Já reparou que o focinho de gato tem algumas linhas desenhadas na superfície? Apesar de parecer ser só mais um detalhe para deixar o nariz de gato ainda mais fofinho, esses desenhos têm, sim, uma explicação: eles são considerados as impressões digitais dos felinos. No entanto, muita gente não sabe muito bem como isso funciona e muito menos para que servem essas digitais na prática. Ficou curioso para entender sobre o assunto? A seguir, te contamos mais sobre essa e outras curiosidades de gatos (focinho pode ser uma região surpreendente!).

Focinho de gato: como funcionam as impressões digitais?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O focinho de gato tem diferentes funções e é um dos órgãos mais importantes da anatomia felina. É por meio dele que os felinos conseguem respirar e sentir cheiros. O que poucos sabem é que também é nessa região que se encontram as impressões digitais dos gatos. Nariz de cada animal é único, e funciona da mesma maneira que as digitais dos humanos. A única diferença é que enquanto as nossas digitais ficam nas pontas dos dedos, as dos gatos - assim como as impressões digitais dos cachorros - ficam no focinho.

Essas digitais são formadas por pequenas linhas desenhadas bem em cima do nariz de gato. Cada padrão é exclusivo e único para cada pet. Isso significa que não é possível ver dois gatinhos com duas impressões digitais iguais.

Com a digital do focinho, gato pode tirar “impressão” igual os humanos?

De certa forma, pode-se dizer que as digitais do focinho ajudam a identificar cada animal, já que cada padrão é único. Mas será que é possível fazer uma “impressão nasal” igual aos documentos de identidade? A verdade é que sim, até daria para fazer esse tipo de coisa, mas o custo ainda é muito caro, principalmente porque são utilizados equipamentos específicos - semelhantes à scanners - para a coleta dessas impressões.

A ideia de usar esses equipamentos é evitar o contato direto do focinho de gato com tintas que podem ser prejudiciais para o animal (ainda mais aqueles que têm a região mais fragilizada). Ainda assim, se a ideia é ajudar no processo de identificação do pet, existem outras alternativas que são igualmente seguras, como o microchip para cachorro e gato. Trata-se de um implante que é feito sob a pele do animal. Nele, o pet é associado a um código exclusivo e inalterável que contém todas as informações do bichinho.


O nariz de gato tem uma capacidade olfativa muito maior do que a dos humanos
O nariz de gato tem uma capacidade olfativa muito maior do que a dos humanos

Outras curiosidades sobre o nariz de gato

Se você já tocou no nariz do gato gelado, deve ter se perguntado por que essa região é mais fria e úmida do que o restante do corpo. Bom, uma das curiosidades por trás disso é que quando falamos dos gatos, nariz é uma área cheia de glândulas que produzem secreções. Quando essas secreções cobrem a superfície, o focinho fica naturalmente mais úmido e gelado. Isso ajuda a reter os odores, e ao mesmo tempo contribui para a regulação da temperatura corporal.

Por outro lado, se você encontrar o nariz de gato seco e não geladinho, é bom ligar o alerta! Dependendo de quanto tempo ficar assim, pode ser um indicativo de febre em gatos.

Outro fato curioso sobre o focinho de gato é que eles têm um olfato bem mais apurado do que nós. Enquanto os humanos têm cerca de 5 milhões de células olfativas, os felinos têm cerca de 67 milhões das mesmas células. Ou seja, eles têm uma capacidade de sentir cheiros muito maior do que qualquer pessoa.

Redação: Juliana Melo

Edição: Luana Lopes