre as toxinas e venenos mais comuns ingeridas pelo gato envenenado estão as encontradas em produtos de limpeza (como água sanitária e sabão), inseticidas, plantas tóxicas (como eucalipto, lírio e azaleia), medicamentos para humanos (como paracetamol) e alimentos como cebola, alho e chocolate. Ao ver um gato envenenado, o que fazer? Leve o animal ao veterinário imediatamente Se possível, descubra o que deixou o gato intoxicado e avise ao médico.

    5) Fratura é uma emergência veterinária que precisa de atendimento imediato

    O gato pode sofrer fratura após sofrer um trauma, como atropelamento ou acidente doméstico. Uma queda pode ser o suficiente para fraturar um membro ou a coluna do bichinho, principalmente os de pequeno porte. Se acontecer, você deve evitar mexer nele, pois algum órgão interno pode ter sido machucado também. Além disso, o gato fica nervoso e agitado, então pode tentar te arranhar. A demora no atendimento d emergência veterinária pode dificultar uma possível cirurgia que precise ser feita e a chance de melhora das funções motoras. Por isso, o ideal é chamar o veterinário para fazer o atendimento imediato. Enquanto espera, você pode imobilizar o membro afetado de forma reta, com a ajuda de algum objeto como um pedaço de papelão. Caso a fratura seja exposta, cubra-a com pano úmido e não mexa para evitar hemorragia.

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência
    Saúde

    Primeiros socorros para gatos: saiba tudo o que você precisa fazer em situações de emergência

    Ainda que os gatos sejam animais que passam praticamente toda a vida dentro de casa, eles não estão imunes a acidentes. Engasgo, intoxicação, envenenamento, convulsões ou atropelamento: em todos os casos, o tutor precisa de conhecimento para agir imediatamente. Pode ser difícil no momento de desespero, mas é essencial manter a calma para ajudar o seu amigo antes de correr para o veterinário mais próximo. Para te ajudar a se preparar para situações de emergência com o seu gatinho, o Patas da Casa preparou um guia completo de primeiros socorros com a ajuda do médico veterinário Frederico Lima. Confira!

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande
    Grandes

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande

    O Bernese Mountain é um cachorro grande com um charme irresistível. No Brasil, ele também é conhecido como Boiadeiro de Berna, Boiadeiro Bernês ou apenas Bernese, para os íntimos. Embora não seja um dos mais populares, esse cãozinho tem várias qualidades: ele é muito ágil, atlético, companheiro e já foi muito utilizado como cão de pastoreio no passado. Como a raça Bernese surgiu na Suíça, também tem alta resistência às baixas temperaturas.

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >