Saúde

Dermatite em gatos: saiba mais sobre a atopia e como tratar

Dermatite em gatos: a coceira intensa é o principal sintoma do problema
Dermatite em gatos: a coceira intensa é o principal sintoma do problema

A dermatite em gatos pode ser bem comum. Assim como os cães, os felinos podem apresentar reações alérgicas provocadas por diversos agentes alérgenos, como poluição, ácaros, pólens, fungos e até produtos químicos. A dermatite atópica nos gatinhos se caracteriza pela irritação da pele, que pode vir acompanhada de feridas e até queda de pelos. A maioria dos estudos indicam que o desenvolvimento do problema no organismo do animal tem um fator genético - ou seja, é passado da fêmea ou do macho para os filhotes. Abaixo, conheça mais sobre a dermatite em gatos e saiba como identificar e como tratar a doença!

Como identificar a dermatite atópica nos gatinhos?

A coceira intensa é o sinal mais comum de que o seu bichano pode estar tendo uma reação alérgica, mas é preciso juntar outros fatores para determinar um diagnóstico correto, já que isso pode indicar uma série de problemas. Por isso, ao perceber qualquer coisa estranha no corpo do seu gato, não deixe de levá-lo ao veterinário para uma avaliação.

A intensidade das coceiras pode ser um alerta: se o seu gatinho não para de buscar uma forma de aliviar o incômodo, seja com a pata, dentes, língua ou se esfregando demais nos móveis e objetos, pode ser um caso de dermatite. Com isso, é “normal” que ele apareça com feridas ou arranhões pelo corpo causados por essa eterna tentativa de acabar com a coceira. Além desses já mencionados, outros sintomas também podem surgir, como:

  • Otite e outras infecções na região do ouvido
  • Falha de pelo (alopécia)
  • Aparecimento de caroços na pele
  • Lambedura em excesso da região machucada
  • Manchas vermelhas nas patas, orelhas, face, axila e barriga
  • Pele irritada
Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    As próximas imagens são fortes.
    As próximas imagens são fortes.
    Dermatite em gatos pode causar falha de pelo e problemas de otite
    Dermatite em gatos pode causar falha de pelo e problemas de otite
    A dermatite atópica causa feridas, manchas vermelhas, caroços na pele e irritação.
    A dermatite atópica causa feridas, manchas vermelhas, caroços na pele e irritação.
    Dermatite: gato precisa receber tratamento para controle da doença pelo resto da vida
    Dermatite: gato precisa receber tratamento para controle da doença pelo resto da vida
    As próximas imagens são fortes.
    Dermatite em gatos pode causar falha de pelo e problemas de otite
    A dermatite atópica causa feridas, manchas vermelhas, caroços na pele e irritação.
    Dermatite: gato precisa receber tratamento para controle da doença pelo resto da vida

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Dermatite em gatos: tratamento é essencial para controlar o problema

    A dermatite atópica é um problema que costuma ser recorrente. Afinal, muitas vezes não há como evitar o contato do animal com o alérgeno. A doença não tem cura, mas pode ser controlada com o acompanhamento recorrente de um veterinário. Ou seja, se trata de proporcionar mais qualidade de vida ao animal! É importante seguir todas as indicações de medicações e recomendações de cuidados com o felino. 

    Normalmente, o tratamento da dermatite em gatos é determinado pela gravidade e áreas afetadas e varia com o uso de corticóides, imunoterapias ou shampoos específicos. Pode ser necessário também fazer uma mudança na dieta do seu gatinho. Converse com o seu veterinário de confiança!

    Dermatite em gatos: como prevenir as crises?

    Nem sempre é possível conter a ação de alguns elementos externos que “ativam” a dermatite atópica nos gatinhos, mas você pode tomar algumas atitudes para prevenir as crises de alergia. Veja algumas dicas

    • Mantenha o ambiente sempre limpo

    Manter a casa e locais em que o gatinho circula sempre limpos é a principal forma de prevenir a dermatite em gatos. Aspiradores de pó e limpezas diárias podem ajudar nesse controle, assim como manter o ambiente sempre arejado. No caso dos ácaros, você pode evitar a proliferação do ambiente com a retirada de almofadas, tapetes e mantas da área onde o felino permanece - já que são os maiores acumuladores desses parasitas - ou utilizar produtos específicos para acabar com o problema. A caminha do gato também precisa ser feita com tecidos hipoalergênicos. 

    • Evite plantas e flores no local onde o gatinho mora

    O pólen das flores é um alérgeno comum causador da dermatite atópica nos gatos. Por isso, você pode abrir mão de ter certas plantas dentro de casa. Além de tudo, algumas podem ser extremamente tóxicas para animais. Sempre pesquise antes de levar uma nova planta para casa. 

    • Use produtos de limpeza hipoalergênicos

    Os gatos, ainda que gostem muito de ficar em lugares mais altos, também podem deitar e rolar no chão, se esfregando em produtos químicos que podem desencadear uma crise de alergia. É importante sempre escolher produtos de limpeza que são próprios para quem tem animais de estimação em casa. Apesar de serem mais caros que os produtos convencionais, vale o investimento para evitar esse incômodo no seu pet.

    • Faça um controle mensal de pulgas e carrapatos no bichano

    É importante manter o remédio antipulgas do seu gatinho sempre em dia, mesmo que ele não saia de casa. Você também pode optar pelo uso de coleiras específicas para afastar parasitas. Em todo o caso, fale antes com o veterinário para que ele possa recomendar a melhor opção para um animal alérgico.

    Redação: Júlia Cruz

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Próxima matéria

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza
    Raças

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza

    O Chartreux é uma de raça gato cinza bastante querida entre os apaixonados por felinos. E não é à toa, né? Extremamente dócil e carinhoso, é muito fácil entender o motivo por trás da paixão dos gateiros por esse bichano de pelagem cinza e focinho gordinho, o que lembra bastante um ursinho de pelúcia. No entanto, a características desse gatinho não se resumem apenas à sua aparência. Pensando nisso, reunimos aqui as principais informações sobre a origem, o temperamento, os cuidados e as curiosidades sobre o gato Chartreux. Vem se apaixonar por esse felino com a gente!

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato
    Raças

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato

    Já ouviu falar no gato Turkish Van? Também chamado de Van Turco ou o contrário, Turco Van, o animal desta raça é muito cobiçado e especial aos olhos dos amantes de felinos. Extremamente dócil e cativante, não é muito difícil entender por que as pessoas se apaixonam por esse bichano de pelagem felpuda e macia. Mas afinal, que outras características são típicas desta raça de gato? Como é a personalidade dele? Que cuidados são necessários no dia a dia do gatinho? Para desvendar todas essas questões, preparamos uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o Van Turco. Dá só uma olhada!

    Ver Todas >

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber
    Saúde animal

    Veja 5 fatos sobre a cadela no cio que você precisa saber

    A cadela no cio pode ser um momento delicado tanto para o tutor como para o pet. O período acaba gerando muitas curiosidades e dúvidas como: “com quantos meses a cadela entra no cio?” ou “de quanto em quanto tempo a cadela entra no cio?”. Saber as respostas para todos esses questionamentos vai ajudar o tutor do cachorro a lidar com o período. 

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT
    Saúde animal

    Tumor venéreo transmissível: 5 coisas que você precisa entender sobre o TVT

    O tumor venéreo transmissível, que também é chamado de TVT, tumor de Sticker ou sarcoma infeccioso, é uma neoplasia pouco conhecida pelos pais de pets. Esse problema de saúde costuma ser mais comum em animais abandonados, mas nada impede que cachorros que vivam em apartamento sejam infectados pela doença venérea. O TVT em cães é grave e fácil de ser transmitido.

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos
    Saúde animal

    Bronquite em gatos: 5 sinais da doença respiratória que atinge os felinos

    Muitas podem ser as causas de um gato tossindo, desde uma bola de pelo presa na garganta até uma alergia a alguma substância que ele teve contato. Porém, na maioria dos casos, o gato com tosse é sinal de problema respiratório - que pode ser leve, como uma gripe simples, ou grave, como uma pneumonia. Dentre as doenças respiratórias que mais acometem os bichanos, a bronquite felina é uma das que precisam de mais atenção. 

    Ver Todas >